Posts

Aprende como adaptar tu curriculum a los estándares canadienses

Aprenda como adaptar seu currículo aos padrões canadenses

Você sabia que os empregadores canadenses gastam, em média, 10 segundos para analisar cada currículo que recebem quando selecionam candidatos para entrevistas de  emprego? Isso mesmo! Você tem apenas alguns segundos para conseguir impressionar os recrutadores e convencer que você é um forte candidato para a vaga disponível. Já deu para perceber o quanto ter um currículo claro e dentro dos padrões canadenses é importante, não é mesmo?  

Porém, se você é recém-chegado ao país ou ainda não embarcou e não sabe como adaptar seu documento à nova realidade, não se preocupe! Nós estamos aqui para lhe ajudar.

Assim como no Brasil, o currículo canadense precisa informar ao empregador quem é o candidato, como ele poderá ser contactado, a posição desejada e as suas experiências e habilidades. No entanto, todas essas informações precisam estar organizadas, já que o empregador será influenciado não apenas pelo conteúdo de seu currículo, mas também pelo formato e aparência dele.

Atualmente, no Canadá, há três principais tipos de currículo: cronológico, funcional e uma combinação entre os dois primeiros. Todos esses tipos tem seus pontos fortes e limitações. É preciso escolher aquele que mais se encaixa em seu perfil e que mais valorize suas habilidades e experiências.

Veja abaixo as características de cada modelo:

Currículo Cronológico (Chronological Resume):

O currículo cronológico é o mais popular. Ele destaca vários empregos que você já teve durante a vida e uma lista das responsabilidades e funções de cada cargo de trabalho.

No entanto, apesar de ser o modelo mais tradicional de currículo, ele apresenta alguns pontos negativos e pode não ser a melhor opção em alguns casos. São eles:

  • Se o candidato tem pouca ou nenhuma experiência de trabalho
  • Se as suas experiências relacionadas com a posição que você deseja não são as mais recentes
  • Se você ficou muito tempo sem trabalhar ou sem estudar
  • Se a maioria dos seus empregos não foram mantidos por muito tempo

Currículo Funcional (Functional Resume)

O currículo funcional não é o mais popular atualmente, mas ele é ideal para aqueles que ficaram muito tempo sem trabalhar. Confira abaixo algumas características deste modelo de currículo:

  • Destaca as habilidades em vez dos trabalhos passados e empresas em que você trabalhou;
  • Enfatiza suas habilidades mais importantes e mostra exemplos de como você já as aplicou;
  • Não destaca as lacunas em sua história de trabalho (caso existam);

Currículo Combinado (Combined Resume)

Como o próprio nome já diz, este tipo de currículo combina as melhores características dos dois modelos anteriores: cronológico e funcional. Ele é bastante eficaz, pois apresenta as suas experiências de trabalho e como elas estão relacionadas com seu objetivo atual. Este modelo inclui praticamente tudo que é relevante, independente de títulos e salários, mas sim mostrando tudo o que você aprendeu e realizou. O currículo combinado serve para enfatizar seus pontos fortes e minimizar o impacto de períodos de desemprego. O documento vai sempre direto ao ponto e não inclui:

  • Descrições detalhadas de suas obrigações em trabalhos anteriores;
  • Qualquer informação que não é relevante para o cargo almejado;

 

Canadá é considerado o segundo melhor país do mundo

Pesquisa levou em consideração 75 fatores e 60 nações. 

Se você estava pensando em vir estudar no Canadá, agora tem mais um motivo: o país foi escolhido como o segundo melhor do mundo!

A pesquisa, realizada pela U.S. News & World Report, the University of Pennsylvania’s Wharton School e BAV Consulting, levou em consideração 75 fatores dentre eles sustentabilidade, influência cultural e empreendedorismo.

No total, foram 60 nações participantes e apenas a Alemanha ficou à frente do país norte-americano. O Canadá ficou bem posicionado nos fatores cidadania, empreendedorismo e abertura para as categorias de negócios.

De acordo com o primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau,  o Canadá será lançado como um “Ótimo lugar para investir” no Fórum Econômico Mundial. Ainda segundo ele, o argumento será reforçado pelo fato de o país ter conquistado o primeiro lugar na categoria “qualidade de vida”, que julgou fatores como educação  saúde pública, segurança e estabilidade econômica.

Está esperando o que para vir estudar e viver no Canadá? Entre em contato com a 3RA Intercâmbio e agende sua consulta!

Mais de 40 Parques Nacionais para conhecer no Canadá

Se tem uma coisa que o Canadá é reconhecido mundialmente é por ser um país cheio de belezas naturais. Independente da região, toda cidade tem algum destaque especial para a natureza, seja um rio, uma montanha, um parque,  uma  floresta, enfim. Muitas dessas paisagens são reconhecidas como Parques Nacionais do Canadá, e por isso estão sob a proteção de leis que visam manter e preservar essas áreas que concentram riquezas da fauna e flora do país, mas também suas origens e histórias vindas dos povos indígenas.

Atualmente, estão registrados 46 reservas ecológicas espalhadas de norte ao sul do Canadá, com extensão variando de 14 km2, como o Parque Nacional Georgian Bay Islands, até  45,000 km2, área do Parque Nacional de Wood Buffalo. Entre esses 46 territórios estão os parques de Banff e Jasper, mundialmente conhecidos principalmente pela cordilheira rochosa, as chamadas Canadians Rockies.

O mais interessante é que essas regiões oferecem programas e estruturas especiais para os visitantes, com mapeamento das áreas, instrução de onde pode ou não pode ir, quais os cuidados específicos para cada parque. Além disso, na maioria dos parques você encontra guias, infra-estrutura para se hospedar, e atividades para a família toda aproveitar a região, como escalada, mountainbike, pescaria, kayak, patinação no gelo e muito mais. Vale destacar as atrações para as crianças, envolvendo os jovens com o meio ambiente, mostrando a importância da natureza, do equilíbrio ecológico, características dos animais e plantas.

Em British Columbia estão 7 dos Parques Nacionais:

Glacier National Park of Canada

Localizado em Revelstoke, B.C.

Gulf Islands National Park Reserve of Canada

Localizado em Sidney, BC ( Photo By: Christian J. Stewart)

Localizado em Sidney, BC ( Photo By: Christian J. Stewart)

Gwaii Haanas National Park Reserve, National Marine Conservation Area Reserve, and Haida Heritage Site

Localizado em Queen Charlotte, B.C.

Localizado em Queen Charlotte, B.C.

Kootenay National Park of Canada

Localizado em Radium Hot Springs, B.C.

Localizado em Radium Hot Springs, B.C.

Mount Revelstoke National Park of Canada

Pacific Rim National Park Reserve of Canada

Localizado em Ucluelet, BC

Localizado em Ucluelet, BC

Yoho National Park of Canada

Localizado em Field, B.C.

Localizado em Field, B.C.

Separamos um link onde você encontrará detalhes sobre todos os 46 Parques Nacionais do Canada. Clique aqui, veja a lista dos Parques com informações sobre onde se hospedar, como chegar até lá, atividades oferecidas, características da região, temperatura, história, se precisa agendar sua visita, curiosidades e fotos. Escolha os seus destinos preferidos e aproveite uma das riquezas mais admiradas que o Canadá possui, sua natureza.

Gabinete do novo Primeiro Ministro é o mais diversificado da história

Justin Trudeau, recém eleito primeiro ministro do Canadá, já começou sua gestão dando exemplo para o mundo todo. Ao eleger os ministros que vão assumir as pastas do seu governo, Trudeau não só foi justo em termo de gênero, 50% homens e 50% mulheres foram escolhidos, mas também contemplou minorias étnicas. É o gabinete mais diversificado de toda a história do país.

Quando um dos jornalistas perguntou o motivo, a resposta foi simples e estava na ponta da língua: “Porque estamos em 2015”. Podemos aplaudir, essa merece! Em poucas horas pessoas do mundo inteiro estavam nas redes sociais apoiando o ministro, elogiando o Canadá e expressando o desejo de imigrar.

Justo nessa semana, que falamos sobre o Canadá ter sido eleito o país mais livre e tolerante para se viver de todo o mundo, a decisão de Justin Trudeau só confirma o que a pesquisa já havia revelado.
Veja esse vídeo muito legal sobre esse assunto produzindo pelo site de notícias ajplus.net.

Estudante internacional, saiba como emitir o Social Insurance Number (SIN) para trabalhar no Canadá

Todos os estudantes internacionais, que estão no Canadá cursando programas que também dão direito a trabalhar, precisam emitir o Social Insurance Number – SIN.  Esse número é como se fosse a carteira de trabalho que você tem no Brasil, que registra seu histórico e garante seus direitos enquanto trabalhador. É uma das primeiras coisas que o empregador canadense vai te pedir durante uma entrevista. É através desse número que você vai ser registrado, irá recolher impostos e pedir a restituição, chamada de tax refund.

Para solicitar esse número é muito simples e não custa nada. Veja o passo a passo aqui:

  1. Study Permit válido: Você precisa ter uma permissão de estudo válida e que te garanta o direito a trabalhar. Na permissão de estudo virá a mensagem no final da página, em observações, explicando o tipo de permissão de trabalho do aluno. Estudantes de idiomas não podem mais trabalhar no país.
  2. Documentos originais: Para pedir o SIN você precisa apresentar seu passaporte e a folha de study permit, os dois precisam ser os originais. Leve também algum comprovante de endereço.
  3. Onde solicitar: Os estudantes internacionais devem solicitar o SIN number em algum centro de serviços canadenses chamado de Service Canada Office. Clique aqui para encontrar a agência mais perto do seu endereço e os horários de funcionamento. Em Vancouver os estudantes podem procurar a Sinclair Center,  na Hastings Street, número 457, escritório 125.
  4. SIN Number: Você pegará uma senha e, provavelmente, será atendido muito rápido. Se toda a documentação estiver correta, ao final do atendimento você já terá seu número SIN.

 

Canada é o país mais livre e tolerante para se viver do mundo, aponta pesquisa

 

O Canadá entrou para mais um ranking de dar orgulho aos cidadãos e moradores do país. Dessa vez foi eleito o número um em liberdade pessoal, sendo considerado pelo Instituto Legatum, realizador da ranking, o país mais livre e mais tolerante para se viver de todo o mundo. O resultado foi encontrado através dos índices da pesquisa anual de prosperidade global do instituto.

Segundo a pesquisa: 94% dos Canadenses acreditam que podem escolher livremente o rumo de suas vidas; 92%  acreditam que o Canadá é um bom lugar para os imigrantes; e 92% das pessoas que aqui vivem acreditam que o país seja um bom lugar para as minorias étnicas.

A nação subiu cinco posições em relação ao ranking do ano passado, atingindo dessa vez o primeiro lugar na categoria “personal freedom”. A pesquisa mensurou a prosperidade de cada nação levando em consideração o PIB (Produto Interno Bruto) de cada país, mas também a qualidade de vida dos cidadãos.

Além da liberdade pessoal, outras sete categorias foram avaliadas pelo instituto: economia, empreendedorismo, educação, saúde, segurança e capital social. O índice geral sobre a prosperidade de cada país foi o carro chefe da pesquisa, onde o Canadá ficou em 6 lugar.

Leia a matéria original publicada no site globalnews.ca

 

Conheça a loja que salva muitos brasileiros no Canadá

Aqui no Canadá estudante internacional que é intercambista de verdade já conhece ou ouviu falar da Dollarama ou Dollar Store, onde tudo na loja custa de CAD $1 a $4 dólares, no máximo. Se você está aqui e ainda não sabe do que estamos falando, ou se você está planejando vir para o país, conheça essa loja que salva muitos, mas muitos estudantes internacionais do mundo inteiro, principalmente os brasileiros.

A ideia é parecida com aquele conceito da loja brasileira de R$1.99, que reúne no mesmo espaço físico artigos diferenciados custando um preço bem baixo. Mas não se engane ao achar que as lojas aqui vão ter apenas produtos de baixa qualidade, com marcas desconhecidas e muitas vezes descartáveis e até sem utilidade. Aqui no Canadá essas lojas vendem coisas boas, grande parte até de marcas conhecidas. Na Dollarama, maior rede de todo o país com 900 lojas, são oferecidos produtos das marcas Colgate, Nívea, Loreal, Nestlé, Panasonic, Kraft e Heinz.

Além disso, pelas marcas acima já deu para ver que os produtos são bem mais variados do que os encontrados nas lojinhas brasileiras. Na mesma loja é possível encontrar: itens de decoração, produtos de limpeza, brinquedos, ferramentas, maquiagem, alimentos, acessórios e até artigos para cães e gatos. Dependendo da época do ano também dá para comprar itens para datas comemorativas, como Halloween, Páscoa, Natal, Canada Day, etc. Para armazenar tanta coisa, algumas lojas são maiores até mesmo do que supermercados. Os itens são vendidos em unidades ou cartelas, vai depender do tipo,  categoria, e tamanho do produto.

É um lugar que quebra muito o galho dos estudantes que precisam economizar, seja com a alimentação do dia a dia ou com os itens da casa. Claro que também é possível encontrar coisas de baixa qualidade, sem acabamento ou descartáveis, afinal de contas estamos falando de $1 a $4 dólares. Mas, no geral, é impressionante a quantidade de coisas úteis que encontramos para comprar nessas lojas. Separamos alguns exemplos para você entender o que estamos falando…

Utensílios – Muitos alunos internacionais chegam aqui para ficar um mês em casa de família e depois se mudam para apartamentos que dividem com outros estudantes. Nessa hora é que surge a necessidade de comprar pratos, copos, talhes e afins. 

Ferramentas – Mão de obra aqui no Canadá é algo bem caro e cobrado por hora. Por isso, quando algum reparo precisa ser feito na casa é melhor cada um deixar o talento correr solto, comprar suas próprias ferramentas e se virar nos 30. 

Limpeza – A mão de obra para limpar a casa também não é barata, no mínimo CAD $15 a hora. Como um bom estudante que precisa economizar, nada melhor que comprar os produtos de limpeza certos, que vão te ajudar com a sujeira.

Alimentação – Uma das coisas que mais pesam no orçamento é alimentação. Evitar comer fora de casa é um dos segredos  para qualquer intercambista economizar dinheiro. Comprar itens com preços baixos para cozinhar em casa, com certeza, também ajuda na economia. Porque ninguém é de ferro, também selecionamos algumas guloseimas. 

Maquiagem e higiene – Não é porque a grana está curta que você precisa ficar sem alguns itens importantes de beleza e higiene. 

Papelaria – Estudantes brasileiros não precisam se preocupar em trazer o material escolar do Brasil. Deixar para comprar aqui é uma vantagem, já que além do preços, os alunos vão encontrar muitas opções.

Decoração – Para quem quer deixar o lugar onde mora  com mais estilo sem gastar muito com decoração, pode apostar nos adesivos de parede, arranjos, quadros e porta-retratos. 

Festas – Organizar uma festinha surpresa para algum amigo pode ficar pesado quando se precisa economizar dinheiro durante o intercâmbio. Nessas lojas é possível encontrar tanto itens de decoração, como copos, pratos e talheres descartáveis.

Brinquedos – Quem não importa muito com marca, vai encontrar algumas coisas baratas para crianças de várias idades.

Pets – Também vai dar para economizar com os brinquedinhos, roupinhas e snacks dos animais. 

Vestuário – Muitos brasileiros chegam no Canadá sem acessórios para o frio, como meias, luvas e tocas. Para quem quer economizar e não passar frio essas lojas podem ser uma boa opção.

Ficou com vontade de conhecer alguma dessas lojas? Clique aqui e veja se existe alguma perto de você.

 

3RA CONNECTION é aprovado por brasileiros em Vancouver

No último domingo, 11 de outubro, a 3RA Intercâmbio promoveu em Vancouver a primeira edição do 3RA CONNECTION, evento de networking que tem como principal objetivo reunir e fortalecer a comunidade de brasileiros que está longe de casa, vivendo no Canadá. O evento reuniu cerca de 120 convidados que puderam trocar experiências entre si e com os expositores, que nesta edição foram empresários brasileiros que abriram negócios em Vancouver e estão colhendo bons resultados. Além de aumentar o network no Canadá os brasileiros também puderam matar as saudades de alguns quitutes brasileiros, como pão de queijo, coxinha, Guaraná Antarctica e brigadeiro.

A opinião de quem participou do primeiro 3RA CONNECTION foi extremamente positiva. Luiz André Parollo, está em Vancouver há um mês e meio, a esposa e o filho chegaram há menos de 1 semana, para eles o evento foi muito produtivo e poderia acontecer com regularidade de no mínimo duas vezes ao ano. “É sempre legal conhecer outras famílias que estão vivendo situações parecidas, principalmente nesse fase de querer imigrar, quando temos que nos adaptar com a ideia de deixar tudo o que construímos no Brasil, nossas raízes e rotinas. Daí a gente conversa, alguém vem e fala que sentiu a mesma coisa mas que agora está bem, outra pessoa fala sobre a experiência de conseguir escola para os filhos, enfim, é muito legal essa ideia da 3RA”, Parollo.

Já Yam Carvalho aproveitou o evento para tirar algumas dúvidas no estande da 3RA Intercâmbio. No país há 1 mês e meio, Carvalho está fazendo uma pós-graduação em business na Capilano University, em North Vancouver, mas estava inseguro sobre o programa de estudo escolhido em relação ao planejamento de imigrar. “Tirei literalmente todas as minhas dúvidas, ele (Vinicius Caldana, consultor de intercâmbio 3RA) me estimulou a fazer um planejamento mais adequado e foi super produtivo e agregador. Ainda segundo Carvalho o 3RA CONNECTION é uma proposta essencial em Vancouver já que “une um grupo de pessoas de um mesmo país para se agregar, se ajudar e se complementar”.

Durante o evento foram realizados diversos sorteios de produtos ou serviços fornecidos pelos parceiros. De viagens para Whistler a comidas brasileiras,  muita gente saiu do encontro levando algum brinde. O estudante Robson Rodrigues da Silva, há 10 dias em Vancouver, foi um dos felizardos, ele ganhou um pacote de massagem para ele e a esposa em um Spa.“No Brasil eu nunca ganhei nada, se isso é um sinal de sorte, que assim seja”, disse Robson. Dina Lopes foi outra convidada que também teve a sorte de ser sorteada, ela ganhou quatro pacotes de pão de queijo. “Não conhecia esse pão de queijo provei aqui e amei, falei que ia comprar mas acabei ganhando”, comentou Dina toda feliz.

Troca de experiências com parceiros

Para muitas pessoas que foram ao evento a troca de experiência com outros brasileiros que tiveram coragem de empreender no Canadá acabou servindo como motivação. Como  o caso da estudante Bruna Suzuki, há 1 semana no Canadá ela veio com o marido para estudar inglês e conhecer o país, durante o 3RA CONNECTION ela ouviu muitas histórias que a deixaram animada. “Meu interesse é de abrir um negócio aqui no futuro, então é muito interessante ver como esses brasileiros abriram o próprio negócio, como estão lidando com o mercado e de como os canadenses estão respondendo”, disse Bruna.

Maelly Gava, sócio-proprietária da empresa Divino Brigadeiro, conta que  abrir um negócio em Vancouver não é um bicho de sete cabeças, mas a pessoa precisa antes de tudo confiar nela e no produto que irá vender. Segunda Gava, “Vancouver é uma cidade competitiva, mas é totalmente viável. A oportunidade existe, os canadenses são muito abertos a novos produtos”. Para Silvia Martilene, proprietária do Ótimo Pão de Queijo, o primeiro passo é investir tempo no planejamento. “Se você vai investir seu tempo vale a pena investir em pesquisa, o governo daqui oferece muitos tutoriais com informações que ajudam os pequenos negócios”, aconselhou Martilene.

Um dos feedbacks mais comuns entre os empreendedores brasileiros é o apoio fornecido pelo governo, independente da área de atuação da empresa.  Além dos materiais fornecidos pelo governo como já mencionados pela dona da empresa Ótimo Pão de Queijo, Livia Garcia, dona do Brisa Spa, contou que quando ela e o marido resolveram investir na ideia de abrir o Spa eles encontraram muito incentivo no Canadá. “O governo gosta muito de quem vem investir aqui, então eles vão te dar suporte, se você está com dificuldade de pagar o seguro, eles vão te ajudar a melhorar suas vendas, vão entender suas dificuldades… Se a pessoa tem esse sonho e conhece a área, vale muito a pena”, contou Lívia.

Mais do que troca de expeiências, para os empresário o 3RA CONNECTION foi uma forma de mostrar suas marcas e serviços. A assistente de marketing do restaurante Rio Steakhouse, que oferece o famoso rodízio de churrasco brasileiro, contou que o restaurante nunca tinha participado de um evento desse tipo e que o resultado foi muito positivo. “Está na hora do Rio mostrar sua cara e conceito aos brasileiros. Foi uma ideia incrível da 3RA, com certeza estaremos no próximo”.

Já Samuel Costa Gonçalves, guia e marketing da West Trek Tours, disse que o evento foi excelente para conectar a marca com os brasileiros. “Eu já participei de várias exposições como essa (3RA CONNECTION) mas hoje foi uma das mais produtivas”, revelou Samuel. A proprietária da loja de presentes Bakana, Gabriela Fernandes Assunção, também teve um resultado proveitoso com o evento. “Os brasileiros que vem para o Canadá são na maioria estudantes, e como a gente não está próximo das escolas estava difícil de atingir essas pessoas, com esse evento são quase 200 brasileiros que saíram daqui conhecendo nossa loja”, contou Gabriela.

Para o proprietário da Rent4Students, Jhonatan Coba, o evento conseguiu atingir muito bem seu objetivo. “Muitos alunos da agência chegam aqui em Vancouver e acabam morando primeiro em homestay e pouco tempo depois precisam de um outro lugar para viver com toda a família, e aqui eu consegui encontrar vários casos assim e tirar dúvidas dessas famílias”, explicou Coba.

Quem também se conectou com futuros clientes foi a consultora em recrutamento, Brenda Crump. Única empreendedora não brasileira, ela estava no 3RA CONNECTION falando sobre currículos e mercado de trabalho no Canadá. “Tive a chance de conhecer brasileiros com alto nível de educação, experiência de trabalho excelente no Brasil e que estão dispostos em começar a vida novamente por aqui. Estou ansiosa em trabalhar com essas pessoas e poder ajudá-las”, concluiu Crump.

7 coisas que o Canadá é (ou faz) melhor que o resto do mundo

Oh, Canada! Um país de lugares lindos, pessoas educadas, qualidade de vida e muita segurança… Sempre está na lista dos melhores países para se viver do mundo. Atualmente é um dos destinos mais procurados por brasileiros que querem viver em outro país. Mas você consegue nomear alguma coisa que o Canadá faz melhor do que qualquer outro país? E os canadenses, em que eles são especialistas? Separamos uma lista inspirada na matéria publicada no site da CNN com algumas curiosidades.  Enjoy it!  =)

Leia mais

maravillas de Canadá

Conheça 9 maravilhas da natureza encontradas só no Canadá

De fato as paisagens naturais do Canadá estão entre as maiores riquezas que o país possui. Além de todas as qualidades encontradas por aqui, como segurança pública, qualidade de vida, transporte público que funciona, saúde pública que é exemplo mundial, pessoas muito educadas e honestas (a lista de qualidades é muito grande), a natureza ainda coroa essa terra com todo seu potencial, presenteando nossos olhos com imagens de tirar o fôlego. Até mesmo quem não é muito ligado com a natureza quando chega no Canadá acaba mudando um pouco esse ponto de vista.

O site da CNN divulgou uma lista com os 20 lugares mais bonitos do Canadá, e claro, a maioria dos lugares escolhidos tinha alguma beleza natural na paisagem, deixando o cenário digno de estar entre os lugares mais lindos do país. Nós gostamos da ideia e decidimos compartilhar algumas paisagens com vocês. Esse é, sem dúvida, um daqueles posts que a gente salva para incluir na lista dos lugares que precisamos visitar antes de morrer. Divirtam-se:

Lake Louise

Lake Louise: Localizado no Parque Nacional de Banff, em Alberta, o lago chama atenção pela cor verde esmeralda. Segundo especialistas a água adquire essa coloração por causa do gelo das montanhas que derrete e se junta ao lago.
Saiba mais: banfflakelouise.com

3708492012_071fdb54b2_b

Avalon Península:  Os icebergs gigantes, com mais de 10 mil anos, estão na província de Newfoundland and Labrador. É um dos passeios mais populares da região. Veja o vídeo, ele vale mais que mil palavras.

Saiba mais:newfoundlandlabrador.com

YIbZewD

Niagara Falls: As cataratas do Niagara, localizadas no rio Niagara na província de Ontário, na fronteira entre Canadá e Estados Unidos, são formadas por três grupos de cataratas, as Cataratas Canadenses, as Cataratas Americanas e as Cataratas Bridal Veil (Véu da Noiva). Apesar de não serem muito altas, as cataratas formam a mais volumosa queda d’água localizada na América do Norte. Saiba mais: niagarafallstourism.com

ak_traveling-to-camp_dsc_1376

Sirmilik National Park: Localizado no território de Nunavut, o parque conta com mais de 22 mil quilômetros quadrados formados por montanhas, geleiras e rios. A melhor época para visitar essa região é entre os meses de abril e junho (verão canadense). Saiba mais: nunavuttourism.com

Whistler-Creekside

Whistler: Localizada na província de British Columbia, a cidade recebe anualmente cerca de dois milhões de visitantes. É reconhecida como uma dos melhores lugares do mundo para praticar esportes no gelo e também mountain bike no verão. A fama é por causa de suas imponentes montanhas. Saiba mais: whistlerblackcomb.com

PolarBear_04

Churchill: Conhecida como a capital do urso polar, a cidade está localizada na província de Manitoba. Esse é, sem dúvida, um dos rarissímos lugares do mundo onde você poderá ficar cara a cara com um urso polar em seu habitat natural.

Saiba mais: everythingchurchill.com

Capilano_Bridge

Capilano Suspension Bridge: Não é diretamente uma beleza natural, mas está inserida em uma. A ponte corta o pelo rio Capilano, por isso recebeu esse nome. Construída em 1889, ela tem 137 metros de comprimento e 70 de altura. É um dos passeios mais tradicionais para quem visita a cidade de Vancouver, em British Columbia.
Saiba mais: capbridge.com

canada-northwest-territories-nahanni

Nahanni National Park: Tombado como patrimônio histórico da UNESCO desde 1978, o parque conta com 30 mil quilômetros quadrados de pura preservação ambiental. Saiba mais: pc.gc.ca

Jasper National Park: Localizado na província de Alberta, a experiência de conhecer o parque é riquíssima, viajando no tempo e conhecendo a história desde a era do gelo. A sensação do momento é a ponte de vidro suspensa a 280 metros. Você teria coragem?

Saiba mais: brewster.ca

Via: cnn.com
Fotos: Internet