Como se dar bem em entrevistas de emprego por telefone no Canadá

Você sabia que uma prática muito comum dos processos seletivos no Canadá é a entrevista por telefone? Isso mesmo! Pode parecer estranho, já que essa não é uma prática muito comum no Brasil, mas em terras canadenses isso acontece o tempo todo. Normalmente, esta é uma das primeiras etapas, que ocorre logo após a análise do currículo. Se você nunca teve essa experiência, não se preocupe! Nós temos algumas dicas para você:

1) Tenha sempre em mãos informações sobre as vagas que você aplicou

Após se candidatar a uma vaga de emprego no Canadá, você poderá receber a qualquer momento uma ligação do empregador. Portanto, tenha sempre em mãos informações sobre as vagas para as quais você enviou currículo. Caso tenha enviado para mais de uma, carregue com você uma listinha com as posições e principais informações sobre a posição como cargo, qualificações exigidas, nome da pessoa para quem você enviou seu currículo e suas informações de contato, a data que você enviou seu currículo e algumas informações sobre a empresa. É legal ter também uma cópia de seu currículo. Organize essas informações de uma forma que seja fácil e rápida de encontrar.

2) Certifique-se de estar no lugar adequado

Se o seu telefone tocar enquanto você estiver na rua fazendo compras, tomando conta das crianças, ou fazendo algo que lhe impeça de conversar direito com o entrevistador, peça para remarcar a entrevista para uma hora conveniente para vocês dois. Mas lembre-se: Mostre que você ficou entusiasmado com a ligação e com a oportunidade.

3) Seja simpático, educado e profissional

Uma entrevista por telefone pode parecer um pouco mais informal, mas não é motivo para você esquecer-se de ser simpático, educado e demonstrar profissionalismo. Lembre-se que você está tentando uma vaga em uma empresa, então este não é um bate-papo qualquer. Você precisa passar uma boa impressão, mesmo que por telefone. Os especialistas até indicam um tom mais casual no início e no final da conversa, mas nada exagerado.
Não se esqueça também de agradecer ao recrutador pelo telefonema e reiterar seu interesse na prosição. O final da entrevista pode fazer toda a diferença!

Gostou das dicas? Então fique ligado aqui em nosso blog: Toda semana uma nova dica sobre o mercado de trabalho canadense para você!

2 Compart.
Entrevistas de empleo en Canadá

Entrevista de emprego no Canadá: Como responder às três perguntas mais difíceis?

Vamos falar a verdade: uma entrevista de emprego pode deixar qualquer um nervoso, ainda mais se tratando de um novo país e um outro idioma. Por isso, é importante estar bem preparado para este momento e saber responder o que o entrevistador espera de você.
Surpreendentemente, as perguntas que normalmente parecem fáceis para a gente, são as mais importantes e difíceis de responder. A maneira como você vai respondê-las pode fazer você garantir a vaga ou perder de vez a oportunidade ali mesmo, logo de cara. Por isso, o site Workópolis – a maior página sobre empregos e carreiras do Canadá – listou quais são essas perguntas chave e como respondê-las. Veja abaixo:

1) Conte-me um pouco sobre você:

De acordo com o Workpólis, essa não é exatamente uma pergunta, mas pode funcionar como uma grande pegadinha e qualquer palavrinha errada pode fazer você perder a oportunidade. O empregador está tentando conhecer sua história, entender quem você é como pessoa e ter uma ideia geral de como você resolveria os problemas da empresa. Resumindo: Esta é a sua chance de se vender. Segundo os especialistas ouvidos pelo site, uma bom jeito de formular esta resposta é usando a fórmula presente-passado-futuro, começando pelo presente, falando um pouco sobre o passado em seguida, sem esquecer de destacar suas experiências e habilidades de sua última posição. Para finalizar, fale um pouco sobre o futuro, dando ênfase no porquê você está animado para a oportunidade.

2) Quanto você está esperando ganhar?

Muitas vezes os candidatos preferem evitar responder a este tipo de pergunta, mas em algumas situações você vai precisar responder até mesmo com números. Você pode ser questionado sobre seu histórico salarial ou suas perspectivas salariais para a posição.
Se você for questionado sobre seu histórico salarial, você só precisa falar a verdade. Porém, caso a pergunta seja sobre suas perspectivas salariais, elaborar esta resposta pode ser uma tarefa um pouco mais complicada.
No entanto, nos dois tipos de pergunta a abordagem de sua resposta precisa ser a mesma: Com base nos requisitos do trabalho, na sua experiência e nível educacional, fale o quanto você acredita que seja um salário justo.

3) Por que você deixou o seu último trabalho?

Se você pediu demissão de seu último trabalho, essa pergunta será mais fácil para você responder do que se você tiver sido demitido. Você só vai precisar os motivos que te levaram a essa decisão, sem falar mal de seu antigo empregador. Não se deve fazer isso em hipótese alguma.
Agora, se você foi demitido, sua missão é responder de uma forma honesta e que faça bem para a sua imagem, mostrando, por exemplo, que você aprender algo com essa experiência.

Para esta pergunta, a resposta ideal vai variar de acordo com a sua experiência. Mas nunca esqueça que o ponto mais importante é estar preparado para dar uma resposta que explique o que aconteceu de uma maneira positiva.

Clique aqui e descubra como estudar e trabalhar no Canadá

0 Compart.

Mercado de trabalho: Saiba como escrever a “thank you note” perfeita

Se você está procurando por um emprego no Canadá e já teve a oportunidade de participar de uma entrevista, com certeza já ouviu falar da famosa “Thank you note” ou “Thank you letter”. Para quem não sabe, enviar uma mensagem de agradecimento ao entrevistador é uma prática muito comum na América do Norte, praticamente uma questão de etiqueta.

No entanto, como esse não é um hábito muito comum no Brasil, muitos brasileiros recém-chegados ao Canadá deixam de enviar este agradecimento simplesmente por não conhecerem esta prática ou até mesmo por não saberem o que colocar neste documento. Se você faz parte deste grupo, não se preocupe! Leia as dicas abaixo e esteja preparado para elaborar a “Thank you note” perfeita!

1)Devo escrever um e-mail ou uma carta à mão?

Atualmente, a forma mais comum de enviar a sua “Thank you note” é por e-mail. No entanto, lembre-se sempre de usar linguagem e formato profissionais.

2) Para quem devo enviar a “thank you note”?

Se você foi entrevistado por mais de uma pessoa, envie para todos os recrutadores que estavam presentes no momento. A única exceção a essa regra é se você participou de uma entrevista no estilo “conferência” por skype ou telefone. Neste caso, você pode enviar apenas um e-mail endereçado a todos que participaram daquele momento.

3) Quando devo enviar a minha “thank you note”?

O ideal é enviar a mensagem em até 24 horas após a sua entrevista. Não esqueça de fazer uma mensagem personalizada, que seja um reflexo do que foi conversado com os recrutadores. Nunca faça uma “Thank you note” padrão para enviar depois de todas as entrevistas que participou.

4) E se eu não tiver o e-mail de todos os recrutadores que participaram de minha entrevista?

Se você participou de uma entrevista com mais de um recrutador, provavelmente você não terá o e-mail de todos eles. Se este for o caso, não se preocupe! Você pode enviar a mensagem apenas para quem você já tem o contato e pedir para que ele (a) encaminhe sua mensagem para as outras pessoas. Ou então você também pode pedir o e-mail dos outros entrevistadores para enviá-los mensagens mais personalizadas.

Em alguns casos, você pode não ter o e-mail de ninguém que o entrevistou. Neste caso, entre em contato com a pessoa que organizou sua entrevista e peça para ele os e-mails. Uma outra opção é, ao final da entrevista, ir até a recepção e pedir os contatos.

5) O que preciso escrever na minha “thank you note”?

Como já dito anteriormente, evite usar padrões e modelos. O principal objetivo da “Thank you note” é mostrar que você é um candidato único. Porém, não precisa escrever demais. Cerca de 200 palavras já são o suficiente. Lembre-se que sua carta precisa conter um agradecimento ao entrevistador e não esqueça também de mencionar um projeto ou solução que vocês tenham discutido. Você também pode falar sobre algum tópico que vocês conversaram durante a entrevista. No que diz respeito à forma de escrita, você pode ser um pouco descontraído, mas sem perder a formalidade.

6) Use os três “Qs”: Quem?, o quê?, quando?
Quem?
O “quem” é o entrevistador. Pense nas seguintes questões: Qual tipo de mensagem ele gostaria de receber?
O quê?
O principal objetivo da sua “thank you note” é enfatizar o seu valor para a empresa. Mostre que você pode ser uma peça fundamental para a empresa ajudando com projetos e soluções. É interessante também mencionar tópicos pessoais que foram discutidos durante a entrevista.
Quando?
Peça ao recrutador para entrar em contato com você caso eles precisem de mais informações. Mencione também que você está esperando a resposta deles.

Clique aqui e veja aqui um exemplo de “Thank you note” criada pelo site Monster.ca.

Clique aqui e saiba como trabalhar no Canadá

Fonte: Workopolis.ca

2 Compart.

As 15 melhores perguntas do Hangout “Mercado Canadense: Currículos e Cover Letters”

No dia 9 de Novembro,  o diretor educacional da 3RA Intercâmbio, Francisco Zarro, recebeu a especialista canadense Brenda Crump para um Hangout ao vivo com transmissão para todo o Brasil. Na ocasião, ela explicou aos nossos internautas como elaborar um currículo e uma cover letter de acordo com os padrões do mercado de trabalho do Canadá. Caso você não tenha conseguido assistir ao evento, você tem agora uma segunda chance: Nós separamos as 15 melhores perguntas e respostas para você.

1)É preciso ser fluente em inglês para conseguir um emprego no Canadá?

 

De acordo com a especialista Brenda Crump, você não precisa falar um inglês perfeito, mas tem que saber se comunicar no idioma. “Ser capaz de entender e conversar com as pessoas com certeza irá ajudar muito na conquista de um emprego no Canadá. Falar a língua do país é importante”, disse a especialista.

Segundo o diretor educacional da 3RA Intercâmbio, Francisco Zarro, é importante lembrar que o Canadá é um país multicultural, com gente do mundo todo. Portanto, a maioria das pessoas não tem o inglês como primeira língua. Porém, quanto melhor for o inglês, maiores são as chances de conseguir uma vaga no mercado canadense.

2) Quais são as funções do currículo no Canadá?

 

O currículo é uma ferramenta usada para chamar a atenção dos empregadores para você enquanto candidato. “Ele é usado para contar ao empregador um pouco sobre você, como ele pode te contatar, quem são suas referências, a posição na qual você está interessado e algumas das habilidades e experiências que você pode oferecer à empresa”, destacou Brenda Crump.

3) Quais as principais diferenças entre o currículo canadense e o brasileiro?

 

Segundo Brenda Crump, o currículo canadense não lista apenas suas habilidades técnicas, mas também suas características pessoais, ou seja, sua personalidade. Isso é algo muito importante para o empregador canadense. Outro ponto importante é saber que o propósito do currículo é garantir a você uma entrevista de emprego. “Mantenha isso sempre em mente”, destacou a especialista.

Francisco Zarro completou que normalmente no Brasil se fala muito das suas habilidades técnicas, mas no Canadá eles querem entender um pouquinho quem é você. “Se você chegar no Canadá e puder fazer um trabalho voluntário, isso vai contar muito para a sua entrada no mercado”, destacou.

A gerente da 3RA, Schirley Dalmagro, acrescentou ainda que os canadenses também não querem apenas saber suas tarefas em seu emprego antigo, mas como de fato você ajudou aquela empresa. Por isso, no momento da entrevista, por exemplo, eles sempre pedem fatos. “Se você trabalhou em vendas, eles vão querer saber o que você vendeu, em quanto você aumentou as vendas daquela empresa. Já em processos, eles irão perguntar o que você conseguiu otimizar”, disse.

4) O que é um currículo cronológico? Quais as vantagens e desvantagens deste formato?

 

No Canadá existem três tipos diferentes de currículo: o cronológico, o funcional e o combinado. Eles se diferenciam pelo formato e pelo propósito de cada um.

O Cronológico, por exemplo, conta com um objetivo logo na primeira página. Isto é muito importante, pois os empregadores canadenses estão sempre esperando que você explique exatamente o tipo de trabalho que você quer fazer naquele empresa. Por isso, tenha sempre foco, mostre ao empregador exatamente com o que você quer trabalhar e onde você se vê na empresa.

Como o próprio nome já diz, este tipo de currículo apresenta seus trabalhos em ordem cronológica. Ele lista os anos e as datas, ou seja, quando você trabalhou, do emprego mais recente para o mais antigo.

O  interessante deste tipo de currículo é que ele mostra ao empregador que você tem uma história constante de emprego, sem “intervalos”. É indicado para pessoas que começaram suas carreiras em uma área específica e cresceram dentro dela, já que ele mostra o crescimento na indústria. Se você vai procurar emprego no Canadá na mesma área que você trabalhava no Brasil, este modelo é o mais interessante para você.

No entanto, de acordo com Brenda, este tipo de currículo também apresenta algumas desvantagens. Ele não é muito bom se você está apenas começando sua carreira ou se sua experiência relacionada com a vaga disponível não é a mais recente. Também não é o ideal se você tem muitos intervalos em sua história de trabalho.

5) O que é um currículo funcional? Quais as vantagens e desvantagens deste formato?

 

O currículo funcional apresenta um resumo de suas habilidades. Ele pega todas as habilidades em uma área específica e lista em seções. Ou seja, neste tipo de currículo suas habilidades serão colocadas em grupos e não em ordem cronológica. Em seguida, você pode colocar sua história de trabalho, educação e atividades voluntárias. É importante observar que neste tipo de currículo não há um objetivo como no cronológico, mas você pode acrescentar se quiser.

Este currículo é ideal para quem quer minimizar os intervalos em sua  história de trabalho, ou para quem quer focar em habilidades específicas. Por exemplo, você veio do Brasil e não está muito certo sobre qual setor você será melhor aproveitado em uma empresa. Então você só lista suas habilidades e deixa o empregador decidir onde você pode se encaixar melhor. É o currículo ideal para quem está se mudando para o Canadá, mas não está certo do que quer fazer, mas tem muitas habilidades para ajudar a empresa.

6) O que é um currículo combinado? Quais as vantagens e desvantagens deste formato?

 

De acordo com Brenda Crump, este tipo de currículo reúne os melhores elementos do cronólogico e funcional.  Ele conta com um objetivo definido, mas também destaca as qualificações, o que parece com o estilo funcional.

Em seguida,  este tipo de currículo mostra suas informações educacionais e seu histórico profissional, mas não lista muitas tarefas e responsabilidades, isso porque suas melhores habilidades e características já estão escritas no topo do documento. É um currículo muito bem aceito em vários tipos de indústria, já que enfatiza seus pontos fortes.

A gerente da 3RA Intercâmbio acrescentou que no Brasil normalmente nós colocamos no currículo tudo que já fizemos. Porém, aqui no Canadá é tudo muito mais objetivo. Quando o currículo está muito longo, com muitas palavras, as empresas descartam.

7) Podemos fazer currículos mais criativos para áreas como design gráfico?

 

Segundo Brenda Crump, currículos de áreas criativas como design gráfico são exceção à regra. Normalmente, no Canadá não se coloca foto ou outras imagens no currículo, a não ser que você seja um designer gráfico, por exemplo. Se este for o seu caso, você pode ter um currículo criativo. É bom também adicionar o link para o seu site mostrando seus trabalhos.

8) Quais são as principais regras e dicas para a elaboração de um currículo?

 
  • O currículo deve ter no máximo duas páginas
  • Deve ser fácil de ler e com espaços em branco
  • Precisa ter um objetivo claro
  • Não deve conter informações pessoais como idade, foto, os relacionamento. Segundo Brenda Crump, no Canadá é ilegal fazer este tipo de pergunta. Aqui eles avaliam apenas a sua capacidade de fazer o seu trabalho.
  • O inglês precisa estar perfeito, sem erros de ortografia, gramática ou digitação.

9) É válido começar a procurar emprego no Canadá ainda estando no Brasil?

 

De acordo com Francisco, é até interessante enviar o currículo e a cover letter estando ainda no Brasil para aumentar as chances de conseguir um emprego no Canadá, mas apenas se você já estiver com tudo certinho, visto aprovado, etc.

A gerente da 3RA, Schirley Dalmagro, completou que o ideal é se preocupar apenas em pesquisar as empresas que você tem vontade de trabalhar. “Aplicar para uma vaga de emprego estando ainda no Brasil é complicado. Concentre sua energia em pesquisar as empresas e olhar as descrições de vagas e descobrir quais são as habilidades exigidas”, acrescentou.

Segundo Brenda Crump, o Linkedin é uma opção excelente para realizar esse tipo de pesquisa que foi citada pela Schirley. “Apenas certifique-se de que sua página está toda em inglês”, finalizou a especialista.

10) O que NÃO fazer em um currículo?

 

A especialista Brenda Crump mostrou exemplos de currículos que contam com alguns erros. Você pode ver cada um destes documentos no vídeo acima. O primeiro deles, por exemplo, tem a imagem de um pássaro e conta com um objetivo não muito claro. Além disso, ele é muito longo, já que tem três páginas. Outro ponto importante é quanto às referências, que não deveriam ser colocadas no currículo. “Você deve colocar as referências em uma página separada e entregar ao recrutador após a entrevista”, completou Brenda.

No segundo exemplo, a pessoa queria conseguir um emprego em um restaurante, e acabou adicionando a imagem de talheres no documento. “Nunca use fotos, desenhos, nem papel colorido. O currículo deve ser simples e limpo”, destacou Brenda Crump.

O terceiro exemplo mostra um currículo escrito à mão, um erro grave. “Currículos devem ser sempre digitados”, disse Brenda.

Já o quarto exemplo estaria dentro dos padrões se não fosse por um erro grave: A candidata a uma vaga de babá listou todos os antigos empregadores, com endereço e telefone residencial. “Se esse currículo cai em mãos erradas, pode se tornar algo perigoso para os ex-empregadores dela”, destacou a especialista.

11) Dicas gerais para montar o seu currículo:

 

Segundo Brenda Crump, antes de montar o seu currículo, você precisa fazer uma pesquisa e descobrir o que as empresas estão procurando. O ideal é pegar o anúncio online, observar o tipo de habilidades que o empregador está procurando para determinada vaga e montar seu documento baseado nisso. “Você precisa pegar o anúncio e marcar as habilidades que estão escritas lá e que você tenha. Assim vai ficar mais fácil montar o currículo. Certifique-se sempre de listar as habilidades que você marcou no anúncio no topo de seu currículo”, explicou a canadense.

Ainda de acordo com ela, o currículo precisa ter no máximo duas páginas e deve destacar as melhores habilidades do candidato.

Outra dica é explicar um pouco sobre a empresa que você trabalhou no Brasil. “Se a empresa não é famosa entre os canadenses, você vai precisar explicar o tipo de serviço oferecido e contar um pouco sobre ela”, finalizou.

12) O que é uma cover letter? O que devemos escrever neste documento?

 

De acordo com a especialista Brenda Crump, a cover letter é uma forma de introduzir o seu currículo ao empregador. “É a oportunidade que você tem de falar com o coração o porquê você sente que é um bom candidato para empresa”.

Dicas gerais:

-Seja conciso;
-Se alguém lhe indicou para a vaga, cite o nome desta pessoa em sua cover letter;
-Se você viu o anúncio da vaga em algum lugar, escreva onde viu;
-Mostre que você pesquisou sobre a empresa e que você sabe a missão e os valores da companhia;
-Não tenha medo de mostrar sua personalidade em sua cover letter;
-Escreva a carta de acordo com as habilidades pedidas pelo empregador;
-Não esqueça de colocar nome, endereço e telefone;
-Ainda segundo Brenda Crump, a Cover Letter é uma ótima oportunidade de fazer contato com a empresa mesmo quando você não sabe se há alguma vaga disponível. “Neste caso, em vez de falar em alguma posição específica, você pode citar futuras posições”, destacou.

13) Como colocar referência na Cover Letter?

 

Segundo Brenda Crump, não tem nenhum mistério. Você apenas precisa escrever, por exemplo “a Brenda Crump me passou suas informações e, por isso, estou entrando em contato. Ela disse que você está procurando por alguém para a vaga e acredito que as minhas habilidades podem ser úteis para esta posição”.

14) Onde encontro informações sobre a minha área de atuação no Canadá?

 

Segundo Brenda Crump, antes de se mudar e investir o seu dinheiro, é preciso pesquisar bastante. “Se você digitar no google BC 2024 Labour Market Outlook – Work BC, você vai encontrar uma pesquisa sobre o mercado de trabalho de British Columbia, com previsões para até 2024. Esse é um grande recurso de pesquisa. Assim você pode procurar informações sobre a sua área de trabalho aqui na província”, explicou.

15) Sou funcionário público. Como devo elaborar meu currículo?

 

“Se você trabalha para o governo em uma área específica, como o departamento financeiro, por exemplo, às vezes é interessante você criar um currículo focado em sua habilidades em vez de focar em seu trabalho para o governo, pois alguma empresa daqui pode estar procurando alguém com o seu perfil, e suas habilidades. A função pode ser parecida com a que você executava em seu trabalho para o governo”, explicou Brenda Crump.

Ainda de acordo com ela, é sempre interessante também tentar uma entrevista de informação. “Essa entrevista é aquela que você tenta se conectar com uma pessoa de sua área aqui no Canadá e pergunta se eles podem responder algumas questões sobre o mercado, já que eles estão trabalhando naquela área. Você pode tentar contato por telefone, e-mail, ou linkedin. Você vai ficar surpreso com o quanto as pessoas querem conversar e compartilhar sobre seus trabalhos”, finalizou a especialista.

30 Compart.

Dicas valiosas para se dar bem em entrevistas de emprego

Assim como em praticamente todos os lugares do mundo, a entrevista é uma das etapas mais importantes na conquista de um emprego novo no Canadá. Por isso, nós da 3RA Intercâmbio estamos sempre elaborando novos textos para o blog sobre o assunto. Nós já escrevemos sobre os tipos de entrevista que acontecem no Canadá, elaboramos uma lista com as perguntas mais frequentes, mostramos quais são os principais erros, além de dicas de comportamento e etiqueta.

Agora, nós decidimos fazer uma lista aqui em nosso site com cinco dicas valiosas para esta etapa. Leia os tópicos abaixo com atenção. Mas não esqueça de dar uma olhadinha também nos outros conteúdos aqui do blog sobre o assunto. Após a leitura, temos certeza que você estará mais do que preparado para garantir seu primeiro emprego no Canadá.

Dicas para o momento da entrevista

1) Seja conciso

Além de sempre ser pontual – Nunca esqueça que pontualidade é algo essencial aqui no Canadá – você sempre deve ter em mente o seu tempo de entrevista. Nunca fique falando demais, tomando o tempo do entrevistador. Escute a pergunta com atenção e responda única e exclusivamente àquele questionamento.

2) Sempre dê exemplos

Uma coisa é você falar que sabe ou pode fazer algo. Outra coisa é você comprovar isso com fatos. Por isso, sempre dê exemplos de coisas que você já fez, destacando sua competência e singularidade. Para o entrevistador, o seu comportamento no passado pode indicar o seu desempenho no futuro.

É sempre bem interessante também levar uma pasta com cópias extras de seu currículo e uma cópia com os contatos de suas referências.

Antes da entrevista, também leia seu currículo com calma e tente antecipar algumas perguntas que podem ser feitas a você. Pense em exemplos estratégicos e recentes. Desta forma, quando a pergunta for feita, você vai conseguir responder com confiança.

3) Seja honesto

Alguns candidatos pensam que “enrolar” o entrevistador diante de alguma pergunta difícil é uma boa técnica. Normalmente as pessoas não pensam se estão realmente respondendo ao que o entrevistador perguntou. Por isso, tenha certeza que você entendeu a pergunta e peça informações extras se você não estiver certo do que precisa responder. E seja honesto em sua resposta. Não tente “divagar”, dando exemplos que não são relevantes. Apenas fale a verdade.

4) Preste muita atenção às perguntas

Escute ao entrevistador sempre com muita atenção. Leia as entrelinhas. Às vezes, algumas informações não são ditas explicitamente, mas também são extremamente importantes. Existem dois tipos de entrevistadores: os mais sérios, que acabam forçando os candidatos a assumirem uma postura também mais séria, e os mais descontraídos, que preferem deixar os candidatos mais à vontade para conseguir retirar todas as informações necessárias. Por isso, lembre-se: Sempre mantenha seu profissionalismo.

5) Esteja pronto para fazer perguntas

Outra dica valiosa é sempre estar preparado para fazer boas perguntas ao entrevistador. Elas mostram que você está interessado na empresa ou no trabalho. 

6 Compart.

Comunicação Não-Verbal: Saiba como agir durante uma entrevista de emprego no Canadá

Já vimos o quão importante é ter um currículo e uma cover letter bem escritos na hora de procurar emprego no Canadá. Porém, há uma terceira etapa que também deve ser levada em consideração e é tão importante quanto os estágios anteriores: a entrevista de emprego. É neste momento tão decisivo que o conjunto conhecimento e linguagem corporal entram em ação e quando combinados em sinergia trazem positivos resultados.

Uma entrevista de emprego começa bem antes de você responder à primeira pergunta ou mesmo falar a primeira palavra para o entrevistador. A opinião dele começa a ser formada já no segundo em que ele anda até você e o cumprimenta, apertando a sua mão. Assim que você se senta na cadeira, você já está sendo avaliado pela sua aparência, postura, sorriso e até mesmo aquele olhar nervoso. Isso tudo são aspectos da comunicação não-verbal, que segundo especialistas, responde por mais de 80% de uma apresentação, seja ela em cenário profissional ou pessoal. 

Muitas vezes, deixamos estes sinais de lado, mas saiba que os recrutadores estão de olho. Por mais que eles estejam atentos às suas experiências prévias, é muito importante saber como expressá-las de maneira profissional, demonstrando realmente o quanto você está interessado e é capacitado para a vaga oferecida. De acordo com o consultor de imagem Alison Craig em entrevista para o site Monster.ca, referência na busca por empregos no Canadá, “você pode estar dizendo que é um grande profissional, mas seu corpo pode colocar seus reais sentimentos bem longe disso”.

Por isso, fique ligado nas dicas que preparamos para você do site Monster.ca para que você não corra o risco de fazer algo errado na hora H.

Veja abaixo:

1) Postura

Esteja sempre com uma postura ereta. Você não precisa ficar “duro”, mas sim mostrar energia e entusiasmo. Se você não prestar atenção à sua postura, pode passar uma imagem errada, e o entrevistador pode entender que você está cansado ou até mesmo indiferente. Antes da entrevista, verifique sua postura em um espelho ou até mesmo em vídeo.

2) Aperto de mãos

No Canadá, o cumprimento ideal em entrevistas de emprego é o aperto de mãos. Este será o seu primeiro encontro com o entrevistador, então dê um aperto de mão firme (mas claro, nada muito forte!) e verifique se a sua mão está sequinha e não está muito gelada ou muito quente. Caso isso aconteça, vá até o banheiro e lave as mãos com águas frias (caso elas estejam muito quentes) ou quentes (caso elas estejam muito geladas).

3) Contato visual

Sempre mantenha contato visual com o entrevistador. Olhe nos olhos. Claro que você não precisa ficando o encarando o tempo inteiro, mas certifique-se de olhá-lo nos olhos com frequência. Evite ficar “dando uma olhadinha” na sala enquanto você está falando. Isso pode parecer que você está nervoso ou que não tem confiança no que está respondendo.

4) Controle suas mãos

Gesticular ou “falar com as mãos” é bem natural, mas você precisa tomar cuidado para não exagerar. Sempre “converse” na frente do espelho para você perceber se os seus gestos estão atrapalhando ou não.

5) Não fique muito inquieto

Um dos piores erros durante a entrevista é demonstrar inquietação. Portanto, não fique mexendo no cabelo no momento da entrevista, apertando a caneta, balançando os pés e as pernas, etc.

6) Vestimenta 

A roupa mais adequada é aquela condizente com a oferta de emprego pela qual você está fazendo a entrevista. Por exemplo, a vestimenta para um escritório não será a mesma usada em uma loja de produtos jovens. Para não errar, vá com uma roupa básica, que não seja decotada ou muito curta, no caso das mulheres. Não escolha cores muito fortes ou chamativas, vá pelo preto ou tons pastéis que, com certeza, não terá erro.

No final da entrevista, reúna seus pertences calmamente, levante-se suavemente, sorria e acene com a cabeça. Se apertar as mãos de todos na sala não é conveniente, pelo menos cumprimente o gerente de contratação e a pessoa que lhe trouxe para o espaço de entrevista.

Fonte: monster.ca

Clique aqui e saiba como estudar e trabalhar no Canadá

2 Compart.

Entrevista de emprego no Canadá: O que o entrevistador quer saber?

Preparar-se antes de uma entrevista de emprego é fundamental e, por isso, a maioria dos candidatos costuma dar uma olhadinha nas prováveis perguntas que serão feitas antes da hora H. Porém, poucos entendem o que o entrevistador precisa realmente saber, ou seja, quais são as informações fundamentais que ele necessita obter de você para ter uma noção completa de seu perfil e conseguir avaliá-lo.

Veja abaixo quais são as informações essenciais que o entrevistador precisa para lhe avaliar:

1)Você tem as habilidades necessárias para o trabalho?

O empregador precisa determinar se você tem as famosas “hard skills” – ou seja,  a habilidade de escrita, por exemplo, se você quer ser repórter de um jornal impresso – e as “soft skills” que também são essenciais para ter sucesso na empresa – como trabalho em equipe.  Para provar se você tem as “Hard Skills” ele provavelmente irá avaliar suas experiências anteriores.

2) Você tem o perfil da empresa?

Essa é uma das grandes preocupações das empresas atualmente.  Por isso, o entrevistador vai sempre tentar descobrir se você tem “a cara” da empresa e do departamento para o qual está se candidatando e se você vai agregar ao time.

3) Você entende os objetivos e propósitos da empresa?

Para o empregador, se os objetivos da empresa estão de acordo com os do candidato, ele naturalmente estará motivado para trabalhar e construir uma carreira na companhia. As empresas geralmente não estão procurando alguém que vai ficar apenas um mês ou dois na companhia. Elas querem alguém que esteja animado com a missão, os valores e com o que a empresa faz.

4) Como você lida com a competição?

O entrevistador também vai observar como você lida com os outros candidatos que estão disputando a mesma vaga que você. Ele vai estar sempre comparando a sua performance com a das outras pessoas.

5) Você realmente quer o trabalho?

Os entrevistadores sabem muito bem os candidatos que realmente querem a vaga. Eles entendem que alguns estão ali apenas explorando suas opções.

Fonte: Monster.ca

Clique aqui e saiba como trabalhar no Canadá

2 Compart.

Saiba o que NÃO fazer em uma entrevista de emprego

Aqui em nosso blog você encontra inúmeros textos sobre como agir em entrevistas de emprego no Canadá. As dicas vão desde regras de etiqueta a até como se comportar em cada etapa deste processo: antes, durante e após. Porém, nós ainda não tínhamos elaborado um material com coisas que você não deve fazer enquanto está sendo entrevistado. Desta forma, nós resolvemos reproduzir aqui seis “Interview’s Peet Peeves” – ou seja, seis atitudes que irritam qualquer entrevistador – listados pelo site Monster.ca. Leia com bastante atenção. 

1) Não “tome banho” de perfume

Um perfume muito forte pode incomodar o entrevistador. Afinal, nem todo mundo tem o mesmo gosto para perfumes. No site Monster.ca, eles contaram a história de Pat Riley, autor do livro “Secrets of Breaking into Pharmaceutical Sales”. Segundo Pat, preparar-se para uma entrevista não é a mesma coisa que preparar-se para um encontro. Uma vez, durante uma entrevista, uma das candidatas exagerou no perfume que, por sinal, era o mesmo que a ex-namorada de Pat usava. Nada agradável, não é mesmo?

2) Não fale muito pouco ou dê respostas muito curtas

O site Monster.ca conversou com Steve Jones, gerente de uma empresa de software em Dallas. Ele contou que sempre tenta perguntar questões abertas e espera por respostas completas, mas nem sempre tem muito sucesso. Em alguns dos casos, ele chega até a falar para os candidatos que precisa de mais informações e pede também para que eles perguntem algo. Porém, nem assim ele consegue obter as respostas que precisa. Segundo Jones, se você está procurando emprego, deve estar sempre preparado para responder as questões e também para falar um pouco sobre você mesmo.

3) Falar demais também pode ser um problema

Em entrevista ao Monster.ca, Dotti Bousquet, de uma empresa de Connecticut, disse que para ela o pior candidato é aquele que começa a “divagar” durante a entrevista. Ela falou que uma vez fez uma pergunta para uma candidata e ela não parou de falar por 45 minutos, e que era praticamente impossível interrompê-la. Por isso, ela precisou falar que a entrevista estava encerrada e foi até a porta para abrir para a candidata, que ainda assim foi falando por todo o caminho. Segundo a especialista, os candidatos precisam estar sempre focados e responder apenas aos questionamentos que foram feitos. Para ela, dois ou três minutos são o suficiente.

4) Não evite contato visual!

A comunicação não-verbal também tem um papel fundamental nos processos de entrevista. O recrutador de uma agência de Connecticut, Gwen Sobiech, contou ao Monster.ca que as pessoas que não mantém contato visual são as que mais o irritam. Ele disse que algumas pessoas são tão tímidas que não olham para ele durante a entrevista nenhuma vez. Neste caso, se você não está confortável olhando nos olhos do entrevistador, é só imaginar um “terceiro olho”, um pouco acima e entre os dois olhos da pessoa.

5) Não use gírias

Para Robert Fodge, de uma empresa localizada em Dover, Delaware, a forma de falar pode ser um grande problema durante a entrevista. Segundo ele, a forma de usar a linguagem é muito importante. Gírias não tem espaço no mundo dos negócios.

6) Jamais minta durante a entrevista

Segundo o Monster.ca, uma das maiores reclamações dos entrevistadores é quando os candidatos não são completamente verdadeiros. Acredite, pequenas mentiras são muito comuns. Um exemplo frequente é, por exemplo, “aumentar” as realizações profissionais.

Clique aqui e saiba como trabalhar no Canadá

2 Compart.

Como agir após uma entrevista de emprego no Canadá

Nós já abordamos anteriormente aqui no blog da 3RA dicas para você se dar bem nas entrevistas de emprego no Canadá. No entanto, ainda não tínhamos elaborado um texto sobre o que você precisa fazer após esta etapa. Diferente do Brasil, em terras canadenses os processos seletivos podem ser um pouco mais longos e os recrutadores costumam valorizar quem “corre atrás” da oportunidade. Portanto, mesmo se você sentir que se saiu super bem, nada de ficar de braços cruzados após a entrevista!

Clique aqui e veja dicas para se dar bem em entrevistas

Saiba quais são as 10 perguntas mais comuns nas entrevistas de emprego no Canadá

A primeira coisa que você precisa fazer depois de ser entrevistado é enviar a famosa “Thank you letter”, ou seja, uma carta de agradecimento. Você pode entregar esta carta em mãos na empresa ou enviar um e-mail – o que é o mais comum nos dias de hoje. O ideal é esperar algumas horas e enviar ainda no mesmo dia.

Nesta carta, você vai agradecer o entrevistador pelo tempo dedicado a você e também demonstrar novamente o seu interesse na vaga disponível. Além disso, você pode aproveitar a oportunidade para acrescentar algo que você tenha esquecido de falar na entrevista.

Em seguida, é só esperar a data marcada para a resposta. Porém, em muitos casos,  você pode ficar sem um feedback dentro do período esperado. Se isso acontecer, não hesite em contatar a empresa novamente. Como já dito anteriormente, aqui no Canadá eles gostam de candidatos pró-ativos e que demonstrem que estão realmente interessados na oportunidade.

Quando você realizar o contato, espere para provavelmente ouvir uma das seguintes respostas: “Já contratamos alguém” ou “ainda estamos realizando o processo seletivo”. No primeiro caso, agradeça e se coloque a disposição para novas oportunidades. Já no segundo caso, se ofereça para uma nova entrevista caso eles julguem necessário. Não esqueça também de perguntar se eles têm uma previsão de resposta. Seja sempre muito educado e tenha cuidado para não parecer impaciente. Ao entrar em contato com a empresa nesta situação, você precisa demonstrar interesse na vaga e não dar a entender que você está pressionando o entrevistador de alguma forma.

Gostou das dicas? Então fique atento ao nosso blog. Aqui você encontra muito mais informação sobre o assunto.

2 Compart.

Veja 5 dicas de etiqueta para entrevistas de emprego no Canadá

Há pouco tempo atrás, nós elaboramos um texto sobre a cultura canadense no ambiente de trabalho. Porém, é muito importante saber também como se comportar já na entrevista de emprego, pois é ali que será o seu primeiro contato pessoal com o empregador e como todo mundo diz, “a primeira impressão é a que fica”.

Alguns pontos da cultura canadense na entrevista de emprego são até bem parecidos com aqueles que estamos acostumados no Brasil. No entanto, certos detalhes são diferentes e estar ciente deles pode lhe ajudar e muito neste momento. Por isso, leia atentamente as dicas abaixo:

1)Esteja preparado para passar uma boa primeira impressão

Para uma primeira boa impressão você deve sorrir, movimentar as mãos (mas com cuidado para não exagerar!), escolher a roupa adequada, fazer contato visual e respeitar o espaço do entrevistador. Um ponto muito importante é que muitas empresas canadenses não permitem que os colaboradores usem colônias e perfumes, pois algumas pessoas podem ter alergias. Por isso, é melhor não arriscar. Apenas o banho já será suficiente.

2) Tenha boas maneiras à mesa

Diferente do Brasil, no Canadá é muito comum ocorrerem entrevistas durante o almoço. Essa é uma boa oportunidade do entrevistador observar você em outro ambiente além do escritório. Caso você tenha que participar de uma entrevista do tipo, nunca peça o prato mais caro do cardápio ou bebidas alcoólicas. Seja educado e jamais comece a comer antes das outras pessoas na mesa. No Canadá, você precisa esperar até que todo mundo se sirva ou seja servido para só depois começar a comer.

3) Jamais deixe o telefone tocar no momento da entrevista

Nunca esqueça de desligar o telefone antes da entrevista começar. Porém, caso isso aconteça e o seu celular toque, peça desculpas e desligue em seguida. Jamais atenda a ligação. No Canadá isto é considerado muito rude.

4) Sempre agradeça pela entrevista

No Canadá as empresas esperam que você envie uma pequena nota de agradecimento depois da entrevista por e-mail. É também uma boa oportunidade para adicionar alguma informação que você tenha esquecido de falar no momento da entrevista.

5) Fique sempre atento à sua caixa postal do celular

Normalmente os brasileiros não tem costume de usar a caixa de mensagens de voz do celular. Nós não deixamos recado com frequência e, muitas vezes, nem lembramos que ela existe. Porém, no Canadá este recurso é muito usado, inclusive por empresas. Portanto, grave uma mensagem clara e discreta para que o empregador não tenha alguma surpresa desagradável. Também nunca esqueça de checar sempre a sua caixa postal. O seu convite para a entrevista ou até mesmo o resultado dela podem estar ali.

Clique aqui para saber como trabalhar no Canadá

0 Compart.