3RA Intercâmbio

As 15 melhores perguntas do Hangout “Mercado Canadense: Currículos e Cover Letters”

30 Shares

No dia 9 de Novembro,  o diretor educacional da 3RA Intercâmbio, Francisco Zarro, recebeu a especialista canadense Brenda Crump para um Hangout ao vivo com transmissão para todo o Brasil. Na ocasião, ela explicou aos nossos internautas como elaborar um currículo e uma cover letter de acordo com os padrões do mercado de trabalho do Canadá. Caso você não tenha conseguido assistir ao evento, você tem agora uma segunda chance: Nós separamos as 15 melhores perguntas e respostas para você.

1)É preciso ser fluente em inglês para conseguir um emprego no Canadá?

 

De acordo com a especialista Brenda Crump, você não precisa falar um inglês perfeito, mas tem que saber se comunicar no idioma. “Ser capaz de entender e conversar com as pessoas com certeza irá ajudar muito na conquista de um emprego no Canadá. Falar a língua do país é importante”, disse a especialista.

Segundo o diretor educacional da 3RA Intercâmbio, Francisco Zarro, é importante lembrar que o Canadá é um país multicultural, com gente do mundo todo. Portanto, a maioria das pessoas não tem o inglês como primeira língua. Porém, quanto melhor for o inglês, maiores são as chances de conseguir uma vaga no mercado canadense.

2) Quais são as funções do currículo no Canadá?

 

O currículo é uma ferramenta usada para chamar a atenção dos empregadores para você enquanto candidato. “Ele é usado para contar ao empregador um pouco sobre você, como ele pode te contatar, quem são suas referências, a posição na qual você está interessado e algumas das habilidades e experiências que você pode oferecer à empresa”, destacou Brenda Crump.

3) Quais as principais diferenças entre o currículo canadense e o brasileiro?

 

Segundo Brenda Crump, o currículo canadense não lista apenas suas habilidades técnicas, mas também suas características pessoais, ou seja, sua personalidade. Isso é algo muito importante para o empregador canadense. Outro ponto importante é saber que o propósito do currículo é garantir a você uma entrevista de emprego. “Mantenha isso sempre em mente”, destacou a especialista.

Francisco Zarro completou que normalmente no Brasil se fala muito das suas habilidades técnicas, mas no Canadá eles querem entender um pouquinho quem é você. “Se você chegar no Canadá e puder fazer um trabalho voluntário, isso vai contar muito para a sua entrada no mercado”, destacou.

A gerente da 3RA, Schirley Dalmagro, acrescentou ainda que os canadenses também não querem apenas saber suas tarefas em seu emprego antigo, mas como de fato você ajudou aquela empresa. Por isso, no momento da entrevista, por exemplo, eles sempre pedem fatos. “Se você trabalhou em vendas, eles vão querer saber o que você vendeu, em quanto você aumentou as vendas daquela empresa. Já em processos, eles irão perguntar o que você conseguiu otimizar”, disse.

4) O que é um currículo cronológico? Quais as vantagens e desvantagens deste formato?

 

No Canadá existem três tipos diferentes de currículo: o cronológico, o funcional e o combinado. Eles se diferenciam pelo formato e pelo propósito de cada um.

O Cronológico, por exemplo, conta com um objetivo logo na primeira página. Isto é muito importante, pois os empregadores canadenses estão sempre esperando que você explique exatamente o tipo de trabalho que você quer fazer naquele empresa. Por isso, tenha sempre foco, mostre ao empregador exatamente com o que você quer trabalhar e onde você se vê na empresa.

Como o próprio nome já diz, este tipo de currículo apresenta seus trabalhos em ordem cronológica. Ele lista os anos e as datas, ou seja, quando você trabalhou, do emprego mais recente para o mais antigo.

O  interessante deste tipo de currículo é que ele mostra ao empregador que você tem uma história constante de emprego, sem “intervalos”. É indicado para pessoas que começaram suas carreiras em uma área específica e cresceram dentro dela, já que ele mostra o crescimento na indústria. Se você vai procurar emprego no Canadá na mesma área que você trabalhava no Brasil, este modelo é o mais interessante para você.

No entanto, de acordo com Brenda, este tipo de currículo também apresenta algumas desvantagens. Ele não é muito bom se você está apenas começando sua carreira ou se sua experiência relacionada com a vaga disponível não é a mais recente. Também não é o ideal se você tem muitos intervalos em sua história de trabalho.

5) O que é um currículo funcional? Quais as vantagens e desvantagens deste formato?

 

O currículo funcional apresenta um resumo de suas habilidades. Ele pega todas as habilidades em uma área específica e lista em seções. Ou seja, neste tipo de currículo suas habilidades serão colocadas em grupos e não em ordem cronológica. Em seguida, você pode colocar sua história de trabalho, educação e atividades voluntárias. É importante observar que neste tipo de currículo não há um objetivo como no cronológico, mas você pode acrescentar se quiser.

Este currículo é ideal para quem quer minimizar os intervalos em sua  história de trabalho, ou para quem quer focar em habilidades específicas. Por exemplo, você veio do Brasil e não está muito certo sobre qual setor você será melhor aproveitado em uma empresa. Então você só lista suas habilidades e deixa o empregador decidir onde você pode se encaixar melhor. É o currículo ideal para quem está se mudando para o Canadá, mas não está certo do que quer fazer, mas tem muitas habilidades para ajudar a empresa.

6) O que é um currículo combinado? Quais as vantagens e desvantagens deste formato?

 

De acordo com Brenda Crump, este tipo de currículo reúne os melhores elementos do cronólogico e funcional.  Ele conta com um objetivo definido, mas também destaca as qualificações, o que parece com o estilo funcional.

Em seguida,  este tipo de currículo mostra suas informações educacionais e seu histórico profissional, mas não lista muitas tarefas e responsabilidades, isso porque suas melhores habilidades e características já estão escritas no topo do documento. É um currículo muito bem aceito em vários tipos de indústria, já que enfatiza seus pontos fortes.

A gerente da 3RA Intercâmbio acrescentou que no Brasil normalmente nós colocamos no currículo tudo que já fizemos. Porém, aqui no Canadá é tudo muito mais objetivo. Quando o currículo está muito longo, com muitas palavras, as empresas descartam.

7) Podemos fazer currículos mais criativos para áreas como design gráfico?

 

Segundo Brenda Crump, currículos de áreas criativas como design gráfico são exceção à regra. Normalmente, no Canadá não se coloca foto ou outras imagens no currículo, a não ser que você seja um designer gráfico, por exemplo. Se este for o seu caso, você pode ter um currículo criativo. É bom também adicionar o link para o seu site mostrando seus trabalhos.

8) Quais são as principais regras e dicas para a elaboração de um currículo?

 
  • O currículo deve ter no máximo duas páginas
  • Deve ser fácil de ler e com espaços em branco
  • Precisa ter um objetivo claro
  • Não deve conter informações pessoais como idade, foto, os relacionamento. Segundo Brenda Crump, no Canadá é ilegal fazer este tipo de pergunta. Aqui eles avaliam apenas a sua capacidade de fazer o seu trabalho.
  • O inglês precisa estar perfeito, sem erros de ortografia, gramática ou digitação.

9) É válido começar a procurar emprego no Canadá ainda estando no Brasil?

 

De acordo com Francisco, é até interessante enviar o currículo e a cover letter estando ainda no Brasil para aumentar as chances de conseguir um emprego no Canadá, mas apenas se você já estiver com tudo certinho, visto aprovado, etc.

A gerente da 3RA, Schirley Dalmagro, completou que o ideal é se preocupar apenas em pesquisar as empresas que você tem vontade de trabalhar. “Aplicar para uma vaga de emprego estando ainda no Brasil é complicado. Concentre sua energia em pesquisar as empresas e olhar as descrições de vagas e descobrir quais são as habilidades exigidas”, acrescentou.

Segundo Brenda Crump, o Linkedin é uma opção excelente para realizar esse tipo de pesquisa que foi citada pela Schirley. “Apenas certifique-se de que sua página está toda em inglês”, finalizou a especialista.

10) O que NÃO fazer em um currículo?

 

A especialista Brenda Crump mostrou exemplos de currículos que contam com alguns erros. Você pode ver cada um destes documentos no vídeo acima. O primeiro deles, por exemplo, tem a imagem de um pássaro e conta com um objetivo não muito claro. Além disso, ele é muito longo, já que tem três páginas. Outro ponto importante é quanto às referências, que não deveriam ser colocadas no currículo. “Você deve colocar as referências em uma página separada e entregar ao recrutador após a entrevista”, completou Brenda.

No segundo exemplo, a pessoa queria conseguir um emprego em um restaurante, e acabou adicionando a imagem de talheres no documento. “Nunca use fotos, desenhos, nem papel colorido. O currículo deve ser simples e limpo”, destacou Brenda Crump.

O terceiro exemplo mostra um currículo escrito à mão, um erro grave. “Currículos devem ser sempre digitados”, disse Brenda.

Já o quarto exemplo estaria dentro dos padrões se não fosse por um erro grave: A candidata a uma vaga de babá listou todos os antigos empregadores, com endereço e telefone residencial. “Se esse currículo cai em mãos erradas, pode se tornar algo perigoso para os ex-empregadores dela”, destacou a especialista.

11) Dicas gerais para montar o seu currículo:

 

Segundo Brenda Crump, antes de montar o seu currículo, você precisa fazer uma pesquisa e descobrir o que as empresas estão procurando. O ideal é pegar o anúncio online, observar o tipo de habilidades que o empregador está procurando para determinada vaga e montar seu documento baseado nisso. “Você precisa pegar o anúncio e marcar as habilidades que estão escritas lá e que você tenha. Assim vai ficar mais fácil montar o currículo. Certifique-se sempre de listar as habilidades que você marcou no anúncio no topo de seu currículo”, explicou a canadense.

Ainda de acordo com ela, o currículo precisa ter no máximo duas páginas e deve destacar as melhores habilidades do candidato.

Outra dica é explicar um pouco sobre a empresa que você trabalhou no Brasil. “Se a empresa não é famosa entre os canadenses, você vai precisar explicar o tipo de serviço oferecido e contar um pouco sobre ela”, finalizou.

12) O que é uma cover letter? O que devemos escrever neste documento?

 

De acordo com a especialista Brenda Crump, a cover letter é uma forma de introduzir o seu currículo ao empregador. “É a oportunidade que você tem de falar com o coração o porquê você sente que é um bom candidato para empresa”.

Dicas gerais:

-Seja conciso;
-Se alguém lhe indicou para a vaga, cite o nome desta pessoa em sua cover letter;
-Se você viu o anúncio da vaga em algum lugar, escreva onde viu;
-Mostre que você pesquisou sobre a empresa e que você sabe a missão e os valores da companhia;
-Não tenha medo de mostrar sua personalidade em sua cover letter;
-Escreva a carta de acordo com as habilidades pedidas pelo empregador;
-Não esqueça de colocar nome, endereço e telefone;
-Ainda segundo Brenda Crump, a Cover Letter é uma ótima oportunidade de fazer contato com a empresa mesmo quando você não sabe se há alguma vaga disponível. “Neste caso, em vez de falar em alguma posição específica, você pode citar futuras posições”, destacou.

13) Como colocar referência na Cover Letter?

 

Segundo Brenda Crump, não tem nenhum mistério. Você apenas precisa escrever, por exemplo “a Brenda Crump me passou suas informações e, por isso, estou entrando em contato. Ela disse que você está procurando por alguém para a vaga e acredito que as minhas habilidades podem ser úteis para esta posição”.

14) Onde encontro informações sobre a minha área de atuação no Canadá?

 

Segundo Brenda Crump, antes de se mudar e investir o seu dinheiro, é preciso pesquisar bastante. “Se você digitar no google BC 2024 Labour Market Outlook – Work BC, você vai encontrar uma pesquisa sobre o mercado de trabalho de British Columbia, com previsões para até 2024. Esse é um grande recurso de pesquisa. Assim você pode procurar informações sobre a sua área de trabalho aqui na província”, explicou.

15) Sou funcionário público. Como devo elaborar meu currículo?

 

“Se você trabalha para o governo em uma área específica, como o departamento financeiro, por exemplo, às vezes é interessante você criar um currículo focado em sua habilidades em vez de focar em seu trabalho para o governo, pois alguma empresa daqui pode estar procurando alguém com o seu perfil, e suas habilidades. A função pode ser parecida com a que você executava em seu trabalho para o governo”, explicou Brenda Crump.

Ainda de acordo com ela, é sempre interessante também tentar uma entrevista de informação. “Essa entrevista é aquela que você tenta se conectar com uma pessoa de sua área aqui no Canadá e pergunta se eles podem responder algumas questões sobre o mercado, já que eles estão trabalhando naquela área. Você pode tentar contato por telefone, e-mail, ou linkedin. Você vai ficar surpreso com o quanto as pessoas querem conversar e compartilhar sobre seus trabalhos”, finalizou a especialista.