colleges que dão direito ao PGWP

Canadá: Governo libera lista de colleges que dão direito ao PGWP

Agora não tem como ter mais dúvida! O Governo canadense divulgou uma lista com todos os colleges que dão direito ao PGWP – Post Graduation Work Permit. Além do nome da instituição, o portal traz informações como a província onde está localizado o college, as cidades e o número designado para aquela instituição.

Para ter acesso às informações, basta acessar o site oficial do Governo Canadense e seguir os passos da tela. Primeiro, você deve selecionar a província que deseja pesquisar. Em seguida, digite as iniciais da instituição e logo aparecerão alguns nomes abaixo, e provavelmente você encontrará o nome da escola pretendida. Ao lado da cidade, você encontrará a opção se aquele college ou universidade é elegível ao PGWP nas opções Sim ou Não.

Confira se a sua instituição te faz elegível ao PGWP

Colleges que dão direito ao PGWP: Entenda como funciona

O PGWP é uma permissão de trabalho sem restrições de horas que pode ter de oito meses a três anos de duração. Todo estudante internacional tem direito de solicitá-lo ao completar um curso de nível superior em uma das instituições de ensino que constam na lista divulgada pelo Governo do Canadá como elegíveis ao PGWP. Antigamente, as pessoas ficavam muito na dúvida sobre este assunto. Porém, com a divulgação da lista de colleges que dão direito ao PGWP você poderá iniciar seu plano Canadá com muito mais segurança.

Porém, não basta apenas que sua instituição esteja na lista. Você ainda precisará seguir algumas regrinhas para conseguir o PGWP. De acordo com a lei do governo, para que você tenha direito ao visto de trabalho após os estudos é necessário que o aluno tenha feito um curso full-time em um programa pós-ensino médio, como bacharelados, certificados, diplomas, mestrados, etc. Ah, e não se esqueça que este curso precisa ser de, no mínimo, oito meses de duração.

Resumo: Quem tem direito ao PGWP?

Aqueles que estudaram em:

*Faculdades públicas: Programas full-time com duração acima de oito meses;
*Faculdades particulares: Programas full-time que concedam pelo menos um degree (Exemplo: Bachelor Degree, Associate Degree ou Masters Degree).

(Este é apenas o resumo de uma regra geral. Para casos específicos, converse com o seu consultor 3RA)

A duração desta permissão de trabalho após a conclusão do curso vai depender da duração de seu programa. Isso quer dizer que, no geral, se você fez um curso com com duração de 12 meses, poderá receber o documento com a validade de até um ano. Aqueles que concluírem um programa que tenha pelo menos dois anos de duração, poderão ter um PGWP de até três anos.

Durante o programa de estudo, você poderá trabalhar durante meio período, ou seja, apenas 20 horas semanais. Com o PGWP em mãos, o aplicante poderá buscar por uma oportunidade em terras canadenses sem restrições de horas na jornada de trabalho.

O que não dá direito ao PGWP

Lembrando que, por regra, cursos vocacionais e cursos de inglês no Canadá não dão direito ao PGWP. Nestes casos, após o término destes modelos de curso, o estudante precisa retornar ao país de origem, a não ser que encontre uma outra alternativa para continuar no Canadá. Uma opção é se matricular em um outro curso, por exemplo.

Por isso, é muito importante contratar uma agência especializada como a 3RA Intercâmbio. Assim, você terá total segurança e encontrará o melhor programa de estudo e a instituição de acordo com seus objetivos em terras canadenses. Muitas pessoas que desejam estudar e trabalhar no Canadá, por exemplo, acabam fazendo escolhas precipitadas – muitas vezes por falta de conhecimento sobre o assunto – e assim, gastam mais dinheiro. Portanto, caso tenha alguma dúvida, não deixe de entrar em contato com a nossa equipe.

Estudar e trabalhar no Canadá: Quando devo aplicar para o PGWP

Você tem até 180 dias após o recebimento do documento oficial de conclusão de seu curso para aplicar para o PGWP e você precisa ter um status válido no Canadá, caso faça a aplicação dentro do país.

Para dúvidas sobre vistos e imigração, sempre indicamos que nossos clientes procurem a empresa parceira Immi Canada, especialista no assunto.

Quais documentos vou precisar?

Uma opção é aplicar online pelo site da imigração canadense. Confira abaixo os documentos necessários para este tipo de aplicação:

  • Enviar todos os formulários exigidos pela imigração;
  • Cópia do passaporte completo;
  • Cópia da permissão de estudos;
  • Cópia do diploma ou certificado da instituição canadense ou do histórico escolar ou uma carta oficial da instituição declarando o término do curso.

Fique ligado, pois uma falha no processo poderá comprometer sua aplicação. Neste caso, como já dito anteriormente, nós indicamos a nossa parceria Immi Canada, que poderá ser contatada pelo e-mail [email protected]

O meu cônjuge poderá estender a permissão de trabalho junto com o meu PGWP?

O cônjuge poderá estender a permissão de trabalho junto com o aplicante principal caso sejam seguidas algumas regras. No momento da aplicação do Post Graduation Work Permit o estudante precisa ter um contrato simples full-time firmado com uma empresa dentro dos NOCs 0, A ou B. O NOC é um sistema que identifica a sua ocupação nas categorias nacionais do Canadá. No website do governo você encontrará todos os NOCs e conseguirá descobrir em qual NOC a sua posição de trabalho se encaixa.

Colleges que dão direito ao PGWP: forte aliado para quem deseja imigrar

Sim, o Post Graduation Work Permit é um forte aliado para quem deseja imigrar e quer utilizar os estudos como auxílio neste processo.  Isso porque a permissão de trabalho te oferece mais tempo de permanência no país. E se você conseguir um emprego dentro dos requisitos da imigração canadense neste período, esta experiência de trabalho te ajudará a somar pontos no processo.

Se você tem interesse em conhecer programas que dão direito ao PGWP, nós temos muitas opções. Entre em contato e agende sua consulta educacional conosco. Este atendimento vai te ajudar a escolher a opção correta para você.

Qual o tempo de resposta para ter o PGWP

Muitas pessoas perguntam sobre os prazos dessas aplicações. Alguns costumam durar um pouco mais, outro menos. Porém, saiba que no próprio site do governo canadense é possível consultar os prazos de diversas aplicações, inclusive do PGWP.

O que mais você precisa saber sobre o PGWP

  • Cada pessoa poderá solicitar o Post Graduation Work Permit (PGWP) somente uma vez na vida. Por exemplo, se você fizer um curso de um ano, e então decidir estudar mais na sequência, é recomendado que você peça o PGWP ao final de todos os programas.
  • A decisão final de todo o processo que rege o PGWP é inteiramente de responsabilidade do oficial de imigração. Inclusive, em muitos casos, eles podem pedir documentos adicionais durante esta análise.
230 Compart.

Visto canadense: Saiba mais sobre a isenção para brasileiros

Agora é pra valer! Brasileiros que cumpram alguns critérios estabelecidos pela imigração canadense não precisam mais de visto de turismo, ou seja, aquele que era anteriormente exigido em casos de passeio ou cursos de curta duração (até 24 semanas) no Canadá. A partir desta segunda-feira, dia 1 de Maio de 2017, será necessária apenas a emissão da eTA (Electronic Travel Authorization ou Autorização Eletrônica de Viagem – em português).

Porém, é preciso ficar atento. Como já destacamos no primeiro parágrafo do texto, nem todos os brasileiros estão isentos do visto de turismo. É necessário cumprir alguns requisitos. São eles:

  • Possuir um visto americano válido
  • Ou já ter tido um visto canadense nos últimos dez anos

É importante lembrar também que a eTA é válida apenas para quem for realizar sua entrada no Canadá por via aérea. Nos demais casos, você precisará passar pelo procedimento normal de solicitação de visto. Logo, se você for realizar uma viagem ao Canadá de navio, carro ou ônibus, por exemplo, o eTA não é a solução que você procura.

Outro ponto relevante é que a isenção é válida apenas para a ida como turista ao país, ou seja, para aquelas pessoas que irão estudar por mais de 24 semanas ou irão aplicar para uma permissão de trabalho, o procedimento de visto continua sendo o mesmo. (Para mais informações sobre o assunto, recomendamos entrar em contato com a Immi Canada – empresa especialista em vistos e imigração para o Canadá).

Como faço para aplicar para a Electronic Travel Authorization – eTA?

Você irá solicitar o documento online, através do preenchimento de um formulário no site oficial da imigração canadense. Você precisará estar com o seu passaporte em mãos e deverá fornecer um endereço de e-mail válido.

Quanto custa aplicar para a Electronic Travel Authorization – eTA?

A taxa é de apenas CAD $ 7 que podem ser pagos da seguinte forma:

  • Cartão de crédito Visa, MasterCard ou American Express
  • Cartão pré-pago Visa, MasterCard ou American Express
  • Cartão de débito Visa
  • JBC Card
  • Interac

Qual a validade do eTA?

O eTA é válido por cinco anos ou até a data de validade do passaporte.

Em quanto tempo terei a resposta sobre a aprovação ou não do meu eTA?

A resposta é normalmente enviada ao solicitante por e-mail dentro de alguns minutos. Porém, em alguns casos, a imigração pode levar alguns dias para finalizar a análise, podendo pedir documentos extras ou até mesmo exigindo uma entrevista presencial com o aplicante.

Caso você não tenha obtido nenhum retorno em um prazo de até 72 horas, o indicado é preencher o formulário de solicitação de casos especiais. No tópico “Type of application” você precisará selecionar “Electronic Travel Authorization” e, em seguida, “Case Specific Enquires”.

Já estou no Canadá e tenho uma permissão de estudo e/ou trabalho válidas. Preciso solicitar o eTA?

De acordo com a empresa parceira Immi Canada, se você está no Canadá com permissão de estudo e/ou trabalho e está com o visto de múltiplas entradas vencido, você precisará sim aplicar para o eTA caso pretenda realizar uma viagem para fora do país retornando novamente por via aérea.

**Lembramos que este é apenas um texto informativo geral. Para dúvidas sobre casos específicos sugerimos que entre em contato com a Immi Canada, empresa parceira da 3RA e especialista em vistos e imigração para o Canadá. E-mail de contato: [email protected]

Fontes oficiais:

Dúvidas frequentes sobre o eTA – Site da Imigração canadense
Electronic Travel Authorization – Site da Imigração canadense
Descubra se você precisa de um visto – Site da Imigração canadense
Formulário de solicitação do eTA

 

326 Compart.

Vou estudar no Canadá por um mês. Qual visto eu preciso?

As férias escolares são excelentes oportunidades para ter  uma experiência inesquecível de intercâmbio e estudar no Canadá por um mês. O país é um dos mais acolhedores do mundo, com diversos tipos de programas de estudo.

Se você está considerando esta possibilidade de estudar no Canadá, já é preciso começar a pesquisar alguns detalhes, como por exemplo, o tipo de visto necessário.

Estudar no Canadá por um mês: Autorização Eletrônica de Viagem

Para cursos de curta duração, ou seja, até 24 semanas, era necessário tirar o visto de turismo. Porém, desde Maio de 2017, brasileiros com visto americano válido e/ou que tenham tido um visto canadense nos últimos dez anos podem solicitar apenas o eTA (Electronic Travel Authorization ou Autorização Eletrônica de Viagem, em português). A medida vale para quem chegar ao país por via aérea. Leia mais sobre a isenção do visto de turismo para brasileiros. 

Estudar no Canadá por um mês: quanto custa o eTA

E o melhor: a autorização custa apenas sete dólares canadenses e leva somente alguns minutos para ser preenchida. A resposta também costuma sair dentro de alguns poucos minutos. O documento é válido por cinco anos ou até que o passaporte expire, o que acontecer primeiro. Se você tirar um novo passaporte será necessário aplicar para um novo eTA.

No entanto, se você não preenche os requisitos desta nova modalidade, será necessário aplicar para o visto de turismo normalmente. Para saber mais sobre como fazer a solicitação deste visto, a 3RA indica sua empresa parceria, a Immi Canada, que é especializada em vistos e imigração ([email protected]).

É importante lembrar que este texto ressalta apenas as informações para os brasileiros que permanecerão no Canadá estudando inglês por até 24 semanas. Para outras opções como colleges e universidades, ou cursos com duração superior a este período, o visto vai variar de acordo com cada modalidade.

Fonte: http://www.cic.gc.ca/english/visit/eta.asp 

64 Compart.
estudiantes extranjeros en Canadá

Mudanças no sistema de imigração favorecem estudantes estrangeiros no Canadá

O governo canadense anunciou nesta quinta-feira, dia 10 de novembro, mudanças no Sistema de Ranking Compreensivo (CRS) do Express Entry. E as novidades são muito boas para os nossos clientes: as alterações irão favorecer aqueles estudantes estrangeiros que concluírem programas pós-secundários no Canadá. E as mudanças não param por aí. Leia o texto abaixo com atenção:

Ofertas de emprego

De acordo com a nossa empresa parceira especialista em vistos e imigração, Immi Canada, haverá mudanças na pontuação do Labour Market Impact Assessment (LMIA), que passará a ser de 50 a 200 pontos. Veja abaixo:

• Para ofertas feitas para ocupações no grupo 00 serão concedidos 200 pontos;
• Para as demais ocupações a pontuação concedida será de 50 pontos.

Os novos regulamentos também permitem que os seguintes indivíduos recebam pontos sem a necessidade de um LMIA:

• Indivíduos com uma autorização de trabalho emitida sob um acordo internacional, como o Acordo de Livre Comércio da América do Norte (NAFTA).
• Indivíduos com uma autorização de trabalho emitida sob os critérios de “benefícios significativos para o Canadá”, tais como transferências dentro da empresa.

Estudo

Ainda segundo o texto divulgado pela Immi Canada, a partir de agora, os estudantes estrangeiros que tiverem uma credencial de programas pós-secundários também ganharão mais pontos. Veja abaixo:

-15 pontos, se tiver uma credencial elegível de um programa pós-secundário de um ano ou dois anos; e
-30 pontos, se tiver:
Uma credencial elegível de um programa pós-secundário de três anos ou mais,
Uma credencial elegível de um programa de nível universitário no nível de mestre ou no nível de um grau profissional de entrada para a prática para uma ocupação listada na matriz de classificação ocupacional nacional no Nível de Habilidade A para o qual o licenciamento por uma entidade reguladora provincial é necessária , ou
Uma credencial elegível de um programa de nível universitário no nível de doutorado.

As alterações no Express Entry já entram em vigor no dia 19 de novembro de 2016.

*Para mais informações, sugerimos que entre em contato com a nossa parceira especialista em vistos e imigração, Immi Canada.
**Lembramos que a Imigração é imprevisível e as regras sempre podem mudar. Por isso, esteja sempre atento.

 

 

708 Compart.

Brasil deverá ser isento do visto de turista para o Canadá em 2017

Uma notícia divulgada no site do Citizenship and Immigration Canada (CIC) e na página oficial do Itamaraty deixou muitos brasileiros felizes na manhã desta terça-feira, dia primeiro de novembro. Parece que finalmente a imigração canadense irá isentar cidadãos brasileiros da necessidade de visto de TURISTA para o Canadá, podendo solicitar apenas o eTA (Electronic Travel Authorization), para quem chegar ao país por via aérea.

No entanto, é importante lembrar que a regra é válida apenas para aqueles brasileiros que possuem um visto americano válido ou já tenham tido um visto canadense nos últimos dez anos. Caso você não esteja dentro de um desses requisitos, precisará aplicar para um visto de turista normalmente.

Segundo ambos os sites oficiais, a nova regra passará a valer a partir do dia 1º de Maio de 2017. Até lá, todos precisam aplicar para o visto de turista caso queiram visitar o Canadá.

O que muda com o eTA?

Com o eTA, o processo se torna bem menos burocrático e mais barato. O processo é realizado totalmente online, no site do CIC. Você só deverá estar com o seu passaporte em mãos e um cartão de crédito. Além disso, precisará também ter um endereço de e-mail válido. Em seguida, basta preencher o formulário online e aguardar a resposta, que costuma sair dentro de alguns poucos minutos.

Um outro ponto positivo é o valor. Você pagará apenas uma taxa de CAD$ 7, bem menor do que a taxa de CAD$100 cobrada anteriormente. O eTA será válido por cinco anos ou até o vencimento do passaporte.

É importante ressaltar que o eTA só irá permitir a isenção do visto de TURISTA. Portanto, no caso de estudantes, ele só será válido para quem for estudar no Canadá por até 24 semanas, ou seja, em cursos com duração inferior a seis meses consecutivos a partir da data de entrada no país. Para outros casos, o processo continua o mesmo.

2016

Em outubro de 2015, o CIC chegou a anunciar a isenção de visto para brasileiros a partir de Março de 2016. Porém, tempos depois, a imigração voltou atrás e informou que não havia data definida ainda. Portanto, é sempre bom estar atento às novidades, pois tudo pode mudar. Em caso de dúvidas para processos de visto e imigração, não deixe de contatar a nossa empresa parceira Immi Canada.

Fonte oficial: http://www.cic.gc.ca/english/helpcentre/answer.asp?qnum=1097&top=16
http://www.itamaraty.gov.br/pt-BR/notas-a-imprensa/15098-inclusao-do-brasil-no-programa-canadense-electronic-travel-authorization

876 Compart.

Mudanças no sistema de imigração para o Canadá devem acontecer no próximo Outono

Governo pretende tornar mais fácil o processo para que estudantes internacionais tornem-se residentes permanentes

De acordo com o ministro da Imigração, Refugiados e Cidadania, John McCallum, o governo do primeiro ministro Justin Trudeau está pronto para introduzir mudanças no atual sistema de imigração canadense. A informação foi divulgada por ele na última semana enquanto visitava a região de Peel.

Em Brampton e Mississauga, o ministro reuniu-se com membros do parlamento local para discutir questões relacionadas ao processo de imigração. Um dos principais assuntos foi o “Family Class”.

“Nós estamos trabalhando para reduzir o tempo de processamento do Family Class”, disse o ministro John McCallum. “Atualmente, tem demorado aproximadamente dois anos para o marido e a esposa ficarem juntos…é inaceitável”.

McCallum disse ainda que o governo Liberal herdou um sistema que está gerando muitas preocupações dentro da comunidade e sua equipe está trabalhando para agilizar o processo inserindo uma nova política. O novo sistema – com alterações na family class, skilled class, categoria econômica e processos de vistos de visitante – deverá ser introduzido no próximo outono.

“Nós queremos agilizar a admissão de imigrantes econônimocos, refugiados e family class. Também vamos tornar muito mais fácil o processo para que estudantes internacionais tornem-se residentes permanentes”, falou.

Em competição com outros países como Austrália, Reino Unido e Estados Unidos, McCallum contou que o governo está trabalhando para dar aos estudantes internacionais mais pontos, tornando mais fácil a vinda para o Canadá. “Os estudantes internacionais estão no topo da lista do governo para tornarem-se residentes permanentes, pois eles são novos, qualificados e fluentes em inglês ou francês”, completou o ministro. Ele disse também que o governo está trabalhando para melhorar os processos para a obtenção do visto de visitante, especialmente em Chandigarh, India.  

“Chandigarh não é o único local enfrentando problemas. Nós estamos determinados a tornar o processo mais fácil para as pessoas, especialmente aquelas que viajam para casamentos e funerais. Em breve teremos um processo de entrada muito mais rápido”, revelou.

John McCallum disse ainda que uma grande conquista do governo Trudeau foi trazer em apenas quatro meses 25.000 refugiados Sírios. “O projeto deu muito certo. Estou realmente orgulhoso de ser canadense porque muitos canadenses apoiaram esta iniciativa”, finalizou.

Clique aqui para saber como morar no Canadá

Fonte: http://www.cambridgetimes.ca/news-story/6771893-major-changes-to-canada-s-immigration-system-expected-in-fall-says-minister-john-mccallum/

324 Compart.
Inmigrar en Canadá

Quero imigrar: Qual curso é o mais indicado para mim?

Estudar em outro país requer muito cuidado e atenção no planejamento. A situação exige ainda mais cautela quando o objetivo futuro é, por exemplo, a imigração. Cada passo dado deve ser calculado para que decisões erradas não o façam perder dinheiro ou prejudiquem o seu processo. Por isso, entender os tipos de curso disponíveis no mercado e quais deles colaboram ou não para uma ida definitiva para o Canadá é importantíssimo.

Com certeza você já ouviu falar dos cursos vocacionais. Esses programas apresentam uma série de vantagens para os alunos. Normalmente eles contam com valores mais acessíveis e exigem um nível de inglês mais baixo se comparado a outros tipos de curso de ensino superior em geral e, por isso, costumam ser mais atraentes. Muitos deles também oferecem aos estudantes a possibilidade de trabalhar 20 horas semanais off-campus durante o programa. Porém, apesar de todos esses pontos positivos, se a sua intenção é ficar mais um tempo no país após a conclusão do curso ou até mesmo tentar uma futura imigração, os cursos vocacionais podem não ser os mais indicados para você, já que não dão direito à solicitação do Post Graduation Work Permit (PGWP), que é peça fundamental no planejamento daqueles que desejam tentar um processo de imigração após os estudos.

Para quem não sabe, o Post Graduation Work Permit (PGWP) é uma permissão de trabalho concedida a estudantes de colleges públicos matriculados em programas com mais de oito meses de duração ou faculdades particulares em programas de degree. Portanto, os programas vocacionais não entram neste quesito. Logo, se você for para o Canadá por meio um programa desses, ao final do mesmo você não poderá estender somente a permissão de trabalho e provavelmente precisará se matricular em outra instituição caso queira continuar no país e ainda não tenha sido aprovado em um processo de residência permanente.

Por esse motivo, colleges públicos e programas de degree de faculdades particulares representam a melhor opção para aqueles que desejam imigrar, já que o PGWP oferece um tempo maior de permanência no Canadá e permissão de trabalho sem restrição de horas (confira a lista de colleges que dão direito ao PGWP). Já os cursos vocacionais são ideais para quem quer passar apenas um período determinado no país adquirindo conhecimento e experiência de trabalho. Porém, esta não é uma regra geral. Cada caso é diferente e é preciso fazer uma análise do seu perfil para definir o melhor processo para você. Por isso uma consultoria especializada como a 3RA Intercâmbio é tão importante. Assim você não corre riscos de tomar decisões equivocadas e desperdiçar tempo e dinheiro.

Gostou? Então entre em contato com a 3RA hoje mesmo.

27 Compart.

Estudante internacional, saiba como emitir o Social Insurance Number (SIN) para trabalhar no Canadá

Todos os estudantes internacionais, que estão no Canadá cursando programas que também dão direito a trabalhar, precisam emitir o Social Insurance Number – SIN.  Esse número é como se fosse a carteira de trabalho que você tem no Brasil, que registra seu histórico e garante seus direitos enquanto trabalhador. É uma das primeiras coisas que o empregador canadense vai te pedir durante uma entrevista. É através desse número que você vai ser registrado, irá recolher impostos e pedir a restituição, chamada de tax refund.

Para solicitar esse número é muito simples e não custa nada. Veja o passo a passo aqui:

  1. Study Permit válido: Você precisa ter uma permissão de estudo válida e que te garanta o direito a trabalhar. Na permissão de estudo virá a mensagem no final da página, em observações, explicando o tipo de permissão de trabalho do aluno. Estudantes de idiomas não podem mais trabalhar no país.
  2. Documentos originais: Para pedir o SIN você precisa apresentar seu passaporte e a folha de study permit, os dois precisam ser os originais. Leve também algum comprovante de endereço.
  3. Onde solicitar: Os estudantes internacionais devem solicitar o SIN number em algum centro de serviços canadenses chamado de Service Canada Office. Clique aqui para encontrar a agência mais perto do seu endereço e os horários de funcionamento. Em Vancouver os estudantes podem procurar a Sinclair Center,  na Hastings Street, número 457, escritório 125.
  4. SIN Number: Você pegará uma senha e, provavelmente, será atendido muito rápido. Se toda a documentação estiver correta, ao final do atendimento você já terá seu número SIN.

 

132 Compart.

Conheça mais sobre o Post-graduation Work Permit – PGWP

Quem está planejando estudar e/ou imigrar para o Canadá com certeza já deve ter ouvido a sigla PGWP, certo?

Para quem ainda não sabe, o Post-graduation Work Permit – PGWP – é uma permissão de trabalho de 8 meses a 3 anos de duração que os estudantes internacionais têm direito de solicitar após completarem seus estudos no Canadá. Por oferecer mais tempo de permanência no país e permissão de trabalho sem restrição de horas, o PGWP é hoje uma das principais opções para ajudar aqueles que desejam imigrar futuramente.

Porém, o que nem todo mundo sabe é que não são todos os cursos ou escolas que oferecem ao estudante esse direito de pedir pelo PGWP. Já recebemos em nossa agência muitas pessoas desesperadas que investiram um valor altíssimo em colleges de dois anos no Canadá, e que no final do curso descobriram que não teriam o direito de pedir o visto aberto de trabalho. Imagine a frustração e arrependimento dessas pessoas?

Uma das vantagens de contar com a assistência de uma agência especializada como a 3RA Intercâmbio é ter a garantia de se matricular em uma instituição que lhe dará esse direito (caso essa seja a sua vontade, já que a 3RA também oferece cursos vocacionais). Por ter duas agências no Canadá – uma em Vancouver e outra em Toronto – a agência tem uma relação muito próxima com as instituições de ensino e é  é especialista no assunto.

O diretor educacional da 3RA, Francisco Zarro, gravou um vídeo explicando um pouco mais sobre o PGWP, instituições e o formato dos cursos que dão ao aluno esse direito. Veja aqui:

 

Veja abaixo algumas dúvidas frequentes de nossos alunos sobre o PGWP:

1) Quando preciso aplicar para o PGWP?

Você tem até 180 dias após o recebimento da carta oficial de conclusão de seu curso para aplicar para o PGWP e você precisa ter um status válido no Canadá, caso faça a aplicação dentro do país. Para mais informações, entre em contato com a equipe da Immi Canada pelo e-mail [email protected]

2) Como aplicar para o PGWP e quais documentos irei precisar?

Você poderá aplicar online no site oficial da imigração canadense ou pelo correio.

  • Será preciso enviar todos os formulários exigidos pela imigração;
  • a cópia do passaporte completo;
  • cópia da permissão de estudos;
  • cópia do diploma ou certificado da instituição canadense ou do histórico escolar ou uma carta oficial da instituição declarando o término do curso.

3) O meu cônjuge também terá direito a estender a permissão de trabalho junto com o meu PGWP?

Para que o cônjuge consiga estender a permissão de trabalho junto com o aplicante principal, o estudante, no momento da aplicação do PGWP, deverá ter um contrato simples de trabalho firmado com uma empresa, em uma vaga full-time, dentro dos NOCs 0, A ou B. Para quem não sabe, o NOC é um sistema nacional que classifica e descreve todas as ocupações no país. Neste link você consegue descobrir em qual NOC a sua posição de trabalho se encaixa.

4) Não consegui o contrato de trabalho. Como meu cônjuge poderá continuar no Canadá?

Neste caso, as opções são ou o cônjuge se matricular em uma instituição de ensino e estender sua estadia como estudante ou então apenas como turista. Porém, caso você consiga um contrato de trabalho depois, o seu cônjuge poderá aplicar novamente para a permissão de trabalho.

5) Todos os cursos dão direito ao estudante aplicar para o PGWP?

Não. Para ter direito a pedir pelo PGWP, o aluno deverá ter concluído um programa em uma faculdade pública de no mínimo oito meses de duração ou um programa de degree em faculdades particulares (no caso das privadas, não valem diplomas e certificados). Ainda existem uma série de outros requisitos que devem ser seguidos. Por isso, é sempre importante contar com uma agência especializada como a 3RA Intercâmbio. Assim você terá a garantia de que irá se matricular em uma instituição que lhe dará esse direito.

Para te ajudar ainda mais, o Governo Canadense liberou uma lista com todos os colleges que dão direito ao PGWP.  Seguindo os passos da tela você vai encontrar a província, o nome da instituição e se aquele college é elegível ao PGWP através das opções sim e não.

Outras informações sobre o PGWP podem ser obtidas no site oficial da imigração canadense.

Leia mais:

Dúvidas frequentes: Estudo no Canadá

Dúvidas frequentes: Cursos vocacionais

3K Compart.

Como fazer sua identidade em British Columbia

Para quem vai fazer intercâmbio por mais de seis meses é muito aconselhável fazer a identidade da província que irá morar. Em British Columbia, província onde está Vancouver, Victoria e Whistler, o processo é bastante simples e o novo documento, conhecido como BCID, poderá substituir o passaporte para a identificação em bares e boates, e também para assinar cheques e fazer pagamentos com cartões de crédito.

Para solicitar sua BCID será necessário pagar CAD$35.00 e apresentar os seguintes documentos: passaporte, visto (s)  – com validade de no mínimo 6 meses – e um segundo documento de identificação (identidade do Brasil ou carteira de motorista, por exemplo). A identidade será enviada entre quatro e seis semanas para o endereço, no Canadá, informado no momento da solicitação. O formato do documento é um cartão parecido com o de crédito com foto, datas de nascimento e outras informações pessoais como peso e altura.

Onde Solicitar em Vancouver

Royal Centre

#221 – 1055 West Georgia Street

Vancouver – BC – Canada

Contato: (604) 661 -2255

184 Compart.