3RA Intercâmbio

trabalhar e estudar no canadá

Trabalhar e Estudar no Canadá: a importância de seguir as regras do país

49 Compart.

Recentemente, o site Global News abordou a importância de seguir as regras sobre  trabalhar e estudar no Canadá. O website destacou que um estudante de um college público da província de Ontário burlou as normas do país, pois estava trabalhando full-time durante o período dos estudos. A imigração canadense, então, ordenou que ele fosse deportado ao seu país de origem no último dia 15 de junho. 

Nós sabemos que, no Canadá, estudantes podem trabalhar apenas 20 horas por semana, se estiverem em um programa que dê este direito. Porém, existem pessoas que, para bancarem o alto preço do custo de vida do país e das mensalidades de seus estudos, trabalham mais do que o é permitido por lei. Mas isso é errado! O aluno pode trabalhar em período integral apenas nas pausas programadas ou nas férias do college. 

 Trabalhar e Estudar no Canadá: Entenda a matéria do Global News 

 Jobandeep Sandhu, natural da Índia, trabalhava como motorista de caminhão e foi abordado por policiais federais em uma ação rotineira. O estudante de 22 anos disse que chegava a trabalhar quase 50 horas semanais para assim poder pagar seus estudos e ajudar um irmão com as despesas pessoais. Ele era aluno de Engenharia Mecânica na cidade de Mississauga. E mais, se formaria em apenas 10 dias do momento em que foi descoberto pelas autoridades. 

Trabalhar e estudar no Canadá: regras para estudantes internacionais 

Quando você chega no Canadá como estudante de um programa que lhe permite trabalhar por 20 horas semanais, o governo entende que seu foco são os estudos. Na situação mencionada na reportagem do Global News, um porta-voz da Agência de Serviços de Fronteira do Canadá (CBSA) disse que o estudante cometeu algo “inadmissível” no Canadá ao “violar os termos de uma permissão de estudo”. 

Por isso, é muito importante o estudante internacional se atentar às regras do país. Principalmente se vier em família, pois caso aconteça algo, isso pode influenciar no projeto de todos os membros. 

Caso você tenha alguma dúvida sobre seu visto, entre em contato com a Immi Canada. A empresa é responsável e especialista em vistos e imigração para o Canadá. Veja algumas regras e permissões para estudar no país. 

Trabalhar e estudar no Canadá: o que pode e o que não pode fazer

Existem muitas opções para quem deseja estudar e trabalhar no Canadá. O que muita gente não se atenta é que, para poder trabalhar enquanto estuda, o aplicante deve estar inscrito em um programa de carreira ou um curso de desenvolvimento profissional em um college ou universidade. Além disso, o programa escolhido deve obedecer a alguns critérios estabelecidos pelas Leis do Governo Canadense. 

Uma questão que muita gente não sabe é que estudantes de idioma não podem trabalhar no Canadá! Antes de junho de 2014 quem estudava inglês ou francês no país podia pedir um visto de trabalho. Essa permissão dava ao aluno o direito de trabalhar a mesma quantidade de horas que ele havia estudado depois que o curso de idiomas terminasse. Porém, no dia 1º de junho de 2014 essa lei canadense mudou.

 Os consultores educacionais da 3RA são especializados em programas de estudo no país e poderão te auxiliar em seu planejamento. Além disso, poderão te passar algumas dicas para que sua experiência no Canadá seja a mais proveitosa possível. Entre em contato com a 3RA Intercâmbio . 

Primeiro passo: escolher o programa de estudos 

Como falamos anteriormente, para que o aluno possa trabalhar no Canadá ele precisa estar matriculado em um programa full-time, com duração mínima de oito meses, ou em uma faculdade privada em um curso de degree.  Existem dois tipos de instituições: os colleges e as universidades. 

O college é mais voltado ao mercado de trabalho, em áreas de alta demanda e empregabilidade. São programas de diploma e certificado que possuem o foco na área prática. Já as universidades oferecem bacharelados, mestrados e doutorados. Estas instituições são voltadas à produção de pesquisas. 

Trabalhar e estudar no Canadá: programas vocacionais

Uma das alternativas para quem deseja estudar e trabalhar no Canadá é fazer um programa vocacional. O curso conta com valores mais baixos se compararmos aos colleges públicos, e ainda te dá o direito de trabalhar full-time durante o período do estágio remunerado (co-op). 

Os cursos vocacionais são conhecidos como career colleges ou programas de “Estudo + Trabalho”. Neste tipo de programa, o aluno fica em sala de aula por um período e depois coloca em prática o que aprendeu na teoria. Neste momento, o estudante poderá trabalhar 40 horas por semana (lembrando que ele poderá trabalhar por 20h desde o primeiro de aula). 

Estes cursos são oferecidos nas credenciais de certificado e diploma e são ministrados em colleges privados. Para ingressar, é necessário ter o Ensino Médio completo (2º grau), e ter, no mínimo, 18 anos de idade. As áreas mais comuns são: hotelaria, negócios, atendimento ao cliente, entre outras.

Para poder trabalhar, o curso vocacional deve ser full-time com, no mínimo, seis meses de duração. Lembrando que mesmo que você chegue antes ao Canadá, poderá trabalhar apenas a partir do seu primeiro dia de aula. Caso você estude inglês antes, que pode ser inglês geral ou Pathway, durante este período não é permitido trabalhar.

Trabalhar e estudar no Canadá: colleges que dão direito ao PGWP 

Outra opção para quem deseja trabalhar e estudar no Canadá é fazer um programa em um college que dê direito ao PGWP. O Post-graduation Work Permit é uma permissão de trabalho sem restrição de horas que os estudantes internacionais têm direito de aplicar ao fim dos estudos no Canadá. 

Para ter direito a pedir o PGWP, o aluno precisa ter finalizado um programa de uma faculdade pública de, no mínimo, oito meses de duração ou em um curso de degree em faculdades particulares. Como nos cursos vocacionais, estes também possibilitam que o aluno trabalhe 20h por semana desde o primeiro dia de aula. Confira os colleges que dão direito ao PGWP.  

O estudante tem até 180 dias para aplicar para o PGWP. Esta é uma regra nova do Governo canadense, já que este prazo anteriormente era de apenas 90 dias. Além disso, não é necessário mais ter um visto de estudos válido, mas é necessário ter um status temporário válido no Canadá, caso faça a aplicação dentro do país. 

O PGWP é concedido apenas uma vez na vida. Portanto, fique de olho no tempo deste visto: 

  • Conclusão de um programa de oito meses de duração: poderá ser elegível para oito meses de PGWP;
  • Conclusão de um programa de 12 meses de duração: poderá ser elegível para um ano de PGWP;
  • Conclusão de um programa de dois anos ou mais: poderá ser elegível para até 3 anos de PGWP.

Trabalhar e estudar no Canadá: Vantagens de fazer um curso que dê PGWP

Estudante com cônjuge

Se você estiver com seu cônjuge no Canadá, ele também poderá ter o visto de trabalho aberto atrelado ao visto de estudos do aplicante principal que está estudando em um programa que dê o PGWP. Desta forma, se vocês estiverem pensando em permanecer no país, a experiência do cônjuge já estará valendo para processos de imigração caso ele esteja em um trabalho nos NOCs 0, A ou B. 

O NOC –  National Occupational Classification (NOC) é um sistema nacional que classifica as ocupações no Canadá. 

Após a finalização do seu curso você poderá aplicar para o PGWP e aí sim sua experiência de trabalho vai começar a contar pontos para processos de imigração.  E o cônjuge? Calma, ele também terá a possibilidade de estender a permissão de trabalho junto com o aplicante principal. O estudante só precisará apresentar uma oferta de trabalho e alguns paychecks recentes. Contate a Immi Canada  pelo e-mail contact@immi-canada.com caso tenha alguma dúvida. 

Atenção: Recentemente, a imigração atualizou as regrinhas a respeito do momento em que o cônjuge, que está acompanhando um estudante de college ou faculdade, poderá começar a trabalhar no Canadá. Agora, o cônjuge está liberado para trabalhar a partir do momento em que o seu Open Work Permit (visto aberto de trabalho) for aprovado e o SIN number for emitido, não precisando mais aguardar o estudante iniciar suas aulas no college ou faculdade. Para o estudante, a regra permanece a mesma – ou seja, ele só poderá trabalhar (até 20h semanais) a partir de seu primeiro dia de aula no college ou faculdade. 

PGWP x imigração

É muito importante destacar que a experiência de trabalho no Canadá não garante a residência permanente. Ela irá apenas somar pontos no processo, tornando o cenário mais favorável para vocês. Existem outros fatores que vão ajudar, como experiência de trabalho, nota em prova de proficiência de inglês, entre outros. 

Caso tenha alguma dúvida nesta aplicação, entre em contato com a IMMI Canada pelo e-mail contact@immi-canada.com

Famílias com filhos

Uma outra grande vantagem é que, dependendo da credencial do curso, os filhos poderão estudar em escola pública no Canadá. Em British Columbia, as crianças têm direito a estudarem de forma gratuita a partir dos cinco anos; e em Ontário, a partir dos quatro. Antes disso, as crianças podem ir para a creche no Canadá, que é paga. 

Pagamento do college

Por fim, um ponto importante que podemos ressaltar é que o pagamento do curso é feito por semestre. Muitos clientes quando se deparam com o valor total do programa se assustam porque pensam que precisam quitar tudo no primeiro momento. Mas no Canadá os pagamentos são feitos a cada 4 meses, em sua maioria (semestre). 

 Trabalhar e estudar no Canadá: planejamento financeiro 

O primeiro passo para estudar no Canadá é fazer o planejamento financeiro. Vimos que o aluno de Ontário acabou excedendo as horas, porque precisava pagar seus estudos. Nós indicamos que os estudantes já cheguem ao país com o valor total do college guardado, pois você poderá trabalhar apenas 20 horas por semana, e este montante será apenas para sua manutenção mensal. 

Para se ter uma ideia, veja a tabela abaixo com os valores anuais dos cursos vocacionais e colleges públicos em British Columbia e Ontário. 

British Columbia Ontario
Cursos vocacionais CAD$ 8.000 a 10.000/ano CAD$ 8.000 a 10.000/ano
Colleges públicos CAD$ 18.000/ano CAD$ 15.000/ano

Se considerarmos que o salário mínimo por hora atual na província de British Columbia é CAD 13.85 e você só poderá trabalhar 20 horas por semana, você receberá, ao fim do mês, CAD 1.108 (sem contar os valores descontados). Já em Ontario, o salário por hora é CAD 14, sendo assim CAD 1.120 ao fim do mês. Para o college vocacional, você terá que pagar o valor total antes mesmo de iniciar as aulas. Já para o college público, o montante é dividido entre a quantidade de termos daquele ano. 

Por isso é muito importante se atentar a este planejamento financeiro, pois o custo de vida no Canadá pode ser mais alto do que você espera. 

Exigência para ingressar em uma instituição canadense

Para que você possa fazer um college ou uma universidade no Canadá, você terá que fazer uma prova de inglês, que pode ser o IELTS Academic, TOEFL, prova específica da escola ou até mesmo o Pathway. Há também o TEF para o caso de quem fará um curso em francês. 

Além disso, é necessário:

  • Diploma de bacharelado para cursos de pós-graduação (nos cursos vocacionais, basta ter o ensino médio); 
  • Histórico da universidade cursada no Brasil ou em outro país com as notas e aprovação em todas as disciplinas;
  • Algumas instituições podem exigir um pré-teste e alguns outros documentos, que podem variar dependendo da escola escolhida e curso.

Fonte: Global News