Onde ficar em Toronto

Onde ficar em Toronto: conheça os melhores bairros

Onde ficar em Toronto é uma das principais preocupações de quem chega ou está prestes a chegar na cidade. Afinal, sua moradia vai representar um dos maiores gastos de seu planejamento financeiro para o Canadá e será onde você mais vai passar o seu tempo.

Encontrar um local em si não é tão difícil. Porém, são várias variáveis para se considerar para poder achar uma alternativa que se encaixa com suas necessidades e preferências. Por exemplo, é preciso considerar a questão do transporte público em Toronto, da distância à sua escola ou trabalho e, em alguns casos, as alternativas de escola pública para crianças. E, como nós sabemos bem, pode ser bem complicado de compreender essas variáveis estando longe.

Toronto é a maior cidade do Canadá, com quase seis vezes o tamanho de Vancouver. Por isso, sabemos que decidir onde morar pode ser difícil e gerar bastante insegurança pra quem não conhece a cidade. Mesmo já existindo vários posts sobre onde ficar em Toronto na internet, a maioria deles consiste em apenas uma lista de bairros baseada nos mesmos critérios. E, como os critérios de escolha variam de pessoa para pessoa, é muito provável que você ainda não compreenda bem a cidade e continue inseguro para tomar uma decisão tão importante assim.

Por esses motivos, resolvemos contar um pouquinho sobre como a cidade é dividida e sobre as principais características dos bairros de cada região. Assim, independentemente dos seus principais critérios, esse post vai poder te ajudar a tomar uma decisão com mais tranquilidade e confiança.

Como a cidade é gigantesca, ter acesso às linhas de metrô faz uma enorme diferença. Por esse motivo, é interessante explicar sobre as regiões de Toronto nos baseando nas principais linhas que cortam a cidade.

Onde ficar em Toronto

Fonte: TTC

Para ficar mais fácil de entender, sugerimos que você acompanhe o post olhando a cidade de Toronto no Google Maps. Assim que encontrar a cidade, clique no ícone do Menu (um quadradinho com três linhas horizontais) no topo da esquerda. Depois, selecione “Transporte público”. Assim, você poderá ver as principais linhas de metrô e compreender melhor as descrições a seguir.

Transporte público em Toronto

A linha amarela (Yonge-Uni Line) faz um “U” na região central de Toronto, cobrindo a região de downtown e midtown. Downtown é onde ficam os prédios mais altos, onde se concentram o comércio e as maiores empresas da cidade. Midtown, que fica acima de downtown, na região das perninhas do “U” formado pelo metrô, é uma área bem balanceada entre residências e comércio.

A linha verde (Bloor-Danforth Line) corta o “U” horizontalmente. Ou seja, ela atravessa midtown, e dá acesso a bairros mais tranquilos, de caráter mais residencial. Em geral, essas áreas mais afastadas de downtown e midtown costumam ser a escolha de famílias com criança, que preferem vizinhanças mais tranquilas.

A linha verde é estendida pela linha azul (Scarborough Line). Ela dá acesso a bairros ainda mais afastados de downtown – por volta de uma hora do centro. Por conta da distância, esses bairros costumam ser mais baratos. Então, se custo é um fator determinante na sua escolha, saiba que, em geral, quanto mais afastado de downtown, melhores os preços.

A linha roxa (Sheppard Line) fica no final da parte direita do “U” formado pela linha amarela. Assim como a linha azul, a linha roxa dá acesso à área suburbana de Toronto. Não costuma ser tão popular entre recém chegados, mas é uma opção às pessoas que dependem de um custo bem menor e não se incomodariam com a distância dos centros.

Onde ficar em Toronto: área oeste

Na região oeste ao centro de Toronto, ao longo da linha de metrô Bloor-Danforth, há bairros tranquilos e residenciais. Alguns deles são o High Park North, West Bend e o Junction Triangle. Há pouco comércio nessa região, como lojas e restaurantes. Porém, ela tem tudo que pode ser necessário no dia-a-dia, como supermercados, escolas e centros comunitários.

Esses bairros ficam próximos a vários parques (que costumam ser gramados grandes, com árvores e parquinho para crianças). O que mais se destaca sobre essa área é a proximidade dela com o High Park. O High Park é um parque gigantesco, lindo e super conhecido. Ele está na lista de locais pra visitar em Toronto de absolutamente todo mundo que viaja para a cidade!

Onde ficar em Toronto

High Park, Toronto

Entre os bairros dessa área, o Junction Triangle é o que tem a maior variedade em termos de comércio, incluindo até mesmo duas cervejarias e um box de crossfit.

Esses bairros costumam ser a escolha de famílias com criança por conta da tranquilidade nas ruas. Então, se você está procurando onde morar em Toronto e prefere bairros mais silenciosos, que te oferecem tudo o que você precisa para um final de semana calmo, essa região é uma ótima escolha!

Onde ficar em Toronto: área leste

Na área leste ao centro, ainda ao longo da linha de metrô Bloor-Danforth, também há vários bairros residenciais bem tranquilos assim como para o lado oeste. Alguns deles são o East Danforth, Woodbine, Oakridge, Birchmount Park, Kennedy Park e Eglinton East.

Entre eles, o East Danforth é o que mais tem comércio por perto. Ao longo da Danforth Avenue, você encontra diversos restaurantes, bares, cafeterias, farmácias, bancos, e até mesmo um salão de boliche. O bairro Birchmount é o que mais possui prédios, o que significa que é onde mais há oportunidade de encontrar um lugar pra morar.

Onde ficar em Toronto: área central

Como já falamos antes, a linha de metrô Yonge-Uni Line faz um “U” na região central de Toronto, passando por downtown e midtown. Por ser predominantemente comercial, downtown é uma região com aluguéis mais altos. Então, não costuma ser a escolha da maioria dos estudantes internacionais e recém-chegados. Porém, localizada logo acima, midtown é uma das áreas mais desejadas para se morar.

Ao longo do lado direito do “U” formado pela linha amarela estão alguns dos melhores bairros de Midtown, como Yonge & Eglinton, Davisville Village, Summerhill e Midtown Toronto. O preferido da maioria dos jovens de 20 a 30 anos e casais sem filhos é Yonge & Eglinton. Essa preferência se deve ao fato de ser mais agitado e possuir uma grande variedade de restaurantes e bares nos arredores. Também há diversas lojas, academia, cinema e até mesmo um pequeno shopping.

Esse bairro fica bem na parte central da cidade e bem do ladinho da estação de metrô Eglinton. Por conta disso, o acesso é fácil tanto para o centro de Toronto como para as áreas suburbanas, levando apenas 20 minutos para ambas. Então, se você está procurando onde ficar em Toronto e prefere lugares que te permitem ter um final de semana mais animado sem ter que ir longe, você amaria bairros como o Yonge & Eglinton.

Se você preferiria um meio-termo entre a agitação de Yonge & Eglinton e a tranquilidade de bairros residenciais, Davisville Village e seus arredores seriam uma ótima opção. É também uma área com moradias de custo mais baixo que Summerhill.

Onde ficar em Toronto: os menores custos

A grande maioria das pessoas que precisam decidir onde ficar em Toronto economizaram exatamente para esse momento: a mudança. Então, nós entendemos que a questão financeira é, para muitos brasileiros, o fator que mais influencia na escolha.

Por isso, encontramos uma lista preparada pela Narcity (empresa canadense de mídia online) para a qual “custo” foi o único critério. Vários desses bairros são longes de estações de metrô mas, dependendo das suas circunstâncias e locais de trabalho ou estudo, vale a pena considerá-los:

  • Mimico
  • Kensington
  • Parkdale
  • Little Portugal

Falando sobre custos, temos um artigo com dicas de como economizar no Canadá de forma geral. O post inclui dicas relacionadas a moradia, alimentação, entretenimento e outros.

Onde ficar em Toronto: homestay é pra mim?

Ficar numa homestay costuma ser a escolha de pessoas que vão estudar inglês por períodos curtos. Porém, essa alternativa também pode ser bem valiosa pra quem acabou de chegar e vai estudar por períodos mais longos ou trabalhar.

Morar temporariamente numa homestay te daria a oportunidade de conhecer a cidade pessoalmente. Isto te permitiria decidir com mais confiança qual bairro se encaixa melhor no seu perfil. Além disso, o contato com uma família local poderia também ajudar nessa decisão de onde ficar em Toronto. Sem dúvidas, essa alternativa pode trazer muito mais tranquilidade e confiança para o seu processo.

Apesar de certas homestays aceitarem casais, existe uma outra opção bem comum. Diversas famílias com dois ou mais membros optam por escolher um membro da família para chegar no país sozinho para poder resolver a questão da moradia antes que os outros membros cheguem. Dessa forma, é possível economizar um pouco durante essa transição.

Uma outra dica para recém chegados que estão procurando onde ficar em Toronto é passear pela região desejada e observar se os prédios estão com placas indicando apartamentos disponíveis. Em caso afirmativo, basta entrar na portaria do prédio e procurar pelo landlord. Muitas vezes você poderá se candidatar para ser um inquilino naquele momento. Além disso, muitos landlords têm contatos com empresas que possuem prédios residenciais. Eles podem dar informação sobre outros apartamentos disponíveis na cidade.

Onde ficar em Toronto

Apesar de ser muito importante se planejar com antecedência, recomendamos que você já esteja na cidade antes de assinar qualquer contrato. Não tente alugar um apartamento à distância. Além de existirem golpes, é muito importante enxergar a cidade com os seus próprios olhos. Assim você pode analisar os imóveis e a vizinhança pessoalmente. Afinal, aquele lugarzinho será o seu novo lar. Não deixe de conversar também com a pessoa responsável pela propriedade.

Alguns dos sites que você pode usar para procurar imóveis para alugar em Toronto são:

Onde ficar em Toronto: explore à distância

Como a escolha de onde ficar em Toronto depende muito do perfil de cada pessoa e cada família, recomendamos que você continue explorando a cidade antes de se mudar.

A revista Toronto Life criou uma ferramenta bem interessante para explorar as opções de bairros na cidade. A ferramenta de permite selecionar o nível de importância de critérios como custo de moradia, transporte público, segurança e entretenimento. A cada vez que você muda o nível de importância de um critério, a lista de bairros é atualizada. Para acessá-la, clique aqui.

Enfim, Toronto é uma cidade grande suficiente e conta com as mais diversas alternativas de moradia. É possível encontrar opções para as diferentes necessidades e preferências. Apesar de os apartamentos serem a escolha mais popular entre os brasileiros que chegam ao Canadá, há também a opção de alugar casas inteiras, basements, laneways e townhouses. Aqui em nosso blog você encontra um texto que explica um pouco melhor os diferentes tipos de moradia no Canadá

Todo o processo de mudança é bem complicado e leva tempo, mas sempre vale a pena! E nós esperamos que essas informações possam trazer mais tranquilidade e confiança para o seu processo.

60 Compart.

Morar em Vancouver com filhos: Melhores regiões

O perfil dos brasileiros que estão embarcando para o Canadá tem mudado muito ao longo do tempo. Há alguns anos, a grande maioria deles era formada por jovens solteiros buscando a prática do inglês ou aperfeiçoamento profissional. Já hoje em dia, cada vez mais famílias completas estão arrumando as malas e partindo para o país norte-americano em busca de qualidade de vida e segurança para os pequenos. E entre as cidades favoritas está Vancouver, em British Columbia, principalmente por conta de seu clima mais ameno. No entanto, a região que envolve a cidade é grande e conta com muitas opções de moradia. Quais então são as melhores regiões para morar em Vancouver com filhos?

É claro que a resposta para essa pergunta vai depender de muitas coisas. Algumas delas, por exemplo, são o orçamento e o estilo de vida da família. A área que envolve Vancouver é extensa e multicultural. A cidade conta com municípios vizinhos que estão tão interligados e próximos uns dos outros que tudo parece uma cidade só. Opção é o que não falta! 

Um importante fator que contribui para isso é o transporte público de Vancouver, que é extremamente eficiente. Ele é o principal responsável por conectar essas cidades umas às outras e dar comodidade às famílias que moram por ali. Só para se ter uma ideia, todos os ônibus e trens – e até o SeaBus – estão preparados para receber bicicletas e carrinhos de bebês.

Sendo assim, mesmo que você trabalhe em Vancouver,  você pode morar em uma cidade mais distante como New Westminster, por exemplo. É o que grande parte das famílias prefere fazer: Fugir do movimento de Downtown e aproveitar os parques e a vizinhança mais calma das cidades vizinhas com as crianças.

Além disso, morando em cidades mais afastadas, as famílias conseguem economizar no aluguel. Existem algumas regiões nas quais os valores de locação são bem mais em conta. Desta forma, as famílias conseguem alugar locais maiores com o mesmo valor que pagariam em um apartamento de um quarto em Downtown Vancouver, por exemplo.

Abaixo vamos listar algumas das melhores regiões para morar em Vancouver  com filhos. Vamos também te ajudar a entender melhor as distâncias entre as cidades e fazer um resumo do tempo aproximado gasto no trajeto entre uma e outra.

Conhecendo a região de Vancouver

Vancouver está situada na parte sul da província de British Columbia, entre o Oceano Pacífico e as Montanhas da Costa. As cidades próximas a ela fornecem toda a infraestrutura das cidades grandes e estão a poucos quilômetros de distância de Downtown Vancouver.

Por exemplo, para chegar até a cidade de North Vancouver, você gastará apenas 15 minutos saindo de Downtown. Para chegar até a primeira estação de Burnaby, você gastará menos tempo ainda. Já para New Westminster, são cerca de 25 minutos de Skytrain partindo do Centro de Vancouver. Lembrando que estamos tomando como base as estações do metrô. Caso você more um pouco afastado da estação, esse tempo com certeza irá aumentar.

Há ainda algumas cidades mais afastadas como Coquitlam, localizada a cerca de 20km de Downtown de carro. Usando o trem Westcoast Express, você chega à cidade em cerca de 30 minutos.

Outra cidade bem procurada por famílias é Surrey. De downtown até lá serão 50 minutos de trem ou aproximadamente 30km de carro. Já Richmond, que fica do lado sul de Vancouver, são cerca de 26 minutos de metrô saindo de downtown.

Fonte do mapa: plphstudy.ca

Cidades muito procuradas pelas famílias na Grande Vancouver:

Richmond

Richmond é a cidade que conta com uma grande comunidade asiática. Por lá você vai encontrar vários restaurantes que servem comida chinesa, coreana e vietnamita. Em algumas partes do local é possível encontrar até placas de sinalização escritas em mandarim.

Apesar de o custo dos aluguéis ser um pouco mais alto, a região é considerada uma ótima opção para famílias com crianças, já que por lá existem boas escolas públicas e particulares.

Morar em Vancouver com filhos: Richmond, British Columbia.

North Vancouver

Norte Vancouver conta com um custo de vida mais elevado, com muitas casas e menos apartamentos. Porém, é uma ótima opção para famílias e principalmente para quem vai estudar na Capilano University. Como falamos anteriormente, a cidade está a apenas 15 minutos downtown Vancouver utilizando o SeaBus. Ela é famosa por seus muitos parques e por ser repleta de natureza com vários lagos, cachoeiras e ótimas trilhas. Além disso, há inúmeros community centers com atividades para a garotada. Para quem gosta, esta região é perfeita para a prática de esportes ao livre.

Morar em Vancouver com filhos: Sea Bus e North Vancouver

Burnaby


Burnaby é cortada de leste a oeste por duas linhas de trem o que torna o acesso fácil e rápido. A cidade é colada em Vancouver e tem tudo que uma grande metrópole pode oferecer. Um dos campi do British Columbia Institute of Technology (BCIT), por exemplo, está localizado lá. A região também conta com grandes empresas, hospitais, supermercados e excelentes parques para curtir com a garotada aos finais de semana. Além disso, os valores de aluguel e a mensalidade do daycare costumam ser mais em conta. Um outro destaque da cidade é o Metrotown, o maior shopping da região de Vancouver, que também está localizado por lá. 

New Westminster

New Westminster já fez história e foi a capital da colônia de British Columbia até 1866, quando Victoria passou a ser a capital de BC.

Vizinha de Burnaby, New Westminster é uma cidade tranquila na qual residem muitos idosos. Porém, muitos estudantes também escolhem morar na cidade, já que ela conta com muitas opções de homestays e também é a casa do Douglas College.

A cidade também é famosa por oferecer apartamentos pet-friendly a um precinho camarada, o que é difícil de encontrar em Vancouver e algumas outras regiões.

New West também conta com ótimos parques, supermercados e boas opções de compras nos centros comerciais e no outlet da cidade.

Morar em Vancouver com filhos: New Westminster, Greater Vancouver, BC, Canada

Coquitlam

Das cidades citadas acima, Coquitlam é a mais afastada, mas não menos procurada pelas famílias. É um município de ruas arborizadas e que também conta com muitas empresas.

Por lá você vai encontrar  um valor de aluguel mais em conta e apartamentos e casas bem maiores. Normalmente elas contam com grandes quintais e espaço de sobra para quem quer ter bichinhos de estimação.

Coquitlam, Greater Vancouver, British Columbia, Canada.

Morar em Vancouver com filhos: Diversão garantida 

Independente da região que você escolha para morar, o que não falta na Grande Vancouver são espaços culturais com muitos eventos para toda a família a baixo custo. Extensas áreas verdes, áreas de lazer, parques equipados com brinquedos e com quadras poliesportivas estimulam a atividade física para todas a idades.

A dica número um é se matricular nos Centros Comunitários – ou Community Centers como são conhecidos por aqui. Os Community Centres oferecem diversas atividades recreativas, sociais e culturais para todos os residentes. Normalmente eles contam com academia, piscina, aulas de artes e artesanato, dança, patinação no gelo, etc. Até festas de aniversário você poderá fazer por lá, basta apenas alugar uma das salas. 

A dica número dois para quem tem filhos é aproveitar bastante as atividades gratuitas oferecidas nas bibliotecas. Nesses espaços, os pequenos podem aprender mais sobre a cultura canadense brincando, através de leitura, atividades de arte, música e recreação. Procure a mais próxima da sua casa e dê uma olhadinha na agenda. As bibliotecas oferecem também aulas de conversação para recém-chegados ao Canadá. Está aí uma ótima oportunidade para melhorar o inglês e ainda fazer novos amigos de diferentes partes do mundo.  

E a dica número três é o Strong Start. Os centros StrongStart são destinados para pais ou cuidadores de crianças de zero a cinco anos de idade. Eles oferecem oportunidades de aprendizagem baseadas em brincadeiras, leitura, música e atividades físicas além de demonstrarem aos pais e cuidadores como eles podem melhorar o desenvolvimento de suas crianças. Os pais precisam participar do programa junto com a meninada.

Em Vancouver existem 19 Centros StrongStart operando em escolas de ensino fundamental durante o período letivo. Não há custo para as famílias. Eles representam uma excelente oportunidade tanto para as crianças quanto para os pais, que terão a oportunidade de conhecer outras pessoas. Encontre um Centro que oferece o Strong Start mais próximo de você:

 

444 Compart.
morar no Canada

Morar no Canadá: quanto vou pagar de aluguel?

Quando se começa a fazer o planejamento para morar no Canadá, uma dúvida é certa: quanto vou pagar de aluguel? Sem dúvida, a moradia vai representar um de seus maiores gastos, e por isso a importância de entender bem quais as opções disponíveis e chegar preparado ao país.

Encontrar um apartamento muitas vezes não é um problema, mas conseguir uma alternativa que se encaixe em determinado perfil nem sempre é uma tarefa fácil. Principalmente para aqueles que acabaram de desembarcar no país e não têm muitas informações sobre sos bairros da cidade escolhida, o que é primordial para a escolha do seu local para morar no Canadá.

Para te ajudar nesta busca, reunimos algumas dicas importantes. Primeiramente, você precisa levar em consideração o seu perfil: casado, solteiro, estudante temporário, estudante que pretende imigrar ou casal com filho. Depois, é interessante pensar em qual região você gostaria de morar e quanto sua família está planejando investir em aluguel.

A partir daí, comece a acessar alguns sites e conheça o mapa da região desejada. Reúna a maior quantidade de informações possível, visite as moradias e planeje de acordo com seu orçamento. Estes fatores te ajudarão a delinear seu planejamento e a ser mais assertivo em sua escolha.

Seguindo nossas dicas, você já terá meio caminho andado para encontrar sua próxima casa no Canadá. E para te auxiliar ainda mais, listamos abaixo os tipos mais comuns de moradias em duas das cidades mais procuradas pelos brasileiros, Vancouver e Toronto. Lembrando que a média de preços mencionada pode ser variável nas  duas localidades, levando em consideração as regiões escolhidas.

Morar no Canadá: Homestay

Homestay no Canada

Custo mensal aproximado: CAD$880 com 2 refeições inclusas + (mais taxas) – Período de verão CAD$960

A homestay, também conhecida como casa de família, é uma ótima oportunidade para aqueles que irão morar no Canadá e querem economizar.

Neste tipo de moradia, as famílias abrem suas portas e já incluem, muitas vezes, as refeições no pacote contratado: o mais comum é contar com o café da manhã e o jantar, já que no Canadá são as refeições em que as famílias têm o costume de se reunir. No entanto, isso pode variar de família para família. Há pacotes também com três refeições inclusas. Para saber todas as opções oferecidas, entre em contato com um dos consultores da 3RA Intercâmbio.

A Homestay é uma boa opção para os recém-chegados, porque é um período de adaptação e a sua família poderá te ajudar a se ambientar na cidade, conhecer locais próximos, te dar algumas dicas e dar aquela forcinha no inglês. Justamente por isso, também é uma excelente alternativa para estudantes que irão ficar uma curta temporada no país, já que o aluno ficará 100% imerso no idioma.

E não pense que homestay serve só para solteiros não! Também funciona muito bem para quem é casado. Isso mesmo! Há casas que aceitam casais. Além disso, algumas pessoas que querem levar a família toda para morar no Canadá utilizam também esse serviço.  Normalmente, um representante do casal chega sozinho ao país, fica hospedado em uma casa de família temporariamente, enquanto procura a casa ideal para quando a família toda chegar em solo canadense. Uma boa ideia, não é mesmo?

Então para resumir, veja abaixo as vantagens de uma homestay:

  • Oportunidade de treinar o inglês no período de estadia; lembre-se que o Canadá é um país de muitas nacionalidades, portanto esteja aberto para a possibilidade de ficar em uma casa de imigrantes;
  • O custo pode ser bem menor;
  • Você não vai precisar cozinhar, já que há a possibilidade de contratar pacotes com refeições diárias.

Desvantagens:

  • Distância: as homestays geralmente estão localizadas em regiões mais distantes do centro da cidade, o que pode significar estar longe da sua escola;
  • Esteja aberto a mudanças e adaptações. Se você tem problemas em se adaptar a uma nova rotina ou a diferentes regras, repense se esta será uma boa opção para você.

Suporte 3RA Intercâmbio

Lembrando que você pode falar com nossos consultores para fechar o pacote de estudo com homestay e depois procurar com calma uma moradia. E se você ainda precisar de uma mãozinho na hora de encontrar o seu novo lar, nós indicamos a nossa parceira Easy Vancouver, empresa com especialista na busca de moradias em Vancouver.

Morar no Canadá: Studio ou Flat

Custo mensal variável: entre CAD $1500 a CAD$1800

São apartamentos geralmente já mobiliados com um cômodo e um banheiro. Esse cômodo tem sala, quarto e cozinha integrados, sem divisões, e é ideal para solteiros e casais que não se importam em ter as divisórias na casa. Não é regra, mas a maioria dessas vagas está na região central das cidades e consequentemente tem um valor de aluguel mais alto. Esta opção também pode ser encontrada com alugueis sem contratos de longo prazo, ou seja, mês a mês. Também serve para quem pretende ficar na cidade temporariamente.

Vantagens:

  • Comodidade. Muitos studios já são mobiliados, o que para quem está chegando é uma grande vantagem, já que não precisar gastar na compra de móveis neste período inicial;
  • Ótimo para quem pretende passar uma curta temporada no Canadá.

Desvantagens:

  • Como a cozinha é integrada com o quarto, talvez você possa ficar um pouco incomodado.

Morar no Canadá: Basement

Basement no Canada

Custo mensal variável: entre $1200-CAD $1400

É o andar de baixo de uma casa. Esta é uma prática muito comum no Canadá, já que as casas são enormes, e por isso as famílias alugam este cômodo para estudantes ou famílias. Muitos deles são praticamente uma casa completa, com quartos, cozinha, lavanderia e sala. E não se engane quanto à questão da ventilação. Eles são planejados para circularem ar e muitos possuem janelas bem arejadas.

Por ser abaixo do nível da rua, algumas regras devem ser cumpridas para fins de locação. Por exemplo, as paredes devem ser impermeáveis e não podem estar úmidas, e isso é um detalhe importantíssimo para quem deseja alugar um basement.

Vantagens:

  • O valor do aluguel é mais baixo do que de um apartamento, o que o faz dele uma ótima opção para quem está chegando e gostaria de economizar;
  • Algumas famílias já alugam o basement mobiliado, muitas até com lavanderia incluída.

Desvantagens:

  • O teto pode ser baixo e ter pouca luz natural;
  • Se você se incomoda com barulho, isso pode ser um problema pois é muito comum ouvir os ruídos do andar de cima.

Morar no Canadá: Townhouse

Townhouses no Canada

Custo mensal variável: entre CAD $2000 – CAD $2500 (2 quartos)

Também chamadas de townhomes, estas opções são casas geminadas geralmente seguindo o mesmo formato uma das outras, podendo ter mais de um andar. Quando há um grupo dessas casas geminadas podemos chamar de condomínio. Geralmente essas opções de moradia podem oferecer um custo um pouquinho maior.

Vantagens:

  • Garagem;
  • Não é necessário gasto com manutenção;
  • Cada unidade tem sua porta individual, mesmo que possuam uma mesma entrada.

Desvantagens:

  • Custo mais alto;

Morar no Canadá: Apartamento compartilhado

Custo mensal variável entre CAD $800 a CAD $1000

Agora, se você está querendo poupar custos neste período de estadia no Canadá, você pode alugar um quarto ou compartilhar um apartamento com alguém. Assim, o valor não vai pesar muito no fim do mês e é uma boa oportunidade para fazer novos amigos e quem sabe até treinar o inglês. Para quem prefere morar com brasileiros, é fácil encontrar oportunidades em grupos de Facebook como o Vancouver para brasileiros e o Assistência para brasileiros. Normalmente, os interessados anunciam por lá, mas lembrando: o ideal para não cair em uma furada, é que você só assine contrato ou realize algum pagamento quando já estiver no Canadá.

Vantagens:

  • Custo baixo;
  • Possibilidade de fazer novas amizades.

Desvantagens:

  • Dividir o mesmo espaço com pessoas não tão organizadas quanto você.

Apartamento ou casa (1 quarto)

Custo mensal variável: Downtown Vancouver – CAD $1500 a CAD $1800; e New Westminster e Burnaby – CAD $1200-CAD$1400; 

Excelente para quem gosta de privacidade e prefere ter seu próprio cantinho quando decide morar no Canadá. É o tipo de moradia mais comum para casais ou para quem chega ao país com a família toda.

Vantagens:

  • Ter privacidade;
  • Perfeito para famílias e crianças

Desvantagens:

  • Custo mais alto;
  • Necessidade de comprovação financeira.

Observação importante: Nos custos mensais de um apartamento, nós citamos apenas Vancouver e região. Muitas pessoas que moram na região consideram os valores de moradia um pouco salgados. Em Toronto, a situação não é muito diferente. A conversa já vem de muito tempo e os números só aumentam. De acordo com um estudo realizado pelo Padmapper, Toronto ultrapassou Vancouver, em 2017, como sendo a cidade mais cara para alugar imóveis em todo o Canadá. A análise mostra que a média de preço para um apartamento de um quarto alcança o valor de CAD 2.060.

Dicas valiosas na hora de alugar:

  • Se possível, fique em uma locação provisória nos primeiros dias ou semanas. Quando estiver em terras canadenses, faça visitas e conheça as regiões e os locais que você gostaria de morar antes de fechar contrato;
  • Não deposite dinheiro sem ter as chaves em mãos ou conhecer o local;
  • Não alugue à distância. Golpes existem em todos os lugares do mundo. Tome cuidado com golpes online;
  • Não confie em anúncios milagrosos e preços abaixo da média de mercado;
  • Tente conversar com as pessoas que já moraram na região pretendida.  A opinião de quem já teve experiência por lá pode fazer uma grande diferença;
  • Indicações são sempre bem-vindas;
  • Visite o imóvel em diferentes horários para perceber como é a vizinhança;
  • Não se preocupe em morar tão próximo da instituição de ensino ou do centro. O transporte dessas duas cidades é eficiente e rápido. Saiba mais: Transporte público em Vancouver e transporte público em Toronto.

Sites que te ajudarão a encontrar opções para aluguel de moradias no Canadá:

Mas lembre-se sempre de ter muito cuidado com anúncios milagrosos e evite fechar contratos à distância. Golpes existem aos montes!

Notícia fresquinha para o mercado imobiliário de British Columbia

Com as altas nos preços para compra de imóveis e um mercado totalmente saturado pela falta de moradias, o Governo de British Columbia tem feito uma força-tarefa para melhorar as condições de vida dos habitantes e solucionar estes problemas.

Um dos projetos é injetar nos próximos 10 anos cerca de Cad$6,5 milhões para a construção de aproximadamente 114.000 novas unidades de habitação. Para atingir estes objetivos de fornecimento de habitação financiados pelo governo, uma empresa está à frente do projeto com a intenção de buscar terrenos disponíveis e também coordenar parcerias entre o governo, organizações sem fins lucrativos e o setor privado. O bacana é que uma parte do financiamento será direcionado para ajudar algumas instituições de ensino na construção de alojamento para estudantes pós-secundários.

Fonte: Daily Hive 

Canadá está entre os melhores países para morar do mundo

Um dos fatores que fazem do Canadá o queridinho dos brasileiros é que o país está constantemente na lista dos cinco melhores países para se viver. De acordo com um recente estudo divulgado pela U.S. News, o país aparece em evidência nos quesitos Aventura,  Influência Cultural, Abertura a Negócios, entre outros, sendo apenas superado pela Suíça.

“Pelo terceiro ano consecutivo, o Canadá é visto como nação que oferece a melhor qualidade de vida, impulsionado por altos índices de educação, saúde e segurança pública”, disse o editor-assistente Kevin Drew em um comunicado.

O ranking levou em consideração a análise de cidadãos globais de quatro regiões para “avaliar as percepções de 80 países em 75 métricas diferentes”, diz a empresa responsável. A pesquisa e a análise foram realizadas pelo Y&R’s BAV Group e pela Wharton School of the University of Pennsylvania.

Lista dos top 10 melhores países:

  1. Suíça
  2. Canadá
  3. Alemanha
  4. Reino Unido
  5. Japão
  6. Suécia
  7. Austrália
  8. Estados Unidos
  9. França
  10. Países Baixos

Você também pode gostar:

Quanto custa viver no Canadá?

5 informações importantes sobre homestay no Canadá

Veja dicas para alugar um imóvel em Vancouver

 

614 Compart.