Posts

Área de Recursos Humanos no Canadá: Salários, carreiras e futuro

A área de Recursos Humanos no Canadá é considerada bem promissora. Só para se ter uma ideia, as posições de trabalho deste campo de atuação estão na lista das 100 melhores profissões da província de British Columbia, seja em cargos de gerência ou não. De acordo o WorkBC, são esperadas mais de 5 mil novas posições na área até o ano de 2025 apenas nesta região do país.

Interessante, não é mesmo? Então leia o texto abaixo para mais informações detalhadas da área de Recursos Humanos:

Tendências da área de Recursos Humanos no Canadá

Recursos Humanos no Canadá

A área de Recursos Humanos no Canadá vem mudando drasticamente nos últimos tempos. De acordo com a pesquisa da Randstad, empresa canadense de gestão de carreiras, a entrada de jovens (Millennials e Geração Z) tem feito as empresas mudarem rapidamente seus costumes.

Um exemplo são as jornadas de trabalho, que no Canadá geralmente são das 9h às 17h, e agora começam a mudar. Muitas empresas estão adotando a prática de contratar trabalhadores temporários ou freelancers, permitindo a prática de home office ou de trabalho em espaços compartilhados. Por isso, os profissionais de RH precisam saber adaptar-se a essas novas tendências. Outra grande tendência é poder adaptar-se a locais de trabalho flexíveis.

Ainda segundo a pesquisa, a tecnologia também está influenciando o trabalho dos profissionais de RH. Atualmente, saber lidar com o mundo digital é praticamente um pré-requisito no Canadá. Os profissionais da área precisam saber usar diferentes ferramentas online de gerenciamento de colaboradores.

Carreiras promissoras na área de Recursos Humanos no Canadá

Com escassez de mão-de-obra em setores como tecnologia, engenharia e negócios especializados, a necessidade de ter pessoas talentosas em Recursos Humanos no Canadá está mais alta do que nunca. A lista dos empregos em demanda nesta área em 2018 está relativamente inalterada em relação ao ano passado. Novamente, a pesquisa destaca os Gerentes de RH e Recrutadores no top 3 do ranking.

Confira abaixo:

  1. Gerente de Recursos Humanos (HR manager)
  2. Recrutador (Recruiter)
  3. Generalista de RH (HR generalist)
  4. Coordenador de Recursos Humanos (HR coordinator)
  5. Assistente de Recursos Humanos (HR assistant)
  6. Diretor de Recursos Humanos (HR director)
  7. Parceiro de negócios de RH (HR business partner)
  8. Consultor de RH (HR advisor)

Crescimento da área de Recursos Humanos no Canadá 

Existem atualmente mais de 130.000 profissionais de recursos humanos atuando no Canadá. Ano passado, o setor foi responsável por criar 3.925 postos de trabalho, indicando um crescimento saudável. Isso significa, que a profissão está em alta demanda no Canadá.

Salários na área de Recursos Humanos no Canadá

RH no Canadá

Uma das dúvidas mais frequentes de quem está começando na área de Recursos Humanos no Canadá é qual o salário inicial e quais são as perspectivas para o futuro.

Recursos Humanos no Canadá: salários

O salário médio da área de Recursos Humanos no Canadá em 2018 está CAD 63.400 por ano, um pouco acima dos CAD 63.000 registrados em 2017. Embora não seja muito significativo, ainda é um crescimento!

Além disso, a área ainda continua sendo uma das mais bem pagas no país. Os 10% dos salários mais baixos estão na faixa dos CAD 40.600 ou menos, enquanto os 10% das altas remunerações giram em CAD 86.200 anuais.

Recursos Humanos no Canadá

 

Habilidades necessárias

Seguindo as atuais tendências de mercado, existem algumas habilidades que são mais procuradas pelas empresas canadenses.

A lista das principais habilidades de RH está muito semelhante a do ano passado, com o CHRP e o HRIS ocupando os dois primeiros lugares mais uma vez. No entanto, os profissionais responsáveis pelo planejamento e sucessão de carreira subiu para a 3ª habilidade mais demandada.

Isso pode indicar que as empresas estão procurando especialistas em RH para ajudá-los a transformar a geração Milênio e as gerações mais jovens em funções gerenciais.

  1. Certificação: Certified Human Resources Professional (CHRP)
  2. Conhecimento em sistemas de informação da área de RH (HRIS )
  3. Plano de sucessão e crescimento na empresa
  4. Sistemas de gestão de aprendizagem
  5. Software de rastreamento do candidato
  6. Oracle peoplesoft
  7. CRM (Customer Relationship Management)
  8. Microsoft sharepoint

Principais setores contratantes da área de Recursos Humanos no Canadá

RH no Canadá

A lista de indústrias que contratam profissionais de RH em 2018 é bem diferente do ano passado. A Manufatura e a Engenharia tiveram um ano muito bom no Canadá, portanto, faz sentido que eles precisem de profissionais de RH para ajudar no recrutamento para a demanda crescente.

O aumento dos empregos de RH em construção e governo também faz sentido quando se considera o número de novos projetos de infraestrutura que foram lançados no ano passado.

Veja os principais abaixo:

1. Manufatura
2. Cuidados de saúde
3. Varejo
4. Finanças e seguros
5. Tecnologia da informação

Formação exigida para atuar na área de recursos humanos no Canadá

Para atuar na área de recursos humanos no Canadá, normalmente é exigido uma graduação ou um diploma de College em uma área relacionada, o que inclui administração e psicologia, por exemplo. Alguns empregadores podem exigir ainda três ou cinco anos de experiência anterior na área desejada, habilidade com sistemas de computador necessários para o trabalho e o Certified Human Resources Professional (CHRP).

Fonte: Randstad

Veja mais:

Veja o que você precisa saber sobre entrevistas de emprego no Canadá
Aprenda como adaptar seu currículo aos padrões canadenses

Área de TI no Canadá: “Como eu consegui o meu primeiro emprego”

Todos os anos, muitos brasileiros da área tecnológica chegam ao Canadá em busca de novas oportunidades. Atraídos por informações de que a área de TI no Canadá está crescendo e que a demanda de profissionais é grande, eles chegam esperançosos e a procura de seu lugar ao sol no mercado canadense. 

E foi pensando nisso que nós decidimos entrevistar o nosso cliente Leandro Pimentel, de São Paulo. Morando no Canadá há pouco mais de um ano, ele atualmente trabalha como Software Technical Support em uma empresa especializada em desenvolvimento de softwares para parques e áreas de recreação de municípios canadenses. 

A busca pelo primeiro emprego na área de TI no Canadá

De acordo com Leandro, no início, a caminhada foi difícil. “Cheguei ao Canadá em Julho de 2016 e foi complicado acostumar com o processo seletivo daqui. Fui gerente de customer support no Brasil na Microsoft e, por isso, pensei que seria relativamente tranquilo. Me enganei”, contou.

Diferenças entre os processos de seleção no Brasil e no Canadá

Segundo ele, uma das principais diferenças que notou foi a duração dos processos seletivos. “No Canadá a seleção é bem mais lenta e com muitas etapas”, disse.

Outro ponto observado por ele foram os fatores considerados pelo empregador canadense na hora de escolher o melhor candidato. “Fiz várias entrevistas para cargos da área de TI. Neste processo, percebi que as empresas não se importam tanto com o cargo que você tinha em seus trabalhos anteriores. Eles avaliam muito mais como era o seu dia a dia e quais eram as suas funções”, falou.

A adaptação do currículo e o conhecimento de termos específicos utilizados pela área de TI no Canadá também fizeram a diferença na busca pelo emprego.  “Quando comecei a ser chamado para entrevistas, notei que muitas eram para vagas relacionadas a área de vendas e não de TI. Foi aí que me deram uma dica para mudar o título da vaga que estava procurando. No Brasil, parte das vagas da área de suporte tem título de customer service, mas aqui no Canadá é necessário ser bem mais específico na busca. Então comecei a procurar por vagas com o título technical support analyst e deu certo”, revelou Leandro.

O primeiro emprego na área de TI veio após três meses de Canadá. “Sempre estudei bastante sobre as empresas antes do processo seletivo. Eu procurava me adaptar aos tipos de perguntas que elas geralmente faziam. Mesmo assim, demorou para conseguir algo. Acho que o principal motivo foi o fato de eu não ter experiência na área no país”, revelou Leandro.

Carreira na área de TI no Canadá

O primeiro emprego de Leandro na área foi como Technical Support Analyst em uma empresa que desenvolve sistemas para bares e restaurantes dos Estados Unidos e do Canadá. “O salário era menor do que o que eu ganhava trabalhando em construção – que foi um trabalho temporário que tive – mas era a única maneira de eu entrar no mercado de TI aqui no Canadá. Foi um excelente período de aprendizado, usei o inglês quase 100% do meu dia e aprendi que o ritmo de trabalho aqui é mais tranquilo do que no Brasil”, destacou.

Após quatro meses, Leandro foi chamado para o emprego atual, na empresa que desenvolve softwares para parques e áreas de recreação. “Minhas responsabilidades vão desde testar o software para achar possíveis falhas, até entrar em contato com o cliente e garantir que está tudo funcionando perfeitamente”, explicou. “Hoje, sinto que estou no caminho certo. Me sinto feliz onde trabalho, tenho a oportunidade de crescer profissionalmente, fazer amigos de várias culturas diferentes e continuar aprendendo algo novo todo dia”.

Dicas para os recém-chegados ao Canadá

Para quem está embarcando ou acabou de chegar ao Canadá, Leandro tem uma dica: “Acho que a maior lição que você aprende quando vem para o Canadá é recomeçar.  É preciso ser humilde e não tirar o foco do seu objetivo, pois o mercado canadense é exigente. Talvez você tenha que trabalhar com algo totalmente novo no início. Outras vezes, você vai até duvidar de si mesmo. Porém, no final, a recompensa é grande: a qualidade de vida.”

Leia mais:

TI no Canadá: Profissões em demanda

Depoimento: “Como consegui um emprego na área de recursos humanos no Canadá”

Entrevistas de empleo en Canadá

Entrevista de emprego no Canadá: Como responder às três perguntas mais difíceis?

Vamos falar a verdade: uma entrevista de emprego pode deixar qualquer um nervoso, ainda mais se tratando de um novo país e um outro idioma. Por isso, é importante estar bem preparado para este momento e saber responder o que o entrevistador espera de você.
Surpreendentemente, as perguntas que normalmente parecem fáceis para a gente, são as mais importantes e difíceis de responder. A maneira como você vai respondê-las pode fazer você garantir a vaga ou perder de vez a oportunidade ali mesmo, logo de cara. Por isso, o site Workópolis – a maior página sobre empregos e carreiras do Canadá – listou quais são essas perguntas chave e como respondê-las. Veja abaixo:

1) Conte-me um pouco sobre você:

De acordo com o Workpólis, essa não é exatamente uma pergunta, mas pode funcionar como uma grande pegadinha e qualquer palavrinha errada pode fazer você perder a oportunidade. O empregador está tentando conhecer sua história, entender quem você é como pessoa e ter uma ideia geral de como você resolveria os problemas da empresa. Resumindo: Esta é a sua chance de se vender. Segundo os especialistas ouvidos pelo site, uma bom jeito de formular esta resposta é usando a fórmula presente-passado-futuro, começando pelo presente, falando um pouco sobre o passado em seguida, sem esquecer de destacar suas experiências e habilidades de sua última posição. Para finalizar, fale um pouco sobre o futuro, dando ênfase no porquê você está animado para a oportunidade.

2) Quanto você está esperando ganhar?

Muitas vezes os candidatos preferem evitar responder a este tipo de pergunta, mas em algumas situações você vai precisar responder até mesmo com números. Você pode ser questionado sobre seu histórico salarial ou suas perspectivas salariais para a posição.
Se você for questionado sobre seu histórico salarial, você só precisa falar a verdade. Porém, caso a pergunta seja sobre suas perspectivas salariais, elaborar esta resposta pode ser uma tarefa um pouco mais complicada.
No entanto, nos dois tipos de pergunta a abordagem de sua resposta precisa ser a mesma: Com base nos requisitos do trabalho, na sua experiência e nível educacional, fale o quanto você acredita que seja um salário justo.

3) Por que você deixou o seu último trabalho?

Se você pediu demissão de seu último trabalho, essa pergunta será mais fácil para você responder do que se você tiver sido demitido. Você só vai precisar os motivos que te levaram a essa decisão, sem falar mal de seu antigo empregador. Não se deve fazer isso em hipótese alguma.
Agora, se você foi demitido, sua missão é responder de uma forma honesta e que faça bem para a sua imagem, mostrando, por exemplo, que você aprender algo com essa experiência.

Para esta pergunta, a resposta ideal vai variar de acordo com a sua experiência. Mas nunca esqueça que o ponto mais importante é estar preparado para dar uma resposta que explique o que aconteceu de uma maneira positiva.

Clique aqui e descubra como estudar e trabalhar no Canadá

Dicas valiosas para se dar bem em entrevistas de emprego

Assim como em praticamente todos os lugares do mundo, a entrevista é uma das etapas mais importantes na conquista de um emprego novo no Canadá. Por isso, nós da 3RA Intercâmbio estamos sempre elaborando novos textos para o blog sobre o assunto. Nós já escrevemos sobre os tipos de entrevista que acontecem no Canadá, elaboramos uma lista com as perguntas mais frequentes, mostramos quais são os principais erros, além de dicas de comportamento e etiqueta.

Agora, nós decidimos fazer uma lista aqui em nosso site com cinco dicas valiosas para esta etapa. Leia os tópicos abaixo com atenção. Mas não esqueça de dar uma olhadinha também nos outros conteúdos aqui do blog sobre o assunto. Após a leitura, temos certeza que você estará mais do que preparado para garantir seu primeiro emprego no Canadá.

Dicas para o momento da entrevista

1) Seja conciso

Além de sempre ser pontual – Nunca esqueça que pontualidade é algo essencial aqui no Canadá – você sempre deve ter em mente o seu tempo de entrevista. Nunca fique falando demais, tomando o tempo do entrevistador. Escute a pergunta com atenção e responda única e exclusivamente àquele questionamento.

2) Sempre dê exemplos

Uma coisa é você falar que sabe ou pode fazer algo. Outra coisa é você comprovar isso com fatos. Por isso, sempre dê exemplos de coisas que você já fez, destacando sua competência e singularidade. Para o entrevistador, o seu comportamento no passado pode indicar o seu desempenho no futuro.

É sempre bem interessante também levar uma pasta com cópias extras de seu currículo e uma cópia com os contatos de suas referências.

Antes da entrevista, também leia seu currículo com calma e tente antecipar algumas perguntas que podem ser feitas a você. Pense em exemplos estratégicos e recentes. Desta forma, quando a pergunta for feita, você vai conseguir responder com confiança.

3) Seja honesto

Alguns candidatos pensam que “enrolar” o entrevistador diante de alguma pergunta difícil é uma boa técnica. Normalmente as pessoas não pensam se estão realmente respondendo ao que o entrevistador perguntou. Por isso, tenha certeza que você entendeu a pergunta e peça informações extras se você não estiver certo do que precisa responder. E seja honesto em sua resposta. Não tente “divagar”, dando exemplos que não são relevantes. Apenas fale a verdade.

4) Preste muita atenção às perguntas

Escute ao entrevistador sempre com muita atenção. Leia as entrelinhas. Às vezes, algumas informações não são ditas explicitamente, mas também são extremamente importantes. Existem dois tipos de entrevistadores: os mais sérios, que acabam forçando os candidatos a assumirem uma postura também mais séria, e os mais descontraídos, que preferem deixar os candidatos mais à vontade para conseguir retirar todas as informações necessárias. Por isso, lembre-se: Sempre mantenha seu profissionalismo.

5) Esteja pronto para fazer perguntas

Outra dica valiosa é sempre estar preparado para fazer boas perguntas ao entrevistador. Elas mostram que você está interessado na empresa ou no trabalho. 

Saiba quais são as 100 “top occupations” em British Columbia

Como já abordamos em outros textos aqui do blog, o site WorkBC é uma excelente fonte de informações sobre o mercado de trabalho na província de British Columbia. Lá você vai encontrar várias dicas úteis que vão desde oportunidades de emprego até dados sobre economia e indústria. E uma dessas informações interessantes é a lista das 100 top occupations da província.

De acordo com o site, a lista é baseada em uma projeção de abertura de vagas até 2025, levando em consideração o crescimento da economia e a taxa de aposentadoria; o crescimento da taxa de empregabilidade; e alguns indicadores do mercado de trabalho como taxas de desemprego e utilização do seguro de emprego.

Para saber se a sua profissão está na lista das “top occupations” você só precisa acessar o seguinte link: https://www.workbc.ca/Labour-Market-Information/Jobs-in-Demand.aspx

Lá você vai encontrar as 20 profissões mais promissoras que necessitam de um diploma de bacharelado, graduação ou diploma profissional e/ou uma significante experiência de trabalho, as 24 top occupations que necessitam de diploma de bacharelado, graduação ou diploma profissional, as 45 profissões com mais oportunidade que precisam de diploma ou certificado e as 11 top occupations que requerem apenas o diploma do ensino médio e/ou treinamento específico .

Se a sua profissão estiver em alguma das listas e você quiser saber mais dados sobre ela, basta clicar no nome de sua ocupação para ver o perfil completo. Por exemplo: “Restaurant and food service managers” está na lista. Clicando na profissão, um gráfico irá abrir indicando fatores como média salarial, estabilidade, entre outros. Você também vai encontrar uma lista das funções do cargo, várias estatísticas sobre os trabalhadores da área, lista das habilidades necessárias, taxa de empregabilidade por região da província, descrição de um dia de trabalho, entre outros.
trabalho-2

 

Interessante, não é mesmo? E além de tudo isso, você consegue saber o histórico da sua profissão, ou seja, se ela sempre esteve na lista e se corre riscos de sair dela. As profissões são divididas por cores e agrupadas em três grupos: Core List, que conta com 85 ocupações que já estavam presentes no último relatório e continuam sendo grandes oportunidades para a década de 2015-2025; Trending Up, que atualmente tem apenas quatro profissões que antes não apareciam na lista, mas foram adicionadas já que demonstraram um crescimento nas oportunidades para esta década; e, por último, Trending Down, que é um grupo composto por 11 dessas profissões que estão demonstrando menos oportunidades e serão acompanhadas com o tempo. Se o números de oportunidades continuar a cair, elas podem ser removidas do TOP 100 no futuro.

Está esperando o que? Corra lá e confira se a sua profissão está na lista ;)

Você sabe quanto ganha um profissional da sua área no Canadá?

Ao começar a planejar a nova vida canadense, muitas pessoas têm a mesma dúvida: “Quanto ganha um profissional da minha área no Canadá?”. Todos querem saber não apenas qual será seu possível salário inicial – caso venha a atuar na mesma área do Brasil – mas também quais são as perspectivas para futuro.

Porém, na maioria das vezes, as pessoas não sabem onde procurar por esses dados e acabam ficando um pouco perdidas. Pensando nisso, nós decidimos listar aqui alguns dados importantes e, além disso, apresentar dois sites que contam com informações detalhadas sobre cada profissão e podem ser muito úteis para o seu planejamento.

O primeiro deles é o Statistics Canada. Para quem não conhece, o site é uma excelente fonte de busca e lá você consegue encontrar a média de salário por hora por campo de atuação em terras canadenses. São informações mais gerais e que já irão te dar uma ideia inicial. Veja na tabela abaixo os dados mais recentes:

Ocupações Média salarial por hora (em CAD)/Julho 2015 Média salarial por hora (em CAD/Julho 2016)
0 – Management occupations 39,23 42,28
1- Business, finance and administration occupations 25.06 25.53
2- Natural and applied sciences and related occupations 34.70 35.58
3- Health occupations 28.89 29.43
4 – Occupations in education, law and social, community and government services 30.39 31.75
5 – Occupations in art, culture, recreation and sport 21.71 20.61
6 – Sales and service occupations 16.60 16.35
7- Trades, transport and equipment operators and related occupations 25.06 25,21
8 – Natural resources, agriculture and related production occupations 21.43 20.24
9 – Occupations in manufacturing and utilities 21.06 21,59

Se você não sabe em qual ocupação a sua profissão se encaixa, é só procurar o código do NOC (National Occupational Classification) nos sites do governo. O NOC é um sistema nacional que classifica e descreve todas as ocupações no país. Neste site, por exemplo, você só precisa digitar o nome de sua profissão (em inglês) e verificar o código de quatro números que aparece na coluna da esquerda. O primeiro número será o de sua área de ocupação. Por exemplo: Para “journalists”, o código é o “5123” o que significa que a profissão se encaixa na área número 5 : “Occupations in art, culture, recreation and sport”. Caso prefira, você também pode verificar esta informação na listagem das profissões já separadas por ocupação. É só clicar aqui!

Job Bank

Agora, se você quer uma informação mais detalhada sobre o salário da sua profissão, levando em consideração a sua formação, província escolhida e até mesmo a cidade, o ideal é visitar o site “Job Bank”. A página conta com um sistema muito simples de busca, no qual você digita o nome da cidade, e ele imediatamente apresenta a lista das profissões junto com a média dos salários mais baixos, médios e altos de cada uma, te deixando bem informado sobre a realidade do mercado canadense. É possível verificar os salários em uma cidade específica, província e a média em todo o Canadá.  

Por exemplo, nós procuramos por “Human Resources Managers” em  Vancouver. A primeira coisa que fizemos foi digitar o nome da cidade na tela inicial. Em seguida, encontramos a profissão na listagem fornecida e, de cara, descobrimos que a média dos salários mais baixos é CAD $ 21 por hora, dos intermediários CAD $ 40,87 e dos mais altos, CAD $ 61,03. Ao clicar no nome dá profissão, o site também nos oferece a opção de descobrir os valores em cada região da província de British Columbia e em cada província do Canadá. Vale a pena conferir!

print2