Montreal Turismo

Montreal Turismo: veja as atrações para curtir na cidade

Quando pensamos nas palavras Montreal Turismo já conseguimos imaginar a imensidade de opções de locais para visitar nesta cidade maravilhosa. Cercada por uma cultura ímpar, que combina o charme histórico com as modernas construções, Montreal é um dos destinos principais dos brasileiros quando pensam em Canadá.

Montreal é a maior cidade da província canadense de Québec e sua língua oficial é o francês. Mas não se preocupe se você fala apenas inglês, pois muitas pessoas se comunicam neste idioma perfeitamente por lá.

A cidade é conhecida como Paris das Américas e os motivos vão muito além do idioma.  A arquitetura de Montreal é no estilo europeu. Além disso, muitas coisas da cultura local lembram a capital francesa.

Acredita que lá também existe uma Basilique Notre-Dame? E é tão bonita quanto a de Paris!

Se você ficou curioso e quer conhecer mais sobre a belíssima Montreal, dê uma olhadinha abaixo na lista de locais para visitar que preparamos para você.

Montreal Turismo: veja alguns locais imperdíveis para visitar em Montreal:  

Montreal Turismo: Vieux-Montréal

Montreal Turismo

Conhecido como Old Montreal, este bairro histórico é um dos mais charmosos da cidade e lembra muito a Europa. Aproveite para andar pelas ruas e ver as antigas construções que datam o século XVII, e que hoje são centros comerciais. Este é um local muito legal para tirar fotos, então não esqueça sua câmera ou o celular!

É um bairro estratégico para hospedagem também, visto que está perto dos principais pontos da cidade, além de ter acesso fácil ao metrô. A sugestão aqui é desbravar as ruelas e ver os detalhes em cada esquina. Você não vai se decepcionar!

Montreal Turismo – Catedral de Notre Dame

Montreal turismo

Construída em 1829, a Catedral de Notre Dame tem um acervo religioso magnífico, com uma decoração interna e externa que chama muito a atenção. Em frente está a Place d’Armes, considerada uma das principais praças da cidade.

Localização: 110 Notre-Dame Street West
Preços: $6 (acima de 18 anos); $4 (7 a 17 anos); abaixo de 6 anos a entrada é gratuita.

Horários: segunda a sexta, de 8h às 16h30; sábado, a partir de 8h; e domingo a partir de 7h30.

Montreal Turismo – The Bonaventure Market

Seguindo ainda pelos passeios na Old Montreal, você poderá se deliciar com as diversas opções de comida no The Bonaventure Market. Além das guloseimas, o local é um centro de artesanato, com opções diversas para aquela lembrancinha de Montreal que você tanto deseja.

Localização: 800 Rue de la Gauchetière Ouest.

Montreal turismo – The big wheel

Montreal Turismo_wheel

A grande roda gigante é, sem dúvida, um dos passeios imperdíveis de Montreal. Também localizada na região de Old Montreal, a atividade fica aberta durante todo o ano, com suas gôndolas climatizadas para atender às necessidades das temperaturas mais quentes no verão e das mais congelantes no inverno.

Esta roda gigante vai te proporcionar uma vista panorâmica a 60 metros de altura do Rio Saint Lawrence, do centro da cidade e das montanhas. Uma dica é fazer este passeio à noite para ver as luzes da cidade!

Localização: 362 de la Commune Street East

Horários: 10h às 23h

Preços: $25 (adulto); $19.75 (crianças de 3 a 12 anos); $21.25 (estudantes); $21.25 (13 a 17 anos); $21.25 (idosos).

Montreal Turismo – Montreal Science Centre

Este museu de ciências é o lugar ideal para quem tem filhos. Porém, se você também gosta de se aventurar neste mundo, este passeio também é para você. O local tem como objetivo mostrar os avanços tecnológicos e científicos de uma forma bem lúdica e divertida. Com diversas atrações, algumas sazonais, o museu oferece desde exibições a jogos interativos.

Localização: 2 rue de la Commune Ouest –  King Edward Quay

Horários: Dias de semana, de 9h às 16h; e fins de semana, de 10h às 17h

Preços das exibições: $20 (adultos); $15 (de 13 a 17 anos); $10 (de 3 a 10 anos); $18 (mais de 60 anos); crianças abaixo de 2 anos é gratuito.

 

Montreal Museum of Fine Arts (Museu de Belas Artes)

 

Montreal Turismo_Museum

O Museu de Belas Artes de Montreal mistura o charme da história antiga com a beleza do atual. Considerado um dos mais proeminentes do Canadá, ele está distribuído em cinco pavilhões e ocupa uma área total de 53.095 metros quadrados, dos quais 13 mil são espaços de exibição. Sua coleção permanente inclui cerca de 44 mil obras e sua biblioteca de artes, fundada em 1882, é a mais antiga do Canadá.

Para tornar sua visita ainda mais produtiva, você poderá baixar o aplicativo do museu de Belas Artes de Montreal, no qual você terá um programa de navegação exclusivo, que te guiará por todos os pavilhões e galerias de arte. E mais:

  • Acesso a guias de áudio diretamente em seu smartphone;
  • Acesso ao seu cartão VIP digital em todos os momentos (para fazer o cartão vip, é só acessar o site do museu);
  • Acesso a tours temáticos;
  • Informações sobre as atividades culturais do dia e as exibições que estão por vir.

Localização: 1380 Sherbrooke Street West – Jean-Noël Desmarais Pavilion

Horários: Segunda (fechado); terça (10h às 17h); quarta (10h às 21h); quinta a domingo (10h às 17h).

Preços: $23 (acima de 31 anos); $15 (de 15 a 30 anos); $23 (65 anos e acima); $11,50 (quartas-feiras à partir de 17h); gratuito para pessoas abaixo de 12 anos.

 

Downtown Montreal

Montreal Turismo_Downtown

O centro da cidade é uma grande área para compras para todos os bolsos.  Estendendo-se por 15 quilômetros, a região é muito conhecida principalmente pela rua Sainte-Catherine, a famosa via comercial da cidade. Por lá você irá encontrar diversas lojas de departamento, restaurantes e muito mais.

Atualmente, a rua Sainte-Catherine está mais movimentada do que nunca! E para chegar lá é muito conveniente. Só para se ter uma idéia, oito estações de metrô alimentam esta região, permitindo que os visitantes possam chegar de diversos locais da cidade.

Underground Pedestrian Network of Montréal

A cidade subterrânea de Montreal é um dos exemplos de que a cidade está super preparada para as temperaturas mais rigorosas durante o ano. Com 33 km de extensão, esta é a maior rede de lojas indoor do mundo! O mais legal é que todas as linhas de metrô, trens e ônibus convergem para o local, facilitando o acesso dos pedestres. Por lá, circulam aproximadamente 500 mil pessoas por dia entre 2 mil lojas e restaurantes, dez grandes hotéis, museus, teatros e universidades.

Place des Festivals/Places des arts

Montreal Turismo_Places des arts

Área em Downtown Montreal onde ocorrem os festivais mais populares da cidade, como o Festival de Jazz, Just for Laughs e o Montréal en Lumière (Nuit Blanche). Inclui também o principal centro cultural de Montreal, com teatros, a Symphony orchestra hall e o MAC (Museu de Artes Contemporâneas).

Olympic Stadium

Montreal Turismo_estad

O Estádio Olímpico de Montreal é o maior anfiteatro coberto de Québec, com capacidade para 56 mil espectadores nas arquibancadas e até 60 mil quando o piso é utilizado (para shows, por exemplo).

Desde que foi inaugurado em 1976, o estádio já recebeu cerca de 66 milhões de visitantes. Ele foi projetado pelo arquiteto francês Roger Taillibert como um monumento único, que se tornou um símbolo internacional para a cidade.

O estádio recebe uma série de eventos de todo o mundo, como os esportivos e shows de música, com grandes nomes do cenário mundial. Também é utilizado para abrigar grandes salões, exposições, além de ser utilizado como set de filmagem em vários filmes e séries.

Localização:

Entrada pelo Olympic Stadium

4545 Pierre-De Coubertin Avenue
Por Metrô: Pie-IX station

Entrada pelo Sports Centre
A pé: Perto do Biodome
Por Metrô: Viau station

Entrada Tower
A pé: Perto do Biodome e o Sports Centre
Por carro: Estacionamento no 3200 Viau St.
Por Metrô: Viau station

Entrada pela Esplanade Financière Sun Life
A pé: Confira o trajeto no site oficial do Olympic Stadium

Por metrô: Pie-IX station
Por carro: Estacionamento P2 De Coubertin, na interceção do Pierre-De Coubertin e da la Salle avenue.

Botanical Garden

Montreal Turismo_Botanical garden

O Jardim Botânico de Montreal é considerado um dos jardins mais importantes do mundo devido à sua extensa coleção de plantas – são mais de 22 mil espécies – e sua estrutura grandiosa. O local conta com dez estufas de exposição e mais de 20 jardins temáticos distribuídos em mais de 300 metros quadrados de pura beleza.

Localizado pertinho do centro de Montreal, o local é uma das atrações dos Space for Life.  Por lá, você encontrará atrações como o Jardim Chinês, Japonês e o Insectarium, o maior museu de insetos da América do Norte, e que já está incluído no ingresso.  

Na bilheteria, não deixe de pegar o mapa que ajuda muito a explorar este jardim imenso!

Endereço: 4101, Rue Sherbrooke Est, Montreal,  Quebec

Preços: $20.50 (adulto); $18.75 (acima de 65 anos); $15.00 (estudantes); $10.25 ( 5 a 17 anos); $56.75 (pacote para família).

Horários: Confira os horários das atrações no site oficial do Jardim Botânico

Estacionamento: sim

Montreal Turismo: Transporte público

Se você está preparando o seu roteiro, temos uma boa notícia! O transporte público em Montreal é excelente e é possível chegar a praticamente todos os pontos turísticos utilizando ônibus ou metrô. Só para se ter uma ideia, o transporte é tão eficiente e moderno, que muitos moradores preferem deixar os carros de lado. E uma outra boa notícia: O transporte é interligado. Ou seja, você não vai precisar pagar uma tarifa extra caso precise utilizar diferentes meios em uma mesma viagem.

E tem mais: Entre os meses de Abril e Novembro, a cidade conta com um sistema de bicicletas coletivas, o Bixi. Dá para visitar muitos pontos turísticos de bike, aproveitando o clima gostoso da cidade e as vistas maravilhosas.

Ficou interessado? Quer saber mais sobre o transporte público em Montreal ou sobre o sistema de bicicletas coletivas? Nós temos um texto em nosso blog que explica bastante sobre esses pontos. O nome dele é Transporte público em Montreal: Como funciona? Não deixe de ler! Por lá você encontrar informações sobre valores, aplicativos para te ajudar a utilizar o transporte, e muito mais!

 

Onde ficar em Toronto

Onde ficar em Toronto: conheça os melhores bairros

Onde ficar em Toronto é uma das principais preocupações de quem chega ou está prestes a chegar na cidade. Afinal, sua moradia vai representar um dos maiores gastos de seu planejamento financeiro para o Canadá e será onde você mais vai passar o seu tempo.

Encontrar um local em si não é tão difícil. Porém, são várias variáveis para se considerar para poder achar uma alternativa que se encaixa com suas necessidades e preferências. Por exemplo, é preciso considerar a questão do transporte público em Toronto, da distância à sua escola ou trabalho e, em alguns casos, as alternativas de escola pública para crianças. E, como nós sabemos bem, pode ser bem complicado de compreender essas variáveis estando longe.

Toronto é a maior cidade do Canadá, com quase seis vezes o tamanho de Vancouver. Por isso, sabemos que decidir onde morar pode ser difícil e gerar bastante insegurança pra quem não conhece a cidade. Mesmo já existindo vários posts sobre onde ficar em Toronto na internet, a maioria deles consiste em apenas uma lista de bairros baseada nos mesmos critérios. E, como os critérios de escolha variam de pessoa para pessoa, é muito provável que você ainda não compreenda bem a cidade e continue inseguro para tomar uma decisão tão importante assim.

Por esses motivos, resolvemos contar um pouquinho sobre como a cidade é dividida e sobre as principais características dos bairros de cada região. Assim, independentemente dos seus principais critérios, esse post vai poder te ajudar a tomar uma decisão com mais tranquilidade e confiança.

Como a cidade é gigantesca, ter acesso às linhas de metrô faz uma enorme diferença. Por esse motivo, é interessante explicar sobre as regiões de Toronto nos baseando nas principais linhas que cortam a cidade.

Onde ficar em Toronto

Fonte: TTC

Para ficar mais fácil de entender, sugerimos que você acompanhe o post olhando a cidade de Toronto no Google Maps. Assim que encontrar a cidade, clique no ícone do Menu (um quadradinho com três linhas horizontais) no topo da esquerda. Depois, selecione “Transporte público”. Assim, você poderá ver as principais linhas de metrô e compreender melhor as descrições a seguir.

Transporte público em Toronto

A linha amarela (Yonge-Uni Line) faz um “U” na região central de Toronto, cobrindo a região de downtown e midtown. Downtown é onde ficam os prédios mais altos, onde se concentram o comércio e as maiores empresas da cidade. Midtown, que fica acima de downtown, na região das perninhas do “U” formado pelo metrô, é uma área bem balanceada entre residências e comércio.

A linha verde (Bloor-Danforth Line) corta o “U” horizontalmente. Ou seja, ela atravessa midtown, e dá acesso a bairros mais tranquilos, de caráter mais residencial. Em geral, essas áreas mais afastadas de downtown e midtown costumam ser a escolha de famílias com criança, que preferem vizinhanças mais tranquilas.

A linha verde é estendida pela linha azul (Scarborough Line). Ela dá acesso a bairros ainda mais afastados de downtown – por volta de uma hora do centro. Por conta da distância, esses bairros costumam ser mais baratos. Então, se custo é um fator determinante na sua escolha, saiba que, em geral, quanto mais afastado de downtown, melhores os preços.

A linha roxa (Sheppard Line) fica no final da parte direita do “U” formado pela linha amarela. Assim como a linha azul, a linha roxa dá acesso à área suburbana de Toronto. Não costuma ser tão popular entre recém chegados, mas é uma opção às pessoas que dependem de um custo bem menor e não se incomodariam com a distância dos centros.

Onde ficar em Toronto: área oeste

Na região oeste ao centro de Toronto, ao longo da linha de metrô Bloor-Danforth, há bairros tranquilos e residenciais. Alguns deles são o High Park North, West Bend e o Junction Triangle. Há pouco comércio nessa região, como lojas e restaurantes. Porém, ela tem tudo que pode ser necessário no dia-a-dia, como supermercados, escolas e centros comunitários.

Esses bairros ficam próximos a vários parques (que costumam ser gramados grandes, com árvores e parquinho para crianças). O que mais se destaca sobre essa área é a proximidade dela com o High Park. O High Park é um parque gigantesco, lindo e super conhecido. Ele está na lista de locais pra visitar em Toronto de absolutamente todo mundo que viaja para a cidade!

Onde ficar em Toronto

High Park, Toronto

Entre os bairros dessa área, o Junction Triangle é o que tem a maior variedade em termos de comércio, incluindo até mesmo duas cervejarias e um box de crossfit.

Esses bairros costumam ser a escolha de famílias com criança por conta da tranquilidade nas ruas. Então, se você está procurando onde morar em Toronto e prefere bairros mais silenciosos, que te oferecem tudo o que você precisa para um final de semana calmo, essa região é uma ótima escolha!

Onde ficar em Toronto: área leste

Na área leste ao centro, ainda ao longo da linha de metrô Bloor-Danforth, também há vários bairros residenciais bem tranquilos assim como para o lado oeste. Alguns deles são o East Danforth, Woodbine, Oakridge, Birchmount Park, Kennedy Park e Eglinton East.

Entre eles, o East Danforth é o que mais tem comércio por perto. Ao longo da Danforth Avenue, você encontra diversos restaurantes, bares, cafeterias, farmácias, bancos, e até mesmo um salão de boliche. O bairro Birchmount é o que mais possui prédios, o que significa que é onde mais há oportunidade de encontrar um lugar pra morar.

Onde ficar em Toronto: área central

Como já falamos antes, a linha de metrô Yonge-Uni Line faz um “U” na região central de Toronto, passando por downtown e midtown. Por ser predominantemente comercial, downtown é uma região com aluguéis mais altos. Então, não costuma ser a escolha da maioria dos estudantes internacionais e recém-chegados. Porém, localizada logo acima, midtown é uma das áreas mais desejadas para se morar.

Ao longo do lado direito do “U” formado pela linha amarela estão alguns dos melhores bairros de Midtown, como Yonge & Eglinton, Davisville Village, Summerhill e Midtown Toronto. O preferido da maioria dos jovens de 20 a 30 anos e casais sem filhos é Yonge & Eglinton. Essa preferência se deve ao fato de ser mais agitado e possuir uma grande variedade de restaurantes e bares nos arredores. Também há diversas lojas, academia, cinema e até mesmo um pequeno shopping.

Esse bairro fica bem na parte central da cidade e bem do ladinho da estação de metrô Eglinton. Por conta disso, o acesso é fácil tanto para o centro de Toronto como para as áreas suburbanas, levando apenas 20 minutos para ambas. Então, se você está procurando onde ficar em Toronto e prefere lugares que te permitem ter um final de semana mais animado sem ter que ir longe, você amaria bairros como o Yonge & Eglinton.

Se você preferiria um meio-termo entre a agitação de Yonge & Eglinton e a tranquilidade de bairros residenciais, Davisville Village e seus arredores seriam uma ótima opção. É também uma área com moradias de custo mais baixo que Summerhill.

Onde ficar em Toronto: os menores custos

A grande maioria das pessoas que precisam decidir onde ficar em Toronto economizaram exatamente para esse momento: a mudança. Então, nós entendemos que a questão financeira é, para muitos brasileiros, o fator que mais influencia na escolha.

Por isso, encontramos uma lista preparada pela Narcity (empresa canadense de mídia online) para a qual “custo” foi o único critério. Vários desses bairros são longes de estações de metrô mas, dependendo das suas circunstâncias e locais de trabalho ou estudo, vale a pena considerá-los:

  • Mimico
  • Kensington
  • Parkdale
  • Little Portugal

Falando sobre custos, temos um artigo com dicas de como economizar no Canadá de forma geral. O post inclui dicas relacionadas a moradia, alimentação, entretenimento e outros.

Onde ficar em Toronto: homestay é pra mim?

Ficar numa homestay costuma ser a escolha de pessoas que vão estudar inglês por períodos curtos. Porém, essa alternativa também pode ser bem valiosa pra quem acabou de chegar e vai estudar por períodos mais longos ou trabalhar.

Morar temporariamente numa homestay te daria a oportunidade de conhecer a cidade pessoalmente. Isto te permitiria decidir com mais confiança qual bairro se encaixa melhor no seu perfil. Além disso, o contato com uma família local poderia também ajudar nessa decisão de onde ficar em Toronto. Sem dúvidas, essa alternativa pode trazer muito mais tranquilidade e confiança para o seu processo.

Apesar de certas homestays aceitarem casais, existe uma outra opção bem comum. Diversas famílias com dois ou mais membros optam por escolher um membro da família para chegar no país sozinho para poder resolver a questão da moradia antes que os outros membros cheguem. Dessa forma, é possível economizar um pouco durante essa transição.

Uma outra dica para recém chegados que estão procurando onde ficar em Toronto é passear pela região desejada e observar se os prédios estão com placas indicando apartamentos disponíveis. Em caso afirmativo, basta entrar na portaria do prédio e procurar pelo landlord. Muitas vezes você poderá se candidatar para ser um inquilino naquele momento. Além disso, muitos landlords têm contatos com empresas que possuem prédios residenciais. Eles podem dar informação sobre outros apartamentos disponíveis na cidade.

Onde ficar em Toronto

Apesar de ser muito importante se planejar com antecedência, recomendamos que você já esteja na cidade antes de assinar qualquer contrato. Não tente alugar um apartamento à distância. Além de existirem golpes, é muito importante enxergar a cidade com os seus próprios olhos. Assim você pode analisar os imóveis e a vizinhança pessoalmente. Afinal, aquele lugarzinho será o seu novo lar. Não deixe de conversar também com a pessoa responsável pela propriedade.

Alguns dos sites que você pode usar para procurar imóveis para alugar em Toronto são:

Onde ficar em Toronto: explore à distância

Como a escolha de onde ficar em Toronto depende muito do perfil de cada pessoa e cada família, recomendamos que você continue explorando a cidade antes de se mudar.

A revista Toronto Life criou uma ferramenta bem interessante para explorar as opções de bairros na cidade. A ferramenta de permite selecionar o nível de importância de critérios como custo de moradia, transporte público, segurança e entretenimento. A cada vez que você muda o nível de importância de um critério, a lista de bairros é atualizada. Para acessá-la, clique aqui.

Enfim, Toronto é uma cidade grande suficiente e conta com as mais diversas alternativas de moradia. É possível encontrar opções para as diferentes necessidades e preferências. Apesar de os apartamentos serem a escolha mais popular entre os brasileiros que chegam ao Canadá, há também a opção de alugar casas inteiras, basements, laneways e townhouses. Aqui em nosso blog você encontra um texto que explica um pouco melhor os diferentes tipos de moradia no Canadá

Todo o processo de mudança é bem complicado e leva tempo, mas sempre vale a pena! E nós esperamos que essas informações possam trazer mais tranquilidade e confiança para o seu processo.

Economizar no Canadá

Descontos e muito mais: saiba como economizar no Canadá

Como economizar no Canadá? Esta é uma pergunta frequente entre os nossos clientes. E este assunto pode parecer um desafio, mas não é. Muitas pessoas não sabem, mas há uma cultura fortíssima na América do Norte dos chamados cupons de descontos. Sim, as lojas adoram mandar estes incentivos de vendas, que podem chegar por meio do correio ou digitalmente em seu e-mail! E a gente adora, não é mesmo? Isso porque esta é uma das formas mais utilizadas para economizar no Canadá!

Além disso, apenas o fato de ser um estudante no Canadá te renderá muitos benefícios na hora de economizar. Sabe como? Muitas empresas, restaurantes e cinemas oferecem desconto especial para este público. Basta andar com sua carteirinha e mostrar na hora de finalizar o pagamento.

Portanto, fique atento às nossas dicas! Porque um descontinho aqui ou um cupom ali pode significar uma grande economia no final do mês.

Como economizar no Canadá enquanto é estudante

economizar no canadá

Nós sabemos que vida de estudante não é fácil. Além de ter uma série de atividades e deveres, é preciso pensar no financeiro também. Afinal, você terá que adquirir livros, gastar com impressão de trabalhos e comprar materiais escolares. Isso tudo requer um investimento em cada semestre. Por isso, mesmo que você venha com o orçamento arquitetado, é preciso gerenciar este montante com sabedoria.

Abaixo, colocamos diversas dicas que te ajudarão a poupar um bom dinheiro, e quem sabe, te ajudar a reservar uma graninha. 

Como economizar no Canadá: Compre livros usados

Além dos preços serem bem mais em conta, você contribui com o meio ambiente na redução de novas impressões. Procure pelos anúncios de trocas ou vendas em sua faculdade. Não deixe de conferir os grupos do Facebook também:

Além disso, há muitos grupos de Facebook dedicados a brasileiros em determinadas faculdades e também grupos exclusivos para compra e venda de livros usados em cada instituiçao. Procure pelo nome da instituição e veja se há uma comunidade para o seu college ou universidade.

E tem mais: Esse conselho também vale para roupas e utensílios. É possível encontrar opções em ótimo estado e até bem novas nesses mesmos grupos de Facebook e também em algumas thrift stores, como exemplo:

Como economizar no Canadá: Divida o aluguel com outros estudantes

economizar no canadá

O custo do aluguel nas grandes cidades do Canadá está nas alturas e esse é o grande responsável por tomar uma grande fatia do orçamento. Porém, há opções para economizar. Uma delas é dividir a moradia com outros estudantes no Canadá. Dependendo do número de pessoas e/ou localização, o valor pode ser até menor do que se você escolhesse uma residência estudantil, por exemplo.  

Como economizar no Canadá: Use o transporte público

economizar no canadá

Uma ótima opção para economizar no Canadá é utilizar o transporte público, que é excelente, rápido e menos gerador de poluentes. Em Vancouver, você contará com opções de metrô, ônibus, trem e balsa. E todos são interligados e cobrem praticamente a cidade inteira. Já o transporte público de Toronto é chamado TTC (Toronto Transit Commission) e oferece opções como o streetcar (bonde), bus (ônibus) e metrô (subway). 

Claro, ter seu próprio veículo pode ser sinônimo de conforto, porém você vai gastar muito mais. Coloque na ponta do lápis gastos como: combustível, seguro, aluguel de garagem (caso não tenha em sua residência) e estacionamento. Além disso, é preciso pensar que, em algum momento, você terá que fazer manutenção, como trocas de pneus e óleo.  

Como economizar no Canadá: Leve seu lanche e almoço

economizar no canadá

Uma das melhores formas de economizar no Canadá é preparar sua própria comida. A alimentação é um dos itens mais custosos quando se faz a tabela de gastos mensais. Portanto, é hora de ir para a cozinha!

Preparar uma comida leve e saudável pode ser uma ótima opção. E aqui no Canadá você vai perceber que muitas pessoas fazem isso.  Na maioria das escolas de inglês e colleges você terá locais com microondas e mesas para que você possa fazer suas refeições. Outro ponto legal é que praticamente todo mundo carrega uma garrafinha de água, pois há bebedouros nos locais, mas raramente copos descartáveis. E você ainda poupa o meio ambiente reduzindo o consumo de recipientes plásticos.

Como economizar no Canadá: acesse sites de amostras grátis e faça testes em produtos

Você sabia que existem alguns sites onde é possível obter produtos gratuitos e amostras grátis? A ideia principal é fazer com que o consumidor tenha uma experiência com determinados produtos a fim de testá-los antes do lançamento.

O processo é simples: basta cadastrar-se no site e aguardar receber o aviso dos produtos disponíveis. A partir daí, você seleciona os que gostaria de receber e quando chegar em sua casa (gratuitamente) é só testar e dar seu feedback. Alguns endereços para cadastro:

https://www.samplesource.com/

https://momsmeet.com/canada/

https://app.sampler.io/smn/login

http://www.shopperarmy.com/

https://www.influenster.com/

Como economizar no Canadá com cupons

economizar no canadá

No flyer semanal da rede de supermercados Save On Foods, você pode receber cupons, que apresentados juntos de sua compra, somam pontos para ganhar futuros produtos. Outra chance de economizar é aplicando para o cartão de crédito do Walmart. Além de não possuir nenhuma taxa, você recebe em forma de crédito 1,25% do valor nas compras feitas neste supermercado e 1% para compras realizadas em qualquer outro estabelecimento.

Muitas lojas também enviam estes cupons para sua casa ou simplesmente mandam via e-mail. Neste caso é bom ficar atento à data de validade. Eles podem ser combinados com o valor do produto já em promoção reduzindo ainda mais o preço final.

Alguns sites que disponibilizam coupons:

Como economizar no Canadá: Cadastre-se nos sites das lojas e receba descontos

Muitas lojas oferecem 10% de desconto na primeira compra como forma de boas-vindas. Se você não tem certeza se uma loja oferece um desconto, vá em frente e pergunte. Você pode acabar encontrando mais “deals” do que estava esperando. E sempre carregue sua carteira de estudante com você.

Veja abaixo as principais marcas que oferecem desconto para estudantes em todo o Canadá:

Varejo

economizar no canadá

Adidas: A Adidas.ca oferece 30% de desconto no preço total e um adicional de 15% em itens de outlet on-line, oferecidos a um número selecionado de escolas em todo o Canadá. Os alunos precisam ter um endereço de e-mail universitário válido.

Banana Republic: A marca oferece 15% em compras na loja física.

Champion: Esta loja oferece 10% de desconto em compras online.

Ardene: A empresa oferece 10% de desconto no preço total e itens de venda para estudantes com um cartão SPC (Student Deals and Discounts) válido.

Club Monaco: Estudantes de programas pós-secundários com uma ID válida conseguem desconto de 20% tanto nos itens com preço integral quanto os de promoção. Se você está comprando on-line, envie seu e-mail para receber um código.

Express: Esta loja oferece 15% de desconto em itens de preço integral na loja e on-line, porém é necessário mostrar a identificação.

Forever 21: Esta loja oferece 10% de desconto em itens online.

IKEA: A empresa está oferecendo ofertas especiais a estudantes devido às comemorações pelo seu 75º aniversário em 2018.

J.Crew:  A marca oferece 15% de desconto quando você faz compras na loja e mostra a carteirinha da instituição de ensino que estuda. A oferta é válida apenas em compras feitas nas lojas J.Crew, J.Crew Factory e J.Crew Mercantile.

Nike: Aloja oferece 10% de desconto em compras online.

Puma: Aloja oferece 10% de desconto em compras online.

TOMS: Os estudantes podem ter 10% de desconto (somente em produtos que não estão em promoção). 

TopShop: Os estudantes recebem 10% de desconto. Visite o site para mais informações.

Tecnologia

economizar no canadá

Apple: A Apple oferece preços especiais para estudantes em diversos produtos. Descubra se você se qualifica para a promoção aqui.

Best Buy: A Best Buy oferece descontos em laptops, tablets e desktops se você mostrar uma carteirinha de estudante válida.

Adobe: os alunos podem receber descontos em software, como 60% na Creative Cloud.

Lenovo: descontos em produtos selecionados.

Canon: A Canon Canada oferece acesso a descontos de preços específicos para estudantes dentro do programa Canon’s Student CPS.

Henry’s: mostre sua ID de estudante na loja local da Henry’s e ganhe descontos nos produtos.  

Microsoft: A loja da Microsoft oferece até 10% de desconto para alunos e seus pais durante todo o ano.

Prezi: taxas de inscrição com desconto para estudantes.

Onthehub.com: Oferece software com diversos descontos (alguns chegam a 90%), incluindo marcas como: Microsoft, Adobe, IBM, VMware, Norton, etc.

Telefonia

economizar no canadá

Shaw: Shaw oferece internet a estudantes por apenas CAD $35 por mês durante oito meses.

Bell: Estudantes têm acesso ao serviço de internet a partir de CAD $49,95 por mês em um período de oito meses, bem como promoções em telefones celulares.

Fido: Estudantes economizam em serviços de internet a partir de CAD $45 por mês com um mês de serviço gratuito.

Rogers: Serviço de internet a partir de CAD $ 55 por mês em um período de 12 meses.

Telus: Serviço de internet a partir de US $ 33 por mês em um período de 12 meses, e um cartão Visa pré-pago de US $ 50 gratuito.

Viagem e transporte

economizar no canadá

Air Canada: Nós comentamos em um texto em nosso blog sobre dicas para comprar passagens aéreas baratas para o Canadá, que a companhia Air Canada oferece super descontos para estudantes. Você precisa apenas ter uma carteirinha de estudante ou a carta de aceitação da escola.

Booking: Garanta até 50% de desconto com a carteirinha SPC.

Hotels.com: Tenha até 30% de desconto em reservas on-line, mais um desconto extra de 8% em alguns hotéis com a carteirinha SPC.

StateFarm: A empresa oferece seguros para carros mais baratos para estudantes.

VIA Rail: Viaje entre as principais cidades canadenses com um passe semestral ilimitado, a partir de CAD $499.

Zipcar: A empresa de carros compartilhados tem parceria com várias escolas para oferecer a taxa de adesão da empresa com desconto para alunos. Pesquise o nome da instituição pelo site da Zipcar e registre-se no endereço de e-mail da sua escola.

Fitness

GoodLife Fitness: A academia oferece descontos  especiais para estudantes.

Livros e Revistas

The Globe and Mail: O jornal Globe and Mail oferece aos estudantes pós-secundários taxas de inscrição reduzidas para o jornal e na opção Globe Unlimited.

The New York Times: Os estudantes universitários podem ter 50% de desconto da taxa de assinatura regular.

Ingressos e Diversão

economizar no canadá

Galeria de Arte de Alberta: Entrada gratuita para estudantes pós-secundários e jovens de 17 anos ou menos.

Galeria de Arte de Ontário: O valor para admissão de estudantes é CAD $11 com identificação válida. Os estudantes podem entrar gratuitamente às quartas-feiras das 18h às 21h.

Canadian Opera Company: Pessoas com menos de 30 anos podem adquirir ingressos para ópera por apenas CAD $22.

Centro de Ciências de Ontário: Estudantes com ID válida pagam CAD $16 para entrar.

Balé Nacional do Canadá: Inscreva-se no programa especial para jovens e ganhe ingressos com altos descontos nas apresentações diurnas. Esta promoção é válida a pessoas entre 16 e 29 anos.

Ripley’s Aquarium: os estudantes com carteirinha válida pagam CAD $24,20 pela entrada.

Royal Botanical Gardens: Descontos para estudantes em ingresso individual e anual.

Royal Ontario Museum: Os estudantes podem adquirir a entrada por CAD $14,50 em qualquer dia da semana. No entanto, às terças-feiras, a entrada é gratuita. Só mostrar a carteirinha. 

TIFF Bell Lightbox: Veja filmes por CAD $10,50 todo o ano com sua carteira de estudante.

VRulez (Virtual Reality Arcade): Os alunos recebem 10% de desconto com a carteirinha válida de segunda a quinta-feira.

Outros

economizar no canadá

Amazon: os alunos recebem 50% de desconto no serviço Prime da Amazon.

Anything on Canvas: Este site canadense oferece serviços de impressão de fotos em tela, acrílico, metal e papel. Os alunos são elegíveis a 25% de desconto nos preços normais de todos os produtos impressos. Basta entrar em contato através da página (opção contact us)  para obter um código de desconto exclusivo.

Apple Music: A Apple Music também oferece uma oferta para estudantes de CAD 4,99 por mês.

CIBC: Este banco oferece aos estudantes uma conta “smart” com taxa mensal gratuita e transações ilimitadas.

FedEx: quando você faz um envio, poderá ganhar de 20% a 30% de desconto ao exibir sua carteirinha de aluno.

General Motors College Discount: Receba um desconto especial em veículos da Chevrolet, Buick, Cadillac ou GMC. Visite o site para ver se você é elegível.

Cartão ISIC Canadá: O Cartão Internacional de Estudante te possibilita economizar em vários lugares do mundo. São opções em passagens aéreas, trens, produtos da Dell, Microsoft e muito mais.

Spotify: O Spotfy oferece o plano premium para estudantes por CAD $0.99 nos primeiros três meses e a este período a mensalidade fica CAD $4.99.

Como economizar no Canadá com a 3RA

QUEM INDICA AMIGO É!
Indique um amigo para a 3RA Intercâmbio e você e seu amigo recebem um gift card de até $100 (cada) para uma das empresas listadas abaixo.

  • 3RA Intercâmbio
  • Immi-Canada
  • Amazon.ca
  • Cactus Club
  • West Trek Tours
  • Club ESL (Discover Canada Tours)

Saiba mais sobre a promoção Quem indica amigo é.

Fontes:

http://dailyhive.com/vancouver/student-discounts-canada-2018

https://globalnews.ca/news/4414567/student-discounts-2018/

https://www.cst.org/en/how-save-money-university-or-college-when-you%E2%80%99re-student

https://www.howtosavemoney.ca/the-top-5-cash-back-couponing-apps-for-canadians

 

Você também pode gostar:

5 locais para conhecer em Vancouver (e sem gastar dinheiro!)

Economizando em Vancouver: Saiba onde fazer suas compras de mês

Lugares imperdíveis para visitar no Canadá

Conheça alguns lugares imperdíveis para visitar no Canadá

Fazer um roteiro de viagem dos lugares imperdíveis para visitar no Canadá não é das tarefas mais fáceis. Isso porque o país, com seus quase dez milhões de km2 de extensão (o segundo maior do mundo) é recheado de belezas naturais, que o coloca entre os mais admirados por quem deseja fazer intercâmbio. De norte a sul, de leste a oeste, você sempre vai encontrar paisagens que mais parecem aqueles papéis de parede de computador.

Mas não se preocupe. Para te ajudar a fazer seu roteiro, listamos abaixo alguns passeios que são imprescindíveis em terras canadenses. Temos certeza, que mesmo que você passar por todos, sempre terá um gostinho de quero mais. Já dizia o início do hino nacional “Ó, Canada!” Que é quase um suspiro – o que é literalmente o que nós pensamos quando visitamos ou moramos neste país sensacional.

Lugares imperdíveis para visitar no Canadá: British Columbia

British Columbia ou Colúmbia Britânica (em português) é a província que fica do lado oeste do Canadá. A província é banhada pelo Oceano Pacífico e possui áreas naturais belíssimas. Uma delas é o Glacier National Park, muito visitado no verão, principalmente por oferecer diversas atividades, como camping, trilhas e ciclismo. Mas calma, só estamos começando a falar das lindos lugares imperdíveis para visitar no Canadá =).

Victoria

Lugares imperdíveis para visitar no Canadá_Predio do Parlamento

Prédio do Parlamento

Victoria é a capital da província de British Columbia desde 1868. A cidade, que conta com pouco mais de 84 mil moradores, é encantadora. Todos os anos, durante a primavera, os moradores contam as flores que dão cor à cidade. Ao todo são mais de quatro milhões em diferentes tamanhos, variedades e cores. Os pontos turísticos da cidade são: o Parlamento, o Royal British Columbia Museum, e próximo dali os jardins Butchart Gardens, que não ficam exatamente em Victoria, mas próximos, na Ilha de Vancouver.

Vancouver

Lugares imperdíveis para visitar no Canadá_Vancouver

A cidade preferida pelos brasileiros, devido ao clima mais ameno, é também passeio garantido de turistas de todo mundo. Vancouver é recheada de pontos turísticos. Entre eles estão:

Canada Place

Lugares imperdíveis para visitar no Canadá_Canada Place

Localizado bem no centro da cidade, este lindo edifício é a casa do Centro de Convenções de Vancouver, o Pan Pacific Vancouver Hotel, o World Trade Center de Vancouver e o voo virtual FlyOver Canada.

Stanley Park

Lugares imperdíveis para visitar no Canadá_Stanley Park

Com cerca de quatro quilômetros quadrados de área verde, este parque fica bem no centro da cidade e conta com diversas atrações. Desde a área para piquenique e playground para as crianças, até trilhas para caminhada ou para praticar ciclismo. Não perca a chance de alugar uma bike próximo ao parque. Os preços são bem acessíveis. 

O parque ainda abriga o Aquário de Vancouver e a praia Second Beach. Ainda é possível visitar outras quatro praias na região de Vancouver: English Bay, Kitsilano Beach, Locarno Beach e Jericho.

Whistler

Lugares imperdíveis para visitar no Canadá_Whistler

Localizada ao norte de Vancouver, a cidade é um ponto de parada obrigatória para quem gosta de esportes de inverno. Só para você ter uma ideia, o local sediou os Jogos Olímpicos de Inverno de 2010. Para chegar até lá, basta pegar a rodovia chamada Sea-to-Sky, que vai te proporcionar uma das vistas mais incríveis da sua vida. Além disso, esta estrada é muito conhecida pela indústria cinematográfica. Isso porque muitos filmes foram filmados por lá.

Outro passeio imperdível ali perto é o Parque Provincial de Shannon Falls. Localizado a 58 quilômetros de Vancouver, é possível contemplar a beleza de uma queda d’água de 335 metros de altura. Demais!

Capilano Suspension Bridge

Lugares imperdíveis para visitar no Canadá_Capilano

É uma das maiores pontes suspensas do mundo e um dos lugares imperdíveis para visitar no Canadá. Sua estrutura é sustentada por cabos de aço e possui 137 metros de extensão e 70 metros de altura, o equivalente a um um prédio de 25 andares.

Depois de aproveitar a Capilano Suspension Bridge na parte da manhã, você pode seguir e visitar a Grouse Mountain. A montanha fica bem pertinho da Capilano e oferece atividades tanto no inverno quanto no verão. Você pode subir fazendo uma trilha de 2,9 quilômetros (disponível apenas no verão) ou pegar a gôndola para chegar até o topo, que é lindo! A temporada de snowboard e esqui geralmente começa no mês de dezembro e durante todo o inverno também é possível praticar patinação no gelo lá em cima.

Lugares imperdíveis para visitar no Canadá: Ontario

Ontário é a segunda maior província em área total, além de ser a mais populosa do Canadá, com cerca de 38,4% da população de todo o país. O Sul de Ontário faz divisa com o Estados Unidos, o que significa que dá para fazer uma viagem de fim de semana de compras em terras americanas! Outro destaque é que Ontário conta com cerca de 250.000 lagos de água doce, um mais lindo que o outro.

Vamos conhecer, então, um pouco mais desta província:

Toronto

Lugares imperdíveis para visitar no Canadá_Toronto

Toronto é a maior cidade do Canadá e capital da Província de Ontário. É também considerada um centro de negócios, finanças, arte e cultura. Hoje, estima-se que por lá residem cerca de 2,5 milhões de habitantes, sendo praticamente a metade imigrantes. Toronto também conta com uma cidade subterrânea com mais de 30 quilômetros de extensão, considerado o maior centro comercial subterrâneo do mundo.

E, não importa se você está em Toronto a passeio ou se você já mora há algum tempo. É sempre possível encontrar bons passeios, veja alguns:

CN Tower

Lugares imperdíveis para visitar no Canadá_Toronto

Um dos pontos turísticos mais visitados em Toronto está a CN Tower. A torre tem 553 metros de altura e é uma atração turística concorridíssima. Cerca de dois milhões de visitantes passam por lá todos os anos. No ano de 1995, ela foi classificada como uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno, pela Sociedade Americana de Engenheiros Civis.

A torre conta com quatro diferentes níveis de observação da cidade. Um deles é o famoso andar onde o piso é de vidro. E olhar para baixo pode ser o ponto alto do passeio. Ela também conta com um restaurante giratório, que percorre 360 graus em apenas 72 minutos. Mas, para fazer uma refeição é preciso fazer uma reserva de mesa antecipada.

A Cn Tower é um dos lugares imperdíveis para visitar no Canadá, e se você pretende ficar pouco tempo na cidade, não deixe de visitá-la. 

Niágara falls

Lugares imperdíveis para visitar no Canadá_Niagara Falls

A apenas 100 quilômetros de Toronto, você poderá desfrutar de um belíssimo passeio até Niagara Falls e testemunhar a beleza extraordinária das três quedas d’água. As Cataratas do Niágara são um presente da natureza e disponível 24 horas por dia, durante o ano todo.  

Outro detalhe é que dependendo da estação do ano e, também devido ao fluxo de quantidade das águas, o cenário se altera. E isso também vale para os diferentes horários do dia. Por exemplo, durante o pôr do sol, as águas são iluminadas artificialmente, tudo isso sobre o pano de fundo do céu mudando de cor. Com toda certeza é um passeio para ser lembrado por toda a vida.

Para quem tem um pouco mais de tempo, a região de Niagara Parkway oferece ainda mais opções de passeios. Você poderá pedalar pelo parque, visitar os produtores locais e suas fazendas, ou visitar o Botanical Gardens, que possui um jardim com mais de duas mil rosas, além do Niagara Falls Museum.

Ottawa

Lugares imperdíveis para visitar no Canadá_Ottawa

Ottawa é a capital do Canadá e a quarta maior cidade do país. Apesar de seu status, o local permanece ainda com um ar de cidade pequena. Ela se destaca pela organização e belíssimos jardins floridos, principalmente ao redor do Parlamento e do rio Ottawa, este que corta a cidade.

A cidade conta com uma ampla variedade de cafés, pubs e restaurantes. Passeios interessantes não vão faltar, como: visitar o Museu da Guerra, um dos mais respeitados do mundo no quesito estudo e compreensão dos conflitos de guerra. Ou passear pelo Parliament Hill, uma área onde ficam os edifícios de arquitetura gótica, monumentos, a biblioteca e a Torre da Paz.

Outro local também muito visitado na cidade é o Canal Rideau, que liga Ottawa a cidade de Kingston. O canal de 202 quilômetros de extensão é considerado patrimônio mundial da UNESCO. E durante o inverno, é transformado em uma imensa pista de patinação no gelo.

Lugares imperdíveis para visitar no Canadá: Quebec

A província de Québec foi colonizada pelos franceses, e por isso a língua oficial desta província é o francês. O inglês é usado apenas por uma pequena parcela dos habitantes, cerca de 8% apenas. A população é bem mista sendo composta por descendentes de europeus e novos imigrantes.

Toda a província de Québec é rica em recursos naturais. Cerca de 26% dos produtos industriais e agropecuários do Canadá saem de lá. Além disso, a província é a que mais produz energia elétrica no país, geradas através dos muitos lagos, cachoeiras e rios.

Québec City

Lugares imperdíveis para visitar no Canadá_Quebec

Québec City é a capital da província de Québec. Fundada em 1608, é considerada uma das cidades mais antigas da América do Norte. As muralhas que cercam a Ville de Québec, como a cidade também é chamada, são as únicas muralhas fortificadas que permanecem nas Américas. Elas foram declaradas Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1985 como o “Distrito Histórico da Velha Québec”.

Outras atrações turísticas para conhecer em Québec são: Terraço Dufferin, Place Royale, Parque de la Chute-Montmorency, Musée des Ursulines de Québec, Prédio do Parlamento, Fonte de Tourny e St. Louis Gate.

Hôtel de Glace

Localizado a apenas quatro quilômetros da cidade de Québec, o Hôtel de Glace ou Hotel de Gelo é uma obra de arte. Com uma arquitetura impressionante, construída com neve e gelo, esse é o único do gênero na América do Norte. Apesar de só funcionar no inverno, os hóspedes podem passar a noite em um dos 45 quartos e suítes temáticas. Ou ainda tomar um drink no bar onde até a taça congelada!

Cataratas de Montmorency

Lugares imperdíveis para visitar no Canadá_Montmorency

As Cataratas de Montmorency (Parc de la Chute-Montmorency) estão localizadas a dez quilômetros do centro da cidade do Quebec. Suas quedas d’água têm cerca de 83 metros de altura e você pode conferir este espetáculo bem de pertinho. Também é possível atravessar a ponte suspensa que liga os dois lados do parque, que é super legal.  Outra opção de passeio é usar o teleférico, que transporta as pessoas do solo ao topo das cataratas.

Montreal

Lugares imperdíveis para visitar no Canadá_Montreal

Montreal é a maior cidade da província de Québec.  Depois de Paris, Montreal é a cidade com maior número de falantes de francês. A cidade ainda é um polo econômico e científico, e abriga as melhores universidades nas áreas de desenvolvimento tecnológico e robótica.

A oeste do centro de Montreal fica o Monte Royal Park, e este é um lugares imperdíveis para visitar no Canadá. No topo do monte é possível ter uma vista privilegiada da cidade, além de poder visitar a igreja Saint Joseph’s Oratory, ou oratório de São José, em português. O santuário é muito procurado pelos turistas devido à sua magnitude. A cúpula da basílica possui 97 metros e é a segunda maior no mundo em altura. Ela é apenas menor que a Basílica de São Pedro em Roma.

Lugares imperdíveis para visitar no Canadá: Alberta

Sem dúvida, a província de Alberta é um dos lugares imperdíveis para visitar no Canadá A região é rica em montanhas e lagos cristalinos, além de florestas e muito verde. Portanto, se você é uma daquelas pessoas apaixonadas por paisagens, vai amar este lugar.

Calgary

Lugares imperdíveis para visitar no Canadá_Calgary

Calgary é a maior cidade e o polo financeiro de Alberta. Fundada em 1875, é muito conhecida pelas montanhas nevadas e a grande festa chamada “Stampede”, um festival que conta com rodeios e muita diversão. Com certeza você também vai querer conhecer a Calgary Tower, uma torre com 191 metros de altura e que vai te proporcionar uma vista completa da cidade. Não deixe de conhecer a área onde o chão foi construído de vidro. Dá um medinho, mas vale a pena!

Banff

Lugares imperdíveis para visitar no Canadá_Lake Louise

Lake Louise

Sabe aqueles lugares que você acha que está em um filme? Então, Banff vai te proporcionar esta experiência. A quase 135 quilômetros de Calgary, a cidade , que foi descoberta por acaso em 1833, é, sem dúvida um dos lugares imperdíveis para visitar no Canadá. 

O Parque Nacional de Banff é a grande atração da cidade. São mais de seis mil quilômetros quadrados de paisagens e lagos com uma cor inacreditável! Ele foi criado em 1885, sendo o primeiro parque nacional do Canadá.

No local, você poderá visitar o Lake Louise, um dos mais lindos do país. Durante as épocas mais quentes, o lago fica ainda mais azul e você poderá fazer um passeio de caiaque. Prepare a câmera e tire fotos lindas! No inverno, as águas congelam e é possível fazer patinação.

Não podemos esquecer do Moraine Lake, um dos queridinhos dos canadenses. Apesar de ter a metade do tamanho do Lake Louise, vale muito a pena visitá-lo. Ele também conta com uma cor azul-turquesa de tirar o fôlego.

Rocky Mountaineer Train

Se você quer fugir dos roteiros tradicionais das grandes cidades, uma sugestão de passeio e o Rocky Mountaineer Train, uma viagem de trem com duração de dois dias que vai de Vancouver até a cidade de Banff. A viagem é um luxo só e o passeio inesquecível. O trem passa por lindas montanhas, cânions, rios e lagos de águas cristalinas. Para ficar na memória!

Fontes:

http://vancouver.ca/parks-recreation-culture/stanley-park.aspx

https://www.capbridge.com/

https://www.cntower.ca/en-ca/plan-your-visit/attractions/skypod.html

https://www.niagarafallstourism.com/free-things-to-do/

https://www.niagarafallstourism.com/

http://www.lacitadelle.qc.ca/en/the-citadelle/its-history.html

https://www.ville.quebec.qc.ca/en/touristes/attraits/index.aspx

https://www.hoteldeglace-canada.com/

https://www.leg.bc.ca/

http://royalbcmuseum.bc.ca/

Inverno em Vancouver: Conheça as características desta estação do ano

O Canadá é conhecido como o “Great White North” (Grande Norte Branco) pela maior parte de seus visitantes. Porém, o que poucos sabem, é que mesmo no meio das temperaturas mais baixas do clima canadense é possível encontrar ainda muita diversão e cenários estonteantes. O inverno em Vancouver, por exemplo, é recheado de atividades tanto para os adultos, quanto para a garotada.

Localizada no oeste do Canadá, a cidade de Vancouver se destaca como um dos polos turísticos mais procurados durante todo o ano. Seu inverno é um tanto quanto ameno se o comparamos ao do restante do pais, atrás apenas de Victoria, capital da província de British Columbia. Nessa época temperaturas variam de 7˚C a -5˚C, podendo chegar a -10˚C nos dias mais frios.

Se no Verão os pontos mais disputados são os parques e praias, no inverno, as montanhas e pistas de patinação são os locais favoritos de  turistas e moradores, principalmente daqueles apaixonados por esportes.

Para os amantes do esqui e Snowboard, a apenas 30 minutos de Downtown Vancouver, é possível vivenciar um verdadeiro clima olímpico nas pistas da Cypress Mountain. Já para aqueles que estão só começando, além de boas pistas, a Grouse Mountain oferece uma vista magnífica da cidade. É o cenário perfeito para muitas fotos e diversão na neve.

No entanto, muitos turistas e moradores não se sentem preparados para encarar as montanhas. Neste caso, as pistas de patinação no gelo são o destino ideal para aproveitar bastante o inverno em Vancouver. Em Downtown está localizada a Robson Square Ice Rink, uma pista pública de patinação no gelo na qual é possível alugar patins por apenas $5,00 CAD e se divertir por quanto tempo quiser. Em resumo: opções de passeios em Vancouver é o que não faltam! Mesmo durante o inverno.

Além disso, o transporte público de Vancouver é incrível e não vai te deixar passar frio durante o inverno. A cidade conta com um dos melhores transportes públicos do mundo e todos os passeios podem ser feitos facilmente através do Skytrain, ônibus ou SeaBus. Além disso, todos os veículos são bem aquecidos. Em todos eles você vai estar protegido do frio.  Os veículos também são bem pontuais, evitando que você fique muito tempo na rua enquanto espera por eles.

O que vestir no inverno em Vancouver?

A primeira coisa que todo brasileiro se pergunta na hora em que o embarque se aproxima é: E agora, o que levar na mala? Nós não estamos muito acostumados com o frio canadense então bate aquela dúvida em como se proteger das baixas temperaturas de maneira eficaz. No entanto, cada um de nós tem um nível diferente de tolerância às temperaturas abaixo de zero. Por isso, vamos começar pelo indispensável.

É preciso ter na mala um bom casaco e um par de sapatos resistentes a água. Em Vancouver chove muito! Tanto é que a cidade tem o apelido de “Raincouver”. O sapato e o casaco impermeáveis irão te manter quentinho e sequinho. Além disso,  itens como cachecol, luvas, gorros, protetores de orelha e roupas térmicas também são super bem vindos na bagagem do brasileiro.

A nossa dica é bem simples: Toda vez que for sair, faça camadas de roupas. Assim você terá uma ideia da sua tolerância ao frio e poderá tirar e por as camadas quando necessário. Você só sentirá frio enquanto estiver na rua, pois todos os lugares possuem calefação (aquecimento). E lembre-se: Vancouver não é uma cidade tão fria assim.

O que você não pode deixar de fazer no inverno em Vancouver

O inverno em Vancouver é um momento especial do ano. Esse é o período em que Vancouver é embalada por diferentes tipos de eventos e atividades. A cidade se transforma e o branco da neve no topo das montanhas dão um clima todo especial nos quatro cantos da cidade. Além disso, quando chega a temporada de Natal, parece que estamos mesmo dentro de um filme. É uma delícia!

Confira abaixo algumas das principais atrações da cidade e alguns locais que você não pode deixar de visitar durante o inverno em Vancouver. Só não se esqueça do gorro, das luvas e do cachecol e divirta-se!

Show de luzes

O inverno em Vancouver começa praticamente junto com o período natalino e com as festas de fim de ano. Embora a neve seja coisa rara na cidade, uma série de exposições de luzes colorem Vancouver. Desta forma, é possível sentir com intensidade o espírito do natal.

Uma dica é não deixar de visitar o Bright Nights do Stanley Park. O evento conta com um passeio de trem pela floresta do parque. Além disso, milhares de luzes cintilantes fazem do passeio um dos melhores da cidade nesta época do ano.

Outra opção é o Canyon Lights do Capilano Suspension Bridge Park. Se você tem medo de altura, este passeio vai te ajudar a superá-lo. Com uma exibição deslumbrante de luzes no coração da natureza, é possível se sentir flutuando entre as luzes da ponte que chega a ter 70 metros de altura! E o melhor: Tudo isso com muito brilho e encanto.

Você também poderá se divertir com o Festival of Lights at VanDusen Botanical Garden, o Lights of Hope at St. Paul’s Hospital, o Carol Ships Parade of Lights, entre muitos outros.

Christmas Market

Seguindo no espírito natalino, o Christmas Market é um mercado com tudo que você possa imaginar referente ao Natal. Ele foi “importado” da Alemanha pelo imigrante Malte Kluetz e se tornou bastante popular por introduzir uma atmosfera lúdica à multicultural Vancouver.

Seus visitantes podem se deliciar com as típicas gostosuras alemãs, como o Gluehwein – um vinho quente bastante condimentado que lembra muito o nosso quentão, por exemplo.

Além disso, durante o evento, corais natalinos embalam a noite com suas vozes afinadas transformando o local na verdadeira terra do papai Noel.

Polar Bear Swim

Para aqueles que gostam de novas experiências e desafios, o Polar Bear Swim é uma ótima opção do inverno em Vancover.

O evento é uma tradição que acontece desde o ano de 1920 nas águas da English Bay, a praia mais famosa de Vancouver.

Neste evento centenário, todos são convidados a se tornarem verdadeiros “Ursos Polares” e mergulhar nas águas da English Bay no primeiro dia do ano para celebrar a chegada do ano novo. Normalmente o evento acontece no início da tarde do dia primeiro de Janeiro.

Para participar é simples: Bastar ser corajoso o suficiente para encarar as águas congelantes junto com outras milhares de pessoas em um frio de mais ou menos dois graus.

E você, está pronto para encarar as águas geladas do Pacifico?

Vancouver Lookout

Localizado a três quadras do Canada Place, o Harbour Centre se destaca por seu mirante, o Vancouver Lookout.  De lá é possível ter acesso à vista panorâmica mais bonita da cidade.

Como o local é fechado, ele representa uma ótima opção para fugir do frio e não deixar de fazer um passeio agradável. No inverno, a vista é maravilhosa e você poderá ver as montanhas que cercam Vancouver branquinhas de neve.

Você ainda terá a oportunidade de repor as energias no restaurante giratório localizado no andar de baixo da torre. O preço é um pouqinho salgado, mas a comida é deliciosa e a experiência vale a pena! O Harbour Centre é o local ideal para fotos incríveis.

Whistler

Localizada a 125 quilômetros ao norte de Vancouver, essa fantástica vila conta com serviços de primeira classe e pistas para esquiar com vários níveis de dificuldade.

Só para se ter uma ideia do tamanho da diversão, a Whistler Blackcomb é considerada pelos amantes de esportes radicais a Disneyland dos esporte na neve. Incrível, não é mesmo?

A vila de Whistler conta com um concorrido centro turístico de bares, lojas e restaurantes. Por suas incomparáveis paisagens e pelo excelente serviço oferecido nos restaurantes e hotéis, Whistler é em um dos lugares prediletos dos apreciadores das férias de inverno.

Biblioteca de Vancouver

Biblioteca de Vancouver oferece atividades que vão te surpreender

Já pensou em entrar em uma das três maiores bibliotecas do Canadá? Então você não pode perder a oportunidade de visitar a biblioteca de Vancouver, conhecida como Vancouver Public Library. Seu projeto arquitetônico, construído pelo arquiteto Moshe Safdie, em 1995, foi baseado no Coliseu de Roma e chama a atenção por quem passa por lá. Além do passeio, que vale super a pena, o local oferece uma série de atividades em um mergulho fascinante pela cultura local e internacional.

O prédio central é um dos cartões-postais da cidade. Localizado em Downtown, a estrutura conta com nove andares, sete deles reservados para a biblioteca, que tem espaço de leitura para 1.200 pessoas. Além do edifício principal, há 21 unidades da Vancouver Public Library espalhadas pela cidade de Vancouver.

A biblioteca de Vancouver conta com um acervo riquíssimo, que responde por mais de 1,3 milhões de itens, além de uma imensidão de material digital, que pode ser acessado diretamente de sua casa. Você também poderá acessar internet, além de poder fazer impressões a um preço super atrativo.

Dentro do local, as janelas enormes oferecem belas imagens da cidade de Vancouver. Aproveite para observar cada detalhes de sua arquitetura, com características únicas e belas. Todos estes detalhes colocaram a Vancouver Public Library como uma das melhores bibliotecas do mundo em 2014.

Mesmo que você esteja estudando por tempo determinado em Vancouver, esta biblioteca vai te ajudar muito. É um local originalmente para estudos, com publicações em idiomas diversos, mas você vai se surpreender com o que ela oferece para toda a população.

Biblioteca de Vancouver: aproveite ao máximo

Se você deseja aproveitar todos os serviços oferecidos pela biblioteca de Vancouver, é interessante fazer a carteirinha da Vancouver Public Library (library card, em inglês). Com este documento em mãos, você terá acesso a uma coleção de mais de dois milhões de itens e poderá pegar emprestado livros, revistas, e publicações diversas das mais diferentes áreas de atuação.

Para fazer a carteirinha, basta ir até a biblioteca de Vancouver, localizada na W Georgia Street, número 350, e apresentar um documento de identificação. O cartão ficará pronto na mesma hora! Uma coisa bem legal é que ele é totalmente gratuito. Confira mais algumas informações:

  • Cada pessoa pode ter apenas um cartão de biblioteca ativo;
  • Você é responsável por todos os materiais emprestados em seu cartão e por quaisquer cobranças em itens que estão atrasados, perdidos ou danificados (consulte mais detalhes no site oficial);
  • Os pais são responsáveis ​​por qualquer atividade no cartão de seus filhos até que eles completem 19 anos de idade;
  • Adultos não podem pegar material emprestado na biblioteca para uso próprio em cartões em nome de crianças ou jovens;
  • O cartão deve ser usado apenas pela pessoa responsável por ele.

Caso você perca seu cartão, entre em contato imediatamente com alguma das unidades da Vancouver Public Library  para evitar que alguém utilize em seu nome. Há uma taxa de CAD 2 para substituir o cartão perdido.

Depois de fazer sua carteirinha, você praticamente terá o mundo em suas mãos. Confira abaixo o que mais a biblioteca de Vancouver pode te oferecer (e com certeza te surpreender).

Biblioteca de Vancouver: você é fã de videogame ou quadrinhos?

videogame na Vancouver Public Library

Caso você não seja um daqueles aficionados por livros, não se preocupe. A biblioteca de Vancouver não conta apenas com livros. Por lá você vai encontrar um acervo gigante de jogos de videogame e histórias em quadrinhos. Entre eles estão alguns nomes populares como Minecraft, Star Wars, Destiny, Super Mario Bros, bem como as séries NHL (National Hockey League) e FIFA. Já nos quadrinhos, há uma coleção surpreendente, que inclui Marvel, DC Comics, mangás japoneses e diversos outros estilos de todo o mundo.

Vancouver Public Library: boa leitura diretamente do conforto de casa

livro Vancouver Public Library

Se você preferir livros eletrônicos e audiolivros, a biblioteca de Vancouver conta com ótimas opções para fazer o download diretamente de seu computador ou até mesmo através de outros dispositivos móveis como celulares e tablets. Confira a biblioteca digital de livros e audiolivros ou simplesmente pesquise no catálogo da biblioteca por versões digitais específicas de sua preferência.

Você também pode baixar eBooks diretamente para seu dispositivo de leitura pessoal, usar o aplicativo OverDrive ou visualizar as publicações do seus navegadores da web.

Biblioteca de Vancouver: torne-se um produtor no laboratório de imagem

 

Filmagem Vancouver Public Library

O “Laboratório de Inspiração” da Vancouver Public Library oferece ferramentas para produção de conteúdo em vídeo ou áudio ao seu alcance. O “Inspiration Lab” permite que as pessoas reservem um estúdio de gravação, estação de digitalização ou de criação para gravar e editar áudio e vídeo, bem como editar imagens. Cada estúdio ou estação oferece diferentes equipamentos e programas para diferentes necessidades.

Vancouver Public Library: de volta à escola

A biblioteca de Vancouver oferece acesso gratuito a uma das melhores plataformas de aprendizado do mundo: Lynda. Ela apresenta aos usuários uma seleção abrangente de mais de 5 mil cursos online e tutoriais em vídeo sobre uma ampla gama de tópicos. Você terá acesso a cursos desde áreas de design gráfico/visual e fotografia até desenvolvimento de páginas de internet e software para business, por exemplo. E o melhor: Você poderá fazer o curso no conforto de sua casa. 

Biblioteca de Vancouver: aprenda a tocar instrumentos diversos

violão na Vancouver Public Library

Se você deseja aprender um instrumento musical, a bilioteca de Vancouver é uma opção muito econômica. Na biblioteca central (Sun Life Financial Musical Instrument Lending Library), você poderá pegar diversos instrumentos emprestados usando apenas o seu library card. Muito legal, não é mesmo? O site da VPL também fornece links de vídeo sobre como cuidar do instrumento, bem como guias de recursos para aprender a tocá-los.

Vancouver Public Library: curta atrações por Vancouver

Science World_Vancouver Public Library

Talvez um dos programas mais legais e menos conhecidos da Vancouver Public Library seja o Inspiration Pass. Você pode pegar emprestado este passe e visitar diversas atrações de arte e cultura por Vancouver, incluindo o Science World e o Aquário de Vancouver. Sim, você não leu errado! O programa envolve 26 parceiros e inclui atrações bem famosas pela cidade, principais museus, patrimônios, centros culturais, e muito lazer.

O Vancouver Inspiration Pass é um programa cultural e recreativo que permite que o público possa explorar Vancouver como nunca. 

Gratuito para residentes de Vancouver com idade igual ou superior a 14 anos, o passe é válido por um período de duas semanas e pode ser emprestado em qualquer unidade da Vancouver Public Library. Porém, como o número é limitado, é possível que você entre em uma fila de espera até que o passe fique disponível.

Biblioteca de Vancouver: assista a filmes aclamados pela crítica

Se você é um daqueles fãs de filmes e cineastas clássicos aclamados internacionalmente, como John Cassavetes ou Akira Kurosawa, não deixe de conferir a coleção exclusiva de filmes na Vancouver Public Library.

A Criterion Collection oferece uma miscelânea que vai do cinema clássico e contemporâneo de todo o mundo. O IndieFlix oferece uma seleção variada de oito mil títulos filmes independentes, TV clássica, documentários e curtas de 85 países.

Vancouver Public Library: música clássica e shows 

Estes dois recursos são muito bacanas para os apaixonados por música, particularmente aqueles que gostam de música clássica, folk e jazz.  Através da Biblioteca de Música da Vancouver Public Library, você terá acesso a um acervo riquíssimo de canções pela plataforma Naxos (um sofisticado mecanismo de busca online, em que você seleciona músicas por compositor, artista, período, ano de composição, instrumento ou gênero).

Não perca esta chance e faça um mergulho por obras que contemplam gravações de grandes marcas, como os clássicos da Sony, Warner, Decca e muito mais.

Se você estiver interessado em assistir a shows de música clássica, óperas, documentários e  balés, você pode acessar o Medici.tv (a maior biblioteca de streaming de música clássica do mundo, com mais de 1.600 títulos). Por lá você pode assistir a alguns dos mais conceituados eventos como a Orquestra Sinfônica de Londres e a “Opéra National de Paris”.

Biblioteca de Vancouver: leia publicações de notícias em todo o mundo

Vancouver Public Library

Não perca também a chance de se inteirar do que acontece no mundo através das plataformas digitais Zinio e PressReader. Você simplesmente não vai precisar fazer assinaturas de publicações nunca mais!

O Zinio é a “maior banca de jornal do mundo” e oferece textos completos de mais de 400 publicações. Você poderá ler, por exemplo, o The Economist, Rolling Stone, The New Yorker, Men’s Journal, e Vogue. Já o PressReader fornece imagens de página inteira de 5 mil jornais e revistas de 100 países antes mesmo de aparecerem nas bancas.

E sabe o que é mais legal? Tudo isso estará disponível por tempo indeterminado para você! Sem aquele estresse de de devolver a revista em uma data específica de vencimento!

Vancouver Public Library: relatórios sobre serviços ao consumidor

Através do “Consumer Report” você terá acesso a diversas informações e conselhos sobre produtos e serviços ao consumidor. O material inclui ainda o texto completo da revista Consumer Reports, reviews de produtos, e muito mais. 

Biblioteca de Vancouver: programas e serviços

Ficaríamos aqui escrevendo páginas e páginas de tudo que esta biblioteca magnífica disponibiliza na cidade. Para facilitar sua pesquisa, veja quais são os principais programas e eventos que a Vancouver Public Library oferece a todos. Fique sempre ligado nos próximos eventos pela página oficial da Vancouver Public Library.

Veja alguns exemplos:

Contador de Histórias Indígenas: Este programa foi criado em 2008 em reconhecimento aos povos indígenas do Canadá e a importância da narração oral de histórias como uma maneira de aprender sobre e com comunidades indígenas em Vancouver.

Programa de escrita: aproveite o programa para desenvolver habilidades de escrita canadense. São quatro meses de curso, onde você passará 75% de seu tempo trabalhando em seu projeto e 25% orientando escritores emergentes. Alé de realizar workshops e participando de outras atividades e programas para compartilhar sua experiência com a comunidade

Clube de leitura para adultos: O que seria melhor do que ler livros novos e envolventes? Conversando sobre eles em um dos animados clubes de leitura da Vancouver Public Library! Junte-se a outros leitores em uma discussão animada sobre as mais diversas obras. O clube serve ainda para aqueles que querem dar uma melhoradinha no inglês. 

Aulas de criação digital: Libere sua criatividade nesta aula e aproveite para embarcar em um projeto digital! Você vai aprender como gravar um podcast, editar um vídeo, transformar suas fotos digitais e muito mais!

Mais diversão na biblioteca de Vancouver: Pub

Localizada em Downtown, a Vancouver Public Library conta com um pub super bacana para fazer um happy hour com amigos. Acesse o site da Library Square Public House e saiba mais. O local fica aberto de segunda a quinta, de 11h30 às 2h; sexta, de 11h30 às 3h; sábado, de 11h às 3h; e domingo, de 11h às 2h.

Vancouver Public Library: horário e informações

A biblioteca principal funciona na 350 West Georgia Street de segunda a quinta, das 10h às 21; sexta e sábado, de 10h às 18h; e domingo de 11h às 18h.

Fontes:

http://www.vpl.ca/

http://dailyhive.com/vancouver/vancouver-public-library-card-benefits

verão em Vancouver

Verão em Vancouver: Spray Park, Piscina ou Praia?

Quem disse que no Canadá só faz frio? Imagina! Em muitas regiões os termômetros chegam a bater 30°C, como é o caso da temporada de verão em Vancouver. Por ter um dos climas mais amenos do país, a cidade é destino de muitos brasileiros que desejam aprender um novo idioma através de cursos de inglêsestudar e trabalhar, e ainda curtir praia, além das diversas opções de parques e piscinas.

Não dá para negar que é irresistível. Durante o verão, os dias são mais longos, com o amanhecer por volta das 5h e anoitecer por volta das 22h. O pessoal aproveita para ficar na rua até altas horas, com barzinhos lotados e muita diversão. Assim é possível unir o útil ao agradável, e desfrutar bem o dia até mesmo depois do trabalho.

Como o verão em Vancouver tem sol praticamente todos os dias, os parques ficam cheios de barraquinhas e churrasqueiras. Outra coisa que se vê bastante pela cidade, são pessoas com suas esteiras e cangas esticadas na grama, tomando sol ali mesmo. Então, atividades ao ar livre é que não faltam, não é mesmo?

Verão em Vancouver: Spray Park

Uma atividade muito legal para as crianças durante o verão em Vancouver são os Spray Park ou também conhecidos como Water Park.

São espaços dentro dos parquinhos infantis da cidade mesmo, mas que só funcionam no verão. Essa área é equipada com piso antiderrapante e várias fontes e brinquedos que espirram água, fazendo a alegria da criançada no calor.

Nestes parquinhos também é possível fazer festinhas de aniversários ao ar livre. Mas não esqueça de chegar cedo para reservar a mesa, pois geralmente elas são bem limitadas. Prepare a cesta de piquenique, uma opção extra de roupa e não esqueça de levar seu protetor solar. É um passeio muito divertido e o melhor, é de graça!

Alguns Spray Parks que funcionam durante o verão em Vancouver:

Water Park Horas
Connaught Park

2390 West 10th Avenue

Daily

10:00am to 8:00pm

CRAB Park at Portside

101 East Waterfront Road

Daily

10:00am to 8:00pm

Chaldecott Park

4175 Wallace Street

Daily

10:00am to 8:00pm

Garden Park

1851 Garden Drive

Daily

10:00am to 8:00pm

Grandview Park

1657 Charles Street

Daily

10:00am to 8:00pm

Harbour Green Park

1199 West Cordova

Daily

10:00am to 9:00pm

Fechado de 23 a 25 de agosto

Hastings Park

2901 East Hastings Street

Daily

9:00am to 8:00pm

Hinge Park

215 W 1st Avenue

Daily

Dawn to dusk

Kitsilano Beach Park

1499 Arbutus Street

Daily

10:00am to 8:00pm

Lumberman’s Arch in Stanley Park

3301 Stanley Park Drive

Daily

10:00am to 8:00pm

MacLean Park

710 Keefer Street

Daily

10:00am to 8:00pm

Norquay Park

5050 Wales Street

Daily

10:00am to 8:00pm

Oak Park

900 W 59th Avenue

Daily

10:00am to 8:00pm

Pandora Park

2325 Franklin Street

Daily

10:00am to 8:00pm

Prince Edward Park

3773 Prince Edward Street

Daily

10:00am to 8:00pm

 

Verão em Vancouver: Piscinas outdoor

Na região de Vancouver, a temporada de piscinas outdoor começa geralmente no feriado chamado Victoria Day, dia 21 de maio, e encerra no feriado de Labour Day, dia 3 de setembro. 

Para entrar nas piscinas outdoor é preciso pagar uma pequena taxa. Você pode comprar apenas um bilhete ou pacotes para a temporada toda.  Normalmente os valores variam entre CAD 1,50 e CAD 5 dependendo da estrutura da piscina, dia da semana e horário. Em alguns dias específicos, a entrada é até mesmo gratuita. Então não deixe de conferir sempre as informações pelo site da cidade de Vancouver.

Ah, e não esqueça de levar boias e brinquedos para a criançada! As piscinas de Vancouver, sem dúvida, ficam bem mais coloridas e para lá de animadas com os pequenos que gargalham correndo de um lado para o outro. Só em Vancouver, sem contar a região metropolitana, são cinco opções de piscina ao ar livre que contam com diferentes atividades para todas as idades, ou seja, é diversão que não acaba mais!

Outro detalhe muito importante é que essas piscinas são limpas e conservadas. Elas são mantidas de acordo com as diretrizes e normas de saúde estabelecidas pelo governo. São cloradas para manter o ambiente seguro e higiênico.

E você não vai querer ficar de fora dessa, não é mesmo?

Abaixo listamos as piscinas ao ar livre mais procuradas no verão em Vancouver:

Kitsilano Pool

É uma grande piscina ao ar livre no bairro Kitsilano em Vancouver. Está localizada ao longo da praia e é a única piscina de água salgada em Vancouver.

Localização: 2305 Cornwall Street, Vancouver

Second Beach Pool

Localizada dentro do Stanley Park, a Second Beach Pool é uma piscina ao ar livre, à beira-mar e aquecida. Próximo dela, ficam localizadas alguns espaços para churrascos ou piquenique, mas é preciso chegar cedo para reservar estes locais.

Localização: entre Stanley Park Drive e North Lagoon Drive, Vancouver

Verão em vancouver_ Second Beach

 

A New Brighton Pool

A New Brighton Pool é uma piscina ao ar livre, aquecida, dentro do New Brighton Park North em East Vancouver.

Localização: North Windermere Street, Vancouver

Hillcrest Pool

Hillcrest Aquatic Center é a maior instalação aquática da cidade. Este centro aquático coberto foi inaugurado no verão de 2010 e está equipado com piscina coberta, piscina ao ar livre e academia. Faz parte do recém-inaugurado Centro Hillcrest, um legado dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Inverno de 2010.

Localização: 4575 Clancy Loranger Way, Vancouver

Maple Grove Pool

Maple Grove Pool é uma piscina rasa ao ar livre e aquecida fica no bairro de Kerrisdale em Vancouver. O parque aquático de verão, adorado pelas crianças, é acessível para cadeira de rodas e inclui uma mini ilha e um café.

Localização: 6875 Yew St, Vancouver

Piscinas ao ar livre na região da Grande Vancouver e em Lower Mainland

Burnaby

Central Park Pool – 6110 Boundary Road

Kensington Pool – 700 Hammarskjold Drive

MacPherson Pool – 5485 Rumble Street

Robert Burnaby Pool – 8175 Wedgewood Street

Chilliwack

Piscina exterior rotativa – 46245 Reece Avenue

Coquitlam

Eagle Ridge Outdoor Pool – 1200 Lansdowne Drive

Piscina Exterior Spani – 655 Hillcrest Street

Blue Mountain Outdoor Wading Pool – 975 King Albert Street

Delta
Ladner Outdoor Pool – 5105 47 Avenue

North Delta Outdoor Pool – 11415 – 84th Avenue

Langley
Aldergrove Outdoor Pool – 27155 32nd Avenue

Fort Langley Outdoor Pool – St. Andrews Avenue & Nash Street

Al Anderson Outdoor Pool – 4949 – 207th Street

Maple Ridge
Hammond Pool – 20601 Westfield Avenue

New Westminster
Moody Park Pool – 7thAvenue & 10thrua

Hume Park Pool – Kelly Street & Braid Street

Grimston Park Wading Pool – 19thStreet & 7thAvenida

Pitt Meadows
Harris Road Pool – Harris Rd & Lougheed Hwy

Port Coquitlam
Piscina centenária – Shaughnessy St e Lougheed Hwy (Aggie Park)

Robert Hope Pool – Western Drive and Lamprey Street

Sun Valley Wading Pool – Hamilton Street, fora da Lincoln Avenue

Routley Wading Pool – Western Drive

Port Moody
Rocky Point Park Outdoor Pool– 2800 Block Murray Street

Westhill Park Outdoor Pool – 200 Westhill Place

Richmond
South Arm Outdoor Pool – 10100 South Arm Place

Steveston Outdoor Pool – 4151 Moncton Street

Surrey
Bear Creek Outdoor Pool – 13820 – 88 Avenue

Greenaway Outdoor Pool – 17901 – 60 Avenue

Sunnyside Outdoor Pool – 15455 – 26 Avenue

Hjorth Road Outdoor Pool – 10277 – 148 Street

Holly Outdoor Pool – 10662 – 148 Street

Kwantlen Outdoor Pool – 13035 – 104 Avenue

Pool ao ar livre do porto Kells – 19340 – 88 Avenue

Unwin Outdoor Pool – 6845 – 133 Street

Verão em Vancouver –  Piscinas cobertas:

Em Vancouver, também há muitas opções de piscinas cobertas que funcionam durante o ano todo. Além de serem climatizadas, geralmente são conectadas a academias, então é possível fazer um pacote de aulas completo. Normalmente são oferecidas aulas de natação e hidroginástica, e os espaços contam ainda com banheiras de hidromassagem, sauna, toboáguas e escorregadores. 

Veja a lista com algumas piscinas cobertas na região de Vancouver:

Britannia Pool
Kensington Pool
Kerrisdale Pool
Killarney Pool
Lord Byng Pool
New Brighton Pool
Renfrew Pool
Templeton Park Pool
Vancouver Aquatic Centre.

Para consultar detalhes sobre os valores dos passes para entrada nas piscinas, acesse o site da cidade de Vancouver.

Verão em Vancouver: guia de praias

Depois de um inverno bem gelado estamos ansiosos para a temporada das praias começar. E é só fazer um solzinho que lá estamos nós esticados na areia ou pulando na água gelada mesmo. E o verão em Vancouver nos presenteia com uma série de praias belíssimas, além de paisagens de tirar o fôlego (não vá perder aquela selfie, hein!)

Abaixo listamos as praias mais frequentadas da região no verão em Vancouver:

English Bay Beach

A praia de English Bay, também conhecida como First Beach, é uma das mais populares de Vancouver. Situada bem no centro da cidade, ao fim da Beach Avenue, entre as ruas Gilford e Bidwell, o local é destino certo nos dias mais quentes. A praia é bem famosa e muito frequentada, principalmente pelo seu magnífico pôr do sol. O Seawall do Stanley Park, uma rota cênica de corrida e ciclismo, também corre ao longo desta praia.

Verão em Vancouver_English Bay

Kitsilano Beach

Kitsilano Beach, também chamada popularmente de “Kits”, fica localizada na Cornwall Avenue. Muitas pessoas escolhem esta praia para praticar esportes, como vôlei, já que há locais reservados na areia. Sem falar na piscina que mencionamos acima, que conta com vista para o mar. Kitsilano ainda conta com quadra de tênis, basquete, e alguns parquinhos para as crianças. 

Verão em vancouver_ Kitsilano

Locarno Beach

Se você é daqueles que gosta de um local mais tranquilo, esta praia é para você. Ela está localizada na parte oeste do Jericho Park, entre as ruas Discovery Street e Tolmie Street, e conta com estacionamento gratuito. Por lá, não é permitido ter som alto, daí a fama de ser um passeio mais para quem quer relaxar. Há quadras para jogar vôlei e mesas de piquenique. 

Second Beach

A Second Beach está localizada na junção do Stanley Park Dr. e North Lagoon Dr. Você vai encontrar a piscina pública que já citamos aqui no texto por lá. Ela é aquecida e de frente para o mar. Uma boa pedida para passar os dias de sol!  Há também parquinho para as crianças brincarem e é possível fazer churrascos e piqueniques. A praia conta com estacionamento pago.

Jericho Beach

A praia de Jericho fica situada no extremo oeste do Point Grey Road, entre a Wallace Street e a Discovery Street. O lado leste da praia é reservado aos nadadores. Já o lado oeste é destinado aos veleiros e surfistas. O local conta com quadras de tênis, mesas de piquenique, banheiros públicos, estacionamento pago e salva-vidas entre os meses de Maio e Setembro.

Verão em vancouver_Jericho Beach

Spanish Banks Beach

Localizada ao longo da Northwest Marine Drive, a oeste da Tolmie Street, a Spanish Banks Beach é composta por três seções distintas, leste, oeste e extensão. Na maré baixa, a água fica a 1 km da costa.

Na parte leste é possível fazer churrasco e usar as mesas disponíveis para piquenique. Há também oito quadras de vôlei e o estacionamento é gratuito. Já a parte oeste é destinada mais para aqueles que querem um lugar mais sossegado para relaxar, já que não é permitido som alto, por exemplo. Há também quadras de vôlei, estacionamento gratuito, banheiro público, mesas de piquenique e o churrasco é liberado. Há espaço também para a prática de kiteboarding

 

Verão em Vancouver_Spanish Banks

Sunset Beach

Localizada na foz de False Creek, na Beach Avenue, ela fica situada entre Bute Street e Thurlow Street. Esta praia fica perto de West End e é conhecida por ser menos povoada. Além disso, está perto do Centro Aquático de Vancouver e tem acesso ao cais de ferry de False Creek.

Verão em Vancouver_Sunset Beach

Third Beach

Localizada no Ferguson Point, no Stanley Park, a Third Beach é uma praia de areia natural cercada por árvores que protegem do ruído da zona urbana. É um ótimo lugar para tomar banho mais tranquilamente, fazer piquenique e assistir ao pôr do sol.

Verão em Vancouver_Third Beach

Trout Lake Beach

Trout Lake Beach é uma praia de água doce no extremo sul do Trout Lake em John Hendry Park na Victoria Dr com a East 19th Ave. Por lá há bastante espaço para as crianças brincarem, banheiro público, área de piquenique e os churrascos são permitidos. 

Pronto agora que você já sabe quais são os points que vão bombar nessa primavera – verão é só preparar a lancheira, pegar o boné, óculos escuros e aproveitar os dias quentes de Vancouver!

Passeios em Vancouver: O que fazer e para onde ir no Inverno?

O Canadá conta com invernos rigorosos e temperaturas bem abaixo de zero.  Porém, você sabia que o inverno em Vancouver é um pouquinho diferente? Isso mesmo! A cidade, localizada no oeste do país, se destaca por suas temperaturas mais amenas, atraindo turistas para a região. São inúmeras opções de passeios em Vancouver para você curtir, mesmo debaixo de chuva, frio ou neve. Na verdade, essas condições climáticas acabam deixando o ato de “turistar” com um charme todo especial. 

Clima em Vancouver no inverno

Antes de planejar seus passeios em Vancouver, é preciso conhecer o clima da cidade. Afinal, nós estamos falando do inverno, uma estação que não é muito forte em grande parte do Brasil. Portanto, para não passar aperto, saber com antecedência o que te espera é essencial.

Quando se comparado ao resto do país, o inverno em Vancouver é menos frio, com  temperaturas que variam de 7 C a -5 C, podendo chegar a -10 C. Nos meses de Dezembro, Janeiro, Fevereiro e até em Março você consegue ver neve nas partes mais altas da região.

Montanhas na região de Vancouver no Inverno

Vancouver está localizada em um lugar estratégico. Rodeada de montanhas, a cidade oferece atividades ao ar livre com paisagens de tirar o fôlego. No Inverno, montanhas e pistas de patinação tomam o lugar de praias e parques.  De fato, se aventurar em uma das montanhas é o momento mais esperado pelos amantes das baixas temperaturas. Por sorte, a cidade fica localizada perto de várias estações de esqui e, por isso, elas estão no topo da lista dos passeios em Vancouver. Veja abaixo algumas delas: 

Grouse Mountain

A Grouse Mountain, por exemplo,  fica localizada em North Vancouver, a apenas 20 minutos do centro da cidade. A montanha conta com inúmeras pistas ideais para quem está começando. Além disso, você terá uma vista espetacular da cidade (Veja a foto abaixo!!). No site da Grouse Mountain é possível encontrar informações sobre tickets, aulas de ski e aluguel de equipamentos. Você também pode conferir  a previsão do tempo e o “snow report” por lá. 

Passeios em Vancouver: Grouse Mountain

 

Cypress Mountain

A Cypress Mountain, localizada a 30 min de Downtown Vancouver, oferece um verdadeiro clima olímpico com mais de 45 opções de percurso. Na montanha, as atividades de inverno vão muito além de ski e snowboarding. Há também restaurantes, tube park e snowshoeing.

Se você não sabe o que é o Snowshoeing, a gente explica: Ele é um esporte de inverno que vem se tornando bastante popular. Diferente do esqui e Snowboard, o Snowshoe, por ser basicamente uma trilha na neve, é um pouco menos aventureiro. No entanto, ele proporciona experiências e fotos incríveis no topo das montanhas.

Você consegue garantir informações como valores dos tickets e aluguel de equipamentos no site da Cypress Mountain

Mount Seymour

Para os que não fazem ideia de como esquiar ou praticar snowboarding, o Mount Seymour apresenta opções mais em conta. A montanha também possui pistas excelentes para iniciantes e para quem quer aproveitar o dia inteiro nos slopes. Além disso, a paisagem branquinha é maravilhosa! (Veja na imagem abaixo)

Se você está atrás de um bom pacote para passar o dia esquiando ou brincando na neve com snowtubbing e snowshoeing, a nossa parceira West Trek Tours oferece um dia inteiro na montanha com transporte, aluguel de equipamentos e lanche inclusos.

Você consegue acessar as informações sobre o pacote no site da empresa. Para a temporada 2017/2018, o valor do passeio para estudantes é $95 e para adultos $100 e as datas disponíveis até o momento são 15 de Dezembro; 12,19 e 26 de Janeiro; 9, 16 e 23 de Fevereiro; e 9 de Março. 

Passeios em Vancouver: Mt. Seymour

 

Whistler

Para quem tem um tempinho de sobra, uma opção bastante atraente é conhecer a vila de Whistler e a maior estação de esqui da América do Norte, a Whistler Blackcomb.  Ela chega a ser  50% maior que o seu competidor mais próximo em termos de tamanho. 

Passeios em Vancouver

Equipe da West Trek durante passeio em Whistler

Ambas estão localizadas na charmosa cidade de Whistler, sede das olimpíadas de inverno de 2010, a cerca de 2 horas e meia de Vancouver.

 Whistler é bastante conhecida por suas atrações esportivas e gastronômicas, além de apresentar uma infraestrutura completa com diversos tipos de acomodações, spas e lojas. A West Trek Tours também oferece pacotes de viagem para a cidade com preços acessíveis. É possível escolher entre viagens de apenas um dia ou de um final de semana inteiro para mergulhar nas montanhas.

Esses pacotes costumam ser bastante populares por já incluírem tudo: transporte, city tour e acomodação (no caso de viagens mais longas). Além disso, eles também contam com descontos para atividades opcionais. 

Para aqueles que não se interessam tanto por esportes radicais, mas querem se aventurar nas montanhas, Whistler conta com outras opções. É possível, por exemplo, subir a Peak 2 Peak Gondola. Ela percorre o Fitzsimmons Creek, entre a Whistler Mountain e a Blackcomb Mountain. 

Só para se ter uma ideia, a Peak2Peak possui o recorde de maior e mais alta gôndola suportada por menos cabos de extensão do mundo. Lá de cima dá pra curtir as vistas do topo das montanhas, geleiras e florestas, ou até uma caminhada pelos alpes.  Você também pode tirar fotos com os arcos olímpicos das Olimpíadas de 2010 e almoçar sem precisar descer até a vila.

Outras opções são o snowtubing, no qual você poderá descer a montanha com uma boia, e o Whistler Slide Centre, um dos melhores percursos internacionais de trenó do mundo. Para quem procura adrenalina, o trenó poderá deslizar em uma velocidade de até 125 km/h.

Veja fotos da charmosa Whitler:

 

Outros passeios em Vancouver no inverno

 

Ice Rinks em Vancouver

Passeios em Vancouver: Ice Rink

Caso você ainda não se sinta preparado a se aventurar no topo das montanhas, Vancouver possui diversas pistas de patinação no gelo ideais para aproveitar o inverno. Apenas na região central, é possível encontrar oito Ice Rinks. (Confira aqui o Ice Rink mais perto de você). 

Um dos Ice Rinks mais populares da cidade fica localizado em downtown no Robson Square Garden. Normalmente, o Robson Square Ice Rink fica aberto nos meses de Dezembro, Janeiro e Fevereiro. Por ser uma pista de patinação pública, você só precisa chegar e patinar o quanto quiser. Caso você não tenha os patins, é possível alugar por $5 no próprio Robson Square Ice Rink e passar o dia se aventurando na pista.

Festival de luzes de Natal em Vancouver

O que muitos Vancouverities e turistas esperam ver em Vancouver durante o inverno são momentos mágicos. A cidade se veste com muitas luzes de Natal e a neve no topo das montanhas cria um clima além de especial.

Stanley Park

O Bright Nights – Stanley Park Christmas é um incrível evento de luzes de Natal.  Por lá você poderá fazer um passeio de trem pela floresta iluminada do maior parque urbano do Canadá. Só para se ter uma ideia, o Stanley Park é o terceiro maior da América do Norte, na frente inclusive do Central Park em Nova Iorque. 

Neste ano de 2017, o evento está completando 20 anos, deixando as noites geladas no parque ainda mais especiais. Ele estará aberto do dia 30 de Novembro a 6 de Janeiro, com exceção do dia 25 de Dezembro. A entrada é feita por doação e o valor sugerido é $5 (o valor do trem terá um custo extra). O dinheiro arrecadado será encaminhado para o BC Professional Fire Fighters’ Burn Fund. 

Capilano Suspension Bridge Park

Já o Canyon Lights, do Capilano Suspension Bridge Park, te deixará boquiaberto. São milhares de luzes que te farão sentir flutuando na ponte que chega a ter 70 metros de altura. Você pode adquirir o voucher da ponte no office da nossa parceira West Trek Tours e ir qualquer dia da semana. Há um transporte gratuito que sai a cada 15 minutos do Canada Place e que te leva direto para o parque.

Passeios em Vancouver (Indoor)

Para quem não quer sentir muito frio, há também atividades indoor. Uma delas é o FlyOver Canada – um simulador 4D que vai fazer você se sentir voando pelo Canadá e seus principais pontos turísticos. O ingresso para a atividade, que fica no Canada Place,  também pode ser adquirido no escritório da West Trek Tours

Outra opção é curtir uma visão panorâmica da cidade ao subir ao topo da Vancouver Lookout. A torre também conta com um restaurante com um ar super romântico.

Por último, há o Aquário de Vancouver, que recebe visitantes do mundo todo. Ele é famoso por resgatar animais em situações de risco. Por lá, você terá a oportunidade de participar de atividades interativas que tem como foco promover a conscientização sobre a preservação do meio ambiente. O aquário está localizado no coração do Stanley Park. 

Viu só? A cidade pode estar bem geladinha, mas ainda assim há muitas opções divertidas para você curtir o que Vancouver tem para oferecer durante o inverno ;)

5 locais para conhecer em Vancouver (e sem gastar dinheiro!)

Que Vancouver é espetacular, ninguém duvida. Agora, será que é possível se divertir em uma das cidades mais caras do Canadá sem desembolsar um dólar? Pois nós separamos 5 lugares imperdíveis para se conhecer, mesmo com a grana curta. Confira abaixo a nossa seleção dos locais para conhecer em Vancouver sem gastar dinheiro:

Locais para conhecer em Vancouver – Sem gastar dinheiro:

1) Stanley Park

Acredite se quiser: uma das mais visitadas atrações turísticas de Vancouver, o Stanley Park, é maior do que o Central Park de Nova Iorque. Andando pelos 9 km da beira-mar que marcam o perímetro do parque, vai ser impossível não se deslumbrar com a vista em qualquer estação no ano.

No seu caminho, você vai se deparar com esculturas, totens, e uma pedra de 32 milhões de ano imergindo das águas, a Siwash Rock. Dentro do parque também está localizado o Vancouver Aquarium.

Você tem a opção de conhecer o parque fazendo um tour guiado de carruagem, bonde e ônibus, ou, ainda, de alugar uma bicicleta próximo às ruas Georgia e Denman, mas terá que desembolsar alguns bons dólares para isso. Como o nosso foco aqui é aproveitar o que Vancouver tem de melhor sem desembolsar um tostão, fica a dica: alongue-se, prepare a câmera e a garrafinha de água, e respire fundo para conhecer esse lugar incrível batendo perna – é uma beleza de tirar o fôlego.

Saiba mais sobre o Stanley Park

2) English Bay

Ainda com pique depois de andar pelo Stanley Park inteiro? Então dê uma esticadinha até English Bay. Localizada no centro de Vancouver, ao longo da Beach Avenue entre as ruas Gilford e Bidwell, a praia é destino certo para quem gosta de fazer um piquinique entre amigos, praticar esportes ao ar livre, ou ficar de bobeira admirando a vista sensacional.

Andando pelo calçadão, você irá se deparar com um monumento que é marco na cidade de Vancouver, o Inukshuk – uma figura de pedras empilhadas que, antigamente, era usada como uma forma de sinalizar onde havia comida e facilitar a navegação.

No verão, quando escurece por volta das 22h, não deixe de assistir ao pôr-do-sol. Um espetáculo à parte!

Saiba mais sobre a English Bay

3) Granville Island

Um dos lugares mais charmosos de Vancouver é o complexo de Granville Island, em False Creek. Você poderá chegar lá pegando um ônibus em frente à estação de skytrain Waterfront em Downtown, ou ainda fazendo a travessia de barco. Para os mais empolgados, é possível caminhar até o local partindo do Science World – um passeio incrível à beira-mar.

A região conta com um mercado público de encher os olhos: são verduras, legumes, carnes, queijos e frutas de todas as cores, aromas e sabores. Ao longo de Granville Island, você também encontra uma cervejaria bastante frequentada, além de uma série de lojinhas de artesanato, souvenirs, moda, papelaria, e a universidade Emily Carr University of Art and Design.

Do pier, partem desde Aquabus – uma espécie de táxi aquático – a iates que fazem passeios turísticos por Granville Island. Destino imprescindível em seu tour por Vancouver!

Saiba mais sobre Granville Island

4) Kitisilano Beach

Que tal um frisbee com os amigos na praia? Kitisilano Beach, ou “Kits Beach”, para os mais íntimos, é um prato cheio para atividades ao ar livre. A praia conta com quadras de tênis, vôlei e basquete espalhadas pelas proximidades para os amantes de esportes se esbaldarem.

Esporte não é muito a sua cara? Então reúna os amigos para um gostoso piquinique, ou ainda aquele churrasquinho animado com pagode que só brasileiro sabe fazer (só que sem a cervejinha!). É em Kits que fica a mais longa piscina do Canadá, e a única de água salgada de Vancouver – mas a entrada fica em torno de $ 6 por pessoa.

Cansou de torrar no sol e não quer gastar? Se aventure pelas ruas encantadoras do bairro. No verão, Kitsilano é palco dos festivais Khatsahlano e Greek Festival. Vale o passeio!

Saiba mais sobre Kitisilano Beach

5) Lighthouse Park

Que tal passear com o seu cãozinho em um cenário diferente, digno de cartão postal? Então o Lighthouse Park é o seu próximo destino.

O parque tem várias trilhas, e uma das mais tranquilas e rápidas leva até o imponente farol Point Atkinson, construído em 1912. A paisagem ganha um ar de mistério nos dias mais frios e nublados. Mas não esqueça de levar um casaquinho, pois a brisa do mar é de esvoaçar os cabelos. Nada que não renda ótimas fotos para as suas redes sociais!

Saiba mais sobre o Lighthouse Park

Está em Toronto? Além da lista com os 5 locais para conhecer em Vancouver, nós também temos um post com os 5 locais para conhecer em Toronto, sem gastar.

Festa da virada em Vancouver e Toronto

2017 está chegando! E pensando em você que vai passar a virada em Toronto ou Vancouver, nós decidimos reunir aqui informações sobre a festa oficial das duas cidades, que este ano promete ser especial, já que irá marcar a abertura das comemorações do aniversário de 150 anos do Canadá. Nós também preparamos uma seção especial com informações sobre o transporte público. Veja abaixo:

Toronto

Em Toronto, a festa oficial da cidade será na Nathan Phillips Square, a partir das 7pm deste sábado, dia 31 de dezembro. O evento contará com apresentações musicais ao vivo, uma festa de patinação no gelo, DJs e a tradicional queima de fogos de artifício às 00h. Veja a programação completa:

7 pm – Festa de patinação no gelo com o DJ Shub. O evento é patrocinado pelo Tim Hortons.
8 pm – Show ao vivo com a cantora Nefe
8:45 pm – Show com Exco Levi & High Priest – Reggae Music
9:30 pm – DJ Shub
9:45 pm – Boogat | Um MC com uma abordagem única. O artista é ganhador do ADISQ Felix Award (Quebec) e já teve músicas em filmes e seriados dos EUA, incluindo “Homeland”.
10:30 pm – DJ Shub com mixagem de vídeo ao vivo com a artista Roxanne Luchak.
10:55 pm – Walk Off the Earth
11:55 pm – Contagem regressiva para 2017 e fogos de artifício.

Clique aqui para mais informações sobre o evento

Transporte público em Toronto

Entre às 7pm deste sábado, dia 31 de dezembro, até às 7am de domingo, dia 1º de janeiro, o TTC (Toronto Transit Commission) será gratuito. O sistema de metrô terá seu horário estendido até às 4am. Após esse horário é possível usar ônibus ou streetcar. Clique aqui para saber mais informações sobre o sistema de transporte de Toronto.

Vancouver

Em Vancouver, a festa da virada acontece no Canada Place, entre as ruas Howe, Thurlow e Burrard, neste sábado, dia 31 de dezembro, a partir das 6:30pm. O evento contará com shows gratuitos ao vivo, exibição de patrocinadores, mais de 20 food trucks, e também a tradicional contagem regressiva e queima de fogos. Confira abaixo a programação completa de shows:

The peak stage

6:30 p.m: Show Stoppers
7:00 p.m: Crystal Shawanda
7:45 p.m: Special appearance by The Sheepdogs
8:20 p.m: Isabelle Longnus
9:00 p.m: Primeira queima de fogos de artifício
9:05 p.m: Tonye Aganaba
9:55 p.m: Wintersleep
11:00 p.m: The New Pornographers
12:00 a.m: Queima de fogos

JRFM Stage:

7:00 p.m: Show Stoppers
7:45 p.m: Beamer Wigley
8:30 p.m: Spencer Burton
9:30 p.m: Dan Davidson
10:45 p.m: Meghan Patrick

Clique aqui para mais informações sobre o evento

Transporte público em Vancouver

Em Vancouver, todo o transporte público será gratuito após às 5pm do dia 31 de dezembro até às 5am do dia 1º de janeiro. O serviço de skytrain será estendido em uma hora e contará com veículos extras durante a noite. O SeaBus também funcionará por uma hora a mais, sendo o último saindo de Lonsdale Quay às 2:02am e o último saindo da Waterfront Station às 2:22am. O serviço de ônibus seguirá o horário normal previsto para sábado, com alguns veículos extras. Clique aqui para mais informações.