Medicamentos no Canadá

Quando ainda estamos no Brasil, não sabemos muito bem como funcionam certas coisas no Canadá. Uma dúvida frequente é quanto à compra de remédios. Sempre vemos pessoas perguntando em nossos grupos no Facebook se é possível comprar certos medicamentos sem prescrição e quais devem ser comprados para alguns probleminhas rotineiros como alergias, dores de cabeça, gripes etc.

Por isso, nós da 3RA Intercâmbio decidimos elaborar esse texto mostrando quais remédios você consegue comprar sem a receita em terras canadenses e também quais medicamentos são comuns por aqui para tratar alguns sintomas mais simples. Porém, é importante lembrar que você sempre precisa consultar o seu médico antes de tomar qualquer medicamento.

Os medicamentos que são vendidos sem receita são encontrados com facilidade não apenas em farmácias como a Shoppers Drug Market e a London Drugs, mas também em lojas de conveniência e até supermercados. Normalmente, eles são remédios para alergia, para gripe, para febre, xarope para tosse, analgésicos, vitaminas, digestivos, colírios, descongestionante nasal e pomadas antiinflamatórias ou para herpes.

Para todos os outros medicamentos você precisará de uma receita médica. Desta forma, será necessário se consultar primeiro e, em seguida, levar a prescrição para o farmacêutico, que irá lhe vender a quantidade certinha prescrita pelo médico. Até os anticoncepcionais precisam de prescrição médica. (Clique aqui e veja as nossas dicas sobre este tipo de medicação)

Veja abaixo apenas algumas sugestões de medicamentos comuns no Canadá e que são vendidos sem prescrição médica:

-Alergia

Sugestão de medicamento: Allegra ou Claritin

-Gripe

Sugestão de medicamento: Advil & Cold Sinus Liqui-Gels; Tylenol Cold;

-Febre

Sugestão de medicamento: Tylenol; Advil

-Tosse

Sugestão de medicamento: Buckley’s Complete Liquid

-Dor de cabeça/enxaqueca

Sugestão de medicamentos: Tylenol Ultra Relief;

-Descongestionante nasal

Sugestão de medicamentos: Drixoral Nasal Spray

-Machucados

Sugestão de medicamento: Polysporin (pomada)

Clique aqui e saiba como estudar e trabalhar no Canadá

 

 

2 Compart.
Salud en Canadá

Family doctor, Walk-in Clinic e Hospital: Você sabe a diferença entre eles?

Ao chegarem ao Canadá, muitas pessoas ficam perdidas e não sabem ao certo como usar o sistema de saúde. Nós já fizemos um texto explicando como e quem pode ter acesso ao plano de saúde do governo nas províncias de British Columbia, Ontario e Manitoba, mas ainda não tínhamos explicado as diferentes formas de procurar ajuda médica no país. Por exemplo, você sabe a diferença entre o family doctor, walk-in clinic e hospitais? Então veja abaixo:

*Lembramos que este texto foi baseado nas províncias de British Columbia e Ontario.

Family Doctor: No Canadá, as pessoas que têm acesso ao plano de saúde do governo canadense têm direito ao médico de família. Estes são profissionais que acompanham o paciente durante toda a vida. Eles irão fazer pedidos de exame e são responsáveis também por cuidados preventivos. O médico de família normalmente atende apenas os pacientes de sua lista e ele será o responsável também por encaminhar o paciente a um especialista quando for necessário. 

Walk-in Clinic: Como o próprio nome já diz, as walk-in clinics são clínicas que atendem ao público por ordem de chegada. Em outras palavras, elas são como se fossem um hospital menor para atender casos mais simples e não urgentes. Um machucado simples, uma gripe, dor de cabeça…Assim você consegue atendimento sem precisar ir até um hospital ou marcar horário com o family doctor.

Hospitais: Assim como no Brasil, em casos de urgência e emergência é preciso ir até o hospital. Por isso, é importante lembrar de apenas procurar os hospitais nestas situações ou quando você não tiver outra opção disponível (como walk-in clinics ou family doctors). Muitas pessoas vão aos hospitais para solucionar casos que poderiam ser resolvidos facilmente em walk-in clinics, por exemplo, e acabam comprometendo o atendimento dos hospitais. 

Clique aqui e saiba como estudar e trabalhar no Canadá.

44 Compart.

Saúde pública no Canadá: Como funciona?

Muitas pessoas que desejam mudar de vez para o país da América do Norte ou até mesmo apenas estudar por um período mais longo, sempre têm dúvidas sobre saúde pública no Canadá. As perguntas são muitas: Com visto de estudante, vou ter acesso ao plano de saúde canadense? Precisarei pagar alguma coisa? O preço e as condições são as mesmas para todas as cidades do país?

A verdade é que as regras e condições da saúde pública no Canadá variam muito de acordo com a província. No entanto, na grande maioria delas, cidadãos do país, residentes permanentes e até residentes temporários que atendam a alguns critérios não precisam pagar para ter acesso ao sistema. 

Atualmente, por exemplo, a única província que ainda cobra pelo serviço é British Columbia, onde fica a cidade de Vancouver. Porém, a ideia do governo é deixar o plano gratuito a partir de Janeiro de 2020. Em Janeiro de 2018, o valor do serviço já sofreu um corte de 50% para todas as pessoas registradas.

Veja abaixo um resumão de como funciona a saúde pública no Canadá. Nós selecionamos as regiões mais procuradas pelos nossos clientes:

Saúde pública no Canadá – British Columbia

Em British Columbia, o plano do governo é o MSP (Medical Services Plan). Tem direito à cobertura:

  • Cidadãos canadenses
  • Residentes permanentes
  • Refugiados assistidos pelo governo
  • Estudantes internacionais com permissão de estudos válida por seis meses ou mais
  • Trabalhadores temporários com autorização de trabalho válida por seis meses ou mais

Turistas não têm direito ao plano. No site oficial do governo é possível ter acesso a todos os critérios de elegibilidade do MSP. O plano cobre grande parte dos gastos com saúde, médicos, exames e tratamentos.

Como já falamos anteriormente, apesar de público, o MSP (ainda) não é gratuito. Os valores variam de acordo com o número de pessoas e a renda da família. Para um casal, por exemplo, o seguro saúde custa CAD $75 (CAD $37,50 para cada um). Os valores são sempre baseados no número de adultos da família, independente do número de crianças. Logo, famílias de pais ou mães solteiros irão pagar apenas o valor referente a um adulto ($37,50 no máximo). Famílias com dois adultos e com uma ou mais crianças, irão pagar apenas o valor referente ao casal ($75 no máximo). Interessante, não é mesmo?

Veja abaixo a tabela:

Renda familiar Preço a ser pago (uma pessoa) Preço a ser pago (Famílias com dois adultos)
$0 a $24,000 $0 $0
$24,001 a $26,000 $0 $0
$26,001 a $28,000 $11.50 $23
$28,001 a $30,000 $17,50 $35
$30,001 a $34,000 $23 $46
$34,001 a $38,000 $28 $56
$38,001 a $42,000 $32,50 $65
Acima de $42,000 $37,50 $75

Dica importante: o ideal é se cadastrar no MSP assim que chegar em British Columbia. Depois da aplicação, pode levar até três meses para que você tenha acesso ao seu cartão. Por isso, sempre recomendamos aos nossos clientes a contratação de um seguro particular para este período inicial.

É importante lembrar ainda que o MSP não cobre exames físicos de rotina que não tenham finalidade médica. Alguns exemplos são aqueles realizados para certificados e testes de seguro de vida, carteira de motorista, escola, imigração ou emprego. O plano do governo também não cobre cirurgia plástica com finalidades estéticas, dentistas, oftalmologistas, aparelhos auditivos, remédios, psicólogos, fisioterapia, quiropraxia, massagem terapêutica, acupuntura, exames preventivos sem evidência clínica e ambulâncias.

Por isso, caso você queira cobertura para serviços como esses já citados, será necessário pagar particular. Uma outra opção é contratar uma extensão de sua cobertura por um valor extra. Muitas empresas também oferecem aos funcionários o benefício de um seguro saúde particular que conta com muitos dos serviços que não fazem parte do MSP.

Registro:

Para se registrar, você poderá fazer de forma online ou preencher o formulário disponível no site do MSP e enviar para o endereço abaixo junto com a cópia do seu passaporte, do seu visto de estudo (ou trabalho), e a cópia do papel recebido na imigração canadense.

Endereço:

Health Insurance BC
Medical Services Plan
PO Box 9678 Stn Prov Govt
Victoria BC V8W 9P7

Saúde pública no Canadá – Ontario

Em Ontario, o plano do Governo é o OHIP (Ontario Health Insurance Plan) e é totalmente gratuito. Porém, diferentemente de BC, nesta província os estudantes internacionais não têm direito ao benefício e, portanto, precisam contratar um seguro privado.

No entanto, caso o estudante esteja indo para Ontario acompanhado de seu cônjuge com visto de trabalho válido, a situação pode mudar. Trabalhadores estrangeiros com um emprego full-time têm direito a aplicar para o benefício para si próprio e para a família. Logo, após conseguir um emprego no Canadá, será exigido que o trabalhador comprove o vínculo de trabalho através de uma carta do empregador, afirmando que a empresa têm a intenção de manter o funcionário por, pelo menos, seis meses, além de documentos como passaporte ou identidade local e comprovante de residência.  No site oficial do OHIP é possível conferir em detalhes os critérios de elegibilidade da saúde pública em Ontario

É importante lembrar que assim como em BC, em Ontario o seu cartão também poderá demorar até três meses após a aplicação para chegar. Por isso, esteja preparado!

O OHIP cobre consultas médicas em geral, exames oftamológicos, emergências em hospitais e a maioria das cirurgias. O plano não cobre cirurgias estéticas e outros procedimentos médicos considerados não necessários.

Registro

Para se registrar, você precisará ir até o Service Ontario. Será necessário levar, além do formulário exigido, alguns documentos como:

  • Comprovante de residência
  • Documento de identidade
  • Documento que comprove seu status e elegibilidade

Veja em detalhes quais são esses documentos necessários para aplicar para o seu Health Card. Todos os documentos devem ser os originais. Cópias não serão aceitas.

Saúde pública no Canadá – Manitoba

Assim como na província de Ontario, em Manitoba o seguro saúde também é gratuito. Porém, desde o dia 01 de Setembro de 2018, o Manitoba Health, Seniors and Active Living (MHSAL) não é mais oferecido a estudantes internacionais, inclusive para seus cônjuges e filhos. 

Segundo o site oficial do governo, alguns estudantes internacionais, seus cônjuges e filhos ainda podem ser elegíveis caso estejam dentro de alguns outros critérios, como por exemplo, se o cônjuge ou o estudante possuir um work permit válido por pelo menos 12 meses. Nesses casos, é importante contatar o serviço de atendimento ao cliente do MSHAL para confirmar a elegibilidade. Informações de contato: Telefones – 204 786 7101 ou 1 800 392 1207/ E-mail insuredben@gov.mb.ca. O site do Governo de Manitoba também é uma excelente fonte de informação. 

Na época em que a província divulgou a notícia que estudantes não teriam mais direito ao benefício, eles preparam um documento bastante interessante de perguntas e respostas para ajudar no esclarecimento do assunto. Você pode ter acesso ao FAQ – International Students and Manitoba Health Services Insurance Plan aqui :)

É importante ressaltar que o plano não cobre, por exemplo, exames exigidos para carteira de motorista ou imigração, remédios, vacinas, fonoaudiologia, fisioterapia, odontologia, oftalmologia, exames para trabalho e psicólogos. No site oficial é possível encontrar mais detalhes sobre a cobertura do plano. 

Assim como nas outras províncias, o seguro de saúde em Manitoba começa a valer após três meses de residência no local. Por exemplo, se você chegou em 29 de abril, este mês conta como primeiro, maio e junho como os outros dois. Então, seu plano começaria a valer em 1º de julho.

Registro

Para se registrar, você precisará completar o formulário disponível no site do governo, separar a documentação exigida e encaminhar para o “Registration and Client Services Manitoba Health, Seniors and Active Living”, localizado na Carlton Street, número 300, em Winnipeg ou no “Bilingual Service Centre”, localizado na Goulet St., número 170, Main Floor, em Winnipeg. Se você é novo no Canadá, será preciso apresentar uma cópia de seu passaporte e de todos os documentos emitidos pelo departamento de imigração do Canadá (Citizenship and Immigration Canada). Será necessário também apresentar estes mesmos documentos de todos os seus dependentes.

Saúde Pública no Canadá – Quebec

O plano de saúde de Quebec é conhecido como Quebec Health Insurance Plan. Assim como em Ontario e Manitoba, ele é totalmente gratuito. Porém, na província, apenas estudantes internacionais de países que fazem parte do social security agreement têm direito a aplicar para o seguro. Infelizmente, o Brasil não está nesta lista. Veja os locais que fazem parte do acordo: Bélgica, Dinamarca, Finlândia, França, Grécia, Luxemburgo, Noruega, Portugal, Romênia e Suécia. Turistas também não tem direito ao plano. 

Caso você tenha interesse em saber mais sobre os critérios de elegibilidade do plano da província de Quebec, o site oficial conta com informações bem precisas e detalhadas. Dependendo da duração da estadia e do documento emitido pelo departamento de imigração, trabalhadores temporários, por exemplo, podem ter acesso ao benefício.

No site também é possível ver um passo a passo de como se registrar para o Quebec Health Insurance Plan. 

 

48 Compart.

Verdade ou mentira: Seguro saúde é obrigatório para entrar no Canadá?

Seguro saúde é obrigatório para entrar no Canadá Mentira. O turista ou estudante que está vindo para o Canadá não é obrigado a contratar o seguro, mas essa história não é como parece. Apesar do governo canadense não exigir a apresentação do seguro, as escolas exigem. Ou seja, se você chega por aqui sem seguro saúde você entra no país, mas não começa a escola. Além dessa dor de cabeça, você pode ter outro problema que vai pesar no seu bolso. Vir para o Canadá sem seguro é correr o risco de acontecer com você aquela história do “barato que sai caro”. Economizou com o seguro, mas se você precisar de atendimento emergencial por qualquer motivo será cobrado cerca de CAD 900,00 pela consulta, fora os exames, um ressônancia magnética do crânio, por exemplo, custa mais ou menos CAD 1.500. Na hipótese de você fazer snowboard (esporte comum no Canadá) e cair, lá se vão CAD 2.400 dólares, ou em média R$ 7.200 reis do seu precioso e suado dinheiro. Contratar o seguro saúde é mais do que aconselhável e por isso todos os clientes da 3RA recebem em seus orçamentos a previsã dos gastos com seguro. O diretor educacional da agência, Francisco Zarro, explica que mesmo o aluno chegando no Canadá e contratando o serviço público de assistência a saúde, é aconselhavel que ele tenha no mínimo 3 meses de seguro privado, já que o processo pode levar mais de 90 dias para ser aprovado e ter validade. No caso para alunos que vão ficar pouco tempo é fundamental ver as regras do plano de saúde de cada província, em BC (British Columbia) o plano público só pode ser solicitado para estadia acima de 6 meses. Em termos de cobertura Zarro explica a principal diferença entre as duas opções é que enquanto o seguro vai ser usado em casos de emergência, queda, gripe, infecção de garganta, virose, etc. O plano de saúde do governo cobre essas situações, mas também pode ser usado para marcar consultas, fazer acompanhamento de questões de saúde pré existentes, como anemia, e uso de pilula anticoncepcional. (Leia sobre como comprar pílula anticoncepcional no Canadá clicando aqui). Por que contratar o seguro de saúde da 3RA O seguro oferecido pela 3RA é de uma empresa canadense, ou seja, essa empresa conhece com mais detalhes como clínicas e hospitais funcionam no Canadá. Esse conhecimento gera a oportunidade de extreitar relacionamento, sendo esse seguro mais aceito pela rede de saúde do país. Além disso, os valores são mais em conta do que os planos brasileiros, cerca de CAD 2.20/dia para cada pessoa. Já o valor dos planos de saúde públicos vão variar de acordo com a província. “Aqui em Vancouver o valor mensal é de CAD 72,00 por pessoa e cerca de CAD 130,00 para o casal. Já Manitoba e Alberta sao de graça e Ontario não abre para estudante internacional, lá precisa contar só com o particular”, esclarece o diretor educacional que vive no Canadá há mais de 12 anos. Clique aqui para conhecer mais detalhes do seguro de saúde da 3RA.      

90 Compart.

Melhor levar anticoncepcional do Brasil ou comprar no Canadá?

Dica da semana: 

A Dica dessa semana é pra quem vai fazer intercâmbio no Canadá e faz uso da pílula anticoncepcional.

O recomendado é que você traga uma cartela de remédio para cada mês do seu intercâmbio, por exemplo, se vai ficar quatro meses fora do Brasil, traga quatro cartelas de anticoncepcional. Isso porque no Canadá apenas pessoas com receita médica, emitida no país, conseguem comprar esse tipo de medicamento na farmácia.

Para quem vai ficar por um período mais longo, superior a 6 meses, o ideal é que traga no mínimo 6 cartelas, e aqui dê entrada no plano de saúde provincial. Com o plano de saúde a intercambista poderá ser consultada por um médico e pedir a receita da pílula, que eles chamam de birth control pills.
Quem não trouxer o remédio do Brasil e não tiver o plano de saúde provincial, pode pagar por uma consulta particular para conseguir a receita do medicamento. O problema é que a consulta vai sair entre CAD $ 300,00 a 900,00 dólares. Bem salgado, né?

144 Compart.