Primeiro emprego: quanto se ganha na Irlanda?

Um dos principais motivos que fazem da Ilha Esmeralda a queridinha dos intercambistas é a possibilidade de combinar estudos de idioma com trabalho. A opção possibilita, mesmo para aqueles que estão fazendo curso de inglês (em um programa de, no mínimo, seis meses de duração) ter uma renda para ajudar nos gastos mensais. Mas você sabe quanto se ganha na Irlanda e quais os tipos de empregos são oferecidos para quem acabou de chegar ao país?

Em um texto anterior sobre intercâmbio para a Irlanda falamos da importância de ter a mente aberta. E isso se adequa também à busca do primeiro emprego. Isso porque, normalmente, as oportunidades iniciais, chamadas de entry level, são para atividades mais operacionais, como atendente de loja, restaurantes, hotéis, limpeza, etc. E nestes casos, você provavelmente começará ganhando salário mínimo, que responde por 9,25 euros por hora no país.

Então, levando em consideração que é permitido um estudante trabalhar 20 horas semanais, você poderá receber até 740 euros de salário bruto por mês! E ainda: nos meses de junho, julho, agosto, setembro, e entre os dias 15 de dezembro e 15 de janeiro, você poderá trabalhar até 40 horas semanais. Nestes períodos você poderá ganhar até 1.480 euros de salário bruto por mês. Ótimo, não é mesmo?

As boas notícias não acabam por aí. Para ter uma ideia melhor de quanto se ganha por lá, o Governo do país anunciou recentemente o aumento de 30 centavos por hora no salário mínimo na Irlanda. A medida entra em vigor em janeiro de 2018. Isso significa que o benefício vai pular para 9,55 euros e quem trabalha 20 horas por semana ganhará em torno de 764 euros de salário bruto por mês. E quem faz 40 horas, a remuneração será de até 1.528 euros mensais.

Quanto se ganha na Irlanda: custo de vida

Apesar do fator positivo do aumento do salário mínimo, a inflação no país continua a crescer. E consequentemente o custo de vida na Irlanda também. Segundo um levantamento realizado pelo Living Wage Technical Group, o salário mínimo ideal para um cidadão irlandês deveria ser 11,70 euros por hora. A análise estabelece uma remuneração que proporciona às pessoas uma renda suficiente para atingir um padrão de vida mínimo aceitável.

Quanto se ganha na Irlanda: gorjetas e rotina

Mencionamos que a maioria dos trabalhos entry level tem remuneração mínima, porém, em muitos deles, você ainda terá o benefício da gorjeta (tip, em inglês). Muito comum para posições de atendimento, o montante é pago quase que obrigatoriamente na Irlanda e tem um padrão de 15% em cima do valor total da conta. O gesto está na cultura dos cidadãos e vai representar o reconhecimento do cliente pelo serviço que você prestou. E acredite, faz a diferença no fim do mês!

Porém, não vá achando que será mil maravilhas. A rotina é pesada e exige muita responsabilidade. Para uma pessoa que trabalha com atendimento em restaurante, vai exigir a explicação do cardápio, tomar pedidos e receber o valor da conta. Além disso, poderá lavar louças e limpar o estabelecimento. Claro, vai variar com a posição e o acordo com o empregador. O mais legal é que você vai lidar com situações diferentes a cada dia. E isso vai melhorar muito o seu inglês, já que precisará resolver muitas adversidades.

Quanto se ganha na Irlanda: onde procurar pelo primeiro emprego

Falando em primeiro emprego na Irlanda, vamos te ajudar também a encontrar estas oportunidades! Como tudo é tecnologia, há diversos sites especializados que te ajudarão a estreitar o caminho até o empregador.

Confira abaixo algumas das opções mais acessadas:

1) Linkedin:

O Linkedin é um dos sites mais utilizados pelos recrutadores na Irlanda. O site é muito valorizado por lá e pode fazer uma grande diferença na sua busca. Por isso, não esqueça de manter seu perfil sempre atualizado, em inglês, e olhe sempre as atualizações de novas posições.

2) Irishjobs.ie

O IrishJobs.ie é considerado o site número 1 da Irlanda em busca de emprego. A página existe desde 1995 e conta com mais de 700 mil usuários por mês. Na página você consegue encontrar posições de trabalho em toda a Irlanda e pode filtrar também sua busca de acordo com a sua área de atuação ou localidade.

3) Monster.ie

O Monster é muito utilizado em vários locais do mundo, inclusive no Canadá. Na página destinada à Irlanda você vai encontrar, além das posições de trabalho disponíveis em todo o território irlandês, várias dicas sobre carreira como conselhos para entrevistas, para a montagem de currículo, entre outras. Vale a pena conferir!

4) RecruitIreland.com

Assim como no Monster.ie, no RecruitIreland.com, além de ter acesso às vagas disponíveis em todo o país, você também terá a oportunidade de conferir dicas sobre o mercado de trabalho da Irlanda. O site conta com uma área de busca avançada, na qual você pode procurar as oportunidades de acordo com a região do país, área de interesse, tipo de trabalho, entre outros.

5) Jobs.ie

O Jobs.ie também é bem famoso na Irlanda e pode ajudar você a conseguir o primeiro emprego no país. Em uma rápida busca no site, por exemplo, encontramos mais de 200 posições disponíveis para quem quer trabalhar em pubs e bares.

carteira de motorista na Irlanda

Como tirar a carteira de motorista na Irlanda

Explicamos em um texto anterior que é possível dirigir na Irlanda com a carteira de motorista expedida no Brasil, acompanhada da Permissão Internacional para Dirigir (PID), válida por 12 meses. Para quem tem dúvida, este documento é a tradução da licença brasileira e permite ao portador dirigir em outros países sem a necessidade de tirar a carteira de motorista na Irlanda.

Porém, como falamos acima, este documento tem validade. Se você renovar seu visto no país depois deste período, por exemplo, já será necessário aplicar para a carteira de motorista irlandesa. O passo a passo conta com a aprovação em um teste teórico, solicitação da licença provisória (learner driving permit) e a execução do teste prático de direção. Somente após passar na prova prática você recebe a carteira de motorista local.

Portanto, se você pretende tirar a carteira de motorista na Irlanda, fique ligado no passo a passo abaixo. O processo requer tempo e estudo, já que você obterá um novo documento no país. Para quem já dirige no Brasil provavelmente não terá dificuldades, salvo a questão de dirigir na mão inglesa (que é o contrário do Brasil). Mas tudo é uma questão de costume, não é mesmo?

Primeiro passo para tirar a carteira de motorista na Irlanda: teste teórico

Se você está pensando em tirar a carteira de motorista na Irlanda será preciso estudar. O primeiro passo será a prova teórica, em que não é necessário fazer um curso como no Brasil. Basta adquirir o material no site da DTT e marcar o exame quando estiver pronto.

O material conta com mais de 600 questões sobre situações diversas no trânsito, placas, símbolos, cores e regulamentações. Vale lembrar que se você quiser aplicar para a carteira de motorista nas modalidades de carro (B) e moto (A), você terá que solicitar uma de cada vez, em separado.

A marcação da prova é muito simples. No site, você seguirá as instruções da tela, que incluem a escolha da opção que deseja aplicar (neste caso, a sigla BW considera condutores de carro). A partir daí terão as opções de checagem de um documento de identidade, revisão de material, seleção do local do teste mais conveniente para você e o pagamento. O valor do teste para tirar a carteira de motorista na categoria automóveis é 45 euros.

O próximo passo será comparecer no dia e local marcados. A prova conta com 40 questões de múltipla escolha, as quais o aplicante poderá errar apenas cinco para tirar a carteira de motorista na Irlanda. Ela é realizada toda em um computador e você terá 45 minutos para finalizá-la.

Dicas para se dar bem na prova

Estude bastante as questões de legislação, regulamentação em geral, direção defensiva, primeiros-socorros e mecânica básica. Não vá pensando que só porque você dirigia no Brasil que a prova será mais fácil. Lembre-se que na Irlanda as regras são diferentes, a começar pela mão inglesa. Então, dedique um tempo para estudar!

Se você passar na prova, o próximo passo será ir até um oftalmologista e solicitar o exame de vista para este processo. Você pode ir em qualquer ótica e pedir o exame para carteira de motorista na Irlanda. O valor gira em torno de 30 euros. Fique tranquilo, pois este exame é muito parecido com o que fazemos no Brasil. O resultado, assinado pelo profissional, determinará se a pessoa precisará ter alguns cuidados, como usar óculos ou não.

Segundo passo para tirar a carteira de motorista na Irlanda: learner driving permit

Após ser aprovado na prova teórica, você receberá um certificado que lhe dará direito de aplicar para o learner permit (carteira de aprendiz). Com ela, você já poderá dirigir dentro da cidade, mas com algumas restrições, tais como: não poderá conduzir em rodovias e terá sempre que ter alguém com carteira de motorista válida dentro do carro. Este acompanhante precisa ter a carteira por, pelo menos, dois anos.

Para solicitar seu learner permit, você precisa ir até um escritório do NDLS (órgão responsável pela emissão da carteira de motorista na Irlanda) e apresentar os seguintes documentos:

  • Documento de identidade (passaporte ou algum outro documento oficial);
  • Certificado de aprovação do teste teórico;
  • Exame de vista assinado pelo oftalmologista;
  • Comprovante de residência com menos de seis meses de validade (conta de celular não é aceita).

A partir daí você poderá solicitar a carteira de learner. O valor a ser pago será de 35 euros. Em aproximadamente dez dias, ela chegará em sua casa.

Você deve estar se perguntando: mas já posso dirigir sem fazer nenhuma aula prática? Sim, esta carteira de aprendiz te dará o direito de conduzir um carro pela cidade. Normalmente, as pessoas usam esta licença para treinar para a prova prática, que poderá ser solicitada após seis meses da obtenção da carteira de learner (se você possui a licença para dirigir no Brasil pode pular este período e solicitar a carteira definitiva). A carteira de learner tem validade de dois anos.

Terceiro passo para tirar a carteira de motorista na Irlanda: aulas práticas

Com a permissão de aprendiz em mãos você poderá aplicar para as aulas práticas obrigatórias com um instrutor autorizado. O programa é chamado de Essential Driver Training – EDT e compreende 12 aulas com uma hora cada. Este requisito entrou em vigor em 2011. Cada lição na EDT abrange uma área específica de habilidades de condução. Durante este processo você colocará em prática tudo que aprendeu na teoria.

É muito importante que você faça estas aulas. Primeiro porque são obrigatórias. Segundo, pois na Irlanda, como falamos no início do texto, a população dirige baseado na mão inglesa. Este é o contrário da posição que estamos acostumados no Brasil, e é aí que você precisa ter toda a atenção do mundo.

Nesta hora, você vai lembrar daquelas aulas de direção que teve no Brasil, em que o instrutor te ensinava exatamente o que poderia cair na prova. São detalhes na hora de estacionar, movimentação ao passar as marchas, entre outras informações que você terá apenas com este profissional.

Além disso, você poderá praticar com o seu próprio carro. É só colar o adesivo no vidro de trás com a letra L, o que sinaliza aos motoristas que você ainda está na fase prática.

Quarto passo para tirar a carteira de motorista na Irlanda: teste prático

Quando você se sentir pronto para o teste prático é só agendar pelo site da RSA. O teste dura em torno de 30 minutos e custa 85 euros. Tente marcar com o máximo de antecedência, pois há muitos agendamentos.

No dia da prova você terá que ter um carro em perfeitas condições, segurado e imposto de rodagem pago. Para conseguir este veículo, você pode conversar na própria escola de direção ou alugar um carro. O próprio instrutor de suas aulas teóricas poderá te ajudar a encontrar um veículo apto para esta avaliação.

Na prova prática, fique ligado nas pegadinhas. Tenha atenção a tudo que o avaliador perguntar. Guarde principalmente as funções técnicas do veículo, como as indicações no painel e questões de segurança. A prática consiste em dirigir pela cidade, estacionar, fazer ultrapassagens, etc.

Passo final para tirar a carteira de motorista na Irlanda: licença definitiva

Após a aprovação no teste prático, você vai precisar ir ao NCT novamente para solicitar a carteira de motorista na Irlanda. Você precisará preencher o formulário D401, levar seu comprovante do learner permit, o documento que comprove que você passou no exame prático, apresentação do Personal Public Services – PPS (como se fosse nosso CPF no Brasil) e pagar uma taxa de 55 euros.

A carteira de motorista na Irlanda terá a validade de dez anos. No primeiro ano, o carro que você conduzir precisa ter o adesivo com a letra N, que significa que o motorista é iniciante. Após a solicitação, é só aguardar que a carteira chegará em sua casa.

A partir daí é só colocar o pé na estrada e curtir as ruas europeias!

Investimento para tirar a carteira de motorista na Irlanda

Para ficar mais fácil, vamos colocar na ponta do lápis quanto fica para a tirar a carteira de motorista na Irlanda. Veja abaixo:

  • Material didádico (livro – 17,99 euros, DVD – 22,16)
  • Teste teórico: 45 euros
  • The Official Driver Theory Test Questions and Answers (documento complementar para o teste teórico, mas não é obrigatório): 20 dólares
  • Exame de vista: ~20 euros
  • Learner permit: 35 euros
  • Doze aulas com instrutor: ~400 euros
  • Teste prático: 85 euros
  • Carteira com validade de dez anos: 55 euros (três anos: 35 euros / um ano: 25 euros)

Assim, vamos considerar 600 euros o custo mínimo para tirar a carteira de motorista na Irlanda. Este valor não inclui nenhuma aula extra fora as práticas obrigatórias de 12 horas ou qualquer outro gasto.

Fonte: citizeninformation.ie

Estudar na Irlanda

De malas prontas para o intercâmbio: “Vou estudar na Irlanda”

Estudar na Irlanda é o sonho de muitos brasileiros. Além de estar na Europa, o que facilita a visita a outros países, a obtenção do visto é relativamente menos burocrática se compararmos com outras nações. Um outro ponto interessante e que chama muito a atenção dos intercambistas é que é possível trabalhar enquanto estuda inglês na país.

E quem está com as malas prontas para a Irlanda é o nosso cliente Lucas Diego Silva, que embarca para Bray no próximo dia 18 de setembro. O paulista de Fernandópolis tem 26 anos e vai ficar no país por oito meses – seis meses estudando inglês e dois meses em férias – e pretende neste período também trabalhar na Irlanda para melhorar o idioma e aprender no dia a dia como funciona o modelo de vida de um irlandês.

Lucas, que nunca morou ou viajou para fora do Brasil, vai fazer o intercâmbio para a Irlanda sozinho! Para isso, ele pesquisou bastante e procurou a 3RA para auxiliá-lo em todo o processo. “Eu busquei informações por uns seis meses sobre como é a experiência de fazer um intercâmbio. Ao todo, foi quase um ano e meio de planejamento até a data de embarque”.

A decisão de sair do Brasil

Lucas é formado em Administração de Empresas e pós-graduado em Gestão de Pessoas e Recursos Humanos. Para ele, falar bem inglês é de extrema importância para sua carreira, e foi aí que surgiu a vontade de sair do país. “Resolvi estudar inglês há dois anos, pois o conhecimento do segundo idioma é muito importante para atuar na minha área de trabalho. Aí quando eu terminei a faculdade tive certeza que queria fazer intercâmbio. Vi que saindo do Brasil as oportunidades seriam ideais pra mim”.

Após ter certeza que queria embarcar nesta aventura, Lucas decidiu contar para a família. “Foi até tranquilo contar para os meus pais. No começo eles ficaram um pouco assustados, porque é uma transição e tanto né? Mas depois foram entendendo a ideia e viram que era uma mudança por um bom motivo e agora me dão total apoio”.

A primeira opção de Lucas sempre foi a Irlanda, porém, após fazer algumas pesquisas, ele se interessou também por um curso de administração no Canadá. “Eu tentei o Canadá, porém tive o visto negado. Aí eu voltei para a opção inicial e estou muito feliz! Não só porque eu sempre quis estudar na Irlanda, mas também pela questão financeira. Os programas de estudo na Ilha Esmeralda são bem mais baratos que no Canadá. Valeu a pena e estou muito ansioso pra viajar logo!”

Além disso, Lucas acredita que a Irlanda é um destino muito interessante em vários outros aspectos como a facilidade na liberação do visto, além da possibilidade de renovação do documento após a conclusão do curso. “Estou indo com objetivo de aprender o máximo sobre o idioma e sobre o país, que vi que tem vários pontos turísticos lindos”, complementa Lucas.

Estudar na Irlanda: Bray

Bray fica no litoral da Irlanda e é a maior cidade do condado de Wicklow. Localizado a apenas 20 quilômetros de Dublin, este destino também está na lista do top 5 para quem quer estudar na Irlanda. A proximidade entre as duas cidades faz com que muita gente combine a badalação da capital com a tranquilidade da cidade pequena.

“Escolhi Bray por ser uma cidade não muito grande, o que torna mais mais fácil andar e conhecer o local. Além disso, achei ela mais parecida com o município que moro no Brasil. Sou do interior de São Paulo, então acho que a adaptação será mais fácil. E como não é tão longe de Dublin, fica tranquilo caso eu precise ir lá”, conta Lucas.

Além de estudar, Lucas quer trabalhar na Irlanda. Como ele está matriculado em um curso de inglês de mais de seis meses, com 15 horas semanais de aulas, ele poderá trabalhar por até 20 horas por semana durante este período. “Acredito que será um ótimo teste para colocar o aprendizado em prática e também para ganhar um dinheiro extra para ajudar nas despesa que terei por lá”.

Moradia para estudantes na Irlanda

Uma das opções mais tradicionais para estudantes em intercâmbio é se hospedar em casa de família. A chamada Homestay é uma opção muito atrativa, já que permite praticar bastante o inglês com os membros da casa, além de conhecer mais sobre a cultura local. A questão financeira também chama a atenção, pois os pacotes contam com alimentação, um dos custos mais altos no país.

Para ele, esta experiência será única. “Estou ansioso para vivenciar o dia a dia de uma família tradicional do país. Eu vejo também como um fator positivo a questão de segurança, pois você tem sempre alguém com quem contar. Eu que vou sozinho, já terei uma família para me ajudar no que eu precisar a princípio”, conta o estudante.

O pacote de Lucas conta com café da manhã e jantar de segunda a sexta e pensão completa no fim de semana. “Eu preferi contratar com alimentação completa, pois assim terei mais tempo para fazer outras atividades. Além disso, será um momento em que poderei interagir com a família”.

Expectativa para estudar na Irlanda

As aulas de Lucas começam no dia 25 de setembro e serão de segunda a quinta, de 9h às 13h30. “A expectativa sobre a escola é enorme. Quem me recomendou foi a Adriana da 3RA Intercâmbio de São Paulo. Eu também fiz algumas pesquisas e só encontrei notícias boas sobre a instituição!”

Para ele, a importância de estudar fora é indiscutível. “Acho que será uma experiência inesquecível para minha vida. Além de adquirir conhecimentos extremamente diferentes de tudo que já vivi, vou conhecer novos lugares, lidar com uma cultura diferente. Um enriquecimento enorme”, comenta Lucas.

Estudar na Irlanda: Suporte 3RA Intercâmbio

Segundo Lucas, o serviço da 3RA Intercâmbio foi de suma importância, em especial as dicas e conversas que teve com a Adriana do escritório de São Paulo. “Ela foi super paciente e atenciosa comigo, tirou todas as minhas dúvidas e me ajudou a escolher o melhor destino para realizar o meu intercâmbio”.

Lucas destaca a importância de consultar profissionais que entendem deste mercado. “Esta ajuda inicial é que vai delinear todo seu planejamento, por isso busquei uma empresa que tivesse reconhecimento no mercado. Agradeço muito a ajuda e todo suporte que a equipe da 3RA me deu, estou muito feliz e satisfeito”. Para saber como fazer seu intercâmbio para a Irlanda, entre em contato com a 3RA Intercâmbio.

Ao futuro, Lucas deixa em aberto, mas expressa suas expectativas. “Penso em talvez permanecer na Irlanda e continuar meus estudos por lá. Vamos ver daqui para a frente. É só o começo de uma grande jornada!”.

intercâmbio Irlanda

Dicas para se dar bem em seu intercâmbio para a Irlanda

Fazer intercâmbio para a Irlanda é uma oportunidade única na vida de qualquer pessoa. E para realizar este sonho, muita gente investe pesado nessa jornada – vendem carro, apartamento e outros bens. Por isso, esta experiência precisa valer a pena, não é mesmo? E como fazer isso?

Para te ajudar nesta jornada, reunimos algumas dicas preciosas para seu intercâmbio para a Irlanda. Você verá que a vivência no país te trará muito mais que o inglês, mas sim uma experiência de vida completa. Desde os costumes mais simples aos mais “estranhos” em nossa concepção, no decorrer do tempo isso tudo fará parte do seu cotidiano. Portanto, a primeira dica é: aproveite ao máximo cada momento!

Então, vamos lá na listinha que preparamos para você. Ah, e não deixe de ler o texto que fizemos com algumas dicas para os recém-chegados em Dublin!

Trabalho + estudo na Irlanda: aumente seu networking

Uma das grandes vantagens de fazer intercâmbio para a Irlanda é que você poderá estudar inglês e trabalhar ao mesmo tempo.

O que em muitos países é proibido, na Ilha Esmeralda é totalmente liberado (seguindo algumas regrinhas) e é um dos principais atrativos para os estudantes brasileiros. Então, por quê não aproveitar mais esta oportunidade? Isso quer dizer que você poderá aumentar sua rede de contatos profissionais desde o primeiro momento de sua estadia no país.

Como os irlandeses estão acostumado a receber estudantes internacionais, há muitas vagas de emprego. Porém, não se assuste se você tiver que “recomeçar”. Este é um dos caminhos mais tradicionais para crescer profissionalmente. Portanto, não tenha preconceito com vagas em restaurantes, lojas, supermercados. Pense que cada momento será um aprendizado, principalmente na questão da prática do inglês.

Confira alguns sites de emprego em Dublin, que farão aumentar ainda mais seu networking.

Coloque o inglês em tudo do seu dia a dia

Uma dica preciosa para se dar bem em seu intercâmbio para a Irlanda é treinar o inglês em todas as oportunidades que tiver. Se você puder fazer isso antes de embarcar para a Ilha Esmeralda, melhor! Porém, sabemos que a influência do português é grande e, às vezes, fica meio complicado.

O que vemos muito acontecer é brasileiro interagindo apenas com pessoas da mesma nacionalidade. É claro que é muito mais fácil explicar certas coisas em português ou até mesmo fazer brincadeiras em nosso idioma. Mas lembre-se do seu objetivo maior: aprimorar o inglês. Não estamos falando para não ter amigos brasileiros, mas que tal treinar a o idioma com eles também?

Procure grupos de conversação pela cidade (muitos são até gratuitos), leia matérias em jornais, ouça o rádio. Levante a bandeira do inglês e faça dele seu idioma daqui para a frente. No início é difícil, mas depois de um tempo, será mais comum pensar em outra língua. Ah, e NUNCA tenha medo de errar!

Intercâmbio para a Irlanda: tenha a mente aberta

Devido ao grande número de estrangeiros, a Irlanda se tornou um país multicultural. E isso é ótimo! Podemos aprender costumes de outras culturas, ensinar a nossa e de quebra enriquecer os conhecimentos. Mas para isso, a nossa dica é: vá livre de qualquer preconceito. Ter a mente aberta é fundamental para se dar bem em seu intercâmbio para a Irlanda.

Não existe uma receita perfeita para que tudo dê certo. Porém, quanto mais você for flexível com as diferenças, o choque cultural será o menor possível. Nossas percepções vão mudando com o tempo e isso tudo influenciará na sua adaptação no país. Quanto mais tempo se passa longe de casa, mais hábitos e costumes locais vão entrando em seu dia a dia, e é muito bacana quando paramos para comparar com o que estamos acostumados no Brasil

Vamos a alguns exemplos:

  • Você sabia que os irlandeses amam chá (e com leite) – oi?! Chá com leite? Sim, eles adoram! Não importa a hora do dia, é sempre uma boa pedida. Então, não torça o nariz quando alguém te chamar para tomar um cházinho com leite rs.
  • Os irlandeses têm o costume de assoar o nariz em qualquer lugar. Sim, é super normal. Portanto, não faça aquela cara de espanto!
  • Eles agradecem ao motorista toda vez que descem do ônibus – SEMPRE! Então, já anota aí mais esta dica para se dar bem em seu intercâmbio para a Irlanda.

Prepare-se (psicologicamente) para o clima na Irlanda

O clima da Ilha Esmeralda é bem instável e muitas vezes pode nos dar um “banho de água fria”. Não vá pensando que terá sempre sol e calor no verão, pois na verdade não é assim =(. Então se prepare (também psicologicamente) para a chegada em um país que chove, pelo menos, 200 dias por ano.

Às vezes, o guarda-chuva não será o suficiente, então se você tiver um casaco impermeável será bem-vindo, porque venta muito! No verão (entre junho e agosto), outono (setembro a novembro) e inverno (dezembro a fevereiro) o clima é chuvoso. A época do ano mais ensolarada e com temperaturas frescas é a primavera (março a maio).

Independente da época do ano que você vai desembarcar, é fundamental que tenha uma blusa mais quentinha em mãos para não passar aperto. Na Irlanda é assim: você acorda, olha pela janela e vê aquele sol maravilhoso. Vai tomar banho todo feliz já pensando na roupa que vai usar. Quando sai, o tempo já está meio nublado e ventando. Então, se você checou a temperatura dos primeiros dias, certamente ela vai mudar (rs).

Dirigir na Irlanda: mão inglesa à vista

Todo brasileiro tem direito a dirigir na Irlanda com a carteira expedida no Brasil por 12 meses. Ela deve ser acompanhada pela Permissão Internacional para Dirigir (PID), que é a tradução da licença brasileira. Porém, não vá achando que é só isso. É preciso se preparar também com o padrão de trânsito local, conhecido como mão-inglesa. Ou seja, a direção do motorista e a pista estão do lado contrário do formato brasileiro.

Um detalhe importante: as infrações de trânsito na Irlanda são penalizadas com multas e com pontuação na carteira. Se o motorista acumula 12 pontos em um período de três anos ele perde o direito de conduzir no país por seis meses. Entre as infrações que acarretam pontos estão excesso de velocidade, direção perigosa e não obedecer às placas de sinalização (veja a lista de todas as penalidades passíveis de multa e pontuação).

Curtiu nossas dicas? Veja mais alguns textos que poderão ser de seu interesse:
Como funciona o processo de visto para a Irlanda?
Como funciona o transporte público em Dublin?

Passeios de graça em Dublin

Passeios de graça em Dublin

Dublin é um dos principais destinos dos brasileiros que escolhem a Irlanda para seu intercâmbio. Porém, a cidade, que é a capital do país, não é lá das mais baratas. O que muitos não sabem, é que há diversas opções de passeios de graça em Dublin. Desde parques a castelos, são várias possibilidades que farão o seu dia muito mais divertido e de quebra você poderá guardar aquela graninha no fim do mês.

Uma outra dica muito legal é que toda primeira quarta-feira do mês há muitas atrações gratuitas na Irlanda, incluindo Dublin, claro. São mais de 40 monumentos históricos, que nestes dias, são abertos gratuitamente para a visitação pública. Esta é uma forma do governo irlandês incentivar as pessoas a conhecerem as heranças do país. Você pode acessar a lista dos locais diretamente pelo site Heritageireland.

Quer mais uma dica quente? Baixe o aplicativo Dublin Event Guide for Free Events e você terá acesso diariamente a uma lista de eventos gratuitos que estarão rolando pela cidade. Nada melhor que ter tudo na palma da mão para se organizar e aproveitar melhor cada momento de sua viagem, e ainda com opções gratuitas. O aplicativo está disponível para download apenas para clientes iOS. Porém você pode clicar neste link e acessar a página de eventos do aplicativo pelo navegador de seu celular ou computador.

Além de todas estas dicas, vamos listar mais alguns passeios de graça em Dublin. Aproveite!

Descanse no St. Stephen’s Green Park

No verão não há nada melhor do que ter lugares para passear e sentir aquela brisa gostosa no rosto. Em Dublin, os parques, que estão por toda a cidade, respondem por mais de 1.500 hectares (15 quilômetros) de área verde para que você possa curtir com sua família e amigos. Eles são tão valorizados que são considerados herança nacional. Mesmo dentro da cidade, em meio ao cenário cinza, de repente você pode ter uma surpresa muito agradável e encontrar um parque com belezas naturais indescritíveis. E a maioria vai te proporcionar passeios de graça em Dublin inesquecíveis!

O St. Stephen’s Green Park é o parque mais conhecido pelos irlandeses. Localizado no coração da cidade – St Stephen’s Green Square, em Dublin 2 – oferece cores diversas e uma vegetação diversificada. O parque, que nasceu em 1663, é muito popular entre os corredores, mas no geral é um ótimo lugar para estacionar com amigos e esquecer um pouco da correria do dia a dia.

Faça um passeio no Phoenix Park

O Phoenix Park é considerado o maior parque cercado da Europa, com mais de sete quilômetros de extensão. Criado em 1662, além da imensa área verde, o local também conta com o Zoológico de Dublin (que não é gratuito), onde estão mais de 400 animais. Lá é o lar de mais de 300 veados, além de outros mamíferos e aves. O parque está situado perto do Parkgate Street fica aberto todos os dias, durante todo o ano.

Caminhe no National Botanic Gardens

O Jardim Botânico Nacional está a aproximadamente 3.5 quilômetros do centro de Dublin. O foco principal é fomentar a importância da biodiversidade, e por isso o local cultiva mais de 20 mil espécies de diferentes locais do mundo, algumas até em extinção. Sabe o que é mais legal? A visita guiada é gratuita!

Você encontra este parque em Glasnevin, Dublin 9.

Passeios de graça em Dublin: Walking Tours pela cidade

Você sabia que pode realizar caminhadas gratuitas guiadas em Dublin? É isso mesmo. O serviço é oferecido pela New Dublin Tours e dura aproximadamente três horas. É como se os passeios de graça em Dublin estivessem em um único pacote!

O roteiro inclui os principais pontos turísticos, como: Dublin Castle, Dubh Linn, Temple Bar, Georgian Dublin, Trinity College, Famous writers, U2 – Origins of the rock legend, Dublin’s medieval walls, Christ Church Cathedral, Chester Beatty Library, entre outras! Basta acessar o site e fazer sua reserva. A saída acontece em diversos locais da cidade.

#tbt #dublin #ireland #templebar #takemeback #alwaystravelling

A post shared by carissa (@carissamayy) on

Conheça a biblioteca do Trinity College

A Trinity college é uma das universidades mais conceituadas da Europa e está localizada no coração de Dublin, próximo ao bairro Temple Bar. Este é um dos passeios de graça em Dublin que valem muito a pena!

O prédio é imponente e dentro dele há uma imensidão de edifícios, como a famosa Old Library, biblioteca construída entre 1712 e 1732, que possui a maior coleção de manuscritos e livros impressos da Irlanda. Normalmente, ela fica aberta de segunda a sábado. Os horários podem ser conferidos no site da biblioteca.

Visite o Castelo de Dublin

Esta beleza histórica está a pouco mais de cinco minutos de caminhada do Trinity College, logo depois da rua Dame. O castelo é a antiga sede do governo britânico e sua estrutura pode ser visitada por todos, com o serviço de guia que vai falando tudo sobre a história deste local, além de muitas curiosidades.

Apesar de ser necessário pagar para conhecer a parte interna do castelo (Adultos – €10), você pode conhecer as áreas externas sem custo algum, que são bem legais também. Além disso, há passeios guiados gratuitos para escolas primárias e secundárias, além de passeios infantis e workshops. O local está aberto de segunda a domingo, de 9h45 às 17h45.

#dublincastle #blooms

A post shared by Eliran Dayan (@dayaneliran) on

Passeios de graça em Dublin: Chester Beatty Library

Quer aproveitar ainda mais sua visita no castelo de Dublin? Vá até a parte dos jardins e conheça a Chester Beatty Library, uma biblioteca totalmente diferente. Considerado não apenas o melhor museu literário de Dublin, é também um dos melhores da Europa. Textos de papiro egípcio, cópias maravilhosamente iluminadas do Alcorão, manuscritos medievais e renascentistas europeus estão entre os destaques em exibição.

Aberto de segunda a sexta, de 10h às 17h; sábado, de 11h às 17h; e domingo de 13h às 17h.

Explore o Museu de História Natural

Mais um daqueles passeios de graça em Dublin que valem muuuito a pena! Localizado na Merrion Street, o Museu de História Natural de Dublin é um passeio muito bacana e totalmente gratuito. Conhecido também como Zoológico Morto, o local foi construído em 1856 e compõe mais de dez mil exemplares de diversos tipos de animais.

O piso térreo – conhecido como Irish Room – é dedicado a animais nativos da Irlanda. O primeiro andar abriga espécies mais exóticos da coleção de mamíferos do mundo. Os níveis da varanda (acima do primeiro andar) estão atualmente fechados devido à falta de saídas de emergência. No entanto, eles ainda podem ser explorados por meio de uma visita guiada 3D.

O museu está aberto de terça a sábado, de 10h às 17h; e domingo, de 14h às 17h.

Visite a galeria de Ciências

Um dos passeios de graça em Dublin e que valem muito a pena, principalmente nos dias chuvosos. Não só para a criançada, mas também para adultos, a galeria de Ciências de Dublin é um lugar muito divertido, devido às diversas atrações interativas.

Desde sua criação em 2008, mais três milhões de pessoas já visitaram o local. Ao contrário da maioria das galerias, esta não tem uma coleção permanente. Ou seja, sempre haverá algo novo!

Localizado o The Naughton Institute, Pearse St, Dublin 2, o local está aberto de segunda a sexta, de 12h às 20h; sábado e domingo, de 12h às 18h. Só fique ligado, pois as horas podem mudar de acordo com as atrações previstas.

SOUND CHECK launch party #soundcheck #sciencegallerydublin

A post shared by ELAS DUAS (@elasduas) on

Garden of Remembrance

Localizado próximo à O’Connell Street, o Garden of Remembrance é um jardim dedicado a todos que lutaram pela independência da Irlanda. Inúmeras flores e um gramado minuciosamente cuidado dão o tom do local, considerado ideal para descansar e apreciar as memórias que cercam a história do país.

Conheça o Irish Museum of Modern Art (IMMA)

Vamos a mais uma dica cultural: o Museu de Arte Moderna Irlandês. A visita é totalmente gratuita e por lá você vai encontrar mais de 4.500 obras de arte, como fotografias, pinturas e esculturas. Como uma instituição nacional de arte contemporânea, o IMMA apoia o trabalho dos artistas locais a fim de incentivar o desenvolvimento, compreensão e aproveitamento da arte contemporânea na Irlanda.

O prédio está sediado no Hospital Real de Kilmainham, idealizado no século 17 e que foi por muito tempo casa para soldados aposentados e continuou com este propósito por quase 250 anos.

Está aberto de terça a sexta, de 11h30 às 17h30; sábado, de 10h às 17h30; e domingo, de 12h às 17h30.

Questioni di forma e colore #picasso #art #irishmuseumofmodernart #dublin

A post shared by Roberta (@zroberta_) on

Caminhe pela South Wall Walk

Este trajeto de aproximadamente um quilômetro é uma ótima pedida para um domingo à tarde, aquele momento que a gente quer relaxar e só sentir a brisa no rosto. Bem no centro da cidade, este é um dos passeios de graça em Dublin que valem muito! A rota vai da zona portuária até o farol (Poolbeg Lighthouse). Ao fim você será presentado por uma daquelas vistas que marcam a nossa retina.

#poolbeg #lighthouse #dublin #ireland #southwallwalk #erdkindtravels

A post shared by anna (@erdkind) on

Saiba mais sobre Dublin

Um dos principais destinos dos brasileiros que embarcam para a Irlanda é Dublin. A cidade, que é a capital do país, é muito conhecida pelos seus pubs e vida noturna. Além disso, ela reserva todo aquele ar hospitaleiro, aconchegante, e fica localizada bem às margens do Rio Liffey, que combinado com a belíssima arquitetura local tiram o fôlego de qualquer brasileiro que se aventura pela cidade. Mas esses não são os únicos motivos que fazem o coração de quem caminha por lá bater mais forte.

Transporte público

Outro ponto que encanta os brasileiros é o transporte público, que conta com ônibus, Dart (trem) e Luas (bondinho). Os ônibus da cidade dão um show à parte: os passageiros têm acesso a wi-fi gratuito e todos os veículos são bem pontuais e adaptados para pessoas com deficiência. Nas paradas de ônibus, um painel digital mostra quanto tempo falta para o próximo veículo chegar. Incrível, não é mesmo? Mas fique atento quando for pegar ônibus pela primeira vez: Em Dublin, o valor da passagem muda de acordo com o trajeto que será percorrido por você. Os veículos também só aceitam pagamento em moedas e não dão troco. Por isso, tenha sempre a quantia certa em mãos.

Estações do ano

A temperatura da cidade também é considerada perfeita por muitos intercambistas. Em Dublin, ninguém passa muito frio (neve é coisa rara por lá!), nem quase derrete durante o Verão. Basicamente o clima é ameno durante todo o ano, com algumas exceções, é claro.

Na primavera, entre os meses de fevereiro e abril, as temperaturas mais altas variam entre 8 e 12C. Já no Verão, que acontece entre os meses de maio e julho, as temperaturas mais elevadas giram em torno de 20C e o sol se põe bem tarde, até mesmo depois das 23h em alguns dias. No outono, entre os meses de agosto e outubro, as temperaturas costumam variar entre os 14C e 18C e no inverno, entre Novembro e Janeiro, as temperaturas normalmente giram em torno de 8C, sendo Janeiro e Fevereiro os meses mais frios do ano, atingindo até mesmo valores negativos.

Dublin: cultura e arte

E para quem gosta de cultura, a cidade é um prato cheio! A capital da Ilha Esmeralda é repleta de tradições e conta com muitos museus e galerias de arte. Além disso, Dublin é a cidade da natal de grandes músicos, como os integrantes da banda U2, Enya, entre outros. Vários escritores também nasceram por lá: Oscar Wide, Bram stoker e George Bernard Shaw são apenas alguns dos muitos nomes.

Informações gerais sobre a cidade:

Fuso horário: três horas à frente do horário de Brasília

Número de habitantes: mais de 500.000

Território: Aproximadamente 15 mil km²

Ficou interessado? Então arrume as malas e venha conhecer este lugar maravilhoso com a 3RA Intercâmbio.

 

licença-maternidade na Irlanda

Veja como funciona a licença-maternidade na Irlanda

Lidar com a gravidez no intercâmbio é a realidade de muitas mulheres. Na Irlanda, se você estiver empregada, terá o direito à licença-maternidade (maternity leave). Este benefício é pago pelo Departamento de Proteção Social e faz parte dos direitos trabalhistas no país. A licença-maternidade na Irlanda será concedida a todas as mulheres que contribuíram com PRSI (seguro social). Neste caso, não importa qual a nacionalidade, o trabalho exercido e quantidade de horas trabalhadas (inclusive em posições temporárias).

Licença-maternidade na Irlanda

O período pago da licença pode chegar a 26 semanas (aproximadamente seis meses). Caso queira, poderá estender por mais 16 semanas, porém este período não é remunerado pela empresa e nem pelo governo, mas você tem a garantia de emprego em seu retorno.

A mulher é obrigada a sair de licença duas semanas antes da data prevista do parto e ficar no mínimo quatro semanas de licença após o nascimento do bebê. Normalmente, as funcionárias tiram duas semanas antes da chegada do bebê e 24 semanas depois.

Durante este período, a empresa é obrigada a manter o contrato de trabalho da mãe, com todos suas características. Caso o empregador não consiga garantir sua função na volta ao trabalho, uma outra posição deve ser colocada à disposição seguindo todos os parâmetros do cargo anterior.

Se o bebê nascer antes ou depois do previsto?

Se o seu bebê nascer prematuramente (antes do início da licença de maternidade), você deve enviar uma carta do seu médico para a seção de Benefício de Maternidade do Departamento de Proteção Social. A carta deve confirmar a data em que o bebê nasceu e que ele veio prematuro.

Se a criança nascer depois do esperado, você também poderá recorrer à uma notificação na mesma seção citada acima. Seguindo as mesmas coordenadas, será necessário anexar uma carta do seu médico com a data correta do nascimento.

Licença-maternidade na Irlanda: hospitalização do bebê

Você pode adiar as últimas semanas do Benefício de Maternidade se seu filho estiver no hospital. O benefício deve ter sido pago por, pelo menos 14 semanas e você deve ter tirado, pelo menos, 4 semanas de licença depois que o bebê tenha nascido. Você pode adiar seu Benefício de Maternidade por até 6 meses. Para estar apto a realizar este processo, você deve aplicar por escrito para a Seção de Benefício de Maternidade.

Licença-maternidade na Irlanda: como receber este benefício?

O benefício de maternidade é um pagamento de seis dias de semana, equivalente ao período de segunda a sábado. O domingo não é tratado como um dia de direito à licença-maternidade na Irlanda. De acordo com o  governo irlandês, o valor a ser pago por semana é de 235 euros e é creditado diretamente na conta bancária do beneficiário. Esse valor pode ainda ter um acréscimo caso a mulher tenha dependentes: filhos e/ou marido desempregado. Algumas empresas também podem complementá-lo.

Você deve solicitar o pagamento seis semanas antes da sua intenção de entrar em licença-maternidade na Irlanda ou 12 semanas se você trabalhar por conta própria.

Aplicação online

Você pode aplicar para receber o benefício da licença-maternidade na Irlanda pelo site do MyWelfare. Você vai precisar fazer o upload do formulário de aplicação MB1 e enviar os documentos necessários (formulário MB2 para empregados e formulário MB3 se você é autônomo) e enviar tudo de forma online.

Para isso, é necessário ter um Cartão de Serviços Públicos (PSC) (vinculado ao número do seu celular) e uma conta MyGovID verificada. Para descobrir se o seu número de celular está ligado ao seu PSC, entre em contato com Intreo Centre or Social Welfare Branch Office (Departamento de Assistência Social).

Se você ainda não possui um Cartão de Serviços Públicos, poderá solicitar diretamente no site do MyWelfare. Apenas faça o registro, o qual terá que colocar um número de telefone celular e dois e-mails (principal e alternativo). Ao fazer sua marcação, é recomendado que você imprima a notificação e leve com você na data estipulada, junto com os documentos necessários.

Aplicação via correio

Basta preencher o Formulário de Solicitação de Benefício de Maternidade (MB1) e enviá-lo para a Seção de Benefício de Maternidade do Departamento de Proteção Social. Confira as informações abaixo:

Department of Social Protection
McCarter’s Road
Buncrana
Donegal
Ireland
F93 CH79
Tel:(01) 471 5898
Locall:1890 690 690
Site: http://www.welfare.ie

Já recebo benefício do governo, posso aplicar para o maternity benefit?

Se você recebe algum benefício do governo, ainda terá direito à metade do valor do maternity benefit, nos seguintes casos:

Licença-paternidade na Irlanda

licença-maternidade na Irlanda

O Paternity Leave and Benefit Act de 2016 destaca que o pai tem direito à licença-paternidade de duas semanas. O pacote combinado da licença com o benefício de paternidade pode começar a qualquer momento dentro dos primeiros seis meses após o nascimento ou a adoção de uma criança.

O benefício deve ser solicitado quatro semanas antes de tirar a licença ou 12 semanas se o pai for trabalhador autônomo.

Como mencionado para as mulheres, os pais também podem receber metade do valor do paternity leave se já recebem algum benefício do governo, conforme abaixo:

Para saber mais, acesse a seção específica de paternity leave no portal do governo irlandês.

Gravidez na Irlanda aos olhos dos irlandeses

Olha que bacana, no próprio site do governo irlandês, você encontra diversas dicas para os primeiros passos após a descoberta da gravidez. A página destaca que “ter um bebê ou se tornar pais através do nascimento ou adoção é um momento emocionante e muito importante. A vida familiar na Irlanda mudou significativamente nos últimos anos e agora existem diversos modelos de pais e diferentes tipos de famílias”.

Portanto, se você mora na Irlanda e será mamãe, seu primeiro passo depois de descobrir a gravidez deve ser o seu médico de família (GP). Seu médico confirmará sua gravidez e você receberá conselhos importantes sobre suas opções e os serviços de saúde disponíveis.

A maioria das mulheres na Irlanda escolhe dar à luz no hospital, mas existem outras opções, incluindo nascimento em casa. A taxa de mortalidade infantil no país é uma das mais baixas do mundo e os cuidados de saúde de maternidade são considerados de alto padrão.

Como funciona o sistema de saúde na Irlanda

Na Irlanda, se você se sentir mal, o primeiro atendimento deve ser feito com um GP (General Practitioner), que é o clínico geral. Ele poderá te atender em uma clínica ou na sua própria casa. Se for necessário um exame ou algum tratamento, ele vai te encaminhar ao hospital ou a um médico especialista.

Se você contratou um plano de saúde no Brasil, você poderá usá-lo tranquilamente, só é preciso ficar atento se ele é válido na Irlanda e cobre os requisitos mínimos do Irish Naturalisation and Immigration Service. Outra opção é ter o Medical Card, que é um benefício concedido aos cidadãos europeus que estejam desempregados e que comprovem a impossibilidade de arcar com despesas médicas.

Qual seguro de saúde devo ter?

Na Irlanda, o seguro de saúde governamental é um dos requisitos para o visto de estudo. Ele é uma das exigências do governo para quem vai ficar por mais de 90 dias na Ilha Esmeralda.

O valor deste serviço gira em torno de 120 e 150 euros e pode ser adquirido com agências de intercâmbio ou nas escolas. Com ele, você terá acesso ao serviço de saúde público em casos de emergências – se houver necessidade de internação ou outras ações, o paciente terá que pagar por eles.

Para consultas em geral, você deve procurar o General Practitioner e este atendimento será pago – entre 50 e 100 euros.

Para saber mais acesse o texto que fizemos especificamente sobre este assunto.

Fonte: Citizen Information Board

Custo de vida na Irlanda

O custo de vida na Irlanda é um dos assuntos que mais despertam o interesse dos intercambistas que querem aprender inglês no país.

Afinal, antes de fazer uma viagem dessas, é preciso ter pelo menos uma estimativa de gastos para não passar aperto e poder aproveitar ao máximo essa experiência.

E foi pensando em você que nós da 3RA Intercâmbio decidimos resumir aqui o que você provavelmente vai gastar durante sua estadia na Ilha Esmeralda.

Todos os valores serão baseados em custos para um intercâmbio em Dublin, um dos principais destinos dos brasileiros no país.

Custo de vida na Irlanda: Estudantes

De acordo com o Conselho Irlandês para Estudantes Internacionais, o custo de vida de um estudante que fica por nove meses na Irlanda varia entre 10 mil e 15 mil euros, dependendo da acomodação escolhida.

Estes valores incluem:

  • Aluguel
  • Luz
  • Alimentação
  • Livros
  • Lavanderia
  • Remédios
  • Transporte público
  • Despesas sociais

É importante lembrar que as taxas escolares não estão incluídas neste valor. Considere também que, ao chegar na Irlanda, você terá gastos iniciais, como a compra de roupa de cama, chip para celular e itens para casa (caso não vá ficar em casa de família).

Trabalhar na Irlanda: Vale a pena?

Jerry Seinfeld Laughing GIF - Find & Share on GIPHY

Como todo mundo já sabe, o Euro, é a moeda utilizada por diversos países da União Europeia, inclusive na Irlanda.

Ela é bem valorizada e, por isso, se você puder trabalhar na Irlanda, será de grande ajuda para amenizar seu custo de vida na Irlanda.

Se você ganhar o seu salário em Euro, com um montante relativamente pequeno (quando comparamos à realidade do Brasil), você terá acesso a praticamente tudo.

Sem falar que a Irlanda tem um dos maiores salários mínimos da União Europeia- €9.25 por hora, o que vai ajudar a balancear a sua planilha de custo de vida na Irlanda.

Visto de estudo e trabalho na Irlanda: Quanto custa?

A Irlanda está entre os destinos favoritos dos brasileiros que desejam aprender inglês fora do país.

E um dos principais motivos para esta incessante procura é que a Irlanda é um dos poucos países que oferecem a possibilidade de trabalho para estudantes de cursos de idioma.

Vale ressaltar que apenas os intercambistas que estiverem matriculados em um curso de inglês de 25 semanas ou mais poderão solicitar o visto de trabalho na Irlanda, que é conhecido como GNIB Card, do tipo Stamp 2. É ele que vai garantir que você possa trabalhar de acordo com as regras da imigração irlandesa, podendo variar entre 20 horas e 40 horas por semana dependendo do período do ano.

Para tirar este documento, você vai precisar comprovar que tem 3 mil euros para a imigração da Irlanda. Porem, nós recomendamos que você leve um pouco a mais, cerca de 4 mil euros, já que precisará gastar uma quantia razoável durante os primeiros dias no país. Além disso, seu visto pode ainda não ter sido emitido neste período.

Você também deverá estar preparado para realizar o pagamento da taxa de 300 euros para emissão do visto.

Aluguel e moradia na Irlanda

Ninja Roll GIF - Find & Share on GIPHY

Um dos maiores valores da sua planilha de custo de vida na Irlanda será com certeza o valor do aluguel ou moradia.

O custo em Dublin, por exemplo, pode variar muito em relação à localização (conheça as regiões postais de Dublin).

A grande maioria dos brasileiros escolhe ficar mais próximos das escolas nas regiões centrais da cidade. Em média, eles gastam de 500 a 1.000 euros para o aluguel de um apartamento com um quarto. Claro, que muitos compartilham a moradia em Dublin, o que ameniza bastante os gastos totais.

Um ponto que deve ser considerado é que, quando se aluga um apartamento deve-se pagar um depósito de segurança no primeiro mês do mesmo valor do aluguel. Ou seja, você vai pagar a primeira mensalidade em dobro. Este valor funciona como uma forma de assegurar ao proprietário que você cuidará do imóvel, e quando você sair e tudo estiver OK, este montante é devolvido a você.

Uma coisa bacana é que muitas casas já vêm mobiliadas, principalmente a cozinha, que leva fogão, geladeira e armários. Isto é sinal de economia!

Supermercados em Dublin

Shopping GIF - Find & Share on GIPHY

Em Dublin, você gastará em torno de 30 euros por semana em suas compras (média para uma pessoa). Este valor é apenas uma média considerando comida, bebida e algumas guloseimas (porque ninguém é de ferro!). Agora, se você é daqueles que gostam de comer fora, se prepare que este custo poderá subir para entre 70 a 100 euros por semana.

No supermercado, tente escolher as marcas de produção própria. Elas são chamadas “homebrands” e normalmente são mais baratas que as bandeiras mais famosas. E pode ter certeza, a qualidade é muito boa!

Fique ligado, pois há alguns supermercados com preços mais atrativos do que os outros. No entanto, a diferença não costuma ser tão grande assim. Confira alguns dos mais procurados por estudantes internacionais:

  • Aldi

    Confira as localizações centrais:

  • Dublin 1 (38-41 Parnell St)
  • Dublin 3 (East Wall Road)
  • Dublin 5 (Coolock Drive)
  • Dublin 6 (Lower Rathmines Road e Terenure Road East)
  • Dublin 9 (Santry Avenue)
  • Dublin 10 (Kylemore Road)
  • Dublin 11 (St Margarets Road)
  • Dublin 12 (Long Mile Road)
  • Dublin 14 (Nutgrove Centre)
  • Dublin 15 (Main Street)
  • Dublin 18 (The Boulevard at Rockbrook)
  • Dublin 20 (Old Lucan Road)
  • Dublin 22 (Fonthill Retail Park e Newlands Cross)
  • Dublin 24 (Belgard Road e Tallaght Cross West).

Além disso, o Aldi conta com lojas mais distantes, que podem ser encontradas no site da empresa. De segunda a sexta, o funcionamento é de 9h às 22h; sábado e domingo de 9h às 21h.

  • Tesco

    Só na região de Dublin são mais de 40 lojas. Normalmente elas funcionam entre 7h e 23h, com exceção de alguns dias na semana como sábados e domingos, quando o horário pode mudar para 8h às 23h. Fique ligado nas seções “Reduced to clear” deste supermercado. São produtos que estão próximos da data de validade e oferecidos com bastante desconto. Normalmente, são promoções após as 18h e os produtos ficam dentro da geladeira.

  • Lidl

    Com muitas opções na região em Dublin, o Lidl funciona normalmente de segunda a sábado, de 8h às 22h; e domingo de 9h às 21h.

  • Iceland Ireland

Vale a pena também falarmos do Iceland aqui. o local é muito procurado por quem gosta de comida pronta ou congelada a um preço bem atrativo. Lá, você vai encontrar peixes e carnes em geral, comida chinesa, indiana, entre outras “peculiaridades”, bem diferentes da nossa culinária. Além disso, você pode fazer as compras diretamente do conforto de sua casa por este link.

Supermercados em Dublin: fique ligado nas promoções

Fique atento, estes supermercados sempre oferecem promoções! E normalmente em um dia específico em estações localizadas sempre no mesmo lugar. Fique ligado nas prateleiras de “reduced items”, como chamamos as promoções por aqui. Mas eles não ficam muito tempo disponíveis, pois na mesma velocidade que o preço reduz, as pessoas os compram. Então, já vá preparado para procurar estas plaquinhas! Elas vão te ajudar muito a balancear o custo de vida na Irlanda.

Outro ponto interessante é a questão das sacolas plásticas. Elas não são fornecidas como no Brasil. Possivelmente a pessoa do caixa vai te perguntar se precisa de “bags” e vai te cobrar cerca de 25 centavos por cada uma.

Telefonia na Irlanda

Animated Mobile Phone GIF - Find & Share on GIPHY

Como no Brasil, há diversos serviços de telefonia móvel em Dublin, alguns mais em conta e outros nem tanto. Em média, você vai gastar de 10 a 30 euros com um plano mensal. O que vale mesmo é pesquisar bastante e identificar qual fornece benefícios mais atraentes para sua necessidade. Fique ligado também, porque vira e mexe há promoções sazonais que valem muito a pena.

As principais operadoras são: Lyca mobile, Three, Tesco Mobile, Vodafone e Meteor, que oferecem a opção de programa mensal ou pré-pago. Na primeira, você contrata um pacote e paga após usar o serviço; já a segunda alternativa é o pré-pago, que é ótimo para programar suas despesas, mas pode significar tarifas mais caras. Lembre-se de analisar sua programação de viagem pela Europa (caso você for fazer), pois os valores de serviços fora da Irlanda podem variar bastante.

Transporte na Irlanda

Public Transportation Win GIF by Cheezburger - Find & Share on GIPHY

O valor do transporte em Dublin, por exemplo, pode variar bastante devido à distância que você irá percorrer, mas em média, o custo de uma viagem de ônibus na cidade é de cerca de 2,50 euros. Uma dica bacana é que ao utilizar o bilhete pré-pago você economiza em viagens regulares. Eles podem ser comprados com desconto se você adquirir um cartão chamado Leap Card.

Veja abaixo os principais meios de locomoção na cidade:

Dublin Bus

Todos os ônibus em Dublin contam com wifi gratuito para os usuários, são bem pontuais e adaptados para pessoas com deficiência. É importante lembrar que não há cobrador. Assim que entrar no veículo, você precisará colocar as moedas (sim, eles só aceitam pagamento em moedas!) em uma máquina. Por isso é importante ter sempre o valor trocado.

Caso você tenha dado moedas a mais, o motorista irá entregar a você um ticket com o valor do troco. Você só precisará ir até o escritório do Dublin Bus – que fica no número 59 Upper O’Connell Street, Dublin 1 – e pegar seu dinheiro de volta.

Confira a média das tarifas de ônibus para estudantes em Dublin.

Luas

O Luas é um metrô de superfície que conta com duas linhas: a verde e a vermelha. Neste tipo de metrô não há cobrador, ou seja, você mesmo precisa emitir o seu ticket nas máquinas das estações. Os valores também variam de acordo com o trajeto e normalmente o “single ticket” custa entre 2 e 3,30 euros.

Porém, assim como no Dublin Bus, você pode usar o Leap Card e obter desconto nessa tarifa. Há também opções especiais para quem usa o transporte todos os dias como o 7 Day & 30 Day Tickets, Flexi Tickets e Luas Tax Saver Tickets.

Economize ainda mais

Uma outra possibilidade que vai te garantir uma boa economia é usar os serviços do Dublin bikes, um sistema de locação de bicicletas que funciona no centro da cidade. Além de ser mais barato – o cartão para uso contínuo durante todo o ano, por exemplo, custa apenas €20 – colabora com o meio ambiente e estimula uma vida mais saudável.

Conta de luz na Irlanda

Light Turn Off GIF by Alexis Tapia - Find & Share on GIPHY

As contas de energia são bimestrais na Irlanda, portanto você irá gastar em torno de 50 euros a cada dois meses.

Seguro saúde na Irlanda

Hospital GIF - Find & Share on GIPHY

Na Irlanda, o seguro saúde governamental é um dos requisitos para o visto de estudo. Até 2011, a contratação deste serviço não era obrigatória. Porém, a partir desta data, ele passou a ser uma das exigências do governo para quem vai ficar por mais de 90 dias no país.

O valor do seguro governamental gira em torno de 120 e 150 euros. Ele pode ser adquirido com as agências de intercâmbio ou diretamente com as escolas. Com ele, você terá acesso ao serviço de saúde pública na Irlanda em casos somente de emergências. Se houver necessidade de internação ou de outros encaminhamentos médicos, o paciente terá que pagar por eles.

Para consultas em geral, você deve procurar o General Practitioner e este atendimento será pago – entre 50 e 100 euros.

Diversão na Irlanda

Having Fun GIF - Find & Share on GIPHY

A vida noturna na cidade de Dublin não é lá tão barata, viu? Bilhetes de cinema custam entre 7 e 12 euros, dependendo do horário e a localidade. Fique atento, pois normalmente, os estudantes têm descontos em determinados dias da semana.

Em se tratando de baladas, as entradas para os clubes noturnos variam de 7 a 15 euros. Claro, que isso depende muito do local! Em média, uma caneca de cerveja em Dublin custa cerca de 5 euros e uma taça de vinho, 6 euros. No entanto, os preços podem variar significativamente entre os bares.

Há ainda várias opções de passeios em Dublin. Um deles é a cervejaria Guinness Storehouse. Os preços das entradas variam de acordo com o dia e o horário. Só para se ter uma ideia, para um adulto o preço é a partir de  €14. Outra opção é o Castelo de Dublin e os preços variam entre €4 e €10. Para aqueles que curtem a natureza, há vários parques em Dublin e a boa notícia é que grande parte deles tem entrada gratuita, ou seja, nada que vá interferir no seu custo de vida na Irlanda.

Custo de vida na Irlanda: Planejamento

Evil Mr Burns GIF - Find & Share on GIPHY

Administrar os gastos mensais pode ser um desafio, mas com o tempo as coisas vão se ajeitando. E como tudo é tecnologia, que tal usá-la também como uma aliada para fechar as contas no fim do mês?

Existem alguns aplicativos que vão te ajudar a planejar suas despesas e ter uma noção do seu custo de vida na Irlanda.  Veja alguns exemplos: Guia Bolso (Android e iOS), Wally+ (Android e iOS) e Minhas Economia (Android e iOS).

Fonte: Conselho Irlandês para Estudantes Internacionais

Dia dos Namorados na Irlanda: cinco cenários de tirar o fôlego

No dia 12 de Junho é comemorado o dia dos Namorados no Brasil, quando os casais apaixonados saem para jantar, trocam presentes e fazem até as promessas para o futuro casamento =). É uma data para celebrar o amor! Porém, assim como em toda a Europa, o dia dos namorados na Irlanda é comemorado em outra data: 14 de Fevereiro.

E se você está pensando em fazer seu intercâmbio para a Irlanda e estiver com seu amor (ou sua paquera *.*), esse texto é ideal para você. Aqui nós separamos além de sugestões de lugares diferentes para levar o amado ou amada durante a sua estadia no país, algumas tradições irlandesas que fazem a cabeça dos apaixonados de plantão.

Por exemplo, você sabia que na Ilha Esmeralda existe um dia específico em que os homens não podem recusar o pedido de casamento das mulheres? Isso mesmo! E o anel de Claddagh? Você conhece? Ele é um presente muito comum para presentear a pessoa amada no dia dos namorados na Irlanda.

Ficou curioso? Então saiba mais sobre isso e muito mais abaixo:

Cinco passeios para inovar no Dia dos Namorados na Irlanda

Píer de Dunquin, condado de Kerry

O píer de Dunquin está localizado na Slea Head Drive, onde uma paisagem maravilhosa combina céu e mar no mesmo porta-retrato. Dunquin foi moldado ao longo de milhares de anos pelas ondas que quebravam nas rochas e os ventos intensos no local. Imagina passar um entardecer neste paraíso?

On the road to nowhere ☘ #dunquin #sheephighway #kerry #discoverireland

A post shared by daviehenshaw1 (@daviehenshaw1) on

Powerscourt, condado de Wicklow

Os jardins do Powerscourt são, de fato, um dos locais mais românticos pela Irlanda. A paisagem transforma qualquer momento em único e especial, sem falar nas fotos que ficam simplesmente lindas neste lugar. Sua área verde ocupa cerca de 190 mil metros quadrado com cores para todos os lados. Ela está localizada na pequena vila de Enniskerry, no Condado de Wicklow.

A modern day Ariel and Prince Eric boat ride scene, tbh 🛶

A post shared by Bridget McAlinden (@mc_bridget) on

Coral beach, condado de Galway

Parece pintura, mas é a Coral beach, praia que mais parece uma piscina a céu aberto na Irlanda. Localizada no condado de Galway, o local atrai turistas do mundo todo, devido às águas cristalinas e a receptividade do seu povo. Que tal passar uma temporada nesta região e desfrutar de momentos românticos com seu grande amor?

#igers_galway#wildatlanticway#wildwest#connemara#coralbeach#carraroe

A post shared by Jayebird45 (@jayebird45) on

Cliffs of Moher, condado de Clare

Não poderíamos deixar de falar do nosso campeão de postagens Cliffs of Moher. É claro que o local inspira não apenas aventureiros, mas os casais apaixonados que querem passar um momento único em suas vidas.

Localizada a 267 quilômetros de Dublin, esta maravilha natural responde por formações rochosas localizadas no condado de Clare, que impressionam por sua extensão de oito quilômetros sobre o oceano Atlântico. É um dos pontos turísticos mais visitados do país e lá você pode caminhar até o ponto mais alto, a 214 metros, e encontrar a torre O’Brien e avistar uma das paisagens mais emblemáticas da Irlanda.

Você consegue acessar o local por meio de transporte público, saindo de ônibus direto da estação de Galway. Aluguéis de carros estão disponíveis no aeroporto de Shannon e você pode chegar até os Cliffs pelas estradas de Limerick ou Galway. O site oficial também oferece outras opções, como dicas para chegar de bicicleta ou fazendo trilhas. Adultos pagam €6 e estudantes ou sênior pagam €4.50.

Cachoeira Glencar, condado de Leitrim

Localizada próxima ao lado Glencar, esta queda d´água é de cair o queixo. Esta a apenas 11 quilômetros de Manorhamilton, County Leitrim, o local nos presenteia não só com esta cachoeira maravilhosa, como várias outras nascentes pelo caminho, que deixam o passeio ainda mais romântico.

A queda d’água está localizada bem perto do lago Glencar. O lugar fia a 11 quilômetros de Manorhamilton, County Leitrim. Ao longo do caminho, existem outras cachoeiras, mas essa é a mais romântica e bela, especialmente após aqueles dias de chuva, quando o volume de água fica maior. O lugar é bastante arborizado.

Curtiu os passeios? Que tal saber mais algumas curiosidades da Irlanda que tem tudo a ver com o dia dos namorados?

Tradições Irlandesas para os apaixonados de plantão

Pedido de casamento no mês do dia dos namorados na Irlanda

Há uma tradição na Irlanda, que diz que em anos bissextos, mulheres podem pedir os homens em casamento no dia 29 de fevereiro! E pasmem, eles não podem recusar, a menos que paguem uma “multa de respeito” (tecidos para roupas ou um beijinho!).

Reza a lenda que a brincadeira começou no século 13, quando Santa Brígida teria se queixado a São Patrício sobre a tristeza de muitas mulheres, que ficavam esperando o tão sonhado pedido para serem levadas ao altar. Para resolver tudo isso, eles fizeram um acordo e, então, o, padroeiro da Irlanda teria determinado que todo dia 29 de fevereiro o papel se inverteria e as mulheres tomariam a iniciativa. Se é verdade ou não, a brincadeira é muito divertida e cá entre nós, deve dar muito certo para os casais apaixonados!

Anel Claddagh

O anel Claddagh (Claddagh ring) é um símbolo importante na cultura da Irlanda. É uma peça tradicional no formato de um par de mãos, que simboliza a amizade; um coração, que reflete o amor; e uma coroa, que significa lealdade. Ele pode ser usado como aliança ou simplesmente como um acessório, sendo um presente muito apreciado por quem recebe, principalmente porque o Dia dos Namorados na Irlanda (Valentine’s Day) não é comemorado apenas por casais, mas também para celebrar o amor entre os membros da família e amigos. E há muito significado por trás desse anel, de acordo com o modo que ele é usado:

  • Anel na mão direita com a coroa para dentro: coração disponível.
  • Anel na mão direita com a coroa para fora: pessoa comprometida.
  • Anel na mão esquerda com a coroa para fora: a pessoa tem um amor sem fim por alguém e é correspondida.

Interessante, não é mesmo? E você? Tem alguma curiosidade para contar para a gente? Ou alguma sugestão de passeio romântico para o dia dos namorados na Irlanda? Deixe nos comentários :)

Leia mais:

Cinco lugares que você precisa visitar na Irlanda

Passeios rápidos e imperdíveis em Dublin

 

Passeios rápidos e imperdíveis em Dublin

Fazer um intercâmbio em Dublin é o sonho de muitos brasileiros. A cidade, que é a capital da Irlanda, chama a atenção dos brazucas não só pelas opções de diversão, mas também pelas belezas de seus parques e arquitetura monumentais, o que nos leva a fazer uma viagem pela história do país. E se você está prestes a embarcar para lá, já está na hora de começar a preparar a sua listinha de “passeios em Dublin”.

E para ajudá-los nessa difícil (só que não) missão, separamos alguns locais que dá para ir bem rapidinho. Eles são ideais para quem não tem muito tempo livre. São lugares bem bacanas e com acesso super fácil para você curtir bastante. A cidade é muito funcional, e praticamente todos os principais pontos turísticos de Dublin estão no Centro, o que irá facilitar o seu deslocamento. (Saiba como funciona o transporte púbico em Dublin)

Passeios em Dublin – Veja abaixo alguns destinos que não podem deixar de entrar em sua lista:

Cervejaria Guinness Storehouse

Muito mais que uma cerveja, a Guinness é considerada um símbolo para o povo irlandês. E de tão importante, sua fábrica virou um grande museu no coração da capital irlandesa, e atrai milhares de visitantes todos os anos. A cervejaria é, sem sobra de dúvidas, um dos mais imperdíveis passeios em Dublin! Localizado nos arredores da Thomas street, na St James’s Gate – Dublin 8, o local é parada obrigatória!

Funcionamento: Diariamente, de 9h às 19h
Preços: Adulto – a partir de €14
Estudantes maiores de 18 anos e pessoas maiores de 65 anos – €18
Família (2 adultos e 4 crianças menores de 18 anos) – €48.50
Crianças de 11 a 17 anos: €13.50 (menores de 10 anos a entrada é gratuita)

Saiba mais sobre a cervejaria Guinness Storehouse

The Usual Suspects…#guinnesstorehouse #teelingwhiskey #longroom #brazenheadpub

A post shared by Joseph Ascoli (@chefjpa) on

Temple Bar

O Temple Bar é um conjunto de ruas localizadas no centro de Dublin e onde estão também diversos pubs, lojas, restaurantes (muitos deles de comida brasileira), além de várias galerias de arte. Aos sábados, você pode curtir uma feirinha na praça, que nos faz lembrar aquelas que temos no Brasil, com diversos itens para venda, incluindo as relíquias. Há também locais abertos com venda de alimentos orgânicos, com bastante variedade. Esse local não pode ficar de fora de sua lista de passeios em Dublin!

Dublin 🇮🇪 #templebar #dublin #ireland

A post shared by Monica Geary (@monica_geary) on

Parques em Dublin: Phoenix Park

O Phoenix Park é considerado o maior parque cercado da Europa, com mais de sete quilômetros de extensão. Criado em 1662, além da imensa área verde, o local também conta com o Zoológico de Dublin, onde estão mais de 400 animais. Lá também é o lar de mais de 300 veados, além de outros mamíferos e aves. E sua localização é privilegiada, o parque está situado perto do Parkgate Street e fica aberto 365 dias por ano.

Saiba mais sobre os parques de Dublin

Castelo de Dublin

Esta beleza histórica está a pouco mais de 5 minutos de caminhada do Trinity College, logo depois da rua Dame. O castelo é a antiga sede do governo britânico e sua estrutura pode ser visitada por todos, com o serviço de guia que vai falando tudo sobre a história deste local, além de muitas curiosidades =).

Saiba mais sobre o Castelo de Dublin

Funcionamento: de segunda a domingo, de 9h45 às 17h45.
Preços: Adultos – €10
Idosos: €8
Estudantes – €8
Crianças (6 a 17 anos) – €4

🏰 | #DublinCastle #BlueSkiesForDays #DublinCastleGardens #NoFilterNeeded

A post shared by Emily (@saturdayniteriot) on

Catedral de São Patrício

A St. Patrick’s Cathedral (Catedral de São Patrício) é a maior igreja da Irlanda e uma das atrações mais populares de Dublin, pois é a catedral dedicada ao padroeiro do país. Foi construída no século 12 e lá repousam os restos mortais de várias personalidades, entre eles Jonathan Swift, o autor de “As Viagens de Gulliver”.

A Igreja Nacional da Irlanda está aberta para visitação diariamente e os ingressos custam 6.50€ para adultos e 5.50€ para estudantes. Há também visitas guiadas totalmente gratuitas, que são realizadas de segunda a sábado, às 10h30, 11h30, 14h30 e 15h30. A catedral está localizada no Wood Quay, na região de Dublin 8.

Horários de visitação: normalmente entre 9h30 e 17h, porém há algumas exceções que podem ser conferidas aqui.

Saiba mais sobre a Catedral de São Patrício em Dublin

https://www.instagram.com/p/BUimG95Ax37/?tagged=saintpatrickcathedral&hl=en

Como fazer a carta-convite para receber alguém na Irlanda

Quando você mora em outra país, é muito comum receber familiares e amigos durante o período de estadia no exterior. Neste caso, se você planeja ou já está na Irlanda, será necessário fazer uma carta-convite (invitation letter, em inglês) que nada mais é que um documento que irá comprovar para a imigração que os recém-chegados ao país têm destino certo, além de ter alguém à espera deles. Provavelmente, você já ouviu de alguém que esta carta não é necessária, mas é muito melhor se prevenir a passar por certas situações que vão atrapalhar sua viagem, certo?

Então, vamos lá. A carta deve ser escrita em inglês e será apresentada no momento que a pessoa chegar ao aeroporto na Irlanda. Ela pode ser escrita no computador ou de próprio punho, no entanto, é necessário imprimir (quando for digital), assinar e colocar a data corretamente. O documento deve conter informações como:

  • nome completo da pessoa que te visitará;
  • data de nascimento;
  • documentos de identificação;
  • período de estadia;
  • telefone de contato;
  • situação no país (turista, por exemplo);
  • descrição de quem pagará as despesas da viagem e como vocês se conheceram (no caso de amigos);

Por outro lado, você também precisará inserir seus dados, caso a imigração queira confirmar algum ítem. Quanto mais informação, melhor. Você pode colocar a data que você chegou na Irlanda, seu endereço e documentação pessoal. É bacana também anexar à carta as cópias de seus documentos mencionados acima. Depois de colocar tudo, é só assinar, escanear e enviar para a pessoa que te visitará. Ela deve imprimir e estar com este registro em mãos quando passar pela imigração.

Um ponto interesse é: caso a pessoa for visitar mais de um amigo, que resida em casas diferentes, cada um deles deverá ter uma carta convite.

Veja um exemplo de carta convite abaixo:

 

Letter of Invitation

Dublin – May 4th, 2017

For “João da Silva” – nome da pessoa que irá te visitar (número do passaporte)

Dear Sir/Ma’am,

João da Silva, holder of the Brazilian passport number XXXXXXXX‏, who I worked in São Paulo – Brazil for 10 years, has been invited by myself, (name), to visit my home in Dublin – Ireland (endereço), where I have been living since October of 2015. He is coming to Ireland from (data de chegada) until (data de saída) to visit me as a tourist and we are going to visit some countries in Europe during this time as France (Paris) and England (London).

I would like to highlight that Mr. João can fully support himself financially while he will be here. Besides this letter of invitation, I am attaching copies of my documents which state my regular visa status in Ireland. Also, you can find my personal contacts below:

Name:

Nationality:

Passport number:

GNIB Card number:

GNIB Expiration date:

PPS number:

Mobile:

Thank you in advance,

Sincerely,

Seu nome completo
Sua assinatura

Fonte: http://www.inis.gov.ie/en/INIS/Pages/Visit+(Family+Friends)

Veja mais:
Como funciona o processo de visto para a Irlanda?
Regras básicas para quem quer estudar e trabalhar na Irlanda