3RA Intercâmbio

intercâmbio Irlanda

Dicas para se dar bem em seu intercâmbio para a Irlanda

20 Compart.

Fazer intercâmbio para a Irlanda é uma oportunidade única na vida de qualquer pessoa. E para realizar este sonho, muita gente investe pesado nessa jornada – vendem carro, apartamento e outros bens. Por isso, esta experiência precisa valer a pena, não é mesmo? E como fazer isso?

Para te ajudar nesta jornada, reunimos algumas dicas preciosas para seu intercâmbio para a Irlanda. Você verá que a vivência no país te trará muito mais que o inglês, mas sim uma experiência de vida completa. Desde os costumes mais simples aos mais “estranhos” em nossa concepção, no decorrer do tempo isso tudo fará parte do seu cotidiano. Portanto, a primeira dica é: aproveite ao máximo cada momento!

Então, vamos lá na listinha que preparamos para você. Ah, e não deixe de ler o texto que fizemos com algumas dicas para os recém-chegados em Dublin!

Trabalho + estudo na Irlanda: aumente seu networking

Uma das grandes vantagens de fazer intercâmbio para a Irlanda é que você poderá estudar inglês e trabalhar ao mesmo tempo.

O que em muitos países é proibido, na Ilha Esmeralda é totalmente liberado (seguindo algumas regrinhas) e é um dos principais atrativos para os estudantes brasileiros. Então, por quê não aproveitar mais esta oportunidade? Isso quer dizer que você poderá aumentar sua rede de contatos profissionais desde o primeiro momento de sua estadia no país.

Como os irlandeses estão acostumado a receber estudantes internacionais, há muitas vagas de emprego. Porém, não se assuste se você tiver que “recomeçar”. Este é um dos caminhos mais tradicionais para crescer profissionalmente. Portanto, não tenha preconceito com vagas em restaurantes, lojas, supermercados. Pense que cada momento será um aprendizado, principalmente na questão da prática do inglês.

Confira alguns sites de emprego em Dublin, que farão aumentar ainda mais seu networking.

Coloque o inglês em tudo do seu dia a dia

Uma dica preciosa para se dar bem em seu intercâmbio para a Irlanda é treinar o inglês em todas as oportunidades que tiver. Se você puder fazer isso antes de embarcar para a Ilha Esmeralda, melhor! Porém, sabemos que a influência do português é grande e, às vezes, fica meio complicado.

O que vemos muito acontecer é brasileiro interagindo apenas com pessoas da mesma nacionalidade. É claro que é muito mais fácil explicar certas coisas em português ou até mesmo fazer brincadeiras em nosso idioma. Mas lembre-se do seu objetivo maior: aprimorar o inglês. Não estamos falando para não ter amigos brasileiros, mas que tal treinar a o idioma com eles também?

Procure grupos de conversação pela cidade (muitos são até gratuitos), leia matérias em jornais, ouça o rádio. Levante a bandeira do inglês e faça dele seu idioma daqui para a frente. No início é difícil, mas depois de um tempo, será mais comum pensar em outra língua. Ah, e NUNCA tenha medo de errar!

Intercâmbio para a Irlanda: tenha a mente aberta

Devido ao grande número de estrangeiros, a Irlanda se tornou um país multicultural. E isso é ótimo! Podemos aprender costumes de outras culturas, ensinar a nossa e de quebra enriquecer os conhecimentos. Mas para isso, a nossa dica é: vá livre de qualquer preconceito. Ter a mente aberta é fundamental para se dar bem em seu intercâmbio para a Irlanda.

Não existe uma receita perfeita para que tudo dê certo. Porém, quanto mais você for flexível com as diferenças, o choque cultural será o menor possível. Nossas percepções vão mudando com o tempo e isso tudo influenciará na sua adaptação no país. Quanto mais tempo se passa longe de casa, mais hábitos e costumes locais vão entrando em seu dia a dia, e é muito bacana quando paramos para comparar com o que estamos acostumados no Brasil

Vamos a alguns exemplos:

  • Você sabia que os irlandeses amam chá (e com leite) – oi?! Chá com leite? Sim, eles adoram! Não importa a hora do dia, é sempre uma boa pedida. Então, não torça o nariz quando alguém te chamar para tomar um cházinho com leite rs.
  • Os irlandeses têm o costume de assoar o nariz em qualquer lugar. Sim, é super normal. Portanto, não faça aquela cara de espanto!
  • Eles agradecem ao motorista toda vez que descem do ônibus – SEMPRE! Então, já anota aí mais esta dica para se dar bem em seu intercâmbio para a Irlanda.

Prepare-se (psicologicamente) para o clima na Irlanda

O clima da Ilha Esmeralda é bem instável e muitas vezes pode nos dar um “banho de água fria”. Não vá pensando que terá sempre sol e calor no verão, pois na verdade não é assim =(. Então se prepare (também psicologicamente) para a chegada em um país que chove, pelo menos, 200 dias por ano.

Às vezes, o guarda-chuva não será o suficiente, então se você tiver um casaco impermeável será bem-vindo, porque venta muito! No verão (entre junho e agosto), outono (setembro a novembro) e inverno (dezembro a fevereiro) o clima é chuvoso. A época do ano mais ensolarada e com temperaturas frescas é a primavera (março a maio).

Independente da época do ano que você vai desembarcar, é fundamental que tenha uma blusa mais quentinha em mãos para não passar aperto. Na Irlanda é assim: você acorda, olha pela janela e vê aquele sol maravilhoso. Vai tomar banho todo feliz já pensando na roupa que vai usar. Quando sai, o tempo já está meio nublado e ventando. Então, se você checou a temperatura dos primeiros dias, certamente ela vai mudar (rs).

Dirigir na Irlanda: mão inglesa à vista

Todo brasileiro tem direito a dirigir na Irlanda com a carteira expedida no Brasil por 12 meses. Ela deve ser acompanhada pela Permissão Internacional para Dirigir (PID), que é a tradução da licença brasileira. Porém, não vá achando que é só isso. É preciso se preparar também com o padrão de trânsito local, conhecido como mão-inglesa. Ou seja, a direção do motorista e a pista estão do lado contrário do formato brasileiro.

Um detalhe importante: as infrações de trânsito na Irlanda são penalizadas com multas e com pontuação na carteira. Se o motorista acumula 12 pontos em um período de três anos ele perde o direito de conduzir no país por seis meses. Entre as infrações que acarretam pontos estão excesso de velocidade, direção perigosa e não obedecer às placas de sinalização (veja a lista de todas as penalidades passíveis de multa e pontuação).

Curtiu nossas dicas? Veja mais alguns textos que poderão ser de seu interesse:
Como funciona o processo de visto para a Irlanda?
Como funciona o transporte público em Dublin?