Como funciona o processo de visto para a Irlanda?

Uma das dúvidas mais frequentes de quem quer fazer um intercâmbio na Irlanda com possibilidade de trabalho é quanto ao processo de visto. As perguntas são muitas: Vou precisar tirar um visto antes de embarcar? Quais documentos preciso? O que vai garantir a minha entrada no país?

A verdade é que o processo de visto de estudante para a Irlanda é bem mais simples do que para outros países como Canadá e Estados Unidos, por exemplo. Para começar, você não vai precisar solicitar um visto antes de seu embarque, pois o seu documento será emitido lá mesmo na Ilha Esmeralda.

3RA, o que preciso fazer então?

Antes de mais nada, se você vai fazer 25 semanas de aulas de inglês, é preciso saber que o seu visto – ou GNIB Card, como é conhecido na Irlanda – será do tipo Stamp 2. É ele que vai garantir que você possa trabalhar 20 horas semanais no período de aulas e 40 horas durante o período especificado pela imigração.

O processo de emissão do visto é bem simples, mas é preciso ficar atento aos detalhes para não esquecer nenhum dos documentos obrigatórios para trás ou perder os prazos.

O primeiro passo é separar a documentação necessária. Você precisará mostrar alguns destes documentos – como carta de matrícula, passaporte, passagem e comprovante de acomodação – logo no aeroporto. Veja mais detalhes sobre esta documentação abaixo: 

1)Enrolment Letter: Esta é uma carta que a escola vai mandar para você por correio ou por e-mail logo após o pagamento do seu curso. Caso você receba via e-mail, precisará imprimi-la para apresentá-la no aeroporto, seja já na Irlanda ou durante alguma conexão pela Europa. Este documento precisa conter informações como a duração do seu curso, a garantia de que todo o valor foi pago e que você será um estudante full-time, ou seja, irá estudar em tempo integral. Fique bem atento pois se alguma destas informações estiverem faltando, a sua entrada no país poderá ser negada.

2)Passagem: Não esqueça de levar a passagem que irá comprovar o seu retorno ao Brasil. Fique atento para que a data agendada não extrapole os oito meses de visto aos quais você tem direito.

3)Passaporte: Que o passaporte é um documento muito importante e essencial, todo mundo ja sabe. Porém, é preciso ficar atento à data de validade dele. Por exemplo, se você acredita que vá ficar na Irlanda até julho de 2017, seu passaporte deverá ser válido no mínimo até agosto deste mesmo ano.

4)Comprovante de acomodação: É claro que você não vai precisar decidir onde vai morar durante toda a sua estadia na Irlanda estando ainda no Brasil. Porém, você terá que comprovar que tem onde ficar por pelo menos uma semana. E aí fica a seu critério: Pode ser uma homestay, hotel, student house, hostel… você só precisa comprovar que está com tudo pago.

5)Dinheiro: Você vai precisar comprovar que tem €3.000 para a imigração da Irlanda. Porem, nós recomendamos que você leve um pouco a mais, cerca de €4000, já que precisará gastar uma quantia razoável durante os primeiros dias no país e o seu visto pode ainda não ter sido emitido neste período. (Você vai entender o porquê estamos falando isso no finalzinho deste texto). Você pode comprovar esse valor de algumas formas: Money Order, Visa Travel Money ou até mesmo levar um extrato do Brasil em seu nome. Porém, esta última é a forma mais complicada, pois o extrato precisa ser traduzido para o inglês e estar com o valor em euros.

6)Seguro-Saúde: Você deve ter um seguro saúde privado ou público que seja aceito pelo governo da Irlanda. 

O processo de visto

O seu processo de visto vai começar logo na chegada à Ilha Esmeralda. Se você estiver com a documentação toda certinha,  o oficial irá carimbar o seu passaporte com uma permissão temporária de estadia no país que pode variar entre 30 e 90 dias. Este será o período que você terá para correr atrás de seu visto de estudo e trabalho.

Nos próximos dias, você deverá solicitar o visto definitivo no escritório da imigração em Dublin – se este for o seu destino final. Você precisará agendar um horário online (sempre faça isso com antecedência!) e ir até o local para apresentar novamente todos os documentos que listamos acima, inclusive a comprovação dos €3.000 (Por isso que falamos para você ter uma quantia maior anteriormente. Assim você não corre o risco de já ter gastado parte do dinheiro e ter menos de €3.000 quando for apresentar a documentação na imigração). Você também deverá estar preparado para realizar o pagamento da taxa de €300 euros para emissão do visto. (Clique aqui e confira as formas de pagamento)

Para estudantes matriculados em cursos full-time com 25 semanas de duração, o tempo de visto será de oito meses. Neste caso, o aluno ainda poderá renovar o visto por até duas vezes, permanecendo no máximo dois anos no país. Para que a renovação aconteça, o estudante não precisará de comprovação financeira, mas deverá comprovar para a imigração que teve pelo menos 85% de presença em sala de aula e também deverá realizar uma prova para demonstrar sua evolução no idioma.

Estudantes que irão estudar menos de três meses não precisam passar pelo processo de visto, mas também não tem direito à permissão de trabalho.

Ainda tem dúvidas? Visite o site oficial da Imigração irlandesa.