países más felices del mundo

Canadá é um dos países mais felizes do mundo

O Canadá é um dos países mais felizes do mundo. A afirmação é do World Happiness Report, que destacou o país norte-americano como o sétimo lugar mais feliz do mundo entre a avaliação de mais de 150 nações. O resultado deste ano foi delineado segundo aspectos dos fundamentos sociais de felicidade, incluindo a satisfação no local de trabalho.

“O World Happiness Report continua a chamar a atenção global em torno da necessidade de criar uma política sólida para o que mais importa para as pessoas – seu bem-estar”, destacou Jeffrey Sachs, diretor da Sustainable Development Solutions Network, em comunicado. “Como demonstrado por muitos países, este relatório mostra que a felicidade é um resultado da criação de bases sociais fortes”.

Para chegar ao top 10, o Canadá demonstrou valores elevados em todas as seis variáveis-chave usadas para explicar as diferenças de felicidade entre os países como: renda, expectativa de vida saudável, alguém com quem contar em tempos de dificuldade, generosidade, liberdade para fazer escolhas de vida e confiança, com o último medido pela ausência de corrupção nos negócios e no governo.

O Relatório de Felicidade Mundial avaliou os países a partir de dados em uma escala de 0 a 10 e levou em consideração o triênio 2014-2016. Os resultados revelaram uma pontuação média de 5,3 (de 10) e o Canadá foi um dos destaques, marcando pontos gerais acima de 7.

Veja o ranking dos lugares mais felizes do mundo:

1 – Noruega
2 – Dinamarca
3 – Islândia
4 – Suíça
5 – Finlândia
6 – Países Baixos
7 – Canadá
8 – Nova Zelândia
9 – Austrália
10 – Suécia

Veja também: Vancouver é uma das cinco melhores cidades do mundo para se viver

Canadá é o melhor país em qualidade de vida do mundo

mejores ciudades del mundo para vivir

Vancouver é uma das cinco melhores cidades do mundo para se viver

Poucos dias após o Canadá ter sido escolhido o melhor país em qualidade de vida do mundo pela U.S News, um segundo estudo divulgado na última terça-feira (14/3) pela empresa Mercer afirma que Vancouver está entre as cinco melhores cidades do mundo para se viver. A pesquisa levou em consideração 231 nações de todos os continentes.

Vancouver foi a única cidade canadense a fazer parte da lista top-10, com Toronto e Ottawa chegando em 16° e 18° lugares, respectivamente. A pesquisa levou em consideração os seguintes critérios:

1 – Ambiente político e social: estabilidade política, crime, aplicação da lei.

2 – Ambiente econômico: regulamentos cambiais, serviços bancários.

3 – Ambiente sócio-cultural: disponibilidade de mídia e censura, limitações à liberdade pessoal.

4 – Considerações médicas e de saúde: Materiais e serviços médicos, doenças infecciosas, esgoto, eliminação de resíduos, poluição do ar, etc.

5 – Escolas e educação: padrões e disponibilidade de escolas internacionais.

6 – Serviços públicos e transportes: eletricidade, água, transportes públicos, congestionamento de tráfego, etc.

7 – Lazer: restaurantes, teatros, cinemas, esportes e lazer, etc.

8 – Bens de consumo: disponibilidade de alimentos / itens de consumo diário, carros, etc.

9 – Habitação: aluguel de habitação, eletrodomésticos, mobiliário, serviços de manutenção

10 – Ambiente natural: clima, registro de desastres naturais

Top 10 cidades classificadas para a qualidade de vida:

1 – Viena, Áustria
2 – Zurique, Suíça
3 – Auckland, Nova Zelândia
4 – Munique, Alemanha
5 – Vancouver, Canadá
5 – Dusseldorf, Alemanha
6 – Frankfurt, Alemanha
7 – Genebra, Suíça
8 – Copenhague, Dinamarca
9 – Basileia, Suíça

Veja aqui a matéria: Canadá é o melhor país em qualidade de vida do mundo

Melhor aeroporto da América do Norte

Vancouver também tem o melhor aeroporto da América do Norte. Pelo oitavo ano consecutivo, o Aeroporto Internacional da cidade (YVR) figura na primeira colocação do ranking de acordo com o Skytrax World Airport Awards. O prêmio é considerado referência global em excelência aeroportuária.

YVR é o primeiro e único aeroporto a receber este prêmio por oito anos consecutivos. Ele também está entre os três melhores em relação à serviço de pessoal em aeroportos da América do Norte.

mejor país en calidad de vida del mundo

Canadá é o melhor país em qualidade de vida do mundo

Pelo segundo ano consecutivo, o Canadá é considerado o melhor país do mundo no quesito qualidade de vida. A afirmação é do estudo que acaba de ser divulgado pelo U.S News em parceria com Y&R’s BAV e Wharton, o qual analisou 80 nações e levou em consideração a opinião de mais de 21 mil pessoas ao redor do mundo. No ranking geral, o país norte-americano figura em segundo lugar, ficando atrás apenas da Suíça.

A metodologia por trás das classificações  teve como base um conjunto de 65 atributos relevantes que podem ser usados para descrever um país, sobretudo que contribuem para o sucesso de uma nação moderna. Além da qualidade de vida, o Canadá teve pontuação substancial nas categorias mais significativas do ranking, como cidadania e empreendedorismo, alcançando o quarto e sétimo lugares respectivamente.

Confira as subcategorias que nortearam o estudo das melhores nações do mundo:

Empreendedorismo (17,42%): nação conectada com o resto do mundo, população instruída, empreendedora, inovadora, facilita o acesso ao capital, força de trabalho qualificada, expertise tecnológica e possui negócios transparentes.

Cidadania (16,95%): este item preocupa-se com os direitos humanos, meio ambiente, igualdade de gênero, progressiva, liberdade religiosa, respeita direitos de propriedade, poder político confiável e bem distribuído.

Qualidade de Vida (16,89%): um bom mercado de trabalho, acessível, economicamente estável, familiar, igualdade de renda, politicamente estável, sistema de educação pública seguro e bem desenvolvido e sistema de saúde pública bem definida.

Influência Cultural (12,93%): nações culturalmente significativas em termos de entretenimento, moda, felicidade, tem uma cultura influente, moderna e de prestígio.

Aberto aos negócios (11,99%): custos de fabricação burocráticos e baratos, ambiente fiscal favorável e práticas governamentais transparentes.

Mudança (10,00%): países capazes de superar desafios apesar de instabilidades de forma diferente, distintivo, dinâmica e única.

Poder (7,42%): líder, político e economicamente influente, fortes alianças internacionais e força militar.

Aventura (3.24%): o turismo de aventura é uma parte pequena, porém significativa da indústria, representando hoje em dia mais de 280 milhões de empregos em todo o mundo. A categoria levou em consideração atributos do país que se relacionam à aventura como: amigável, divertido, clima agradável e panorâmico.

Herança (3,17%): nações culturalmente acessíveis, tem rica história, tem boa comida e diversidade em atrações culturais.

 

Cidades canadenses estão entre as 15 melhores do mundo para estudantes

O Canadá tem três das melhores cidades do mundo para estudantes. Nenhuma novidade, não é mesmo?

Segundo o estudo anual realizado por pesquisadores da QS Quacquarelli Symonds, Montreal está no topo da lista e é a melhor cidade do mundo para estudantes. Vancouver e Toronto também estão no ranking, respectivamente em décimo lugar e décimo primeiro. Para a pesquisa foram analisados fatores como segurança, acessibilidade e nível de poluição.

Em comparação com anos anteriores, Montreal superou todos as categorias e deu um salto para o topo da tabela deste ano. A cidade foi reconhecida por sua conveniência, acessibilidade e percepção positiva dos estudantes. Não é para menos: é lá que estão situadas algumas das instituições mais bem conceituadas do Canadá, como a McGill University (atualmente classificada em 30º lugar no mundo e 1ª no Canadá) e a Université de Montréal (126ª no mundo, 5ª no Canadá).

Já a cidade de Vancouver pontuou no quesito mercado de trabalho para pessoas qualificadas. Duas universidades estão no QS World University Rankings® 2016-2017, das quais a mais alta classificada é a University of British Columbia, em 45º lugar no mundo. A outra instituição de Vancouver, a Simon Fraser University, oferece um ambiente de estudo particularmente exclusivo, graças à localização do seu campus principal, que fica no meio da Área de Conservação da Montanha Burnaby, nos arredores da cidade.

Toronto, apesar de aparecer na décima primeira posição, sem dúvida continua a ser uma forte candidata em relação à qualidade de vida para estudantes. A cidade aparece como a melhor do mundo no quesito “Desirability’, que baseia-se no contexto relacionado à poluição, segurança e corrupção. Na pesquisa, a palavra mais usada para resumir Toronto foi “diversidade” – em referência tanto à enorme variedade de atividades que a cidade oferece, quanto à qualidade diversa e inclusiva de sua comunidade.

E você? Concorda com a pesquisa? Qual a sua cidade favorita?

Veja as 25 melhores cidades para estudantes em todo o mundo:

1. Montreal
2. Paris
3. London
4. Seoul
5. Melbourne
6. Berlin
7. Tokyo
8. Boston
9. Munich
10. Vancouver
11. Hong Kong and Toronto
13. Sydney
14. Singapore
15. Zurich
16. Vienna
17. Kyoto-Osaka-Kobe
18. Edinburgh
19. New York
20. Brisbane
21. Taipei
22. Canberra
23. Barcelona
24. Manchester
25. Shanghai

Canadá en verano

As vantagens de conhecer o Canadá no verão

Uma das estações mais apreciadas pelos turistas no Canadá, o verão (entre junho e setembro) chama a atenção também pelas temperaturas mais amenas e os dias mais longos, com sol raiando de 4 da manhã até às 10 da noite. Nesta época, as cidades literalmente mudam. As pessoas ficam mais alegres e costumam realizar atividades ao ar livre, o que é mais difícil no inverno, quando as temperaturas podem atingir 30 graus negativos. Bares e restaurantes fecham mais tarde, garantindo a diversão dos que passam por aqui durante todo o dia!

É uma das épocas que os turistas podem economizar bastante nas compras também. Em agosto, geralmente as lojas fazem diversas promoções de fim de estação, o que possibilita comprar vestuário de verão a preços bem atraentes. As coleções para o inverno também começam a surgir.

As maiores cidades como Vancouver, Toronto e Montreal contam com diversos festivais e atividades culturais. No dia 1° de julho, por exemplo, é comemorado o Canada Day, quando são realizados diversos eventos gratuitos durante o dia inteiro, com desfiles e shows ao ar livre. É a maior comemoração dos canadenses, e por onde você passar vai perceber que todos estão no mesmo clima de festa e descontração.

Em Toronto, vale conhecer o Distillery District, uma vila de pedestres antiga e repleta de arte em forma de bares, restaurantes, teatros e cafés. Muitos eventos só acontecem durante o verão, por isso vale muito a pena colocar este destino em sua agenda. Um dos episódios de Masterchef Canada foi gravado no local, além de vários filmes de Hollywood. Sem dúvida, um lugar muito charmoso que você vai adorar.

Uma ótima pedida é conhecer as belezas naturais. Por ser uma cidade litorânea, Vancouver oferece um dos climas mais amenos do Canadá e é lá também que há uma imensidade de parques. Um dos exemplos é o belíssimo Stanley Park, que conta com mais de quatro quilômetros de área verde, espaços para andar de bicicleta, acampar e fazer aquele churrasquinho que tanto amamos. Uma outra opção é o Queen Elizabeth Park, que encanta pela formosura de sua área. Com pouco mais de um quilômetro de extensão, o parque oferece vistas maravilhosas e diversas atrações turísticas.

Bem pertinho do centro da cidade de Vancouver, Deep Cove está localizado num vale de montanhas rodeado pelo mar. Apesar de ser um braço oceânico, suas águas calmas fazem com que Deep Cove mais pareça um lago e, por conta disso, o local é conhecido pelos passeios de caiaque e stand up paddle board, aquele tipo de prancha que você rema de pé. Bem na parte comercial existe uma loja, onde é possível alugar os equipamentos para a prática desses esportes aquáticos. Não perca a oportunidade também de fazer a trilha, que tem fácil acesso e dura aproximadamente uma hora para subir e 45 minutos para descer. Você não vai se arrepender, a beleza lá de cima é de cair o queixo. E no fim do passeio, você pode dar aquele mergulho para se refrescar no lago.

Falando em lago, não deixe de visitar a área de recreação do Lago Buntzen, localizada ao norte do vilarejo de Anmore e a 45 minutos de carro do leste de Vancouver. É um paraíso para você e sua família se refrescarem e fugirem um pouco do calor do verão. O local conta ainda com espaço para recreação de adultos e crianças, trilhas para os mais aventureiros, e uma área exclusiva que você pode deixar seu cachorro brincando solto.

Sabia que os canadenses adoram praia também? Por isso quando chega o verão, este é um dos destinos preferidos, além das piscinas naturais. Confira aqui uma matéria exclusiva que fizemos sobre este tema.

Aproveite o verão e as atrações que o Canadá oferece. Bom passeio!

5 motivos para conhecer o Canadá em 2017

O ano de 2016 está chegando ao fim e já está na hora de começar a preparar a famosa lista de desejos para 2017.

Pensando em lhe ajudar nesta missão, nós resolvemos listar cinco motivos para que você coloque “Conhecer o Canadá” entre os seus objetivos para o novo ano.

Veja abaixo:

1) Isenção de visto de turista para brasileiros

Como já falamos aqui no blog, a partir do dia 1º de Maio de 2017 alguns cidadãos brasileiros não precisarão de visto de turista para o Canadá, podendo solicitar apenas o eTA (Electronic Travel Authorization). A regra será válida para quem possuir um visto americano válido ou para quem já teve algum visto canadense nos últimos dez anos. Clique aqui para saber mais sobre o assunto.

2) Canadá: Primeiro lugar no ranking dos melhores países para viajar em 2017

Em outubro deste ano, a Lonely Planet escolheu o Canadá como o melhor país para viajar em 2017. No site você pode se cadastrar para receber um guia completo sobre o país, com indicações de locais para visitar. Vale a pena conferir!

3) Aniversário do Canadá

O Canadá foi criado oficialmente em 1867, logo, neste ano de 2017 o país completa 150 anos! Será um ano inteirinho de festa! As comemorações já começam esta semana, no último dia do ano, em 19 cidades diferentes: St. John’s ; Halifax ; Charlottetown ; Moncton ; Fredericton ; Québec; Montréal; Ottawa; Toronto; Iqaluit; Winnipeg; Regina; Saskatoon; Yellowknife; Edmonton; Calgary; Whitehorse; Vancouver e Victoria.

Em Vancouver, a festa acontece ao redor do Canada Place, com diversas apresentações culturais e música ao vivo. Estão previstos também dois shows de fogos de artifício: o primeiro às 9pm e o segundo às 00h. Clique aqui para mais informações.

Já em Toronto a festa será na Nathan Phillips Square. O evento contará com atividades para toda a família, além de DJs e shows diversos. Também estão previstos um show pirotécnico e uma contagem regressiva especial. Clique aqui para mais informações.

Os demais eventos comemorativos serão postados no site oficial do governo, desenvolvido especialmente para a data. Clique aqui para ter acesso ao site.

4) Entrada gratuita nos parque nacionais

Ainda para comemorar o aniversário de 150 anos do país, o governo liberou entrada gratuita em todos os parques nacionais no ano de 2017. Você só precisa garantir seu passe gratuito no site. Clique aqui para ver a lista dos parques nacionais do Canadá.

5) Todos os motivos óbvios que você já está cansado de saber

Além dos motivos citados acima, nós poderíamos ficar horas aqui listando pelo menos mais umas 50 razões óbvias para você visitar o Canadá no ano que vem como as belezas naturais do país, a qualidade de vida, a cortesia com que os canadenses recebem os visitantes estrangeiros, a segurança etc. Vale a pena separar um pedacinho do ano para conhecer este país que é considerado um dos melhores do mundo para se viver!

5 lugares para ver as luzes de Natal em Vancouver

Vancouver já está totalmente no clima de Natal. As baixas temperaturas e a neve – que resolveu dar as caras este ano – colaboram ainda mais para este ar natalino que a gente adora! E se você está passando o Natal pela primeira vez na cidade, não pode deixar de ver as luzes que deixam nossa Vancouver mais linda do que nunca. Confira abaixo:

1)St. Paul’s Hospital Lights of Hope

As luzes do hospital St. Paul são tradicionais em Vancouver.

São mais de 100 mil luzes (isso mesmo!) que montam um lindo painel de mais de dez quilômetros.

O Hospital fica na Burrard Street, número 1081, em Downtown.

Você tem até o final de dezembro para dar um pulinho lá.

https://www.instagram.com/p/BOOdsYThgJG/?tagged=lightsofhope

2) Bright Nights at Stanley Park

Nesta época do ano, o Stanley Park recebe mais de três milhões de luzes.

A atração também conta com um passeio de trem para os pequenos, muita música, lanches e visitas do Papai Noel e seus elfos.

A exposição irá funcionar até domingo, dia 1 de Janeiro.

feeling the Christmas spirit #brightnights #stanleypark #holiday #christmas #yvr #vancity

A post shared by I 🅰️N (@james_ian23) on

3) Holiday Hi-Light Festival

O Holiday Hi-Light Festival é o local ideal para levar a criançada.

O festival conta com mais de 50 mil luzes de natal, além de noites super agradáveis com papai noel, chocolate quente, pintura facial e muito mais!

O Holiday Hi-Light Festival acontece no Park & Tilford Gardens, North Vancouver e estará aberto até o dia 31 de dezembro.

https://www.instagram.com/p/BOEQ-nmAvAQ/?taken-at=1537356

4) Canyon Lights at Capilano Suspension Bridge

Um dos locais mais famosos nessa época do ano é a Capilano Suspension Bridge.

A ponte e a bela paisagem ficam ainda mais bonitas com as luzes do festival. No local você poderá ver ainda a árvore de Natal mais alta do mundo, com 153 metros de altura, e muitas outras atrações.

A Capilano Suspension Bridge fica na Capilano Road, número 3735, North Vancouver e você tem até o dia 8 de janeiro, das 11am às 9pm para visitar o parque.

5) Festival of Lights at VanDusen Garden

Imagine um lindo jardim botânico todo coberto por mais de um milhão de luzes de Natal. Incrível, não é?

Você será transportado para um mundo mágico, podendo fazer as trilhas do local com renas e gnomos, passando pela gruta dos desejos e muito mais!

O VanDusen Gardens fica na Oak Street, número 5251, em Vancouver.

O evento segue até o dia 2 de janeiro, das 4h30pm às 9pm. Porém, até o dia 23 de dezembro a exposição ficará aberta até às 10pm.

Fonte: Daily Haive Vancouver

Como funciona a licença-maternidade no Canadá?

Muitos brasileiros que decidem embarcar de vez para o Canadá planejam ter seus filhos no país. E não é muito difícil entendê-los: Além de ser um dos países com melhor qualidade de vida do mundo, o Canadá conta com um excelente sistema educacional e, diferentemente do Brasil, a falta de segurança não costuma ser um problema por essas bandas. E para quem tem essa vontade, uma das principais dúvidas que surge é: Como funciona a licença-maternidade no Canadá?

Há pouco tempo nós convidamos uma de nossas clientes, a Isana Santana, para participar de um Hangout ao vivo com a nossa equipe. Ela engravidou em 2015 e teve a sua primeira filha, Nicole, em Vancouver, em abril de 2016. Na ocasião, ela chegou a contar um pouquinho sobre o processo de licença-maternidade (Clique aqui para assistir), mas logo em seguida nós recebemos muitas perguntas de vários futuros papais e mamães. Por isso, decidimos elaborar este texto para dar apenas uma visão geral sobre o assunto. Lembramos que as regras podem variar de acordo com a província em que você está e, por isso, é muito importante buscar estas mesmas informações no site oficial de cada uma delas.

Para quem não sabe, o Canadá conta com um dos períodos mais longos de licença-maternidade do mundo. Basicamente, são dois tipos de licença: A pregnancy leave (ou maternity leave), que é um direito apenas da mãe, e a parental leave, que pode ser compartilhada entre os dois pais. Até então, o tempo total de duração das duas licenças combinadas era de até 12 meses (salvo algumas exceções), porém, de acordo com um anúncio do governo, a partir de dezembro de 2017, este período será de até 18 meses. 

A duração da pregnancy leave (ou maternity leave) é de no máximo 17 semanas e a data de início desta licença pode variar de acordo com a província. Em Ontario (Clique aqui para mais informações), por exemplo, a mãe pode tirar essa licença a partir da data do nascimento ou até no máximo 17 semanas antes da data prevista para o parto. Já em British Columbia (Clique aqui para mais informações), a maternity leave geralmente começa seis semanas antes da data prevista para o nascimento do bebê ou, caso a mãe tenha um termo de consentimento assinado pelo médico, esse período pode começar até mais perto da data prevista para o parto.

Já o parental leave geralmente tem uma duração máxima de 35 semanas. Como já falamos anteriormente, o interessante deste benefício é que ele pode ser compartilhado entre ambos os pais, ou seja, parte deste tempo pode ser dividido com o cônjuge.

Benefícios financeiros

Durante o período de licença, o governo do Canadá, através do Employment Insurance (EI), oferece alguns benefícios. Porém, é preciso ser elegível para ter acesso a eles (Clique aqui para ver os critérios de elegibilidade). Um deles, por exemplo, é o pagamento de uma parte do salário, que varia de acordo com o caso. No geral, a média é de 55% do valor total, com um teto máximo de CAD$ 537. Para saber mais sobre os benefícios do EI, clique aqui.

Clique aqui e saiba como estudar e trabalhar no Canadá

5 coisas que você precisa saber antes de embarcar para o Canadá

Há algum tempo atrás, nós elaboramos um texto com cinco dicas úteis para quem acabou de chegar ao Canadá. Agora, nós decidimos voltar ao assunto e mostrar mais cinco coisas que você precisa saber antes de embarcar de vez para o país. Elas vão desde hábitos canadenses para você não passar vergonha a até informações úteis como conversão de pesos e medidas. Indicamos que você leia os dois textos para que já chegue ao país preparadíssimo para a nova vida!

Veja abaixo os tópicos que separamos para você desta vez:

1) Tire os sapatos quando chegar na casa de alguém: No Canadá, todos têm o costume de tirar o sapato logo na entrada de casa. Geralmente todas as casas já contam com um espacinho reservado para os convidados deixarem os calçados. O hábito serve para tentar manter a casa sempre limpa, livre da sujeira da rua. Então, prepare-se para ficar apenas de meias mesmos nas festas!

2) Saiba como converter medidas: No Canadá, as medidas comuns são diferentes daquelas que estamos acostumados no Brasil. A libra, por exemplo, é muito mais usada do que o kilo. Além disso, eles também usam pés, inches, miles, fahrenheit, oz (ounce). Veja a tabela abaixo:

  • 1 Inch (polegada) = 2,54 centímetros
  • 1 Mile (Milha) = 1,6 Km
  • 0 Celsius = 32 Fahrenheit
  • 1 oz (ounce) = 0,029 litros
  • 1 lb (libra) = 0,54 kg
  • 1 feet (pé) = 0, 30 metros

3) Leve sua própria sacola ao supermercado: No Brasil, a prática de levar a sua própria sacola para o supermercado está ficando cada vez mais comum. Porém, no Canadá, esta prática já está mais do que consolidada e praticamente todo mundo tem um carrinho de compras ou sua própria sacola. Aqui, se você quiser levar suas compras nas sacolas de plástico do supermercado, deverá pagar por cada sacolinha.

4) Em restaurantes, espere para ser levado até a sua mesa: No Brasil, é comum chegarmos em bares e restaurantes e ir logo escolhendo uma mesa para sentar. Porém, no Canadá, a maioria dos estabelecimentos contam com host ou hostess, que é a pessoa responsável por recebê-lo na porta e levá-lo até a mesa. Portanto, sempre espere na porta e jamais saia entrando e sentando em qualquer lugar.

5) Leve sempre seu lanchinho ou almoço para o trabalho: Normalmente o horário de almoço no Canadá é de apenas 30 minutos. Portanto, se você levar o seu próprio lanche você vai economizar tempo e dinheiro. No Canadá, todos têm o costume de levar seu sanduíche ou marmita para comer no intervalo. Não é vergonha nenhuma ;)

Depoimento: Primeiras impressões sobre Toronto

Há pouco tempo atrás, nós conversamos com um casal que chegou a Vancouver recentemente para dividir conosco suas experiências e as primeiras impressões sobre a cidade. Agora, pensando em quem está planejando sua ida para Toronto, nós convidamos um outro casal de clientes para contar o que eles estão achando sobre a maior cidade do Canadá.

Crisleine e Cristian Cajueiro, ambos de 30 anos, são de Belo Horizonte, trabalhavam como bancários no Brasil e estão morando em Toronto há pouco mais de um mês. A decisão de arrumar as malas e embarcar de vez para o Canadá foi tomada há dois anos, durante uma conversa com o irmão de Cristian. “O irmão dele também tinha o interesse de morar fora do Brasil e estávamos buscando uma melhor qualidade de vida, segurança e um bom lugar para criar filhos. Foram dois anos de muito planejamento e inúmeras pesquisas”, contou Crisleine.

Segundo ela, no início, o medo tomou conta, mas agora eles têm certeza que escolheram o caminho certo. “A caminhada aqui está apenas começando, nada é fácil, mas sabemos que teremos uma vida maravilhosa neste lugar. O irmão do Cristian está em Calgary, mas nós optamos por Toronto ser uma cidade com mais oportunidades em nossa área – o ramo financeiro. A cidade é linda, agitada e bem a nossa cara”, destacou.

Atualmente, Cristian e Crisleine estão estudando inglês na Quest Language Studies. Porém, ele irá começar a pós-graduação em Global Business Management na Centennial College em Janeiro de 2017. “O Cristian já está no programa Pathway e estudará por três meses. Eu, como tenho o inglês mais básico, vou estudar por seis meses”, disse Crisleine. Os dois destacaram o apoio da 3RA Intercâmbio. “Foi sensacional todo o apoio que a 3RA nos deu e nos dá até hoje. São sempre solícitos. A Bárbara do escritório de Toronto, que nos acompanha mais de perto, é uma pessoa maravilhosa!”, disse.

Primeiras impressões sobre a cidade

entrevista-torontoDe acordo com eles, uma das coisas que mais chamaram atenção foi a segurança, que é bem diferente do Brasil. “Aqui é completamente o oposto. Você se sente muito seguro quando vê a pessoa do seu lado do metrô usando o notebook dela, iphone…As pessoas andam com as bolsas abertas e nem se preocupam. Um vez alugamos um carro e quando fomos abastecer, o Cristian esqueceu a carteira em cima do teto do carro e ela acabou caindo no chão quando fomos embora. A pessoa que achou entregou na loja de conveniência. A carteira estava com CAD $ 200 e ninguém mexeu em nada”, relembrou Crisleine.

Eles também destacaram o sistema de transporte da cidade. “As coisas aqui funcionam de verdade. A cidade é grande, bem movimentada, mas muito estruturada. Temos um transporte público que funciona, que geralmente não atrasa, o que é bem diferente do que estávamos acostumados a vivenciar em Belo Horizonte”, revelaram.

Fatos curiosos

Para eles, algo curioso é o fato de Toronto ter muitas obras durante o Verão. “Nesta época do ano percebemos que a cidade está repleta de obras, porque ninguém vai querer trabalhar nos -30 graus do inverno. Então, eles aproveitam o momento para fazer toda e qualquer obra necessária na cidade. Isso para a gente é um pouco estranho, já que no Brasil se faz obra a qualquer época do ano, então não se vê tantas obras juntas de uma vez”, falaram.

Cristian e Crisleine também destacaram o fato de a cidade ser multicultural. “Temos contato com várias culturas diferentes, e isso é bem legal. Por conta disso, há também uma variedade enorme de comida: Grega, Árabe, Tailandesa, Indiana…Ainda estamos nos acostumando com os novos sabores, mas no início estranhamos um pouco os temperos. Uma coisa é fato: Gasta-se muito pouco com fast food, mas não é muito saudável, né?!”, brincou Crisleine.

Eles também acharam diferente a forma como as pessoas se comportam no trânsito e algumas regras. “Os motoristas podem virar à direita mesmo com o semáforo fechado. Eles sempre tomam muito cuidado com os pedestres e ciclistas”, destacaram.

Domínio do Inglês

Para eles, o ritmo de aprendizado do idioma no Canadá é completamente diferente. “Aqui estamos imersos na língua e na cultura é muito mais rápido para aprender. Estamos gostando muito! As pessoas de Toronto se esforçam ao máximo para te ajudar principalmente quando percebem que você não tem o domínio da língua ainda”, contou Crisleine.

Agora, a expectativa está no início do College do Cristian e no futuro canadense que começaram a construir. “O Cristian está super ansioso e já está se preparando, pois ouviu falar que o ritmo é bem puxado e precisa de muita dedicação. Estamos muito felizes aqui no Canadá. Foi a melhor decisão que já tomamos em nossas vidas. Claro que aqui não é o lugar perfeito, mas quando se compara com o Brasil, é o paraíso! Escolher viver longe de tudo que você já construiu e deixar tudo para trás não é e nunca será uma decisão fácil, mas cada é uma escolha e cada um sabe o que é melhor para si”, finalizou Crisleine.

Clique aqui e saiba como estudar e trabalhar em Toronto