Posts

Plano Canadá: Como fazer o seu planejamento financeiro

O sonho de estudar no Canadá faz parte do dia a dia de muita gente. Mas para começar a pensar neste grande projeto de vida é preciso ter um planejamento financeiro bem estruturado, pois o “Plano Canadá” envolve muitos fatores, que vão desde o investimento educacional, passando pelo custo de vida na América do Norte, até questões burocráticas para entrada no país.

Por isso, é muito importante estar preparado. O custo de vida no Canadá, por exemplo, vai depender da província que você escolher e o estilo de vida que terá. Além disso, os valores para família vão aumentar de acordo com o número de pessoas.

Francisco Zarro, diretor educacional da 3RA Intercâmbio, destaca que “o planejamento financeiro é o primeiro passo para começar a pensar no plano Canadá.  Por exemplo, em nossa consulta educacional, recomendamos que se a família tem até quatro integrantes é necessário calcular uma média de CAD 1.000 por pessoa mensais, sem contar o valor destinado ao pagamento da educação. Lembrando que estes são valores mínimos, para uma vida simples”.

Planeje-se com antecedência

A primeira dica para entender qual será o custo total de seu “Plano Canadá” é colocar as despesas na ponta do lápis com, pelo menos, um ano de antecedência. Esta dinâmica vai te ajudar a ter tempo de reação quando for necessário. Por exemplo, você terá alguns meses para comparar a cotação do dólar, quais as épocas em que as passagens estão mais caras, entre outras análises.

Nosso cliente, Osmair Krepski, que já está no Canadá com sua esposa, se planejou financeiramente por cerca de oito meses. “Já tínhamos uma quantia guardada, que nos mantinha no país pelo tempo de nossa estadia. Mas além disso, desde o primeiro momento, começamos a economizar nas atividades do dia a dia. Por exemplo, antes de embarcar, nós tiramos férias e não viajamos. Foi uma opção para guardar uma graninha a mais para o Plano Canadá”, destaca o estudante.

Se você ainda não tem a quantia necessária para realizar o seu Plano Canadá, comece a economizar o quanto antes. Tente reservar um montante no início do mês, já como prioridade para seu objetivo. Muitas pessoas deixam para separar este dinheiro depois e sabemos que muitas vezes pode não sobrar quase nada =(. Então, tente mensurar a quantidade que precisa juntar e reserve mensalmente.

Plano Canadá: Qual o meu objetivo no país?

Você deve estar se questionando se esta pergunta vai influenciar no seu planejamento financeiro. Sim, ela vai e muito! Por exemplo, para as pessoas que querem apenas ter uma experiência internacional, voltando para o Brasil após um certo período, poderão optar por um curso vocacional. Estes cursos normalmente contam com valores bem mais acessíveis.

No entanto, se a sua intenção é imigrar para o Canadá, os programas vocacionais podem não ser o ideal para você. Eles não dão direito ao PGWP – aquela permissão de trabalho após a conclusão do programa. Neste caso, a melhor opção seria um college público em um curso full-time com mais de oito meses de duração, ou programas de instituições particulares que oferçam um degree. Eles sim irão te dar a possibilidade de aplicar para esta permissão. Lembramos que cada caso é diferente, e o ideal é fazer uma consulta educacional com nossos especialistas para definir o programa mais adequado para os seus objetivos no país. Confira a lista de colleges que dão direito ao PGWP. 

Veja este cenário: a pessoa vem para o Canadá para fazer um curso vocacional e paga o valor deste programa. Porém, depois ela descobre que quer ficar, mas não pode estender sua permanência por meio do PGWP. Então, ela precisa se matricular novamente em um programa de estudos, o que vai lhe obrigar a desembolsar mais uma quantia. Portanto, ter um objetivo claro dos seus planos canadenses vai te ajudar a economizar muito!

Valores da educação no Canadá

A escolha do tipo de programa e da instituição pode impactar diretamente no seu planejamento financeiro.

Para se ter uma ideia, na província de British Columbia, o valor pago por um estudante internacional em colleges públicos gira em torno de CAD$ 18.000 por ano dependendo do programa e da instituição escolhidos. Já em Ontario, esse valor fica em torno de CAD$ 15.000. Em Quebec, os valores variam entre CAD$ 13.000 e CAD$ 15.000 anuais. E em Manitoba, o valor anual gira em torno de CAD$ 12.000. É importante lembrar que esses são apenas valores gerais, e que existem várias exceções. A 3RA conta, por exemplo, com programas de CAD$ 11.000 por ano em Vancouver.

Já os cursos vocacionais, oferecidos em colleges privados, costumam ser mais baratos. Com cerca de CAD$ 8.000 você poderá se matricular em um curso de um ano, por exemplo.

Veja um comparativo de valores em British Columbia e Ontario:

British Columbia Ontario
Cursos de inglês CAD$ 1.000/mês CAD$ 1.000/mês
Cursos vocacionais CAD$ 8.000 a 10.000/ano CAD$ 8.000 a 10.000/ano
Colleges públicos CAD$ 18.000/ano CAD$ 15.000/ano

Pagamento de college

De um modo geral, os colleges possuem a mesma dinâmica para pagamento. Não é possível pagar mensalidades como no Brasil – o valor total anual deve ser pago em duas ou três vezes, dependendo da quantidade de termos do curso, sendo o primeiro pagamento fundamental para garantir a sua vaga.

Depois de receber e analisar os documentos, a escola irá enviar uma carta dizendo se o aluno foi aceito no curso ou não. Quando a resposta é positiva, a mesma manda uma carta de oferta, que seria a proposta para o estudante pagar um valor inicial e segurar sua vaga. Esse valor pode variar muito, entre CAD$ 1.000 a 8.000 dólares, dependendo da escola.

É importante lembrar que o pagamento do curso deverá ser feito em dólar canadense. Portanto, recomenda-se acompanhar diariamente o movimento do câmbio para comparar as cotações.

A 3RA Intercâmbio conta com um sistema de pagamento para estudantes que conta com taxa de câmbio exclusiva para educação e IOF de 0.38%. Utilizando esse sistema, em média, os nossos clientes conseguem economizar de R$0,10 a R$0,20 por dólar. Ou seja, se a sua faculdade custar CAD$30.000 você poderá economizar até R$6.000 somente por ter contratado a 3RA. Confira o valor do câmbio especial da 3RA Intercâmbio.

Com a 3RA, você também terá a comodidade de pagar toda a sua educação fazendo apenas Transferência Eletrônica Disponível (TED) entre contas nacionais evitando assim toda burocracia e taxas para transferências internacionais.

Tenha um check-list em mãos com os gastos de seu Plano Canadá

Fazer uma lista com os principais gastos vai te ajudar a ter uma visão geral do custo para a sua viagem. Tente conversar com pessoas que já estão no país e com seu consultor 3RA para que eles possam te dar um norte deste investimento. Eles estão vivendo o dia a dia e poderão te dar dicas preciosas para começar sua lista.

Plano Canadá: Custo de vida

Para você obter sucesso no seu “Plano Canadá”, você também precisará pensar nos gastos que terá no país. E ir preparado é a melhor opção. De uma maneira geral, as cidades do Canadá contam com um custo de vida parecido. Normalmente, a única diferença entre os gastos é no valor do aluguel. Pensando nisso, fizemos a listinha abaixo com algumas referências para você começar seu planejamento financeiro desde já!

Aluguel

Em Vancouver, se você deseja morar em Downtown, provavelmente encontrará quartos individuais por preços que variam entre CAD$ 700 e CAD$ 900. Mas sempre há a opção de dividir com alguém, ou até mesmo alugar apenas o living room de algum apartamento, o que lhe custará cerca de CAD$ 500.

Uma outra opção econômica são as homestays. O preço normalmente gira em torno de CAD$ 900 mensais com três refeições inclusas além de todas as outras utilidades (internet e energia, por exemplo).

Já para um casal sem filhos e que deseja seu próprio espaço, existe a opção de alugar um apartamento ou um basement. Para quem não sabe, o basement é o mesmo que um porão no Brasil. Porém, diferente do que estamos acostumados em nosso país, no Canadá os basements são claros e espaçosos e é uma prática muito comum alugar esta parte de baixo da casa.

O preço vai variar muito de acordo com a localização e o tamanho do local. No geral, com cerca de CAD$ 1.000 é possível encontrar um lugar bacana. Porém, para algumas pessoas o basement tem uma grande desvantagem: normalmente eles ficam afastados de Downtown.

Para aqueles que querem morar perto de tudo e sem precisar usar transporte público, um apartamento em Downtown é o ideal. Os preços normalmente variam entre CAD$ 1.400 e CAD$ 1.800. Já para uma família com filhos e que deseja um apartamento de dois quartos, por exemplo, esse valor vai aumentar um pouco. Podemos considerar entre CAD$ 2.000 e CAD$ 3.000. Em outros locais (fora do centro), você consegue encontrar valores mais em conta.

Em Toronto, esse valor não é muito diferente. Um apartamento de um quarto também fica na faixa de CAD$1.400 a CAD$ 1.800 e esses valores variam de acordo com a localização: Você encontra apartamentos mais baratos em regiões mais afastadas do centro e mais caros nas regiões mais próximas. Os valores de homestay são praticamente os mesmos também.

Depósito de segurança

Você também vai precisar colocar entre os seus gastos o famoso depósito de segurança. No Canadá, no momento de fechar o contrato, você precisa pagar cerca de 50% do valor do aluguel. Este dinheiro ficará retido com o dono do imóvel ou administrador do condomínio para uso em caso de quebra de contrato.

Se tudo ocorrer bem, o dinheiro será devolvido quando você se mudar do local. Fora isso, você não terá muitos outros gastos com moradia. Normalmente a cota do condomínio, a água e o aquecimento estão inclusos no valor do aluguel e praticamente todos os imóveis já são alugados com fogão e geladeira.

Compras de supermercado

No Canadá, existe uma grande variedade de supermercados e é preciso pesquisar bastante, pois a diferença de preço pode ser exorbitante. Os supermercados mais baratos são No Frills, Cotsco e Walmart. Em Vancouver, o Superstore é uma boa opção. Já em Toronto, Valu-Mart e FreshCo também estão entre os mais econômicos.

Se você optar por fazer todas as refeições em casa, com cerca de CAD$ 250 dólares por pessoa é possível comprar o necessário por mês. Portanto, para um casal a média é de CAD$ 500.

Veja a lista de supermercados mais baratos de Vancouver.

Veja a lista de supermercados mais baratos de Toronto.

Plano de Saúde

Praticamente em todo o Canadá, o plano de saúde é gratuito. Uma das poucas exceções é a província de British Columbia, no qual o MSP custa CAD$ 37.50 dólares para uma pessoa e CAD$ 75  para famílias com dois adultos ou mais.

Transporte Público

Vancouver

A região de Vancouver é dividida em três zonas – Zona 1 (Vancouver), Zona 2 e 3 (cidades vizinhas). A passagem custa CAD$ 2,95 para a Zona 1, CAD$ 4,20 para a Zona 2 e CAD$ 5,70 para a Zona 3.

Para quem usa o transporte diariamente, o ideal é comprar o passe mensal, que é ilimitado. Para a Zona 1 o valor é de CAD$ 95, para a zona 2, CAD$ 128 e para a zona 3, CAD$174. Veja como funciona o transporte público em Vancouver.

Toronto

Em Toronto, a tarifa é de CAD$ 3,25 para adultos e CAD$ 2,20 para estudantes e idosos (mais de 65 anos). Porém, se você for usar o transporte público regularmente, existem alguns tipos de passe que você pode comprar e economizar.

Token: O Token é como se fosse uma moedinha e você pode comprá-lo nas máquinas localizadas nas estações. Você só consegue adquirir no mínimo três pelo valor de CAD$ 9.30. Para estudantes e idosos, eles são vendidos em múltiplos de 5 por CAD$ 10.75, ou seja, cada um sai por CAD$ 2,15.

DayPass: Você compra direto na estação e poderá utilizá-lo o dia inteiro, quantas vezes quiser. O valor é CAD$ 13. Aos sábados, domingos e feriados são disponibilizados os Group/Family Day pass. Neste caso, apenas um passe pode ser utilizado pelo grupo todo sendo obrigatoriamente no máximo um adulto e cinco jovens com idade inferior a 19 anos; dois adultos e quatro jovens com idade inferior a 19 anos; ou dois adultos.

Weekly Pass: É o passe semanal. Atualmente o valor é de CAD$ 64,95. Você poderá usá-lo durante toda a semana.

Monthly Pass: Este passe é válido para o mês todo, ou seja, você poderá usar quantas vezes quiser durante aquele mês e pagará um valor fixo. Hoje em dia, o cartão custa CAD$ 151.15 para adultos e CAD$ 122.45 para estudantes e idosos.

Veja como funciona o transporte público em Toronto

Vistos e imigração

Para processos de vistos e imigração, nós sempre pedimos para que os nossos clientes procurem a empresa parceira Immi Canada.  As taxas do governo irão variar de acordo com o tipo de visto ou tipo de processo de aplicação para a residência permanente.

Veja também:

Dúvidas frequentes: Estudo no Canadá

Visto canadense: Saiba mais sobre a isenção para brasileiros

Viver no Canadá

Pesquisa de intercâmbio: Brasileiros preferem viver no Canadá

Viver no Canadá é o sonho de muitas pessoas. Mais precisamente, pelo 13° ano consecutivo, o país aparece no topo dos destinos mais procurados pelos brasileiros. Quem afirma é a Pesquisa Selo Belta 2017, que reuniu informações de agências de educação internacional e pessoas que realizaram ou desejam fazer um intercâmbio.

O estudo mostra que 53% das empresas apontam o Canadá como o destino mais procurado. Já 20,9% dos interessados têm vontade de estudar no país. A pesquisa ainda ressalta que os cursos em alta são de Marketing, Direito, Turismo e Administração.

Entre os motivos que levam a escolha de viver no Canadá estão a vontade de aumentar as oportunidades de emprego após a especialização no exterior e as chances de sucesso em novas áreas. A carioca Flávia Bartholo optou pelo país para investir na carreira. “Sou formada em jornalismo, tenho experiência em Marketing e há três anos abri uma pequena empresa de design. Neste sentido, senti a necessidade de estudar mais e escolhi o Canadá, pois esta área está em alta no país”, destaca a intercambista e cliente da 3RA Intercâmbio que embarca para Toronto em janeiro de 2018.

Além da questão profissional, os brasileiros buscam melhor qualidade de vida e um sistema de saúde mais digno. “O Canadá é um país diversificado que nos proporciona uma série de benefícios. Queremos uma experiência bacana para toda a família”, completa Flávia, que terá a companhia do seu marido e dos seus dois filhos – de 5 e 11 anos – nesta experiência internacional.

Viver no Canadá: Fatores econômicos no Brasil influenciam escolha

Os brasileiros estão percebendo um aumento da competição no mercado de trabalho e do desemprego – os últimos dados do IBGE mostram que 12,8% da população está desempregada -, e aproveitam as reservas financeiras ou o dinheiro das rescisões trabalhistas para investir na realização de um sonho.

Segundo Francisco Zarro, diretor educacional da 3RA Intercâmbio, o número de clientes que escolhe viver no Canadá vem aumentando gradativamente “Nos últimos anos identificamos um crescimento significativo na demanda de pessoas que querem buscar novas experiências no país. Só em 2016 crescemos 15% em relação ao ano anterior. Temos todo perfil de intercambistas, desde jovens que querem ter a primeira experiência internacional até o profissional que quer fazer uma especialização no exterior”.

Fonte: Pesquisa Selo Belta 2017

Canadá é considerado um dos países mais tranquilos do mundo

O Canadá foi eleito um dos países mais tranquilos e fora de conflitos do mundo. A informação foi divulgada recentemente pelo Global Peace Index (GPI).

De acordo com o relatório, o país ocupa a oitava posição do ranking dos mais tranquilos do mundo. Para chegar a essa conclusão, foram analisados quantitativamente e qualitativamente 23 quesitos diferentes. A intenção foi medir com precisão o nível de segurança, conflitos e o grau de militarização.

O primeiro lugar ficou com a Islândia, que está no topo da lista desde o ano de 2008. Logo em seguida estão Nova Zelândia, Portugal, Áustria e Dinamarca. Confira a lista completa:

1 – Islândia
2 – Nova Zelândia
3 – Portugal
4 – Áustria
5 – Dinamarca
6 – República Checa
7 – Eslovênia
8 – Canadá
9 – Suíça
10 – Irlanda

Canadá: Mais tranquilo e mais feliz

No início deste ano, o país também apareceu na lista dos mais felizes do mundo ocupando a sétima colocação. Para chegar ao Top 10, o Canadá demonstrou valores elevados em todas as seis variáveis-chave usadas para explicar as diferenças de felicidade entre os países como: renda, expectativa de vida saudável, alguém com quem contar em tempos de dificuldade, generosidade, liberdade para fazer escolhas de vida e confiança, com o último medido pela ausência de corrupção nos negócios e no governo.

Canadá está novamente entre os melhores países do mundo
Canadá é um dos países mais felizes do mundo

5 coisas que você precisa saber antes de embarcar para o Canadá

Há algum tempo atrás, nós elaboramos um texto com cinco dicas úteis para quem acabou de chegar ao Canadá. Agora, nós decidimos voltar ao assunto e mostrar mais cinco coisas que você precisa saber antes de embarcar de vez para o país. Elas vão desde hábitos canadenses para você não passar vergonha a até informações úteis como conversão de pesos e medidas. Indicamos que você leia os dois textos para que já chegue ao país preparadíssimo para a nova vida!

Veja abaixo os tópicos que separamos para você desta vez:

1) Tire os sapatos quando chegar na casa de alguém: No Canadá, todos têm o costume de tirar o sapato logo na entrada de casa. Geralmente todas as casas já contam com um espacinho reservado para os convidados deixarem os calçados. O hábito serve para tentar manter a casa sempre limpa, livre da sujeira da rua. Então, prepare-se para ficar apenas de meias mesmos nas festas!

2) Saiba como converter medidas: No Canadá, as medidas comuns são diferentes daquelas que estamos acostumados no Brasil. A libra, por exemplo, é muito mais usada do que o kilo. Além disso, eles também usam pés, inches, miles, fahrenheit, oz (ounce). Veja a tabela abaixo:

  • 1 Inch (polegada) = 2,54 centímetros
  • 1 Mile (Milha) = 1,6 Km
  • 0 Celsius = 32 Fahrenheit
  • 1 oz (ounce) = 0,029 litros
  • 1 lb (libra) = 0,54 kg
  • 1 feet (pé) = 0, 30 metros

3) Leve sua própria sacola ao supermercado: No Brasil, a prática de levar a sua própria sacola para o supermercado está ficando cada vez mais comum. Porém, no Canadá, esta prática já está mais do que consolidada e praticamente todo mundo tem um carrinho de compras ou sua própria sacola. Aqui, se você quiser levar suas compras nas sacolas de plástico do supermercado, deverá pagar por cada sacolinha.

4) Em restaurantes, espere para ser levado até a sua mesa: No Brasil, é comum chegarmos em bares e restaurantes e ir logo escolhendo uma mesa para sentar. Porém, no Canadá, a maioria dos estabelecimentos contam com host ou hostess, que é a pessoa responsável por recebê-lo na porta e levá-lo até a mesa. Portanto, sempre espere na porta e jamais saia entrando e sentando em qualquer lugar.

5) Leve sempre seu lanchinho ou almoço para o trabalho: Normalmente o horário de almoço no Canadá é de apenas 30 minutos. Portanto, se você levar o seu próprio lanche você vai economizar tempo e dinheiro. No Canadá, todos têm o costume de levar seu sanduíche ou marmita para comer no intervalo. Não é vergonha nenhuma ;)