Posts

área de Engenharia no Canadá

Como está a área de Engenharia no Canadá?

Como no Brasil, a área de Engenharia no Canadá é uma das grandes forças da economia. O mercado continua promissor em diversas frentes, gerando emprego e incentivando à inovação. Só para se ter uma ideia, só no ano passado, foram criadas mais de sete mil novas vagas no Canadá. Isso se deu, principalmente, com a recuperação do setor industrial em 2017, após um ano ruim em 2016.

E tudo indica que o futuro será de crescimento para estes profissionais. Estima-se que 20% dos engenheiros terão mais de 55 anos e se aposentem nos próximos anos.  Isso significa que há muito espaço para crescer e desenvolver novos projetos.

Em termos de tendências no setor de Engenharia no Canadá, a tecnologia continua dominante. O número 1 em relação à habilidade procurada pelos empregadores  está o conhecimento do programa chamado Computer Aided Design. Se você também domina o AutoCAD, o CATIA ou outro software CAD padrão do setor, você também terá grandes chances de ter sucesso em sua carreira.

Crescimento da área de Engenharia no Canadá

área de Engenharia no Canadá

O Canadá, atualmente, emprega mais de 250.000 engenheiros. De acordo com os dados mais recentes do Censo, houve um aumento de 7.050 novos empregos na área de Engenharia no Canadá, indicando um forte crescimento neste setor.

A região central do país, onde estão localizadas as províncias de Ontário e Quebec, são atualmente os mercados mais quentes para engenheiros. Isso porque há uma forte atuação na área de manufatura. Quase um terço dos novos empregos foram criados em Toronto ou arredores. Edmonton e Calgary são os próximos mercados mais fortes.

Salário na área de Engenharia no Canadá

O salário médio anual para engenheiros é de CAD 81.700, o que representa um aumento significativo da média de CAD 72.000 no ano passado. As posições iniciais respondem pelo salário médio anual de CAD 51.100. E os cargos mais altos estão em torno de CAD 112.300 por ano.

Top cargos e posições da área de Engenharia no Canadá

área de Engenharia no Canadá

Como falamos, Engenheiros estão em demanda em 2018. São muitos setores que empregam este profissional e muitas deles estão enfrentando escassez de mão-de-obra no Canadá.

Confira abaixo as áreas mais em alta:

  1. Engenheiro eletricista
  2. Engenheiro mecânico
  3. Engenheiro de projeto
  4. Engenheiro de fabricação
  5. Gerente de engenharia
  6. Engenheiro de processo
  7. Engenheiro de qualidade
  8. Técnico em engenharia civil

Habilidades mais demandadas na área de Engenharia no Canadá

Em 2018, os empregadores estão procurando por profissionais com conhecimento em autoCAD. Embora qualquer software CAD impulsione seu currículo. CATIA também está crescendo e entrou na lista deste ano entre as habilidades em demanda. Outra novidade no ranking de 2018 é o Six Sigma, uma metodologia de fabricação enxuta.

  1. AutoCAD
  2. Qualidade Assegurada
  3. Desenho assistido por computador
  4. CATIA
  5. Seis sigma
  6. Instrumentação
  7. Solidworks
  8. Desenho de engenharia

 

Setores que estão contratando dentro da área de Engenharia no Canadá

área de Engenharia no Canadá

A área de manufatura continua sendo a principal setor contratante para engenheiros. O varejo e a construção também permaneceram no top 5. A novidade na lista deste ano é o setor governamental, devido aos grandes projetos de construção e de infraestrutura lançados em 2017.

Confira abaixo o top 5:

1. Manufatura
2. Serviços de engenharia
3. Atacado
4. Construção
5. Governo

Fonte: Randstad – best jobs in canada in 2018

O que são profissões regulamentadas no Canadá  

As profissões regulamentadas são as atividades que, para serem exercidas, necessitam de uma avaliação e reconhecimento por parte do órgão regulador específico da categoria. A área de Engenharia no Canadá é uma delas. 

No Canadá, cada uma das dez províncias e três territórios é responsável por conceder licenças a pessoas que atendam aos padrões. Por causa disso, as características e as regras podem ser diferentes em cada local.

Por isso, recomendamos que cada pessoa entre em contato diretamente com o órgão oficial de sua localidade para ter todas as informações de como obter a licença. Mais detalhes no site do Governo canadense.

Veja algumas das principais áreas que precisam desta licença:

1) Área de Saúde

2) Área Financeira

3) Leis e Serviços Jurídicos

4) Engenharia

Abaixo está a lista completa de todas as profissões consideradas Regulamentadas no Canadá:

*Accountant, certified general
*Accountant, certified management
*Accountant, chartered
*Agrologist
* Agrologist, technical
* Architect
* Audiologist and speech-language pathologist
* Chiropractor
* Dental hygienist
* Dentist
* Denturist
* Dietitian
* Engineer
* Engineering and Applied Science Technician, Technologist
* Geoscientist
* Land surveyor
* Lawyer
* Medical laboratory technologist
* Midwife
* Naturopath
* Nurse, licensed practical
* Nurse, registered
* Nurse, registered psychiatric
* Occupational therapist
* Optician
* Optometrist
* Pharmacist
* Physician (Médicos)
* Physiotherapist
* Podiatrist
* Psychologist
* Respiratory therapist
* School clinician
* Social worker
* Teacher
* Veterinarian

Fonte: Immi Canada

Estratégia para procurar emprego na área de Engenharia no Canadá

área de Engenharia no Canadá

Muitos brasileiros chegam ao Canadá em busca de novas oportunidades de emprego, mas se esquecem que este processo é bem diferente em terras canadenses. Primeiro, será necessário preparar seu currículo para que ele fique atrativo aos olhos dos empregadores por aqui. A segunda dica é escrever uma cover letter, que sabemos que não é muito comum no Brasil.

Além disso, o inglês é um ponto muito importante neste processo. A verdade é: quanto melhor você estiver com o idioma, mais chances você terá no mercado de trabalho no Canadá. Como o primeiro contato do empregador será por meio da entrevista presencial (ou por telefone), você terá que mostrar suas habilidades com a língua.

O empregador poderá ficar impressionado pela sua experiência adquirida no Brasil, mas ele não irá te contratar sem antes te conhecer pessoalmente. E isso tudo será explicado em inglês! Portanto, prepare-se, mesmo estando ainda no Brasil! Uma dica é: assista séries de seu interesse sem legenda e depois coloque a legenda em inglês para ver o que você não entendeu. Sem falar que você vai aprender várias palavras novas. Leia bastante, pois esta prática vai te ajudar a escrever melhor também.

Dicas para entrar no mercado de  Engenharia no Canadá

Amplie seu “nerworking”

A nossa primeira dica e que sem dúvida vai ajudá-lo a aprimorar o inglês é: amplie sua rede de contatos. Aqui no Canadá, a indicação é muito forte. Todos nós sabemos que o networking é algo muito importante para uma carreira de sucesso. Por isso, reserve um tempo para aprimorar sua rede de contatos. Comece a procurar na internet eventos de network em sua área de atuação. Saia de sua zona de conforto!

Segundo especialistas, o Linkedin é uma das formas mais utilizadas para empregadores encontrarem seus candidatos. No Canadá, as pessoas têm o costume de realizar a “informational interview”. Eles marcam uma conversar pessoalmente com alguém da área ou da empresa na qual está interessado sobre o mercado de trabalho. E o Linkedin pode ajudar e muito neste primeiro contato.


Jamais minta durante a entrevista

Alguns especialistas comentam que uma das maiores reclamações dos empregadores é quando os candidatos não são completamente verdadeiros. É muito importante que você seja transparente, até para que isso não cause uma futura frustração para ambos lados.

Principais perguntas em entrevistas de emprego

Antes de mais nada, é muito importante que você treine em casa para ser o mais natural possível na hora da entrevista. Tente traçar uma ideia das suas respostas e fale na frente do espelho, como se estivesse com o recrutador. Isso vai te ajudar a não gaguejar na hora da entrevista.


Veja abaixo algumas perguntas-chave em entrevistas de emprego no Canadá:


Tell me about yourself

Este é o momento fazer o marketing pessoal. Neste momento, o entrevistador quer, além de lhe deixar mais tranquilo, ouvir de você porque ele deve te contratar e o que você tem a oferecer para a  empresa.

Para responder esta questão, a sugestão é que você discursa um pouco sobre as suas qualificações e experiências anteriores relacionadas à vaga disponível. Fale sobre suas habilidades, principalmente em relação à maneira como você lida com as pessoas, e alguma informação pessoal que demonstre estabilidade.

Tell me about your experiences with this type of work

Aqui, você deve focar nas suas experiências de trabalho anteriores relacionadas à oportunidade que você está aplicando. Conte e dê exemplos de trabalhos exercidos por você. Principalmente se você liderou algum projeto.

Caso sua experiência não seja a mesma, mas seja relacionada à vaga disponível, indique as habilidades que podem ser aproveitadas e também demonstre que você está disposto a aprender. Em caso de não ter exercido nada parecido, foque apenas em suas habilidades e indique seu interesse em aprender com seus futuros colegas.


Why do you want to work here?

Neste momento, o entrevistador quer saber se você conhece a empresa. Leia o site oficial da companhia, seus projetos e êxitos. Demonstre que seus interesses “casam” com os pilares organizacionais da empresa, e que você quer crescer com seu time.

Why did you leave your last job?

A intenção desta pergunta é descobrir se você teve algum problema no emprego anterior e se há algum motivo para não contratá-lo. O empregador também quer avaliar sua atitude em diversos cenários, principalmente em situações difíceis.

Ao responder esta pergunta, sempre fale algo positivo sobre a sua antiga empresa. Não é hora de lavar a roupa suja! Descreva que você saiu do emprego anterior em busca de novos desafios. Se você tem uma carta de recomendação, conte para o entrevistador.

Caso a sua situação não tenha sido tão positiva, mencione que você tinha um relacionamento bom com seus colegas de trabalho. Comente sobre suas realizações no antigo emprego e a oportunidade de buscar novos desafios na carreira.

What kind of salary do you need?

Sabemos que esta é uma pergunta um pouco delicada. Porém, ela é muito fácil de ser respondida. O entrevistador quer saber, somente, se o salário que você pretende está de acordo com o que a empresa está disposta a pagar. A primeira dica é procurar por vagas semelhantes em sites específicos no Canadá, como Indeed, Monster, WorkBC. Assim, você vai saber quanto o mercado está pagando na média. Leia também pesquisas, como a da Randstad, para ver a média de salário por província.

Nesse caso, temos três diferentes sugestões de resposta:

“I’m really interested in finding out what salary range you are offering”.
“I’m negotiable and ready to discuss an amount which is fair to both of us, and takes into account my responsibilities and qualifications”.


Caso o empregador insista em uma resposta, diga um valor que você saiba que é realista. Pergunte também sobre benefícios e oportunidades de crescimento dentro da empresa.


What are your greatest strengths?

Este momento, o empregador deseja saber se você é a pessoa certa para a vaga. Reforce suas qualidades que podem colaborar com o seu trabalho e liste cada uma delas. Se ainda tiver tempo, dê exemplos reais em situações anteriores nas quais suas características lhe ajudaram a fazer um bom trabalho.

What are your weakness?

Neste caso, você poderá apontar seus pontos fracos, mas nunca deixe de dizer que você está sempre trabalhando para superá-los.

Exemplos:


“I’m so enthusiastic that I want to do 100 thing at once, so I have to sit down and make a list of priorities and plan a schedule. That always works well with me”.
“I’m eager to have computer training, so I’m enrolling in evening courses for next term”

Área de TI no Canadá: “Como eu consegui o meu primeiro emprego”

Todos os anos, muitos brasileiros da área tecnológica chegam ao Canadá em busca de novas oportunidades. Atraídos por informações de que a área de TI no Canadá está crescendo e que a demanda de profissionais é grande, eles chegam esperançosos e a procura de seu lugar ao sol no mercado canadense. 

E foi pensando nisso que nós decidimos entrevistar o nosso cliente Leandro Pimentel, de São Paulo. Morando no Canadá há pouco mais de um ano, ele atualmente trabalha como Software Technical Support em uma empresa especializada em desenvolvimento de softwares para parques e áreas de recreação de municípios canadenses. 

A busca pelo primeiro emprego na área de TI no Canadá

De acordo com Leandro, no início, a caminhada foi difícil. “Cheguei ao Canadá em Julho de 2016 e foi complicado acostumar com o processo seletivo daqui. Fui gerente de customer support no Brasil na Microsoft e, por isso, pensei que seria relativamente tranquilo. Me enganei”, contou.

Diferenças entre os processos de seleção no Brasil e no Canadá

Segundo ele, uma das principais diferenças que notou foi a duração dos processos seletivos. “No Canadá a seleção é bem mais lenta e com muitas etapas”, disse.

Outro ponto observado por ele foram os fatores considerados pelo empregador canadense na hora de escolher o melhor candidato. “Fiz várias entrevistas para cargos da área de TI. Neste processo, percebi que as empresas não se importam tanto com o cargo que você tinha em seus trabalhos anteriores. Eles avaliam muito mais como era o seu dia a dia e quais eram as suas funções”, falou.

A adaptação do currículo e o conhecimento de termos específicos utilizados pela área de TI no Canadá também fizeram a diferença na busca pelo emprego.  “Quando comecei a ser chamado para entrevistas, notei que muitas eram para vagas relacionadas a área de vendas e não de TI. Foi aí que me deram uma dica para mudar o título da vaga que estava procurando. No Brasil, parte das vagas da área de suporte tem título de customer service, mas aqui no Canadá é necessário ser bem mais específico na busca. Então comecei a procurar por vagas com o título technical support analyst e deu certo”, revelou Leandro.

O primeiro emprego na área de TI veio após três meses de Canadá. “Sempre estudei bastante sobre as empresas antes do processo seletivo. Eu procurava me adaptar aos tipos de perguntas que elas geralmente faziam. Mesmo assim, demorou para conseguir algo. Acho que o principal motivo foi o fato de eu não ter experiência na área no país”, revelou Leandro.

Carreira na área de TI no Canadá

O primeiro emprego de Leandro na área foi como Technical Support Analyst em uma empresa que desenvolve sistemas para bares e restaurantes dos Estados Unidos e do Canadá. “O salário era menor do que o que eu ganhava trabalhando em construção – que foi um trabalho temporário que tive – mas era a única maneira de eu entrar no mercado de TI aqui no Canadá. Foi um excelente período de aprendizado, usei o inglês quase 100% do meu dia e aprendi que o ritmo de trabalho aqui é mais tranquilo do que no Brasil”, destacou.

Após quatro meses, Leandro foi chamado para o emprego atual, na empresa que desenvolve softwares para parques e áreas de recreação. “Minhas responsabilidades vão desde testar o software para achar possíveis falhas, até entrar em contato com o cliente e garantir que está tudo funcionando perfeitamente”, explicou. “Hoje, sinto que estou no caminho certo. Me sinto feliz onde trabalho, tenho a oportunidade de crescer profissionalmente, fazer amigos de várias culturas diferentes e continuar aprendendo algo novo todo dia”.

Dicas para os recém-chegados ao Canadá

Para quem está embarcando ou acabou de chegar ao Canadá, Leandro tem uma dica: “Acho que a maior lição que você aprende quando vem para o Canadá é recomeçar.  É preciso ser humilde e não tirar o foco do seu objetivo, pois o mercado canadense é exigente. Talvez você tenha que trabalhar com algo totalmente novo no início. Outras vezes, você vai até duvidar de si mesmo. Porém, no final, a recompensa é grande: a qualidade de vida.”

Leia mais:

TI no Canadá: Profissões em demanda

Depoimento: “Como consegui um emprego na área de recursos humanos no Canadá”

Estudiar y trabajar en Canadá

Gerenciamento do tempo: Estudar e trabalhar no Canadá

Sabemos que muitos são os desafios para os brasileiros que chegam ao Canadá para estudar com permissão de trabalho. Mais do que procurar emprego, o gerenciamento do tempo entra como fator primordial nessa caminhada para que as duas atividades – estudo e trabalho – não entrem em conflito e acabem interferindo em suas experiências em terras canadenses. Como no Brasil, aqui no Canadá o tempo também é dinheiro. Então, para quem conseguir consolidar uma agenda produtiva, este será um grande diferencial!

Para se ter uma ideia, entre os programas mais procurados por brasileiros estão os cursos vocacionais, colleges e pós-graduações. Em muitos desses programas, o aluno poderá trabalhar até 20 horas por semana durante o período de estudos. E aí chega a hora de pensar:

 Como conciliar estudo e trabalho no Canadá?

De acordo com o site do governo Canada Business, que foca em informações para melhoria de performance em negócios no país, “gerenciamento de tempo é a habilidade de alinhar tanto o trabalho como os objetivos pessoais”. E neste sentido, o portal destaca algumas dicas para que você possa pautar suas atividades de forma inteligente e eficaz, tendo foco produtivo em todas elas:

Planejamento

  • Revise seus objetivos pessoais e empresariais semanalmente e destaque suas prioridades;
  • Reserve um tempinho diariamente para organizar seus documentos e fazer possíveis trabalhos escritos da faculdade, ao invés de esperar até o fim do mês para “descobrí-los”;
  • Ao fim de cada expediente, planeje suas rotinas para o próximo dia, pois assim você saberá exatamente o que fará na parte da manhã e da tarde;

Foco

  • Comece o dia cedo e acompanhe suas atividades durante todo o dia;
  • Divida grandes tarefas em pequenas atividades;
  • Evite adiar e, se possível, faça primeiro as tarefas que você menos gosta;

E o mais importante! Não esqueça de reservar um tempinho para pausas, assim você recarrega as energias e permanece produtivo e criativo, além de poder apreciar tudo o que o Canadá tem de melhor para oferecer.

Leia mais:
Quero imigrar: Qual curso é o mais indicado para mim?
Dúvidas frequentes: Cursos vocacionais

Tendências do mercado de trabalho canadense em 2017

O site Monster.ca – especialista em mercado de trabalho – publicou recentemente um texto com as tendências do mercado de trabalho canadense para 2017 e nós decidimos reproduzir cinco delas aqui em nosso blog, já que são dicas muito importantes e que podem ser úteis para muitos brasileiros que moram no Canadá.

De acordo com a publicação, muitas das mudanças que devem acontecer se devem ao avanço da tecnologia. Porém, há também aquelas tendências que começam a ser observadas por conta da inserção da Geração Z no mercado.

Veja abaixo:

1) Membros da Geração Y estão assumindo posições de liderança

Os primeiros canadenses membros da Geração Y nasceram por volta de 1982. Portanto, neste ano de 2017 eles estão com 35 anos e são os mais velhos deste grupo. Cada vez mais pessoas desta geração estão sendo promovidas a cargos de gerência. Alguns deles chegam até mesmo a cargos como vice-presidente ou chefe de tecnologia.
Esses novos chefes eram apenas crianças (ou adolescentes) quando a tecnologia explodiu. Eles apreciam o trabalho, mas são resistentes à empregos nos quais precisam estar presos 24 horas por dia. Então podemos esperar mais iniciativas direcionadas à horas de trabalho mais flexíveis, trabalho remoto e melhoria de alguns benefícios.

2) Crescimento do mercado freelancer

Atualmente no Canadá, 15% dos profissionais preferem trabalhar como freelancers em vez de terem um trabalho regular e full-time. Mais de 40% das vagas de emprego atualmente são consideradas casuais.

A maioria das empresas hoje em dia no Canadá contam com trabalhadores temporários e freelancers quando precisam.

3) As formas de comunicação diárias estão mudando

Secretária eletrônica, e-mail, mensagens de texto, plataformas comunicação instantânea, videoconferência…A tendência agora é utilizar cada vez mais as formas de comunicação virtual para melhorar a produtividade, em vez de nos afastar das novas tecnologias.

Em 2017, softwares como Slack, Trello e Basecamp irão tornar cada vez mais fáceis a comunicação entre funcionários e o gerenciamento de projetos.

4) Diversidade no mercado de trabalho

As pessoas mais velhas da geração Z já estão na busca pelo primeiro emprego. Criados na internet e com acesso a mídias sociais, eles representam uma nova geração de funcionários. Muitos deles podem apresentar falta de paciência, já que estão acostumados a obter respostas instantâneas.
Eles também veem as definições de gênero de maneira mais ampla, já que enxergam mais opções entre o totalmente feminino e o totalmente masculino, aumentando a diversidade no ambiente de trabalho.

5) Feedbacks e análises de desempenho mais frequentes e pontuais

Os profissionais de hoje em dia desejam feedbacks mais regulares. Para eles, esperar seis meses ou um ano para ter uma avaliação é muito tempo. Atualmente os empregadores estão realizando avaliações com mais frequência e a tendência é que permaneça desta forma. Feedbacks mais regulares oferecem mais oportunidades de melhoria.

Fonte oficial: http://www.monster.ca/career-advice/article/workplace-trends-for-2017?re=swoop

Entrevista de emprego no Canadá: O que o entrevistador quer saber?

Preparar-se antes de uma entrevista de emprego é fundamental e, por isso, a maioria dos candidatos costuma dar uma olhadinha nas prováveis perguntas que serão feitas antes da hora H. Porém, poucos entendem o que o entrevistador precisa realmente saber, ou seja, quais são as informações fundamentais que ele necessita obter de você para ter uma noção completa de seu perfil e conseguir avaliá-lo.

Veja abaixo quais são as informações essenciais que o entrevistador precisa para lhe avaliar:

1)Você tem as habilidades necessárias para o trabalho?

O empregador precisa determinar se você tem as famosas “hard skills” – ou seja,  a habilidade de escrita, por exemplo, se você quer ser repórter de um jornal impresso – e as “soft skills” que também são essenciais para ter sucesso na empresa – como trabalho em equipe.  Para provar se você tem as “Hard Skills” ele provavelmente irá avaliar suas experiências anteriores.

2) Você tem o perfil da empresa?

Essa é uma das grandes preocupações das empresas atualmente.  Por isso, o entrevistador vai sempre tentar descobrir se você tem “a cara” da empresa e do departamento para o qual está se candidatando e se você vai agregar ao time.

3) Você entende os objetivos e propósitos da empresa?

Para o empregador, se os objetivos da empresa estão de acordo com os do candidato, ele naturalmente estará motivado para trabalhar e construir uma carreira na companhia. As empresas geralmente não estão procurando alguém que vai ficar apenas um mês ou dois na companhia. Elas querem alguém que esteja animado com a missão, os valores e com o que a empresa faz.

4) Como você lida com a competição?

O entrevistador também vai observar como você lida com os outros candidatos que estão disputando a mesma vaga que você. Ele vai estar sempre comparando a sua performance com a das outras pessoas.

5) Você realmente quer o trabalho?

Os entrevistadores sabem muito bem os candidatos que realmente querem a vaga. Eles entendem que alguns estão ali apenas explorando suas opções.

Fonte: Monster.ca

Clique aqui e saiba como trabalhar no Canadá