Importância do inglês para entrada no mercado de trabalho canadense

Muitos brasileiros chegam ao Canadá com um currículo de dar inveja, porém, quando entram no mercado de trabalho canadense esbarram na barreira do idioma, e tudo começa pela entrevista de emprego.

O empregador poderá ficar impressionado pela sua experiência no Brasil, porém ele não irá te contratar sem antes te conhecer pessoalmente e entender, de fato, quais são seus objetivos no país e o que você poderá contribuir para a empresa. E isso tudo será explicado em inglês!

É aí que muitas oportunidades são perdidas pois, dependendo da posição, será necessário ter um nível de inglês um pouco mais avançado. Afinal de contas, se comunicar bem em inglês será indispensável para o seu sucesso.

Mercado de trabalho canadense: meu inglês não é muito bom, o que eu faço?

Nesta etapa, vale a pena, então, pensar se não é interessante começar pelas vagas mais operacionais, como atendimento em loja, estoque de materiais, construção civil, entre outras, que não exigem um alto grau do idioma e, ao mesmo tempo, proporcionam diálogo com outras pessoas.

Segundo pesquisa da Labour Force Survey 2017, site oficial do governo canadense, a taxa de empregabilidade no país cresceu 1,6% em relação ao ano anterior. Portanto, fique tranquilo, que há oportunidades para todos os níveis!

O importante é pensar que toda experiência é válida e nunca deixar de estudar inglês, pois quanto mais avançado você estiver, mais oportunidades aparecerão. Outra alternativa se você não estiver muito seguro é procurar algo voluntário, pois além de ser muito valorizado no Canadá, você dará um “up” no seu inglês.

Resumindo: o inglês vai te ajudar a abrir portas em diversas áreas no país, principalmente em áreas mais estratégicas como Marketing, Finanças e Tecnologia. Mas não desanime, pois há diversas vagas menos exigentes, que podem ser seu pontapé inicial no mercado canadense. Lembre-se que, muitos brasileiros estão fazendo carreira em empresas, em que começaram em posições “de entrada” e hoje ocupam áreas estratégicas.

Dicas para se sair bem na procura de emprego no Canadá

O primeiro passo para a entrada no mercado de trabalho canadense é a busca de vagas. E não vá achando que elas aparecerão milagrosamente em sua vida.

Amplie seu “nerworking”

A nossa primeira dica e que também vai ajudá-lo muito a aprimorar o inglês é: amplie sua rede de contatos. Não é segredo para ninguém que o networking é algo muito importante para uma carreira de sucesso. Por isso, tire um tempinho para aprimorar sua rede de contatos, especialmente se você é um pouco introvertido. A ideia aqui é se comunicar. E em inglês! Comece a procurar na internet eventos de network em sua área de atuação. Saia de sua zona de conforto!

Segundo alguns especialistas, uma outra opção é usar o Linkedin. No Canadá, as pessoas têm o costume de realizar a chamada “informational interview”, ou seja, marcar de conversar pessoalmente com alguém da área ou da empresa na qual está interessado sobre o mercado de trabalho . Esta rede social pode ajudar e muito em um primeiro contato.

Como procurar por vagas de emprego

Não use gírias na entrevista de emprego

Muitas pessoas, principalmente adolescentes, aprendem diversas gírias em inglês e elas acabam aparecendo nos diálogos de forma natural. Mas tenha em mente que esta “mania” é vista de forma negativa pelos empregadores. Para Robert Fodge, de uma empresa localizada em Dover, Delaware, a forma de falar pode ser um grande problema durante a entrevista. Segundo ele, a forma de usar a linguagem é muito importante. Gírias não tem espaço no mundo dos negócios.

Jamais minta durante a entrevista

Segundo o site Monster.ca, uma das maiores reclamações dos entrevistadores é quando os candidatos não são completamente verdadeiros. Acredite, pequenas mentiras são muito comuns. Um exemplo frequente é, por exemplo, “aumentar” as realizações profissionais.

Principais perguntas em entrevistas de emprego

Para te ajudar a se preparar, é muito importante que você trace uma ideia das suas respostas no momento da entrevista. E como ela será em inglês, a dica é treinar em casa (na frente do espelho mesmo!) para não gaguejar na hora.

Assim como no Brasil, nas entrevistas de emprego no Canadá também existem aquelas perguntas-chave que, independente da vaga disputada, serão feitas pelos entrevistadores para conhecê-lo melhor e avaliar se você tem o perfil ideal para a empresa.

1)Tell me about yourself.

Com esta pergunta, o entrevistador quer, além de lhe deixar mais tranquilo, ouvir de você porque ele deve lhe contratar e o que você tem para oferecer à empresa. Para responder esta questão, a sugestão é que você fale um pouco sobre as suas qualificações e experiências anteriores relacionadas com a vaga disponível, suas habilidades, incluindo a maneira como você lida com as pessoas, e alguma informação pessoal que demonstre estabilidade.

2) Tell me about your experiences with this type of work.

Neste caso o entrevistador quer descobrir se você é capaz de desenvolver o trabalho proposto. Se você já teve alguma experiência parecida anteriormente, conte onde e dê exemplos de suas realizações. Caso sua experiência não seja a mesma, mas seja relacionada à vaga disponível, indique as habilidades que podem ser aproveitadas e também demostre vontade de aprender. Em caso de não ter feito nada parecido, foque apenas em suas habilidades e indique seu interesse no treinamento disponibilizado pela empresa.

3) Why do you want to work here?

Neste momento o entrevistador quer saber o que você conhece e gosta na empresa além de descobrir se você quer contribuir para o crescimento da companhia ou se está apenas atrás de segurança e dos benefícios oferecidos. Para responder a esta pergunta, primeiramente você precisará descrever o que você sabe sobre a organização. Além disso, não esqueça de indicar como as suas habilidades vão de encontro ao que eles estão precisando no momento e sua vontade de crescer com a empresa.

4) Why did you leave your last job?

A intenção desta pergunta é descobrir se você teve algum problema no passado e se há algum motivo para não contratá-lo. O empregador também quer avaliar sua atitude em relação aos colegas de trabalho, supervisores, políticas da empresa e situações difíceis.
Ao responder esta pergunta, sempre fale algo positivo sobre a sua antiga empresa. Também descreva brevemente a sua razão para ter deixado o emprego. Se você saiu bem da empresa ou tem uma carta de recomendação, conte para o entrevistador. Caso a sua situação não tenha sido tão boa assim, mencione o que os colegas de trabalho gostavam em você, algumas de suas realizações no antigo emprego e a oportunidade que você está tendo de procurar novos desafios e crescimento na carreira.

5) What kind of salary do you need?

Neste caso, o entrevistador quer saber se o salário que você tem em mente vai de acordo com o que a empresa está disposta a pagar. Nesse caso, temos três diferentes sugestões de resposta:

  • “I’m really interested in finding out what salary range you are offering”.
  • “I’m negotiable and ready to discuss an amount which is fair to both of us, and takes into account my responsibilities and qualifications”.
  • Caso o empregador esteja realmente interessado em contratá-lo, ou insista em uma resposta, diga um valor que você saiba que é realista. Por isso, saiba o quanto você precisa para conseguir cobrir seus gastos mensais. Pergunte também sobre benefícios e oportunidades de crescimento dentro da empresa.

6) When are you available for work?

O motivo desta pergunta é óbvio: descobrir quando você pode começar e se você tem outros compromissos. Se você estiver livre para começar imediatamente, diga. Caso você esteja trabalhando e ainda precisa avisar ao atual empregador, deixe claro o tempo que você necessita para isso.

7) What are your greatest strengths?

Com esta pergunta, o empregador quer descobrir o quão bem você se conhece, se você acredita em suas competências e se está confiante de que é a pessoa certa para a vaga. Para responder, diga que além de suas habilidades profissionais, treinamentos ou experiências anteriores você também tem qualidades que podem colaborar com o seu trabalho e liste cada uma delas. Se ainda tiver tempo, esteja preparado para dar exemplos reais e citar situações anteriores nas quais suas características lhe ajudaram a fazer um bom trabalho.

8) What are your weakness?

O motivo desta pergunta é descobrir se você não é a pessoa ideal para a vaga. Neste caso, você poderá apontar seus pontos fracos, mas ao mesmo tempo mostre que você está sempre trabalhando para superá-los.

Exemplos:
“I’m so enthusiastic that I want to do 100 thing at once, so I have to sit down and make a list of priorities and plan a schedule. That always works well with me”.
“I’m eager to have computer training, so I’m enrolling in evening courses for next term”

9) What are your long-range goals?

Os motivos desta pergunta são claros: descobrir se você tem interesse em permanecer na empresa; se a vaga é o que você realmente quer; identificar seus planos de carreira e se eles estão de acordo com os objetivos da companhia. Quando for responder a esta pergunta, mostre interesse e comprometimento com a sua área de trabalho.

10) Can you work under pressure or tight deadlines?

Neste caso, se for verdade, responda “sim”. Você pode falar algo do tipo “I know pressure and deadlines are a part of work and I enjoy meeting realistic goals and challenges”. Cite também exemplos de experiências passadas e descreva os prazos e pressões que você considera normais no tipo de trabalho que você estará executando.

Caso trabalhar sob pressão não seja o seu forte, primeiro cite alguns de seus pontos positivos e depois diga que você prefere saber os deadlines com antecedência para que você possa se organizar e trabalhar melhor.

Leia também:

Estratégias para procurar emprego no Canadá em 2017
Entrevista de emprego no Canadá: Como responder às três perguntas mais difíceis?
Saiba o que NÃO fazer em uma entrevista de emprego
Dicas valiosas para se dar bem em entrevistas de emprego

Palestras Brasil - 2017

Ciclo de palestras pelo Brasil – Estudo e imigração para o Canadá

 Já pensou em arrumar as malas e embarcar de vez para o Canadá?

Se a sua resposta foi sim, você não pode perder a palestra “Estudo Imigração no Canadá”.
Nos meses de Julho e Agosto, o diretor educacional da 3RA, Francisco Zarro, e a consultora de imigração da Immi Canada, Celina Hui, estarão em seis cidades em um tour de palestras pelo Brasil. Você não pode perder!
Clique no link abaixo e garanta logo o seu ingresso!