Posts

ciclo de palestras sobre estudo e imigração para o Canadá

Ciclo de palestras sobre Estudo e Imigração para o Canadá está na mídia

O ciclo de palestras sobre Estudo e Imigração para o Canadá já está a todo vapor. O evento, que traz informações diversas para quem deseja iniciar o plano Canadá, está sendo destaque em vários meios de comunicação no Brasil, tanto em plataformas digitais, quanto impressas.

A ação será realizada pelas empresas 3RA Intercâmbio e IMMI Canada entre os dias 16 e 31 de março de 2019 nas cidades do Rio de Janeiro, Campinas, São Paulo, Belo Horizonte e Fortaleza, esta última marca a recente inauguração da unidade de atendimento da 3RA. Além disso, os participantes terão a oportunidade de conhecer de perto representantes de diversas instituições de ensino canadenses.

Para adquirir seu ingresso, acesse: 3ra.ca/palestras

Veja abaixo alguns destaques da imprensa:

Gazeta de SP: Oportunidade

O Povo: Palestra sobre estudo e imigração no Canadá no Rio de Janeiro

Eu, Rio: Estudo e imigração de intercâmbio crescem no Brasil

Jornal do Estado do Rio: Palestra sobre estudo e imigração no Canadá acontece no Rio de Janeiro hoje e amanhã (16 e 17/03)

Folha Zona Sul: Rio de Janeiro recebe palestra sobre Estudo e Imigração no Canadá

Diário do Rio.com: Rio de Janeiro recebe palestra sobre estudo e imigração no Canadá

Monitor Mercantil: Rápidas

Monitor Mercantil: Fatos e Comentários 

Jornal de Campinas: Feira sobre estudo e imigração no Canadá acontece em Campinas

Empresas e Negócios: Canadá

Ego NotíciasO Canadá está sendo muito procurado por brasileiros para estudar e trabalhar

Ciclo de palestras sobre Estudo e Imigração para o Canadá: sobre o evento

A programação do evento é bem diversificada e conta com feiras abertas ao público, palestras com especialistas da 3RA e da Immi e seminários com instituições de ensino canadenses. Veja quem estará presente: ILSC, Greystone College, Inlingua, Centennial College, Capilano University, Humber, Quest Language Studies, Invo Career College, VGC International College, Niagara College Canada, George Brown College, KPU e Seneca.

O diretor educacional da 3RA, Francisco Zarro, e a responsável pela Immi Canada e consultora de imigração, Celina Hui, realizarão palestras com temas que ajudarão aqueles que desejam estudar e morar no Canadá. Entre os tópicos, estão: Express Entry, como se tornar um candidato qualificado para imigrar; mitos e verdades sobre os processos; escola pública gratuita para os filhos; programas de estudo + trabalho, entre outros.

Francisco também realizará consultas presenciais com os interessados no Brasil. Este é o momento em que o especialista conversa diretamente com a pessoa, e traça seu plano de forma personalizada. As vagas para este encontro devem ser agendadas com antecedência pelo link: 3ra.ca/consultoria.

Ciclo de palestras sobre Estudo e Imigração para o Canadá: investimento

O ingresso para a entrada na feira com as escolas custa apenas R$ 10,00. O seminário apresentado por Celina Hui e por Francisco Zarro tem o custo de R$ 150,00 por pessoa. Já a palestra com as instituições canadenses custa R$ 20,00 por inscrição.

Todos os eventos necessitam que o interessado se inscreva antes pelo link: 3ra.ca/palestras2019.

Ciclo de palestras sobre Estudo e Imigração para o Canadá: próximas palestras

Campinas (SP)

Local: Noumi Plaza Hotel – Av. Júlio de Mesquita, 115, Cambuí.

Datas: 20 e 21 de março

Eventos: Palestras com as escolas de idiomas, colleges canadenses e seminário com as instituições, além de palestra com Francisco Zarro (Immi Canada não estará presente neste dia).

Palestra com as escolas + Palestra com Francisco Zarro: 20 de março, das 17h às 22h.

Feira com as escolas: 21 de março, das 15h às 20h.

São Paulo (SP)

Local: Avenida Angélica, 2447, Mezanino.

Datas: 22, 23 e 24 de março

Eventos: Palestra com Celina Hui (Immi Canada) e Francisco Zarro (3RA Intercâmbio), feira com escolas de idiomas e colleges canadenses e seminário com as instituições.

Palestra com Celina Hui e Francisco Zarro: 22 de março, das 19h às 22h

Palestras com as escolas: 23 de março, das 17h às 22h.

Feira com as escolas: 23 de março, das 10h às 15h30; e 24 de março, das 14h às 19h.

Belo Horizonte (MG)

Local: Holiday Inn – BH Savassi – Rua Professor Moraes, 600, Savassi.

Datas: 26 e 27 de março

Eventos: Palestra com Celina Hui (Immi Canada) Francisco Zarro (3RA Intercâmbio), feira com escolas de idiomas e colleges canadenses e seminário com as instituições.

Palestra com Celina Hui (Immi Canada) e Francisco Zarro (3RA Intercâmbio): 26 de março, das 19h às 22h.

Feira com as escolas: 27 de março, das 15h às 20h.

Palestra com as escolas: 27 de março, das 17h às 22h.

Fortaleza (CE)

Local: Seara Praia Hotel – Av. Beira Mar, 3080 – Meireles.

Data: 30 e 31 de março

Eventos: Palestra com Celina Hui (Immi Canada) Francisco Zarro (3RA Intercâmbio), feira com escolas de idiomas e colleges canadenses e seminário com as instituições.

Palestra com as Escolas: 30 de março, das 10h30 às 16h.

Palestra com Celina Hui (Immi Canada) Francisco Zarro (3RA Intercâmbio): 30 de março, 18h às 21h.

Feira com as Escolas: 31 de março, das 14h às 19h.

Outras informações, inscrições, horários e detalhes: 3ra.ca/palestras2019

 

Veja algumas fotos do evento

 

 

Estudo e imigração para o Canadá

3RA e Immi realizam no Brasil evento completo sobre estudo e Imigração para o Canadá

A 3RA Intercâmbio e a Immi Canada realizarão em setembro de 2018 um tour de feiras e palestras em diversas cidades brasileiras que vão abordar tópicos sobre estudo e imigração para o Canadá.

O evento, maior realizado pelas empresas no Brasil, vai passar por São Paulo, Rio de Janeiro, Natal, Fortaleza, Campinas e Belo Horizonte e contará com a presença de diversas instituições de ensino canadenses, além de oferecer aos visitantes encontros com representantes de colleges e universidades. Este será o último evento das empresas no Brasil este ano.

Participação de instituições de ensino canadenses

A programação conta ainda com feiras abertas ao público, palestras com o especialistas da 3RA e da Immi, e a realização de seminários com a presença das seguintes instituições canadenses: ILSC Language School, Inlingua Vancouver, Quest Language Studies, Greystone, Centennial, Seneca, VGC International College, Douglas College, Humber, George Brown, Niagara College Canada, e Langara College. Para participar, acesse o site 3ra.ca/palestras.    

O diretor educacional da 3RA Intercâmbio, Francisco Zarro, e a gerente da Immi Canada em Vancouver, Juliana Miguez, realizarão palestras completas sobre estudo e imigração para terras canadenses. Os seminários terão como temas principais o programa federal de imigração – Express Entry, como se tornar um candidato qualificado para imigrar; mitos e verdades sobre os processos; imigração provincial; sistema educacional canadense; como o estudo pode auxiliar a se qualificar para o processo de imigração canadense; saúde pública canadense para estudantes internacionais; escola pública gratuita para os filhos; programas de estudo + trabalho, dentre outros assuntos.

De acordo com Francisco Zarro, “a conclusão de um curso no país pode ajudar a se qualificar melhor para programas de imigração para o Canadá. Alguns deles, ainda, oferecem a possibilidade de obter uma permissão de trabalho após a graduação. Este e outros assuntos serão abordados em nossos encontros no Brasil, sendo também uma ótima oportunidade para os presentes tirarem suas dúvidas com nossa equipe in loco”.

Para Juliana Miguez, “a oportunidade de estudar no Canadá é sem dúvida uma experiência transformadora, tanto no âmbito profissional quanto pessoal. Muitos estudantes, após algum tempo vivendo no Canadá, decidem imigrar. Por isso, o Governo Canadense disponibiliza diversas oportunidades para que isso se torne possível”.

Consulta educacional presencial com a 3RA Intercâmbio

Francisco também realizará consultas presenciais com os interessados no Brasil. Este é o momento em que o especialista conversa exclusivamente com a pessoa, delineando  o perfil do candidato de forma personalizada baseado no background educacional e profissional, os objetivos no novo país, o estilo de vida e principalmente o mercado de trabalho canadense.  As vagas para este encontro devem ser agendadas com antecedência pelo link: www.3ra.ca/consulta-educacional

Saiba mais sobre o evento Estudo e Imigração para o Canadá 

O ingresso para a entrada na feira com as escolas custa apenas R$ 10,00 e deverá ser adquirido com antecedência, pois as vagas são limitadas. O seminário, que será apresentado por Juliana Miguez e por Francisco Zarro, por sua vez, terá o custo de R$ 150,00 por pessoa. Já a palestra com as escolas parceiras custará R$ 20,00 por inscrição. Todos os eventos necessitam que o interessado se inscreva antecipadamente pelo link 3ra.ca/palestras/. Basta acessar o site, escolher a cidade e quais palestras ou feiras e proceder com o cadastro.

Confira toda a programação do evento Estudo e Imigração para o Canadá 

São Paulo (SP)

Local: Av. Angélica, 2447 – Mezanino – Consolação

Datas: 1 e 2 de setembro.

Eventos: Palestra com Juliana Miguez (Immi Canada) e Francisco Zarro (3RA Intercâmbio) sobre Estudo e Imigração para o Canadá, feira com escolas de idiomas e colleges canadenses e seminário com as instituições.

Palestra exclusiva com colleges: dia 1º de setembro, das 10h30 às 16h.

Palestra com Juliana Miguez e Francisco Zarro: dia 1º de setembro, das 18h às 21h.

Feira das escolas: dia 2 de setembro, das 14h às 19h.

Consultas presenciais com Francisco Zarro: 2 de setembro, de 11h às 18h (Link: 3ra.ca/consultasp)  

Rio de Janeiro (RJ)

Local: Arena Copacabana Hotel (Avenida Atlântica, 2.064 – Copacabana)

Datas: 4 e 5 de setembro.

Eventos: Palestra com Juliana Miguez (Immi Canada) e Francisco Zarro (3RA Intercâmbio) sobre Estudo e Imigração para o Canadá, feira com escolas de idiomas e colleges canadenses e seminário com as instituições.

Palestra exclusiva com colleges: dia 4 de setembro, das 17h às 22h.

Feira das escolas: dia 5 de setembro, das 16h às 21h.

Palestra com Juliana Miguez e Francisco Zarro: dia 5 de setembro, das 19h às 22h.

Consultas presenciais com Francisco Zarro: 5 de setembro, de 11h às 14h; e 6 de setembro, das 11h às 17h45 (Link: 3ra.ca/consultarj).

Natal (RN)

Local: Serhs Natal Grand Hotel (Via Costeira – Senador Dinarte Mariz, 6045, Parque das Dunas).

Data: 10 de setembro.

Eventos: Palestras com colleges canadenses e com Juliana Miguez (Immi Canada) e Francisco Zarro (3RA Intercâmbio) sobre Estudo e Imigração para o Canadá: 17h às 22h.

Consultas presenciais com Francisco Zarro: 11 de setembro, das 10h às 17h45 (Link: 3ra.ca/consulta-natal).

Fortaleza (CE)

Local: Oasis Atlântico Fortaleza (Avenida Beira Mar, 2.500 – Meireles)

Data: 15 de setembro.

Eventos: Palestras com colleges canadenses e com Juliana Miguez (Immi Canada) e Francisco Zarro (3RA Intercâmbio) sobre Estudo e Imigração para o Canadá: 14h às 18h.

Consultas presenciais com Francisco Zarro: 16 de setembro, das 10h às 17h45 (Link: 3ra.ca/consulta-fortaleza)

Campinas (SP)

Local: Noumi Plaza Hotel (Avenida Julio de Mesquita, 115 – Cambuí)

Datas: 18 e 19 de setembro.

Eventos: Feira com escolas de idiomas, colleges canadenses e com Francisco Zarro (3RA Intercâmbio) e seminário com as instituições (Immi Canada não estará presente neste dia).

Palestra com Francisco Zarro e com os colleges: dia 18 de setembro, das 17h às 22h.

Feira das escolas: dia 19 de setembro, das 15h às 20h.

Consultas presenciais com Francisco Zarro: 19 de setembro, das 10h às 17h45 (Link: 3ra.ca/consulta-campinas)

Belo Horizonte (MG)

Local: Holiday Inn – BH Savassi – Rua Professor Moraes, 600 – Funcionários, Belo Horizonte

Datas: 20 e 21 de setembro

Eventos: palestra com Francisco Zarro, feira com escolas de idiomas e colleges canadenses e seminário com as instituições.

Palestra com Francisco Zarro (3RA INtercâmbio) e com os colleges: dia 20 de setembro, das 17h às 22h (Immi Canada não estará presente neste dia).

Feira das escolas: dia 21 de setembro, das 15h às 20h  

Consultas presenciais com Francisco Zarro: 21 de setembro, das 10h às 17h45 (Link: 3ra.ca/consultabh.  

Outras informações, inscrições, horários e detalhes: http://3ra.ca/palestras/.

Estudo e imigração para o Canadá

Atualmente, muitos brasileiros que chegam ao Canadá para estudar acabam se apaixonando pelo país e decidem tentar um processo de residência permanente. E, neste momento, surge aquela dúvida: Os meus estudos no Canadá podem me ajudar de alguma forma a continuar no país de maneira definitiva? A resposta é sim. Veja mais no texto abaixo: 

Alguns cursos do Canadá oferecem a possibilidade de obter uma permissão de trabalho após a graduação. Essa permissão é conhecida como Post Graduation Work Permit, o famoso PGWP. Nós  já abordamos esse assunto em vários outros textos aqui no blog. No entanto, agora decidimos voltar a falar dele para explicar como e porque ele pode ser um forte aliado de quem deseja fazer do Canadá o seu lar definitivo.

Além disso, o estudo pode colaborar para uma imigração futura de outras formas. Muitos cursos oferecem uma pontuação extra no processo federal, o Express Entry. Este programa tem como foco principal trabalhadores qualificados. 

Outra vantagem é que alguns cursos também dão direito a uma permissão de trabalho sem restrição de horas para o cônjuge. Essa permissão é válida a partir do primeiro dia de aula do estudante de College. Isso também pode ajudar o casal a se qualificar mais rápido para um dos processos de imigração disponíveis. 

Quer entender melhor como essas permissões de trabalho adquiridas através do estudo podem ajudar você a imigrar para o Canadá? É só continuar a ler esse texto. ;)

Vamos começar falando um pouco sobre o PGWP:

Como funciona o PGWP?

Resumidamente, o PGWP vai te dar a oportunidade de permanecer por mais um período trabalhando em terras canadenses logo após a sua formatura no Canadá. A validade desta permissão vai variar de acordo com o tempo de seu programa de estudos. Ela pode ser de oito meses a até três anos. Veja abaixo como funciona a duração do PGWP:

  • Se você concluiu um curso de oito meses de duração, você poderá ser elegível para oito meses de permissão de trabalho.
  • Se você concluiu um curso de 12 meses de duração, você poderá ser elegível para uma permissão de trabalho de um ano.
  • Se você concluiu um curso de dois anos ou mais de duração, você poderá ser elegível para um open work permit de até três anos.  

Como já falamos em outros textos aqui do blog, é importante lembrar que nem todas as escolas e cursos oferecem a possibilidade de aplicar para o PGWP após a graduação. Cursos de inglês e vocacionais, por exemplo, não oferecem esse direito. No site oficial da imigração canadense é possível verificar todos os critérios de elegibilidade do PGWP.

No entanto, em suma, os cursos que te tornam elegível ao PGWP são os seguintes:

  • Programas full-time com duração mínima de oito meses em instituições públicas.
  • Programas full-time de degree em instituições particulares (Exemplo: Bachelor Degree e Masters Degree)

Lembramos também que o governo divulgou recentemente a lista das instituições que dão direito ao PGWP. Apenas tenha em mente que o “Yes” estampado na coluna “Offers PGWP” não é garantia que o programa escolhido por você vai te tornar elegível. É preciso ficar atento não só à escola escolhida, mas também às características de cada programa. Por exemplo: Vamos supor que você faça um programa de seis meses em uma das instituições apontadas nesta lista. Ainda que esteja marcando “Sim” para o PGWP, um programa de apenas seis meses não te dará direito a aplicar para essa permissão de trabalho. Entendido?

Como o estudo e/ou PGWP podem te ajudar a se qualificar para imigrar para o Canadá?

É muito importante ressaltar que estudar no Canadá não vai garantir a sua residência permanente. Muitas pessoas acreditam que, ao concluírem um curso no país e aplicarem para o PGWP, receberão a residência automaticamente. Isto não é verdade! Durante o período do seu curso e do PGWP você é considerado um residente temporário. Você só se tornará um residente permanente após ser aprovado em um dos processos de imigração do Canadá. 

Como já falamos na abertura desse texto, o que acontece, na verdade, é que a conclusão de um curso no país pode te ajudar (e muito!) a se qualificar melhor para um desses programas de imigração e, consequentemente, a imigrar para o Canadá definitivamente. Por exemplo: você poderá ganhar pontos extras no processo federal, o Express Entry, logo após a sua formatura. 

Veja apenas alguns exemplos abaixo:

  • São concedidos 15 pontos para aqueles que concluírem um programa pós-secundário de um ou dois anos de duração;
  • São concedidos 30 pontos para quem concluir um programa pós-secundário de três anos ou mais; ou tiver uma credencial elegível de um master’s degree ou doutorado.

Além disso, ao se formar em uma instituição canadense e que dê direito ao PGWP, as suas chances de conseguir um emprego qualificado aumentam e isso também pode te ajudar a somar pontos nos processos de imigração.

Por exemplo: Ao completar um ano de trabalho remunerado full-time (mínimo de 30 horas semanais, 1.560 horas anuais) no país dentro dos NOCs (National Occupational Classification) 0, A ou B,  você poderá se tornar elegível ao Canadian Experience Class, uma das vertentes do Express Entry.  Além disso, somará mais pontos por conta dessa experiência canadense.  

Caso você só consiga um trabalho part-time, você precisará provar o equivalente a um ano full-time, ou seja, as mesmas 1.560 horas (Você pode comprovar que trabalhou 15 horas semanais por 24 meses, por exemplo). Lembramos que a experiência profissional acumulada enquanto você estiver com visto de estudante não entram nessa conta e, por isso, o PGWP é tão importante. Com esta permissão aberta de trabalho você poderá começar a contar esse tempo de experiência canadense.

É importante destacar ainda que apenas o fato de somar um ano de experiência de trabalho qualificada no Canadá também não garante a sua residência permanente, mas sim, mais pontos para o processo de imigração. O convite para a residência permanente dependerá da nota de corte. Caso você tenha uma pontuação igual ou superior ao estabelecido, você receberá o ITA (Invitation to Apply) e poderá submeter a documentação para a análise do oficial de imigração.

Obs.: Se você ficou confuso com o termo “National Occupational Classification” (NOC) citado acima, calma que a gente explica! O NOC é um sistema que descreve e classifica as profissões no Canadá. Normalmente:

  • Os NOCs 0 são referentes às funções de gerenciamento;
  • Os NOCs A à ocupações de nível profissional;
  • Os NOCs B à trabalhos técnicos; 

Você pode consultar qual o NOC da sua profissão no site da imigração canadense. Basta digitar o nome de sua função em inglês e observar o código que aparece na coluna “Skill level or type”.

Imigrar para o Canadá: Visto de trabalho aberto para o cônjuge

Para os que estão embarcando junto com o cônjuge, o estudo pode te ajudar a imigrar de outras formas.

Ao escolher uma instituição e um programa que irão lhe garantir o direito de aplicar ao PGWP, o seu cônjuge também terá direito à permissão de trabalho sem restrição de horas pelo mesmo tempo de duração de seu programa de estudos.

Com o work permit em mãos desde o seu primeiro dia de aula, o seu cônjuge poderá batalhar pela imigração de vocês logo de início. Desta forma, não será preciso esperar os pontos extras adquiridos com a sua experiência de trabalho durante o PGWP.

A situação é a mesma citada no tópico anterior. Ao completar um ano de trabalho remunerado full-time (1560 horas) nos NOCs 0, A ou B, o seu cônjuge poderá se classificar para o Canadian Experience Class. Como consequência, ele irá garantir mais pontos no Express Entry. Sendo assim, a imigração de vocês poderá chegar antes mesmo da sua formatura.

Porém, assim como no caso anterior, a experiência canadense não garante a residência permanente.  Este tempo de trabalho irá somar mais pontos no processo. Isso poderá tornar o cenário bem mais favorável para vocês. A elegibilidade e a pontuação no processo vão depender também de uma série de outros fatores. Alguns exemplos são: escolaridade, idade, experiência de trabalho, entre outros.

Também é importante destacar que, caso vocês não consigam imigrar para o Canadá antes de sua graduação, é preciso ficar atento a alguns detalhes. Você só poderá estender o visto de trabalho do seu cônjuge junto com o seu Post Graduation Work Permit (PGWP) caso você tenha uma oferta full-time dentro dos NOCs 0, A ou B.  Caso você não tenha esse contrato de trabalho no momento da aplicação do PGWP, o seu cônjuge deverá estender o visto como turista ou estudante. Porém, assim que você conseguir o trabalho, você poderá aplicar novamente para a permissão de trabalho de seu acompanhante.

Formas de imigrar para o Canadá: Processos provinciais

É sempre bom lembrar que o programa federal de imigração – Express Entry – não é a única opção disponível. Há também outras formas de imigrar para o Canadá. Uma outra alternativa são os programas provinciais.

A província de British Columbia, por exemplo, conta com o BC Provincial Nominee Program (BC PNP) no qual uma das categorias – a International Graduate – é focada em estudantes internacionais que concluíram programas de estudo no Canadá.

Para ser elegível, o estudante precisa seguir uma série de critérios. Veja apenas alguns:

  • Ter aceitado uma oferta de trabalho full-time e por tempo indeterminado de um empregador da província de British Columbia. Esse trabalho precisa estar dentro de um dos NOCs 0, A ou B.
  • Poder exercer legalmente a ocupação na provincia de British Columbia.
  • Ter condições de se manter e manter financeiramente os seus dependentes no Canadá.
  • Ter status legal no Canadá.
  • Ter completado um programa de degree, diploma ou certificado em uma instituição pós-secundária nos últimos três anos. A instituição precisa ser considerada elegível pelo governo canadense.
  • Provar proficiência no idioma de acordo com o exigido pelo programa e categoria.
  • Entre outros;

Lembramos que a 3RA Intercâmbio é uma empresa especializada em educação no Canadá. Este texto trata de processos imigratórios de uma maneira geral. Cada caso é diferente e, por isso, recomendamos que você procure a Immi Canada. A immi é nossa empresa parceira e especialista em vistos e imigração no país. Eles poderão fazer uma análise de seu perfil e indicar o melhor caminho para você, já que existem vários disponíveis atualmente. Email de contato: [email protected]

Depoimento: Imigrar para o Canadá antes mesmo do PGWP

Imigrar para o CanadaRafaela Borges é cliente e funcionária da 3RA Intercâmbio. Ela iniciou seus estudos no British Columbia Institute of Technology (BCIT) em Setembro de 2016 no programa de Marketing Management. A graduação estava prevista para Março de 2018.

Em Novembro de 2016, o marido, Diego Mendes, conseguiu um emprego em sua área de atuação – Edição de vídeo. Após somar um ano de trabalho no país, o casal se qualificou para o Express Entry através do Canadian Experience Class. Com isso, eles garantiram a residência permanente antes mesmo da emissão do Post Graduation Work Permit (PGWP).

“Quando procurei a 3RA estava buscando por um programa que me desse a possibilidade de três anos de PGWP. Não tinha certeza se queria ficar no Canadá para sempre, mas pensei: Quanto mais tempo, melhor. Acabou que imigramos antes mesmo do PGWP ser emitido, bem perto da data da cerimônia da minha graduação. Foi uma surpresa boa e um grande presente”, disse.

Para Rafaela, a possibilidade de o marido poder trabalhar full-time desde o primeiro dia de aulas dela fez toda a diferença.

“Sem dúvidas, com uma permissão de trabalho sem restrição de horas fica mais fácil conseguir um emprego. Os empregadores preferem contratar quem já está no país e com permissão para trabalhar full-time. A experiência canadense do Diego elevou bastante nossos pontos no Express Entry. Fomos chamados logo no primeiro draw após ativarmos o perfil. Se eu não tivesse estudando, o Diego não teria a possibilidade de trabalhar full-time. Com isso, não teríamos como conseguir esses pontos extras, o que facilitou bastante o processo para a gente”, finalizou.

Todas as informações deste texto foram revisadas com a contribuição da Immi Canada, empresa especialista em vistos e imigração, que conta com consultores credenciados ao ICCRC (Immigration Consultants of Canada Regulatory Council). 

3RA Intercâmbio e Immi Canada são destaque no Jornal do Brasil

Nesta sexta-feira, dia 17 de Fevereiro, a 3RA Intercâmbio e a Immi Canada foram destaques em uma reportagem do Jornal do Brasil.

A matéria, que abordou o aumento da procura pelo Canadá por conta das medidas do presidente americano Donald Trump, destacou a qualidade dos serviços públicos do país, como segurança, educação e saúde, e também a boa receptividade em relação aos imigrantes.

Ficou interessado? Então clique aqui e leia a reportagem completa.

 

Webinars

Confira as melhores perguntas do Webinar sobre atividades de Verão em Vancouver

No dia 08 de Fevereiro, a 3RA Intercâmbio e a Immi Canada realizaram mais um Webinar. E o assunto da vez foi o Express Entry, que tem sofrido uma queda na pontuação desde janeiro, ampliando o número de convites para a residência permanente. Os especialistas da 3RA Intercâmbio receberam clientes que dividiram a experiência deles com os participantes e também responderam às dúvidas enviadas por eles.

Perdeu o evento? Clique no play abaixo e assista ao vídeo na íntegra. Logo em seguida você também poderá conferir um texto com as melhores informações do webinar.

 

Melhores informações do Webinar – Express Entry: Diferentes perfis e possibilidades

1) Como funciona o Express Entry?

De acordo com Celina, o Express Entry foi introduzido em 2015. Para entrar Express Entry, você precisa se enquadrar dentro de um dos três programas disponíveis:

  • Federal Skilled Trades: É mais específico – como para a área de cozinheiros e chefes de cozinha com experiência fora do Canadá e uma oferta de trabalho também aqui no país.
  •  Canadian Experience Class – Para quem já completou um ano de trabalho dentro do Canadá. É preciso ser full-time, ou seja 30 horas ou mais por semana, e dentro do NOC ou 0, A ou B. Experiência de trabalho durante programas de Co-op não são consideradas.
  • Federal Skilled Worker: É preciso atingir uma pontuação mínima de 67 pontos. São levados em consideração: idade, escolaridade, proficiência em inglês e/ou francês, experiência de trabalho fora e dentro do Canadá, familiares imediatos no Canadá.

Em seguida, será preciso entrar no pool do programa. No total são 1200 pontos, sendo 600 baseado no perfil do aplicante principal. Caso seja um casal, são 560 para o aplicante principal e 40 pontos para o acompanhante. Os outros 600 pontos são extras e você pode ganhá-los de algumas maneiras:

  • Para quem concluir cursos de um ano ou dois anos no Canadá: 15 pontos
  • Para quem concluir cursos de mestrado ou com duração de três anos: 30 pontos
  • Para quem completar um ano de trabalho no Canadá: 50 pontos
  • Oferta de trabalho: de 50 a 200 pontos
  • Programas provinciais relacionados ao Express Entry: 600 pontos

2) Perfil dos candidatos:

Alberto de Asevedo e Manuela: Começaram o planejamento em 2014, quando o processo ainda não era o Express Entry. No final de 2014, Alberto viajou para o Canadá para um intercâmbio e se apaixonou de vez pelo país. Em 2015, devido à mudança para o Express Entry, ele decidiu fazer a primeira consulta com a Celina, que avaliou o perfil e viu que era possível aplicar pelo programa. No entanto, Celina optou por fazer o planejamento do casal – que ainda estava no Brasil – separadamente. “Nós fizemos a consulta e vimos que a pontuação do Alberto seria maior como solteiro. Como eles ainda não eram casados e nem moravam juntos, decidimos fazer o processo do Alberto primeiro e aplicar através dele depois para a Manuela”, explicou Celina. Alberto já chegou ao país como residente permanente, enquanto Manuela embarcou com visto de turista e, agora, aguarda o resultado do processo de sponsorship.

Ainda de acordo com Celina, a formação do Alberto é outro ponto importante. “Ele é formado em Direito. Isso mostra que não há uma lista de ocupações e demandas no Express Entry. Não existe uma área de formação específica na qual você não se qualifica”, destacou Celina.

Marina Morena: Chegou ao Canadá com o namorado e inicialmente sem intenção de imigrar, apenas para estudar inglês. Porém, logo depois procuraram a 3RA e a Immi para buscar alternativas de continuar no país. Os dois casaram e o esposo dela foi fazer College, enquanto ela foi para o mercado de trabalho. “Enquanto ele estava na faculdade nós qualificamos a Marina para o Express Entry”, falou Celina.

Ao contrário de Alberto, que teria uma maior pontuação como solteiro, Marina pontuaria mais como casada. “O fato de eu poder trabalhar enquanto o João estudava nos ajudou a somar pontos no Express Entry”.

3) Minha profissão é regulamentada. Posso entrar no Express Entry?

Sim. “Não existe uma lista. Não importa se você é formado em Direito, Medicina, Engenharia ou Arquitetura, por exemplo. A imigração hoje não quer saber se você vai exercer sua profissão ou não depois da residência permanente. Atualmente eles querem saber sua escolaridade e se a sua experiência de trabalho é considerada High Skill”, destacou Celina.

4) Não tenho experiência de trabalho. Isso irá comprometer muito o meu processo?

Sim, mas há alternativas. “Vai comprometer porque o Federal Skilled Worker exige que você tenha pelo menos um ano de experiência de trabalho. Porém temos muitos clientes que chegam novos ao Canadá para fazer faculdade e trabalhar no PGWP. Nestes casos, eu os enquadraria no Canadian Experience Class, ou dependendo da província que eles estiverem, existem outros programas que não pedem experiência de trabalho fora do Canadá”, explicou Celina Hui.

5) O residente permanente paga um valor menor em programas de estudo?

Sim. “Se o Alberto, que já é residente permanente, quiser fazer uma faculdade no Canadá, por exemplo, ele vai pagar bem mais barato por esse curso – cerca de ⅓ do valor pago por alunos internacionais. Além disso, ele terá acesso a diversos cursos que o aluno internacional não tem. Se você vier para o Canadá e no meio do seu curso conseguir imigrar, você vai pagar bem mais barato nos termos que ainda faltarem para a conclusão deste curso”, falou Francisco.

6) Minha faculdade realizada no Brasil contará pontos no Express Entry?

Sim. “A faculdade no Brasil é a base da pontuação. De acordo com Celina, o perfil ideal para o Express Entry é:

  • Jovem – até 30 anos você pontua o máximo com relação à idade.
  • Alta escolaridade – Uma graduação de no mínimo três anos com uma pós-graduação de pelo menos um ano e 360 horas.
  • Alta proficiência no Inglês – “Existe uma diferença muito grande entre quem tem um CLB 9 – que é 8 no listening e 7 nas outras habilidades – para quem tem um CLB 7 – que seria nota 6 por cada habilidade”, explicou Celina.
  • Só é preciso tomar cuidado na hora que você for tentar se encaixar nos programas das província, pois a grande maioria delas exige que você tenha pelo menos um bacharelado de quatro anos ou mais”, falou Celina.
  • Experiência de trabalho – 3 anos ou mais. “Quem tem 3 anos ou trinta anos de experiência pontua da mesma forma”.

7) O que preciso fazer para montar o meu perfil no Express Entry?

  • De acordo com Celina, existem alguns passos a serem seguidos. São eles:
  • Enquadrar-se dentro de um dos três programas citados na questão 1;
    Se a pessoa for aplicar pelo Federal Skilled Worker, ela precisará apresentar:
    – Prova de proficiência no idioma (Inglês ou Francês)
    – Equivalência dos diplomas
    – Um ano de experiência full-time no NOC 0, A ou B
    – Comprovação financeira para quem não tem o LMIA ou não completou 12 meses de trabalho no Canadá.

8) Devemos fazer o IELTS antes da aplicação para imigrar ou para estudar?

  • Imigração: Sim. É preciso ter o IELTS em mãos antes de aplicar.
  • Estudo: Não necessariamente. Existem outras opções para quem ainda não tem um inglês pronto para o IELTS. Entre em contato com a 3RA.

9) Já tenho um inglês bom. Seria interessante estudar francês também?

Sim. “Se você consegue atingir o CLB 9 no inglês, seria interessante chegar aos 50% de francês. Isso vai lhe ajudar a pontuar. Inclusive na Província de Ontario existe uma janela de possibilidades para quem tem um francês CLB 7”, comentou Celina.

10) Há alguma diferença de pontuação no Express Entry entre união estável ou casamento?

“Não há diferença. Porém é importante lembrar que a certidão de união estável no Brasil não é válida no Canadá. O que existe aqui é um formulário que você precisa anexar provas de que vocês moram juntos por pelo menos 12 meses consecutivos. São 12 contas indo para o mesmo endereço para provar isso”, explicou Celina.