Posts

Cinco dicas para não passar aperto (e não pagar mico) nos primeiros dias em Dublin

Quando chegamos em outro país, às vezes demora um pouquinho para nos ambientarmos e sabermos de fato quais as melhores opções que o lugar oferece. Mas é preciso ter calma! Isso é muito comum para qualquer ser humano. Ainda bem que existe a tecnologia e podemos conferir o que as pessoas estão fazendo pelo mundo e traçar nossos caminhos baseados em experiências que deram certo =).

Por isso nós da 3RA preparamos um artigo especialmente para você que está planejando sua viagem para Dublin, Assim você irá chegar munido de algumas informações super importantes para este primeiro momento.

Confira o que reservamos no texto abaixo:

1 – Como sair do aeroporto com transporte público

Uma das dúvidas mais frequentes entre as pessoas que aterrissam em um país diferente é: como vou sair do aeroporto por meio de transporte público? Uma opção bastante econômica em Dublin é o ônibus comum. Você pode optar entre duas linhas – o número 16 (que passa na O’Connell Street) e o 41 (que passa na Lower Abbey Street). Por apenas €3,30 você faz seu trajeto tranquilamente, já que há espaço para você colocar suas malas junto dos passageiros.

Vá com dinheiro certinho e em moedas, pois eles não devolvem troco e não permitem notas altas. Em caso de trocos para quantidades pequenas, eles te darão um papel para trocar o dinheiro no escritório do Dublin Bus, no centro.

2 – Preciso de internet o mais rápido possível!

Sim, nós te entendemos! Na era da tecnologia, a internet no celular chega a ser primordial em nossa vida, seja para dar um alô para a família e dizer que chegou bem, ou até postar aquela foto que inaugura sua estadia na Ilha Esmeralda. No primeiro momento você pode usar a internet do aeroporto de Dublin, mas e depois? A boa notícia é que a Irlanda conta com algumas operadoras de celular que oferecem planos acessíveis para quem acabou de desembarcar no país. Todas as lojas estão praticamente na Henry Street, que fica localizada no centro da cidade e bem próxima à famosa escultura The Spire.

3 – Não se perca nas ruas de Dublin

Falando em Spire, este é o local de encontro para quem quer se localizar nos primeiros dias em Dublin. A escultura, situada na O’Connell Street, coração de Dublin, possui 120 metros de altura com três metros de diâmetro em sua base, o qual vai estreitando até chegar aos 15 centímetros no ponto mais alto. De longe, você consegue enxergá-lo e se você perguntar para qualquer pessoa na rua, certamente ela saberá te direcionar até lá. O local tem uma atmosfera diferente, pois combina uma série de prédios clássicos e históricos, o que dá um tom bem peculiar para encontros entre amigos.

4 – Deixe uma blusa quentinha e um guarda-chuvas na bolsa de mão

Independente da época do ano que você vai desembarcar em Dublin, é fundamental que tenha uma blusa mais quentinha em mãos para não passar aperto. Aqui é assim: você acorda e olha pela janela aquele solzão. Vai tomar banho todo feliz já pensando na roupa que vai usar. Quando sai, o tempo já está meio nublado e ventando.. Então, se você checou a temperatura dos primeiros dias de Dublin, certamente ela vai mudar (rs).

Outro ponto importante a considerar é a chuva. Às vezes, o guarda-chuva não será o suficiente, então se você tiver um casaco impermeável será bem-vindo, porque venta muito! No verão (entre junho e agosto), outono (setembro a novembro) e inverno (dezembro a fevereiro) o clima é chuvoso. A época do ano mais ensolarada e com temperaturas frescas é a primavera (março a maio).

5 – Costumes curiosos

A primeira coisa que nós, brasileiros, achamos bem diferente em países na Europa é a capacidade de cumprimentar e agradecer por tudo. E por aqui não é diferente. Desde uma pessoa na rua que deixou você atravessar na frente ao motorista do ônibus que parou no ponto, os tradicionais“Hello” (olá, em inglês) e o “Thank you” (obrigada, em inglês) são muito utilizados.

Outra coisa muito bacana dos irlandeses é que eles te dão troco em moedas caso você precise pagar o ônibus. É só fazer uma compra de qualquer valor no seu cartão e pedir o “cashback”, ou seja, a pessoa do caixa vai passar uma quantia superior no cartão e devolver aquela diferença em moedas.

Não se preocupe se você não tem a roupa da moda ou acha que não está “apropriado” para sair. Aqui na Irlanda as pessoas não ligam para isso, sério! Se você sair de pijama, saia, short ou cabelo para cima, ninguém vai te julgar. Portanto, a dica é: não faça cara de desaprovação quando encontrar algum irlandês com uma roupa diferente ou penteado alternativo pela rua.

Ferramentas digitais gratuitas que vão te ajudar nos estudos

A maioria dos nossos seguidores ou estão estudando, ou estão se planejando para começar algum programa de ensino. Temos casos de clientes que acabaram a faculdade e já emendaram um curso aqui no Canadá, como pessoas que já estão no mercado profissional e que não entram em sala de aula há algum tempo. A verdade é que estudar é como andar de bicicleta, a gente aprende e não esquece, mesmo que para uns essa tarefa seja mais difícil do que para outros.

Porém, mesmo que a gente saiba como estudar e até tenha facilidade para aprender novos conceitos, uma ajudinha na hora de pesquisar ou organizar os trabalhos da escola sempre é bem-vinda, né? E a tecnologia pode ser nossa principal aliada nessas horas. Por isso, separamos um pacote de ferramentas disponibilizado de forma gratuita pelo Google e que propõe facilitar a vida dos estudantes, deixando o dia de estudo mais produtivo. Veja só:

 

Leia mais

O melhor momento para comprar a passagem aérea internacional

Uma das principais dúvidas de quem resolve estudar em outro país é em relação ao melhor momento de comprar a passagem aérea. Quando se fala em viagens internacionais a sugestão é que a reserva das passagens seja feita com 30 a 60 dias de antecedência da data da viagem, em épocas de baixa temporada, e com 60 a 120 dias em épocas de alta temporada. Sendo a alta temporada em Vancouver os meses referentes ao verão, de junho a agosto, e o feriado de dezembro (Natal e Ano Novo).

Apesar de muita gente achar que comprar a passagem com bastante antecedência seja um benefício, está errado. Essa ideia foi criada pelas companhias aéreas como estratégia de venda, e não tem relação direta com o preço, ao contrário, pesquisas mostram que comprar passagem aérea muito antes da viagem faz com que o passageiro pague mais caro. O ideal é segurar a ansiedade e pesquisar.

Estudantes de intercâmbio

Quem vem para o Canadá estudar por mais de 6 meses o sugerido é comprar a passagem depois de receber o visto. Assim o passageiro tem mais liberdade e segurança na hora de escolher as datas de embarque de acordo com o inicio das aulas. O risco para quem compra passagem antes de sair o visto é ter que mudar a data de embarque se até o início das aulas o documento emitido pelo governo canadense não tiver sido emitido. Por isso planejar o intercâmbio com antecedência é fundamental.

Outro aspecto que precisa ser levado em consideração é a validade da passagem. Mesmo que o intercâmbio tenha duração maior de um ano, você vai conseguir remarcar a volta para no máximo 12 meses depois da data de emissão da passagem. Já vimos muitos alunos se confundindo com essas datas por aqui. Por esse motivo é natural pensar que o melhor seria comprar só a passagem de ida e esperar para comprar a volta no futuro, mas tal decisão não é indicada pelos especialistas em vistos. Segundo esses profissionais quando entrar no Canadá a pessoa já deve apresentar o bilhete de volta.

Dicas para achar bilhetes mais baratos

Além da antecedência outras dicas podem te ajudar a salvar um bom dinheiro com a compra das passagens aéreas. Uma delas é o dia em que vai voar. Os voos no meio da semana costumam ser mais baratos, em se tratando de América do Norte os dias mais em conta são terça e quarta-feira, e diferente do Brasil no sábado também. Enquanto os dias mais populares, e por isso os dias mais caros, são as sextas e domingos. O horário da viagem também pode te ajudar na economia, como viajar de madrugada ou em horário de refeições, principalmente o jantar no Canadá e Estados Unidos.

Pra quem está vindo com a família outra dica é comprar uma passagem de cada vez. O motivo é bem simples, por exemplo, você vai comprar duas passagens, se o sistema tiver um bilhete a 300 dólares e outro a 350 ele não vai te oferecer nenhuma dessas duas opções, ele vai oferecer o valor que tiver em duplicidade, e mais caro. Comprando um de cada vez você sempre assegura o melhor preço, mesmo que seja a última passagem disponível naquele preço.

Sites e aplicativos

A tecnologia pode ser uma grande parceira durante a etapa de pesquisa. Existem vários sites de viagens que hoje em dia desenvolveram aplicativos de celular capazes de fazer buscas de voos nacionais e internacionais. Alguns deles, como o skyscanner, te manda alertas toda vez que a passagem, com as características escolhidas por você, mudar de preço.

A maioria desses sites cobra uma pequena taxa de serviço quando efetuada a compra, mas o que pode ser feito para evitar essa taxa é, depois que você encontrar o voo que atenda suas necessidades, vá no site da cia aérea e compre direto por lá. Na lista abaixo estão os sites mais populares:

Skyscanner (www.skyscanner.ca)

Google Flights (www.google.ca/flights)

JetRadar (www.jetradar.com/flights)

Farecompare (www.farecompare.com/#quote)

Expedia (www.expedia.ca)

eDestinos (www.edestinos.com.br)

Decolar (www.decolar.com)

Hotwire (www.hotwire.com)

Melhores Destinos (www.melhoresdestinos.com.br)

AirCanada (www.aircanada.com)

TAM (www.tam.com.br)

 

Brasil quente. Canadá frio. Que roupa usar durante a viagem?

Dica da semana:

Tirado os meses de verão canadense ( junho, julho, agosto e o começo de setembro), sair do Brasil e vir para o Canadá vai ser como sair do forno e entrar na geladeira. Na hora de viajar muita gente tem dúvida sobre como resolver essa diferença de temperatura. Já sair do Brasil vestindo casacão, blusa de manga e luvas? De jeito nenhum, você vai morrer desidratado (a) antes de chegar no Canadá. 

O melhor caminho é sair do Brasil vestindo uma roupa confortável, já que a viagem é bastante longa, carregando na bagagem de mão uma jaqueta quentinha, blusa de manga comprida, meia-calça grossa (indicado para homens e mulheres), cachecol, luva e toca. Com esse kit você consegue chegar no aeroporto, adicionar esses itens no seu visual e sair pela cidade protegido do frio.

shutterstock_42442426

 

Muitas pessoas sentem muito frio durante a viagem por causa do ar condicionado das aeronaves. Nesse caso,vale a pena já deixar o casaco de fora da bagagem de mão.