3RA Intercâmbio

Imigrantes no Canadá

Cerca de 25% dos trabalhadores são imigrantes no Canadá

294 Compart.

Você certamente já ouviu falar que o Canadá é um país aberto aos imigrantes, certo? E os dados divulgados pelo último Censo do país não deixam dúvidas quanto a isso. Só para se ter uma ideia, cerca de 25% dos trabalhadores são imigrantes no Canadá. Isso mesmo! E esse número é, com certeza, ainda muito maior, já que nesta parte da pesquisa só foram considerados residentes permanentes e cidadãos. Residentes temporários como os portadores de um visto de trabalho e estudantes com permissão para trabalhar foram excluídos desse levantamento. 

De acordo com o site oficial do governo – o Statistics Canada – esse número representa um aumento de 5% em relação aos últimos 10 anos. Em 2006, apenas 20% dos profissionais eram imigrantes. O crescimento foi atribuído às mudanças recentes no sistema imigratório, sendo a principal delas a introdução do Express Entry. Essas modificações visam suprir a falta de mão de obra qualificada no país além de amenizar as consequências do envelhecimento da população. 

Imigrantes no mercado de trabalho por região

O Censo de 2016 revelou números ainda mais surpreendentes de trabalhadores imigrantes em determinadas regiões do país. Na região de Toronto, por exemplo, 50% dos profissionais são oriundos de outros países. Não muito atrás estão Vancouver e sua região metropolitana, nas quais 43.2% de seus profissionais são imigrantes. Calgary e Alberta ocupam a terceira e a quarta posição, com 43.2% e 32.5% respectivamente.

Número de imigrantes no Canadá irá aumentar ainda mais nos próximos anos

De acordo com o Censo de 2016, 7.5 milhões de pessoas chegaram ao Canadá através de um processo imigratório. Isso significa que mais de uma em cada cinco pessoas que vivem atualmente no país como residentes permanentes ou cidadãos canadenses são estrangeiros. De todos esses, mais de 16%, o que representa cerca de 1.2 milhões de pessoas, imigraram nos últimos anos – mais precisamente entre 2011 e 2016. 

Se você já ficou surpreso com estes números, prepare-se para ver essas taxas crescerem ainda mais nos próximos anos. Em novembro de 2017, o governo do país divulgou que cerca de um milhão de pessoas irão se tornar residentes permanentes até o ano de 2020. Para 2018, por exemplo, a expectativa é que 310 mil pessoas virem residentes permanentes no Canadá e outras 330 mil em 2019.

Imigrantes no Canadá: Qual o local de origem?

A pesquisa divulgada pelo governo ainda revelou que a maioria dos imigrantes que vivem no Canadá atualmente são da Ásia: um total de 3.629.165 pessoas. Logo atrás está a Europa, com 2.088.400 imigrantes. As Américas aparecem em terceiro lugar, com 1.127.810 pessoas, sendo 318.105 da América do Sul. Por último está a África, com 637.845. 

Já quando analisamos os dados mais recentes, considerando apenas as pessoas que imigraram entre os anos de 2011 e 2016, os países de origem da maioria dos imigrantes no Canadá são: Filipinas (188.805 pessoas), Índia (147.190 pessoas), China (129.020 pessoas), Irã (42.070 pessoas), Paquistão (41.480 pessoas), Estados Unidos (33.060 pessoas), Síria (29.945 pessoas), Reino Unido (24.445 pessoas), França (24.155 pessoas) e Coréia do Sul (21.710 pessoas).

imigrantes no Canadá

 

Imigrantes brasileiros no Canadá

Atualmente há 29.315 imigrantes brasileiros no país (residentes permanentes e cidadãos). A grande maioria deles, 14.700, vive hoje em dia na província de Ontario, sendo 10.620 moradores de Toronto e região metropolitana.

Logo em seguida está a província de Quebec, com 7.345 imigrantes brasileiros, sendo que a maioria vive em Montreal (5.720).

Em terceiro lugar está British Columbia, com 3.810 imigrantes brasileiros, sendo que 2.860 moram atualmente em Vancouver e região metropolitana.

Veja na tabela abaixo o número de imigrantes brasileiros por província:

Província/Território Número de Imigrantes no Canadá
Ontario 14.700  brasileiros
Quebec 7.345    brasileiros
British Columbia 3.810    brasileiros
Alberta 2.545    brasileiros
Manitoba 440       brasileiros
Saskatchewan 180       brasileiros
Nova Scotia 170       brasileiros
New Brunswick 55         brasileiros
Newfoundland and Labrador 25         brasileiros
Prince Edward Island 20         brasileiros
Northwest Territories 15          brasileiros
Yukon 10         brasileiros
Nunavut 10         brasileiros

Áreas de trabalho que mais contrataram no Canadá

Se você ficou animado com os números e quer trabalhar no Canadá, o Censo também divulgou uma informação que pode ser muito útil para você: Quais foram as áreas que mais contrataram no país nos últimos anos.

Segundo o relatório, as áreas de saúde e assistência social foram as que mais geraram ofertas de emprego. Só para se ter uma ideia, 12,1% de todos os canadenses e residentes permanentes do país trabalham em um dos dois setores. O terceiro lugar ficou com o varejo.

Uma outra área que se destacou nos últimos 10 anos foi a de Tecnologia da Informação (TI). Nenhuma novidade, não é mesmo? A região de Ottawa foi a que mais se destacou para este setor, com 5% de todos os profissionais da região atuando em tecnologia. Logo atrás está Toronto, com 4% de todos os trabalhadores empregados na área de TI.

Se você é um profissional de Tecnologia da Informação e deseja trabalhar no Canadá, não deixe de ler os conteúdos que temos em nosso blog. Em um dos artigos, você pode conferir quais são as profissões em demanda para a área de TI. Em outro, você confere um depoimento de um cliente 3RA que já está empregado no setor.

Como ir para o Canadá para trabalhar?

Além dos processos de imigração, pelos quais você já chega ao Canadá como um residente permanente, há possibilidades de embarcar para o país com uma permissão de trabalho temporária.

Se a sua vontade é imigrar de vez, é preciso pesquisar sobre os processos atuais.  A nossa empresa parceira Immi Canada é especialista no assunto. No blog deles é possível encontrar um texto falando detalhadamente sobre o Express Entry, que é o programa federal. Por lá você também encontra conteúdos sobre as demais opções de programas de imigração para o Canadá.

Visto de trabalho no Canadá (Work Permit)

Segundo a Immi Canada, se você não é um residente permanente ou cidadão canadense, há três possibilidades de trabalhar legalmente no Canadá: Conseguir a permissão através de um programa de estudos; ou com o Post-Graduation Work Permit; ou com o Labour Market Impact Assessment (LMIA). Nas duas primeiras opções, a 3RA pode te ajudar.

É importante lembrar que este texto é apenas um resumo. Para informações mais detalhadas sobre estudo no Canadá, recomendamos que você entre em contato conosco através do email info@3ra.ca. Sobre vistos e imigração, sugerimos a Immi Canada. O email deles é o contact@immi-canada.com.

Permissão de trabalho através de estudos

Se você for um estudante de College ou Universidade, em programas full-time, e com duração mínima de seis meses, você poderá trabalhar 20 horas semanais durante o seu programa. Já nas férias escolares, alguns programas permitem que o aluno trabalhe full-time.

Ao embarcar com o cônjuge, alguns programas oferecem ainda visto de trabalho para o parceiro (a), que poderá trabalhar sem restrição de horas.

Como não são todos os cursos que oferecem esses benefícios, é muito importante pesquisar direitinho e conversar com o seu consultor 3RA. Assim você evita ter surpresas desagradáveis.

É importante lembrar ainda que, desde 2014, cursos de idioma no Canadá não oferecem permissão de trabalho ao estudante. Ou seja, se você embarcar para o país para estudar inglês ou francês, não poderá trabalhar em hipótese alguma. Mesmo que o seu programa seja um Pathway.

Post-graduation Work Permit (PGWP)

O PGWP é um dos grandes aliados daqueles que querem estudar e tentar uma imigração futuramente. Para quem não sabe, essa é uma permissão de trabalho sem restrição de horas. Por isso, ela pode ajudar o estudante a somar pontos em processos imigratórios.

O benefício é oferecido para alunos internacionais que tenham concluído um programa de estudos no Canadá. Porém,  esse curso precisa seguir as regras da imigração canadense. É essencial saber que não são todos os programas que dão direito ao estudante de aplicar para essa permissão de trabalho após a graduação (confira a lista de colleges que dão direito ao PGWP). Por isso, leia atentamente o nosso texto sobre o PGWP e converse com o seu consultor educacional sobre isso.