Dúvidas frequentes: Estudo no Canadá

3K Compart.

Quer estudar no Canadá, mas está cheio de dúvidas? Então veja abaixo o texto que preparamos para você. Ele responde as principais dúvidas de nossos clientes:

1)Quais cursos dão direito à permissão de trabalho?

Atualmente, de acordo com a lei canadense, para ter direito a trabalhar o aluno precisa ser um estudante full-time em um programa pós-secundário, ou seja, pós-ensino médio, como colleges, bacharelados, mestrados, etc, com no mínimo seis meses de duração.

Nestes casos, enquanto está tendo aula, o aluno poderá trabalhar até 20 horas por semana (part-time). Já nos períodos de férias, denominados “scheduled breaks”, o estudante poderá trabalhar até 40 horas por semana.

Se o aluno estiver cursando um programa que conta com componente de trabalho (co-op), ele poderá trabalhar full-time no termo destinado para esta parte prática do curso (até 40 horas na semana).

É importante destacar que estudantes matriculados em cursos de inglês NÃO tem permissão para trabalhar.

Clique aqui e saiba mais sobre o assunto

2) Se eu tiver uma permissão de trabalho, posso começar a trabalhar a partir do dia que entrar no país?

A permissão de trabalho é válida a partir do primeiro dia de aula do estudante na instituição de ensino. A regra também é válida para o cônjuge. Antes do início das aulas nenhum dos dois podem trabalhar, mesmo que já tenham um work permit válido.

3) O que é o PGWP? Quais cursos dão direito à essa permissão?

O Post-graduation Work Permit (PGWP) é uma permissão de trabalho de oito meses a três anos de duração que o estudante internacional pode solicitar após completar seus estudos no Canadá. Porém, nem todos os cursos oferecem o direito de aplicar para o PGWP. De uma maneira geral, os programas que dão direito à essa permissão são:

*Faculdades públicas: Qualquer programa com duração acima de oito meses;
*Faculdades particulares: Qualquer programa que seja um degree (Exemplo: Bachelor Degree, Associate Degree ou Masters Degree)

Confira no site do governo canadense se a sua instituição é elegível ao PGWP.

Cursos vocacionais e cursos de inglês não dão direito ao PGWP. Nestes casos, após a conclusão deste tipo de curso, o estudante precisa retornar ao Brasil, a não ser que encontre um outro caminho para continuar no Canadá (como se matricular em um outro curso, por exemplo).

Clique aqui para mais informações sobre o PGWP

4) Qual a diferença entre Colleges e programas de carreira (cursos vocacionais)?

Os programas de carreira ( também conhecidos como cursos vocacionais ou co-op) têm esse nome porque apresentam um componente de estudos mais um componente de trabalho.

Eles são cursos de diplomas e certificados oferecidos em instituições privadas e apresentam uma série de vantagens para os estudantes: Normalmente contam com valores mais acessíveis e exigem um nível de inglês mais baixo quando comparado ao nível exigido pelos Colleges em geral. Eles também oferecem ao estudante a possibilidade de trabalhar 20 horas semanais off-campus durante o programa.

Porém, como já dito anteriormente, eles não dão direito à solicitação do PGWP ao término do curso, não sendo o mais indicado para aqueles que desejam imigrar para o país.

Infelizmente, não há uma lista identificando quais são as instituições públicas e privadas do país. Por isso, procure o seu consultor 3RA para não correr risco de tomar uma decisão equivocada e perder seu tempo e dinheiro.

Obs.: É importante tomar muito cuidado com a nomenclatura co-op. Existem programas em instituições públicas que contam com um termo de co-op, ou seja, um período no qual o estudante precisará trabalhar – ou fazer um estágio – para completar o curso. Este caso é diferente do citado acima.

Clique aqui e saiba mais sobre a diferença entre os cursos vocacionais e colleges

5) Quero levar o cônjuge para o Canadá. Os cursos vocacionais dão direito ao Open Work Permit?

De uma maneira geral, não. Há relatos de pessoas que até conseguem o Open Work Permit para o cônjuge estando matriculados neste tipo de programa, mas isso não é garantido como é no caso dos colleges públicos. Outro ponto importante a se considerar é quando o casal tem filhos. Cursos vocacionais não dão direito ao ensino público gratuito para as crianças e/ou adolescentes.

6) Existe alguma pontuação extra no sistema de imigração para quem conclui cursos no Canadá?

Sim. Desde o dia 19 de novembro de 2016, estudantes internacionais que concluírem programas pós-secundários ganham pontos no Express Entry, sendo 15 pontos para aqueles que tiverem uma credencial elegível de um programa de um ano ou dois anos e 30 pontos para quem tiver uma credencial elegível de um programa pós-secundário de três anos ou mais ou uma credencial elegível de um programa de mestrado ou doutorado; ou ainda uma credencial elegível no nível de um grau profissional de entrada para a prática para uma ocupação listada na matriz de classificação ocupacional nacional no Nível de Habilidade A para o qual o licenciamento por uma entidade reguladora provincial é necessária.

Clique aqui e saiba mais sobre o assunto

Ainda tem dúvidas sobre o assunto? Então deixe sua pergunta nos comentários para a nossa equipe ;)

20 respostas
  1. RVDLF
    RVDLF says:

    Olá pessoal!
    Estou no Canadá já no meio do curso e tenho uma dúvida: posso trabalhar após o final do curso e o final do visto de estudos?
    Se sim, seria full ou part time?
    Meu curso acabará em abril e meu visto vai até julho.

    Obrigado!

    Responder
  2. Felipe Alexandre
    Felipe Alexandre says:

    Olá 3RA Intercâmbio,
    Eu estou pensando em fazer Software Enginner no Centennial College em Toronto, estou pensando em fazer com vocês, e tenho algumas dúvidas;
    Bom, eu ví que o College exige Grau 12º de Matemática, eu gostaria de saber o que isso significa, a outra dúvida que tenho, as notas do Brasil são relevantes no Canadá, porquê infelizmente eu ja repeti de ano no Brasil.

    Espero com a resposta de vocês, o artigo foi exelente!

    Responder
    • Kelly
      Kelly says:

      Olá Felipe, tudo bom? Muito obrigado pelo contato. Com certeza será um prazer te auxiliar no processo de vinda para o Canadá. Por gentileza me passe o seu email e estado de residência no Brasil. Irei passar as suas informações e questionamentos iniciais para um dos nossos consultores. Você receberá uma série de informações importantes para iniciarmos o seu projeto e também teremos o maior prazer em tirar as suas dúvidas ao longo do processo. Fico no seu aguardo. Um abraço e tenha um ótimo dia!

      Responder
    • Kelly
      Kelly says:

      Olá Donny, tudo bom? Muito obrigado pelo contato. Com certeza será um prazer te auxiliar no processo de vinda para o Canadá. Por gentileza me passe o seu email, cidade e estado de residência no Brasil. Irei passar as suas informações e questionamentos iniciais para um dos nossos consultores. Você receberá uma série de informações importantes para iniciarmos o seu projeto e também teremos o maior prazer em tirar as suas dúvidas ao longo do processo. Fico no seu aguardo. Um abraço e tenha um ótimo dia!

      Responder
  3. anacelia
    anacelia says:

    ola, faço doutorado no Brasil e fui convidada para fazer meu experimento numa universidade do Canada. O prof me enviou uma carta de aceite para trabalhar no laboratorio dele por 1 ano. Como será meu visto??
    vou ficar na Universidade mas não como aluna, mas como convidada para ajudar no experimento.
    Alguem pode me ajudar?? será study permit? work permit?

    Responder
  4. Regiane de Paula Cardoso
    Regiane de Paula Cardoso says:

    Alguém sabe me informar com quanto tempo antes do início das aulas posso viajar para o Canadá? Pergunto porque o meu curso começa no dia 26/02/2018, mas eu gostaria de viajar por volta do dia 22 de janeiro. Obrigada desde já.

    Responder
    • Luciana Allves
      Luciana Allves says:

      Olá Regiane, tudo bém? Sempre aconselhamos o nosso aluno a chegar com pelo menos 1 a 2 meses antes de começar as aulas, para se familiarizar com a nova cidade e resolver algumas coisas praticas do dia a dia.
      No mais, boa viagem!

      Responder
      • Regiane de Paula Cardoso
        Regiane de Paula Cardoso says:

        Primeiramente, obrigada pela pronta resposta. Nossa Luciana, a consultoria que intermediou meu processo do visto, bem como a menina da agência de viagem disseram que seria perigoso eu viajar com tanta antecedência, pois o Oficial de imigração poderia estranhar. Eu justamente quero chegar cerca de um mês antes. Posso ir despreocupada então? As pessoas que vc atende costumam ir com esta antecedência?

        Responder
  5. Familia Espindola
    Familia Espindola says:

    Bom dia! Me chamo Tony, trabalho no porto de Suape, tenho bastante experiência a área de operador de máquinas. RTG. Qual o caminho poderia seguir, para essa área do porto no Canadá? Obrigado

    Responder
    • Adriele Stigliani
      Adriele Stigliani says:

      Olá Tony, tudo bom? Muito obrigado pelo contato. Com certeza será um prazer te auxiliar no processo de vinda para o Canadá. Por gentileza me passe seu e-mail, cidade e o estado que você reside no Brasil. Irei passar as suas informações e questionamentos iniciais para um dos nossos consultores. Você receberá uma série de informações importantes para iniciarmos o seu projeto e também teremos o maior prazer em tirar as suas dúvidas ao longo do processo. Fico no seu aguardo. Um abraço e tenha um ótimo dia!

      Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *