3RA Intercâmbio

Recursos humanos no Canadá

Depoimento: “Como consegui um emprego na área de Recursos Humanos no Canadá”

184 Shares

A área de recursos humanos no Canadá é muito popular entre os brasileiros que querem começar uma nova vida no país. Muitos deles já chegam com uma vasta experiência e formação, enquanto outros chegam prontos para começar do zero.

Independente de qual seja o seu caso, é sempre interessante ouvir a experiência de pessoas que já estão trabalhando na área. Por isso, nós convidamos a nossa cliente Roberta Uno para uma entrevista. Ela chegou ao país em agosto de 2016 como estudante e, menos de um ano depois, já estava empregada na área de recursos humanos.

“Embarquei para o Canadá com o auxílio da 3RA Intercâmbio e da Immi Canadá e vim fazer um curso na área de negócios com duração de 16 meses, sendo que, desse tempo, dez meses são de estudo em sala de aula e os outros seis meses são de prática”, contou.

Segundo Roberta, durante a parte teórica do curso, ela trabalhou part-time (20 horas semanais) em uma loja de maquiagem. “Foi ótimo para praticar o inglês e entender mais da cultura local. Porém, com a parte prática do curso se aproximando, comecei a participar de vários eventos de networking e trabalhei muito no meu currículo com a ajuda da faculdade adaptando-o para o ‘estilo canadense’”, revelou.

Roberta contava com uma experiência de dez anos de atuação na área de RH no Brasil mas, de acordo com ela, faltava a tão sonhada experiência canadense. “Tinha zero experiência no Canadá e isso conta muito por aqui. Notei que muitas das vagas de recursos humanos eram sequer divulgadas e uma indicação aqui valia mais do que os meus dez anos de experiência no Brasil”, enfatizou.

Por isso, ela decidiu pedir conselhos para profissionais de recursos humanos no Canadá e professores do curso.“Hoje trabalho como HR Generalist em uma empresa canadense. Comecei como part-time e depois de três meses virei full-time. Consegui essa oportunidade através de uma professora da minha universidade. Ela percebeu o meu interesse e me convidou para cobrir uma licença maternidade”, disse.

Roberta contou que apesar de ser inicialmente uma vaga temporária, ela viu a opção como uma ótima oportunidade para adquirir a primeira experiência no país e abrir as portas para outras vagas no futuro. “Estou adorando a empresa e o trabalho tem se mostrado bem mais fácil do que eu imaginava. Não costumo fazer hora extra, há bastante respeito entre as pessoas e meu chefe está me incentivando a continuar aperfeiçoando o meu inglês e a estudar para tirar a certificação do CPHR, que é a associação para profissionais de Recursos Humanos”, destacou.

Recursos humanos no Canadá – Dicas para iniciantes

Segundo Roberta, a trajetória não foi fácil, mas a recompensa está valendo a pena. Para quem está apenas começando e quer atuar não apenas na área de recursos humanos no Canadá, ela tem algumas dicas valiosas:

1) Faça networking


Ele é super valorizado no Canadá. Muitas vagas são fechadas através de indicações e não chegam a ser divulgadas. Buscar um conselho sobre sua profissão pode ser uma boa oportunidade. O CPHR, por exemplo, oferece uma sessão com vagas exclusivas para membros e também alguns eventos gratuitos.

2) Não tenha medo de contrato temporário

Eles são bastante comuns no país e podem ser uma ótima porta de entrada. Essa primeira experiência vai abrir as portas do mercado de trabalho para você e, muitas vezes, vem o convite para permanecer na empresa após este período.

3) Dedique tempo para trabalhar o seu currículo e carta de apresentação 

No Brasil costumamos ter um currículo com todas as nossas experiências em ordem cronológica e usamos ele para tudo. Aqui, o currículo e cover letter serão customizados para a vaga que você está aplicando. Você precisa dar ênfase para as suas experiências que mais tem a ver com a vaga e não precisa colocar tudo. Além disso, é sempre bom pedir para outra pessoa dar uma checada no inglês e eventuais detalhes que podemos deixar passar. A função do seu currículo é conseguir entrevistas e não contar a sua vida inteira.

4) Não se desvalorize ou tenha medo de tentar

Se tiver que começar de assistente ok, mas não deixe de tentar as vagas compatíveis com o seu real nível de experiência por medo ou porque falaram que tem que começar por baixo. O seu inglês pode não ser perfeito, mas os brasileiros têm se destacado por aqui por sua facilidade de relacionamento, vontade de trabalho e interesse.

5) Mostre interesse

As oportunidades surgem quando demonstramos interesse e os canadenses adoram.

Leia mais:

Como tornar seu currículo mais atrativo aos olhos do mercado canadense

Aprenda como adaptar seu currículo aos padrões canadenses