College no Canadá

College no Canadá: O que é diferente de estudar no Brasil?

112 Compart.

Fazer um college no Canadá é o sonho de muita gente. São meses e, às vezes, anos de planejamento até chegar o momento de embarcar e começar as aulas. E durante todo esse tempo de preparação, as expectativas são muitas e o frio na barriga também é intenso.

Como será fazer uma faculdade no Canadá? Terei muitas dificuldades com o idioma? Estou preparado para voltar à sala de aula e ainda por cima em outro país? Como será a dinâmica das aulas? Será que é muito diferente do que estamos acostumados no Brasil? Se essas e muitas outras perguntas fazem parte da sua realidade neste momento, você está no lugar certo!

Aqui neste texto nós reunimos informações importantes que ouvimos de nossos clientes de college no Canadá durante anos. São dicas simples, mas que podem te ajudar a controlar a ansiedade e ainda te deixar mais preparado para esta nova fase de sua vida.

Vamos lá?

Vou ter aula todos os dias enquanto estiver matriculado em um College no Canadá?

Na maioria dos programas você não precisará ir na faculdade todos os dias da semana, de segunda a sexta-feira. É claro que tudo isso depende muito do curso e da instituição. No entanto, normalmente os colleges no Canadá oferecem mais de uma opção de horário para cada matéria.  Sendo assim, você poderá montar a sua grade da forma que for melhor para você.

Porém, não pense que o fato de você não ter aula todos os dias significa mais tempo livre. A verdade é que o volume de tarefas para casa é bem grande. Você precisará usar essas horinhas a mais para colocar o conteúdo em dia e fazer as atividades pedidas pelo professor.

Alguns instrutores, por exemplo, podem dar pequenos trabalhos para serem feitos em casa em todas as aulas. Já outros gostam de dar um quiz ao final de cada aula para ver se você realmente absorveu o conteúdo. Já deu para ver que estar com a leitura em dia é fundamental, não é mesmo?

É possível conciliar estudo e trabalho tranquilamente?

Estudantes internacionais de college no Canadá tem permissão para trabalhar até 20 horas por semana durante o período de aulas e, de acordo com nossos clientes, é possível sim conciliar estudo e trabalho.

Como falamos anteriormente, em muitas instituições e programas o aluno tem a opção de escolher as matérias e horários e pode montar a grade de uma maneira que facilite para o trabalho. Porém, mesmo naquelas instituições na qual a grade curricular é fechada, é possível encontrar um tempinho para trabalhar.

No início, a maioria dos estudantes trabalham em empregos que contam com um horário mais flexível, como restaurantes e lojas, por exemplo. Sendo assim, as opções são muitas. Alguns preferem trabalhar apenas aos sábados e domingos. Já outros preferem se dedicar ao trabalho poucas horas espalhadas durante a semana. 

Quando começar a trabalhar?

O que vários de nossos clientes gostam de fazer é só começar a trabalhar a partir do segundo semestre do college no Canadá. Assim é possível “sentir” o ritmo do programa de estudos no primeiro semestre e não correr o risco de ficar sobrecarregado enquanto você ainda está em um período de adaptação.

A partir do segundo período, o aluno já conhece melhor a dinâmica das aulas e provavelmente já terá descoberto a melhor forma de estudar e absorver o conteúdo. Sendo assim, quando o trabalho entrar na jogada, ele saberá exatamente como se organizar para dar conta de tudo.

No entanto, sabemos que ficar o primeiro semestre inteiro sem trabalhar pode ser complicado para alguns. Afinal, é um dinheirinho extra que pode ajudar e muito nas contas. Se esse é o seu caso, não se preocupe! Também temos clientes que trabalham desde as primeiras semanas de aula e conseguem conciliar tudo direitinho.

Neste tópico também é importante lembrar que você só poderá trabalhar a partir do seu primeiro dia de aula. Muitas pessoas gostam de chegar no Canadá com certa antecedência para organizar a vida antes das aulas começarem. Se você estiver pensando em fazer isso, só tenha em mente que a sua permissão de trabalho só é válida a partir da data de início de seus estudos.  

Quais são os critérios de avaliação dos colleges no Canadá?

Esta também é uma questão que vai variar de acordo com o professor. Porém, de uma maneira geral, podemos falar que há duas grandes avaliações: os midterms e as finals.

Como o próprio nome já diz, midterms são as provas que acontecem no meio do semestre letivo, normalmente cobrindo toda a matéria estudada até o momento.  

Já as finals normalmente acontecem no último dia de aula e podem englobar todo o conteúdo estudado no semestre ou apenas a matéria aprendida do midterm para frente.

Há ainda os famosos assignments, que são trabalhos menores, e os quizzes, que são testes mais diretos e curtos.

Além disso, grande parte da nota fica reservada para o projeto final, que pode ser individual ou em grupo.  Porém, a última opção é a mais frequente. Como a intenção principal do college é formar os estudantes para o mercado de trabalho, os professores sempre priorizam projetos coletivos. Desta forma, é possível simular o ambiente de uma empresa, onde os alunos terão que trabalhar em equipe o tempo todo.

Como é a dinâmica das aulas de um college no Canadá?

Muitos dos clientes da 3RA concordam que as aulas de um college no Canadá tem um ritmo mais acelerado do que as do Brasil. Os professores esperam que o estudante chegue em sala de aula já preparado para o conteúdo daquele dia.

No Brasil, normalmente o aluno que vai para a sala de aula, tem o primeiro contato com o conteúdo, e só depois faz o estudo dos materiais complementares. No Canadá é ao contrário.

Logo no primeiro dia de aula será entregue o “outline” do curso, que conta com a programação completa para aquela matéria. Ali você vai ter acesso a quais capítulos serão ministrados em cada data. O professor espera que você chegue para a aula daquele determinado dia preparado. Em sala, ele irá passar rapidamente pelo conteúdo e irá esclarecer as dúvidas dos estudantes. Normalmente há também uma discussão ou um estudo de caso sobre o assunto.

Logo, se você não leu/estudou o material antecipadamente, provavelmente ficará um pouco perdido. E se deixar acumular então, aí é que o negócio complica. Cada capítulo normalmente tem de 20 a 30 páginas. Já pensou deixar para estudar tudo na véspera? Impossível! O segredo é seguir o cronograma direitinho e estar sempre com a matéria em dia. Não tem erro. O sucesso é garantido!  

Como funcionam os trabalhos em grupo?

Como falamos anteriormente, os professores de college no Canadá adoram um trabalho em grupo. E o mais legal é que o Canadá é um país multicultural e essa característica também estará presente em sua sala de aula. Prepare-se para trabalhar com pessoas das mais variadas culturas e nacionalidades.

Os trabalhos em grupo são normalmente projetos mais complexos e que irão exigir um esforço maior de você e seus colegas. Quase sempre o professor irá pedir para que vocês assinem um contrato indicando o meio de comunicação que será utilizado entre os membros do grupo, os prazos definidos entre vocês para a entrega de cada parte do trabalho, deveres e responsabilidades de cada membro, etc. Caso algum membro descumpra o contrato, o grupo pode levar o problema ao professor para tentar buscar uma solução.

Saindo de sua zona de conforto (ainda mais!)

Um outro ponto interessante é que dificilmente o professor vai te deixar escolher o próprio grupo. No Brasil, normalmente fazemos os trabalhos com aqueles colegas que mais temos afinidade. No Canadá, o professor vai selecionar os membros do seu time.

Eles sempre falam que no mercado de trabalho você não irá escolher os seus colegas e, por isso, tentam evitar que você faça o projeto sempre com as mesmas pessoas. Além de fazer com que você saia de sua zona de conforto, é uma forma de te ajudar a fazer networking, algo que é muito importante no país. Vários alunos de college já estão no mercado e podem te ajudar neste momento inicial de inserção no job market do Canadá. Além disso, um grupo formado por pessoas de backgrounds distintos pode resultar em um trabalho mais rico e representar mais uma oportunidade de conhecimento para cada membro do time.

Uma curiosidade é quanto a roupa usada em apresentações. Isso não é uma regra, mas muitos professores pedem que os alunos usem roupas mais formais no dia em que forem apresentar o projeto. Para os homens, camisa social, calça social e sapato. Para mulheres, um terninho ou vestido adequado para o ambiente de trabalho. Tudo para simular o dia a dia em uma empresa canadense. 

Materiais complementares

Vários professores adotam livros didáticos, com exceção de cursos mais práticos como edição de vídeo e design gráfico, por exemplo. Muitas vezes os livros podem ser comprados na livraria da própria instituição.

Porém, de uma maneira geral, os alunos preferem aguardar o primeiro dia de aula para ver qual será a recomendação do professor. Tem professor que fala logo de cara que o livro será usado poucas vezes, então você pode comprar em conjunto com outros colegas. Já outros professores falam que o livro será utilizado em todas as aulas. Então vale a pena esperar e ver qual o melhor caminho a seguir. 

Uma dica é buscar por livros usados. No Facebook há milhares de grupos dedicados a compra e venda desses materiais. Neles, os alunos anunciam os livros já utilizados por um precinho bem camarada. Só é preciso ficar atento pois alguns livros tem um código para materiais complementares disponíveis online. Se você for comprar um livro usado e o professor for utilizar esse código, certifique-se que você tem o acesso.

Comunicação

Toda instituição tem uma plataforma online na qual você terá acesso aos slides utilizados em aula pelo professor, fóruns, materiais complementares e, às vezes, provas e quizzes. É preciso sempre ficar de olho neste portal, pois grande parte da comunicação é feita por ali. Os professores gostam de postar recados, avisos e tarefas. Fique esperto para não perder nenhuma informação importante!

Inglês: Um desafio?

De fato, o grande responsável pelo frio na barriga dos estudantes que irão inicar um college no Canadá é o inglês. Ter que realizar leituras, fazer provas e redações e apresentar na frente da sala toda em um idioma em que não estamos 100% confortáveis pode gerar aquele nervosismo. Porém, não se assuste. Isso é completamente normal. Se você atingiu a nota exigida nas provas de proficiência ou completou o seu curso pathway com sucesso, não há motivos para preocupar.

Talvez no início você vai sentir um pouquinho de dificuldade. Por exemplo: Se determinado conteúdo estivesse em português, talvez você gastaria cerca de 30 minutos para ler e compreender. Em inglês, você poderá gastar um pouquinho mais, pois o processo de compreensão vai ser mais demorado e trabalhoso. Mas com o tempo e muita leitura, vai ficando cada vez mais fácil.

Além disso, os professores estão acostumados com estudantes internacionais em salas de aula. Eles não irão te reprovar ou tirar pontos demais porque você falou uma palavrinha de forma equivocada durante a apresentação de um trabalho. Mesmo nas provas, muitos deles costumam relevar erros gramaticais leves. Já nos trabalhos, eles costumam ser mais exigentes, pois você terá tempo para fazer e revisar em casa. No entanto, as faculdadades normalmente contam com serviços de apoio a estudantes internacionais, incluindo auxílio na verificação de trabalhos. Procure saber como isso funciona na sua instituição de ensino. ;)

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *