Posts

filhos no Canadá

Filhos no Canadá: Conheça o auxílio do governo para pagamento de Colleges e Universidades

Se você tem filhos no Canadá ou está pensando em ter, com certeza já se pegou pensando no futuro e no tão sonhado dia da formatura deles, não é mesmo? Com certeza será muito emocionante vê-los vestidos de beca e sorrindo de alegria pela conquista.

Mas, e o caminho até lá? Você já pensou no investimento que será necessário para este período de estudos?

Para se ter uma ideia, na província de British Columbia, os valores pagos por estudantes internacionais em colleges públicos podem ficar entre CAD 13 mil a CAD 18 mil por ano. Já em Ontario, este valor gira em torno de CAD 15 mil. Mas lembre-se, tudo vai depender da instituição e programas escolhidos. Portanto, o investimento pode flutuar para mais ou para menos. O ideal é saber quanto custa estudar no Canadá e se planejar com antecedência.

Para um jovem em início de carreira, muitas vezes torna-se complicado trabalhar para conseguir pagar esses estudos. Por isso, muitas vezes, eles precisam trancar a faculdade, trabalhar, somar uma quantia e, aí sim, concluir o tão sonhado curso de graduação.

E foi pensando nisso – e em também incentivar os pais a pouparem para este momento – que o Governo do Canadá resolveu dar uma mãozinha e criou o RESP, que nada mais é do que um sistema de poupança para educação pós-secundária.

Para abrir essa conta poupança, você tem três opções: Procurar uma instituição financeira (banco), um corretor financeiro certificado pelo governo, ou um corretor de fundos de grupo. A seguir, vamos explicar melhor e te ajudar a entender como isso funciona na prática.

Filhos no Canadá: Entendendo o RESP

O que é?

O RESP – Registered Education Savings Plan, ou em português – Conta Poupança de Educação – nada mais é do que um sistema de poupança utilizado especificamente para fins de educação pós-secundária, no qual os rendimentos são isentos de impostos. Além disso, dependendo da província, o Governo do Canadá contribui com subsídios adicionais, que vamos abordar mais adiante.

Como funciona?

A conta é estabelecida por um ou mais assinantes, que podem ser os pais, avós, parentes, padrinhos, amigos ou outros responsáveis pela criança. Esta será a beneficiária e terá direito a utilizar os recursos acumulados do valor principal, que são os subsídios, juros, dividendos, e ganhos de capital para o pagamento de despesas com a educação pós-secundária (colleges e universidades).

Para abrir a conta, o assinante e o beneficiário precisam ter um SIN válido (Social Insurance Number). Lembrando que, inclusive, bebês podem ter este documento, que conta com emissão gratuita. Outro ponto importante é que o beneficiário precisa ser residente do Canadá quando a conta for estabelecida.

A contribuição máxima vitalícia para o RESP não pode exceder CAD $50.000 por beneficiário. E os tipos de investimentos na RESP podem ser de várias fontes, incluindo contas normais de poupança, certificados de depósitos bancários e fundos mútuos ou ações. Por isso, o melhor a fazer é perguntar ao seu consultor financeiro a melhor opção.

É importante destacar ainda que as contribuições para o RESP não são deduzidas do imposto de renda. Porém, os rendimentos são isentos de impostos. Sendo assim, quando o RESP for utilizado pelo beneficiário, será cobrado o imposto sob a retirada. No entanto, esse valor será mais baixo, pois assume-se que o beneficiário é ainda um estudante.

Filhos no Canadá: Benefícios extras que podem ser adicionados ao RESP:

  • Canada Education Savings Grant: Esse é o nome dado ao subsídio adicionado pelo Governo do Canadá à conta poupança de educação. O valor máximo de subsídio básico e adicional que o governo depositará na conta é de CAD $7.200 por beneficiário. Este subsídio é concedido até o ano em que o beneficiário completa 17 anos de idade.
  • Subsídio Básico: O governo adicionará à poupança 20% da contribuição anual feita pelo assinante, com valor máximo de CAD 500 por beneficiário por ano. Se o beneficiário tiver contribuições de anos anteriores não utilizadas, esse valor máximo que o governo irá depositar pode chegar a CAD 1 mil por beneficiário (20% de CAD 5 mil). Esta será a quantia máxima que o beneficiário receberá por ano em subsídio básico.
  • Subsídio adicional – dependendo da renda familiar do beneficiário, os primeiros CAD 500 contribuídos para a conta RESP poderão atrair um subsídio adicional de 20% em cima deste valor por ano, o que significa um adicional de CAD$100 por ano por beneficiário.

Filhos no Canadá: Outros Benefícios específicos que podem ser adicionados ao RESP:

  • Canada Learning Bond – e um subsídio adicional para crianças nascidas a partir de janeiro de 2004. Este benefício consiste em um pagamento inicial de CAD 500 e um pagamento anual de CAD 100 até a criança completar 15 anos de idade. Assim, o valor máximo deste subsídio recebido por criança poderá ser de até CAD 2 mil.

O pagamento desse incentivo adicional está diretamente relacionado com um outro subsídio do governo, disponível para algumas famílias de uma renda mais baixa, chamado National Child Benefit.

  • Provincial Education Savings Grant – Crianças residentes nas províncias de British Columbia e Saskatchewan poderão receber um incentivo adicional do governo. No caso de BC, por exemplo, a província depositará na RESP um valor de CAD 1.200 desde que o beneficiário se enquadre nas seguintes condições:
    * Os pais e a criança devem morar em British Columbia;
    * A criança deve ter nascido a partir de 2006;
    * A criança deve ser nomeada como beneficiária de uma conta RESP com uma instituição financeira participante.

Education Assistance Payments (EAP’s) – este benefício consiste em aportes do governo, adicionados de rendimentos, para programas pós-secundário, ou seja, pós-ensino médio.

Accumulated Income Payment (AIP’s) – São as retiradas de dinheiro da conta RESP para fins não educacionais. Nesse caso, há algumas condições para os assinantes receberem o valor investido acrescidos de rendimentos.

Filhos no Canadá: fatores importantes quando investir em uma conta RESP

Sabemos que são muitas informações até o momento, portanto, é muito importante se atentar a alguns pontos quando pensar em investir na educação de seus filhos no Canadá.

O primeiro fator a considerar é que, mesmo que seu filho não tenha nascido no Canadá você poderá fazer a conta RESP. E mesmo que você tenha chegado agora, poderá começar a contribuir de forma mais tardia. Ótimo, não é mesmo? E sobre os benefícios, lembre-se que a contribuição máxima vitalícia não pode exceder CAD 50 mil em seu total.

Se você ficou com alguma dúvida, nós, da 3RA Intercâmbio indicamos o nosso parceiro Paulo Moulatlet da Manulife Securities, quem poderá te ajudar no melhor planejamento financeiro de sua família.

Sobre nosso parceiro

Paulo é brasileiro e imigrou para o Canadá há cerca de 22 anos. Ele trabalha no setor de Serviços Financeiros há 21 anos e possui uma ampla gama de conhecimentos sobre riqueza em produtos de serviços financeiros e produtos de seguros de vida.

O foco principal de Paulo é ajudar indivíduos, as famílias e os proprietários das pequenas empresas a navegar pelas diferentes etapas de sua atual situação financeira para que possam alcançar seus objetivos financeiros mais importantes. Paulo se especializou em fornecer aos seus clientes várias estratégias de planejamento, incluindo planejamento de aposentadoria, de investimentos, tributário, imobiliário e gerenciamento de riscos.

Entendeu tudo? O planejamento é a chave para este futuro brilhante de seus filhos no Canadá! O país aposta em cada indivíduo e fornece as ferramentas para que eles possam se desenvolver e contribuir para a sociedade.

Fazendo estes depósitos aos poucos, quando for a hora de ingressar em uma universidade será muito mais fácil! Sem dúvida, seus filhos realizarão o grande sonho de se graduar no Canadá!

Para mais informações, acesse: site do Paulo Moulatlet / E-mail: [email protected]

Para simulação de valores acesse esta calculadora financeira.

Quanto custa viver no Canadá: filhos no Canadá

Falando em números, que tal saber quanto custa viver no Canadá? Afinal de contas, nossos investimentos vão muito além dos estudos quando temos família e filhos no Canadá, não é mesmo? Será necessário colocar na ponta do lápis as compras de mercado, luz, água, telefone, aluguel e muito mais.

Para te ajudar a fechar as contas do mês, selecionamos os principais itens que são obrigatórios na hora de manter um lar em terras canadenses. E como as dúvidas são sempre relacionadas às duas principais cidades do Canada: Toronto e Vancouver, vamos tomar como base a segunda, onde nossa matriz está localizada.

Aluguel

Para um casal,  existe a opção de alugar um apartamento ou um basement. O basement é o mesmo que um porão no Brasil. Porém, diferente do que estamos acostumados em nosso país, no Canadá estas opções são bem estruturadas e se tornou uma prática muito comum no Canadá.  O preço vai variar muito de acordo com o tamanho e a localização, mas, no geral, com cerca de CAD1000 é possível encontrar um lugar bacana. Normalmente, elas ficam longe do centro.

Já para morar em Dowtown, um apartamento de um quarto  pode variar entre CAD 1300 e CAD 1600. Se escolher uma opção com dois quartos, o aluguel pode flutuar em torno de CAD 2000 e CAD3000. Em outros locais, você consegue encontrar valores mais em conta.

Você também vai precisar colocar entre os seus gastos o depósito de segurança. No Canadá, quando você fecha o contrato, é necessário pagar cerca de 50% do valor do aluguel. Este montante fica retido com o responsável pelo imóvel para uso em caso de quebra de contrato. No entanto, se tudo ocorrer bem, o dinheiro será devolvido quando você se mudar do local. Um ponto legal é que normalmente a cota do condomínio,  o aquecimento e água estão inclusos no valor do aluguel.

Compras de Supermercado

Em Vancouver, há  uma grande variedade de supermercados. Por isso, pesquise bastante, pois poderá economizar muito.  Normalmente, os mais baratos são: Walmart, No Frills, Cotsco e Superstore.

Energia elétrica

Em Vancouver, a energia é muito barata. Um casal, por exemplo, gasta entre CAD 20 dólares a CAD 30 mensais. No caso de família maior, o montante pode atingir CAD 50 mensais. No inverno, caso o aquecimento não esteja incluído no seu aluguel, sua conta poderá vir um pouco mais alta.

Transporte Público

A região de Vancouver é dividida em três zonas para o transporte – Zona 1 (Vancouver), Zona 2 e 3 (cidades vizinhas). O ticket custa CAD 2,85 na Zona 1, CAD4,10 para a Zona 2 e CAD 5,60 para a Zona 3. E se você for usar o transporte diariamente, vale muito a pena comprar o passe mensal, que é ilimitado. A Zona 1 custa CAD 93; Zona 2, CAD 126 e Zona 3, CAD172.

Planejamento é tudo!

É muito importante estar preparado, principalmente de forma financeira para não passar nenhum tipo de problema. Mesmo que tenha permissão de trabalho, venha com um montante para você e sua família viverem, pelo menos, por quatro meses. É bem provável que você conseguirá um emprego antes disso, mas é melhor  se prevenir.

Por exemplo, se a sua família tem até quatro pessoas, costumamos calcular cerca de CAD 1000 por pessoa por mês. Lembrando que estes são valores mínimos e tudo vai depender do estilo de vida de cada um.

Para saber mais acesse: Quanto custa viver no Canadá?

Fonte: Governo do Canadá 

 

 

Creche no Canadá

Creche no Canadá: Tudo o que você precisa saber sobre daycare

Hora de ir para daycare! E agora? São tantas as dúvidas…Será que meu filho vai se adaptar? Vai entender a língua? Por onde começar? Para quem não sabe, a daycare é uma creche no Canadá. Ou seja, é um espaço de cuidado da criança, o mesmo que a pré-escola no Brasil.

No país, esse tipo de educação é paga e o valor é bem significativo, podendo impactar bastante na renda familiar. A daycare ou creche no Canadá é destinada a crianças menores do que 4 ou 5 anos, dependendo da província. Após essa idade, elas passam a ter acesso à escola pública gratuita

E é no momento de ir para a daycare pela primeira vez que os papais ficam mais ansiosos que os filhos.  Mas muita calma nessa hora! Não há porque se preocupar, principalmente com a língua inglesa. Os pequenos adoram novidades, se adaptam rapidamente e tiram tudo de letra. E, quando você menos perceber, seu pequeno vai estar é te dando aulas de pronúncia.

Agora que você está mais tranquilo, vamos te ajudar a entender um pouco mais sobre como funciona a daycare ou cheche no Canadá. 

No Canadá, as daycares precisam ser licenciadas e devem atender às normas de cada província. Entre alguns dos requisitos estão: segurança e saúde, qualificações da equipe e checagem de antecedentes criminais, treinamento de primeiros socorros, programação adequada que venha a auxiliar no desenvolvimento físico, intelectual, linguístico, emocional e social da criança, além do espaço que deve ser adequado e seguro incluindo o mobiliário e brinquedos.

Essas licenças e os espaços são fiscalizados rigorosamente pelo governo. O objetivo é assegurar que as crianças sejam atendidas em um ambiente saudável e seguro. Uma dica legal é verificar se a licença está em dia antes de efetuar a matrícula, e também dar uma olhada na internet para saber a opinião de outros pais sobre o local. 

via GIPHY

Tipos de daycare ou creche no Canadá

Daycare home licenciada

Esse é uma excelente opção para crianças pequenas na qual o cuidado é mais individualizado. Geralmente, essa modalidade conta com duas cuidadoras em uma residência, sendo esta uma casa ou apartamento com até no máximo oito crianças. A idade para entrar pode variar bastante de uma daycare para outra: de seis semanas a 18 meses bem como a idade limite que pode ser até 3 ou 5 anos, dependendo da estrutura para ensino.

Daycare ou Centro de cuidados infantil 

Neste tipo de daycare, o requisito de idades também pode variar de um estabelecimento para o outro. As crianças podem ser separadas por idades de 6 semanas a 18 meses, de 18 meses a 2.5 anos e de 2.5 anos a 5 anos. O espaço é maior e as crianças têm mais atividades durante todo o dia, o que inclui artes, dança, brincadeiras e ciclos de leitura.

Pre School 

Esse tipo de creche no Canadá é destinada à crianças com idades entre 2.5 anos e 5 anos e conta com programas mais avançados. Neste estágio, as crianças já começam a ter mais atividades, que variam desde o ensino de outras línguas além do inglês, artes, música e atividades físicas como dança e Yoga. Esta etapa é considerada uma preparação para a entrada na escola pública.

Educação infantil no Canadá: Idade mínima e idade máxima nas daycares

A idade mínima para entrar no Daycare é de pelo menos seis semanas de idade. No entanto,  encontrar uma vaga para crianças de até 2 anos não é uma das tarefas mais fáceis. Essas vagas são muito limitadas e normalmente contam com valores mais altos, fazendo com que o custo mensal da família fique ainda mais elevado.

Já a idade máxima para a criança permanecer na daycare é de até cinco anos, que é quando a criança deve iniciar na escola pública. É importante lembrar que essa idade para início na escola pode variar de acordo com a província. Em Ontario, por exemplo, as crianças já podem frequentar a escola pública a partir dos 4 anos. Outro ponto que vale a pena ressaltar é que, diferentemente do que acontece no Brasil, o ano letivo no Canadá se inicia em Setembro. 

Horários de funcionamento

No Canadá, muitas empresas costumam oferecer aos trabalhadores uma maior flexibilidade na rotina de trabalho. Com isso, os papais conseguem se revezar no cuidado da criança, facilitando um pouco as coisas.

Porém, caso não seja o seu caso, não há motivos para preocupação. Há também uma certa flexibilidade no horário de funcionamento da daycare ou creche no Canadá.

O horário de funcionamento geralmente é das 7 da manhã até 5 ou 6 da tarde. Caso a criança precise ficar mais tempo, será preciso negociar diretamente com a daycare e pagar hora extra.

Opções de programas

  •   Full time ou período integral: Está é a opção mais comum, na qual a criança ficará na creche de segunda a sexta-feira em período integral.
  •   Part time ou meio período: Nesta opção, a criança fica na daycare por apenas um período – Manhã ou tarde.
  •   Opção parcial: Nesta opção, a criança fica na daycare apenas alguns dias em horário integral.  Por exemplo: Ela poderá ficar no local de 1 a 3 dias por semana

Encontrando uma vaga em creche no Canadá

O tempo de procura pela tão almejada vaga na daycare vai depender de muitos fatores, entre eles a região e a necessidade ou pressa de cada um. Será necessário visitar alguns estabelecimentos, até para que se tenha certeza da melhor escolha do lugar onde seu pequeno passará a maior parte do dia.

Uma vez que as exigências de segurança e manutenção são grandes para abertura de uma daycare, existem regiões com pouquíssimas vagas.

Por isso, se você gostar de uma daycare que não tenha vaga no momento, sempre pergunte se é possível deixar o nome em uma lista de espera. Em alguns casos, será necessário pagar uma taxa para a reserva da vaga. Porém, mesmo com o nome na waitlist, o ideal é sempre ligar para verificar a situação ou até mesmo aparecer no local uma vez ou outra para ser lembrado. 

E se meu filho precisar de uma vaga urgente?

Muitos papais precisam começar a estudar ou então arrumam emprego antes do esperado, e não tem ninguém conhecido para tomar conta das crianças. Nesses casos, o ideal é visitar outros espaços, mesmo que eles não fiquem tão próximos de sua residência, e garantir logo uma vaga.

Como já foi dito anteriormente nesse texto, outra questão que torna a busca por vagas em creches no Canadá mais estressante é que quanto menor a criança é, mais difícil é encontrar uma vaga. Isso se deve principalmente ao fato de que as daycares possuem quantidade máxima de crianças de até 2 anos de idade por cuidador.  

Porém, por outro lado, como a licença maternidade no Canadá é maior e pode ser dividida entre o pai e a mãe, eles conseguem ficar por mais tempo com as crianças antes do ingresso na daycare.

Onde começar a procura por creche no Canadá

Existem alguns sites nos quais você pode iniciar a sua busca pela daycare ideal. Um deles é o Fraser Health. Lá você pode encontrar uma lista dos estabelecimentos em algumas cidades de British Columbia localizadas na região de Vancouver.

Para quem vai para Toronto, o site da cidade também conta com uma lista pública de daycares licenciadas da região.

O que é preciso para realizar a matrícula?

Após encontrar a daycare ideal, o próximo passo é reservar a vaga. Para isso será necessário pagar uma taxa de reserva que depois poderá ou não ser abatida no valor da primeira parcela. Em alguns casos, esse valor é cobrado para posteriormente ser utilizado em despesas de mobiliário e reposição de brinquedos da daycare.

Também é preciso preencher uma extensa ficha com dados da criança e anexar uma cópia da carteira de vacinação, que pode ser solicitada na Immunization Clinic da sua região. 

É importante lembrar que, caso a criança tenha apenas a carteira de vacinação do Brasil, será preciso traduzi-la ou buscar informação sobre as vacinas necessárias também na Imunization Clinic.

Se os responsáveis pela criança optem pela não vacinação, é necessário apresentar uma carta justificando. Isso se faz necessário pois em casos de surtos de doenças, a criança não poderá frequentar a daycare por um determinado período de tempo até que não se apresente mais riscos de contaminação.

Se você vai morar ou já mora na província de British Columbia, você consegue encontrar a Immunization Clinic mais perto de sua residência no site ImmunizeBC. Para outras informações sobre vacinação na região de Vancouver, o site Fraser Health pode ajudar.

Período de entrada gradual ou “mandatory gradual entry period”

Após a matricula,  chega a hora do “mandatory gradual entry period”. Este é um período precioso de adaptação da criança na daycare com os amiguinhos, funcionários, professores e vice-versa. É uma fase de conhecimento e reconhecimento. É onde a criança deixa o aconchego de casa para um espaço novo, no qual ela vai ficar longe da mamãe e do papai.

O período de entrada gradual funciona da seguinte maneira: Durante uma semana, a criança fica apenas curtos espaços de tempo na daycare e, aos poucos, vai interagindo e se acostumando.

Veja abaixo:

  • No primeiro dia, a criança passará poucas horas na creche e irá apenas passear pelo espaço.  
  • No segundo dia, a criança participará de alguma atividade ou período de lanche.
  • Já no terceiro dia, se ela sentir confortável, poderá ficar metade da carga horária diária.
  • No quarto dia, ela ficará até a hora da soneca.
  • No quinto dia, ela ficará o período integral.

Nessa semana de entrada gradual, algumas daycares aconselham que um dos pais esteja presente nesse processo para facilitar na adaptação. Assim a criança se sente mais à vontade, facilitando o aprendizado e trazendo confiança para ambos.

Lanchinhos e almoço

A maioria das daycares contam com dois intervalos para lanches – ou “snacks”: um de manhã e outro a tarde. Esses dois lanchinhos costumam estar inclusos no pagamento mensal.

Quanto ao almoço da criança, os pais normalmente precisam preparar e mandar para a creche. Normalmente o papai e a mamãe preparam a comida e colocam em um pote térmico para ficar quentinho. No entanto, algumas creches se responsabilizam por aquecer. Os pais também podem colocar na lancheira sucos, biscoitos e frutas.

Vale lembrar que é proibido levar lanche com nuts e derivados para evitar acidentes com crianças alérgicas. Então, corte do cardápio: nozes, castanhas e amendoim, por exemplo. 

Já as refeições servidas pela daycare são recomendadas por nutricionistas ou seguem a Tabela Nutricional do Canadá. Elas são refeições ricas em frutas, legumes, verduras e derivados de leite. Isso acontece até nas festinhas de aniversário, por exemplo, que são bem diferentes das brasileiras. Há sempre uma mesa farta de legumes e frutas e, por incrível que pareça, as crianças adoram! No país, elas já aprendem logo cedo a ter uma alimentação saudável.

via GIPHY

Férias e breaks

Os pais também precisam estar preparados para os dias sem aula. Há alguns “breaks” no meio e no final do ano. Além disso, quando a criança está doente ou mesmo apenas resfriada, é regra deixar a criança em casa até que não ofereça contágio aos coleguinhas. 

Portanto, para não perder dias de trabalho, é preciso pensar em alguém que possa ficar com a crianças por esses dias. Há o serviço de “daycare dia”, o qual é possível pagar por hora ou apenas pelos dias necessários. Porém, o valor é muito mais alto e as vagas são raras. Uma segunda opção é contratar uma babá temporária. 

As férias da daycare normalmente acontecem do final de Junho ao início de Julho e duram cerca de um mês. No entanto, algumas creches fecham também nos períodos de festas de fim de ano, por uma ou duas semanas.

Vale lembrar que, na maioria das empresas, as férias de trabalho no Canadá são de apenas duas semanas por ano. Sendo assim, os responsáveis pela criança podem se revezar neste período e assim economizar com um gasto extra com babá.

Diferenças entre a creche no Canadá e no Brasil

No Canadá, as daycares não são públicas. Sendo assim, em todas elas é necessário pagar uma mensalidade.

Logo cedo as crianças aprendem noções de segurança e sobre andar em grupo, fazendo passeios pelo bairro. Elas visitam os bombeiros e delegacias, parques e bibliotecas da região. Tudo isso sempre acompanhadas pelos responsáveis da creche e seguindo direitinho as regras de segurança.

Outra coisa que é ensinada nas creches do Canadá é a autonomia. No país não existe uma “superproteção”. As crianças são ensinadas a serem independentes. Desde o início elas são orientadas a se virarem sozinhas, mas sempre monitoradas por um adulto. 

Muito pequenas elas já aprendem coisas simples do dia a dia como colocar um casaco, por exemplo. Elas sabem que é preciso se agasalhar para sair em dias frios e tirar tudo dentro de ambientes climatizados.

Outra prática aprendida logo nos estágios iniciais pela criança e que é bem comum no Canadá é o tirar e colocar o sapato sozinha. No país, não se entra de sapato dentro de casa e muito menos na daycare, onde os bebês pequenos engatinham e brincam bastante no chão. 

As crianças também aprendem que, após as brincadeiras, é preciso organizar o espaço e guardar os brinquedos no lugar certo.

O sistema de ensino canadense acredita que ao deixar a criança pequena fazer coisas sozinha, é oferecido a ela a oportunidade de tentar, errar, acertar e aprender com isso.  Toda essa experiência faz com que a criança se sinta mais segura para aprender coisas novas e enfrentar os desafios da vida. 

Pronto, anotou as dicas? Preparados para iniciar a busca da vaga?

Valores de creche no Canadá

Nós temos um texto completo sobre custos com creche no Canadá. Este mesmo texto conta um pouco sobre o Canada Child Benefit, um benefício para crianças e adolescentes de até 17 anos. Porém, nas tabelas abaixo você consegue ver uma média de valores mensais em algumas cidades do Canadá, informações sobre waitlist, e a diferença de preço nas mensalidades nos últimos anos. As tabelas foram retiradas do site Policy Alternatives

 

Creche no Canadá

 

Creche no Canadá

Creche no Canadá