Vídeo: História de clientes da 3RA e Immi Canada

Recomeçar a vida em um outro país é um grande desafio. Ainda mais quando a mudança é com a família inteira. É natural bater aquela insegurança e um certo receio do que virá pela frente. Por isso, nós convidamos clientes da 3RA e da Immi Canada para dividir com você as experiências deles. Confira um pouco dessa história no vídeo abaixo:

melhores cidades para intercâmbio no Canadá

Conheça as melhores cidades para intercâmbio no Canadá

Em 2018, a reconhecida publicação QS World University Rankings elegeu as 100 melhores cidades do mundo para se estudar. E é claro que o Canadá tinha que aparecer várias vezes nesta lista, não é mesmo?  Montreal, por exemplo, conquistou a 4ª posição no ranking. Toronto ficou com a 13ª posição, e Vancouver vem mais abaixo, no 17º lugar. Já Ottawa, a capital do Canadá, aparece na 46ª posição, enquanto a cidade do Quebec ficou em 88º lugar. Pensando nisso, nós decidimos dar aquela mãozinha e contar um pouco sobre essas que foram eleitas as melhores cidades para intercâmbio no Canadá. Afinal, uma delas poderá ser o seu destino! Agora vai ficar bem mais fácil decidir para onde ir.

Vamos lá?!

Top 1 – melhores cidades para intercâmbio no Canadá: Montreal

A “Paris das Américas”!

Com um pouco mais de 1 milhão e meio de habitantes, Montreal, na província do Quebec, é chamada de Paris das Américas. E os motivos, além do idioma francês que também é falado na cidade bilíngue, são a arquitetura no estilo europeu e detalhes da cultura local que lembram a romântica capital francesa.

O sistema de transporte público, que conta com ônibus e metrô, é eficiente e moderno, levando aos principais pontos turísticos da cidade. Altamente integrado, permite que você use qualquer forma de veículo utilizando apenas um único ticket.

Além disso, a cidade respira cultura! Com uma quantidade surpreendente de teatros, companhias de dança, museus e galerias de arte, foi em Montreal que surgiu a famosa companhia circense Cirque du Soleil. Interessante, não é mesmo?

A cidade também é conhecida por sua excelente gastronomia, vibrante vida noturna, e festivais de verão, como o renomado Festival de Jazz de Montreal. Apesar do inverno rigoroso, a cidade é muito bem equipada e preparada para as temperaturas mais baixas. Um lugar sensacional que com certeza permitirá que você tire o melhor proveito de cada estação enquanto estuda.

Agora ficou fácil entender porque Montreal é a primeira colocada entre as melhores cidades para intercâmbio no Canadá, não é mesmo?

Universidade destaque em Montreal:

Classificada em 32º lugar como uma das melhores universidades do mundo em 2018, a Universidade McGill, fundada em 1821, é destaque em Montreal. Tem cerca de 40.500 estudantes, dos quais 25% são internacionais. A universidade possui o maior número de bolsistas Rhodes (142) e ganhadores do Prêmio Nobel (12) entre todas as universidades canadenses.

Número de universidades classificadas pelo QS* 3
Instituição melhor classificada McGill University (32nd in the world)
População 4,127,000
Classificação de empregabilidade 20th
Classificação de acessibilidade 69th
Classificação no ponto de vista do estudante 1st

Raio-x da cidade de Montreal:

Província: Quebec
Idioma: francês/inglês
Clima:

 

Principais atrações:  Old Montreal, Notre-Dame Basilica, Place dês Arts, Underground City, The Biodôme, Botanical Garden, Insectarium, Rio Tinto Alcan Planetarium, St. Joseph’s Oratory, Mount Royal, Olympic Park, Montreal Museum of Fine Arts, Square Saint-Louis, Sainte Catherine Street, Sherbrooke Street.

Top 2 – melhores cidades para intercâmbio no Canadá: Toronto

A maior cidade do país e, também, a mais multicultural

A capital da província de Ontário é a cidade mais populosa do Canadá, com 2 milhões e meio de habitantes, e um destino bastante procurado pelos intercambistas. Ela também está no ranking das melhores cidades para intercâmbio no Canadá. 

Toronto tem as características de uma metrópole efervescente e é ideal para os que gostam de um agito. Seja no verão ou no inverno, a cidade oferece uma infinidade de atrações, desde festivais culturais, shows e esportes, à parques, lagos, praias, museus, e restaurantes. Sem contar as várias opções de lojas para compras.  

O sistema de transporte público de Toronto funciona super bem, e é bastante completo, contando com metrô, streetcar (bonde) e ônibus.

O frio não é desculpa para não sair de casa: um dos mais impressionantes pontos turísticos de Toronto é o PATH, uma cidade subterrânea que abriga uma infinidade de estabelecimentos, como restaurantes, cinema, lojas, academia, mercados, estacionamentos, lavanderias, e até clínicas médicas.

Localizada a menos de 2 horas de carro das espetaculares cataratas do Niágara, Toronto reúne toda a infraestrutura de uma cidade moderna, a uma natureza exuberante, digna de cartão postal. Um destino fantástico para passar as férias ou estudar, e fazer amigos de todos os lugares do mundo.

Universidade destaque:

A Universidade de Toronto ultrapassou a Universidade McGill no ranking das melhores universidades do mundo (2018), garantindo o 31º lugar. Fundada em 1827, a Universidade tem cerca de 88.700 estudantes em seus três campus. Ela é conhecida por suas inovações em pesquisa, como as descobertas de insulina e células-tronco.

Número de universidades classificadas pelo QS* 3
Instituição melhor classificada University of Toronto (31st in the world)
População 5,583,000
Classificação de empregabilidade 32nd
Classificação de acessibilidade 96th
Classificação no ponto de vista do estudante 14th

Raio-x da cidade de Toronto:

Província: Ontário

Idioma: inglês

Clima:

 

Principais atrações: CN Tower, Royal Ontario Museum, Art Gallery of Ontario, Yonge-Dundas Square, Casa Loma, Ripley’s Aquarium of Canada, The Distillery Historic District, High Park, Hockey Hall of Fame, Toronto Islands, Niagara Falls (arredores).  

Top 3 – melhores cidades para intercâmbio no Canadá: Vancouver

A “Hollywood do Norte”

Com jeitinho de cidade pequena, Vancouver é a queridinha de muita gente que resolve encarar esse grande passo que é morar no exterior, e muito se deve ao seu clima e sua vibe. Com certeza, esses fatores colaboram para que ela também esteja no ranking das melhores cidades para intercâmbio no Canadá. 

A cidade tem uma beleza natural incrível, oferecendo opções de lazer para todos os gostos. Durante o verão, as praias e parques estão sempre cheios, e a galera aproveita o sol do jeito que pode – seja praticando esportes, curtindo um piquenique ou um belo churrasquinho.

No inverno, montanhas e pistas de patinação tomam o lugar de praias e parques. A maior estação de esqui da América do Norte, a Whistler Blackcomb, fica a cerca de 2 horas e meia de Vancouver. Apesar de ser uma das cidades com o melhor clima do Canadá, é importante ressaltar que chove bastante na cidade – tanto é que a cidade ganhou o carinhoso apelido de “Raincouver” (para quem ainda não está afiado no inglês, “Rain” significa chuva!). Mas mesmo com este pequeno detalhe, Vancouver ainda assim está entre as cinco melhores cidades do mundo para se viver.

Toda a cidade e região metropolitana recebem uma cobertura de transporte excelente, com ônibus, metrô, trem e até balsa.

Conhecida por seus programas inovadores nas áreas de sustentabilidade ambiental, acessibilidade e inclusão, Vancouver tem espaço para todas as tribos.

Apelidada de “a Hollywood do Norte” por ser o terceiro maior centro de produção cinematográfica, Vancouver é turnê da maioria dos artistas internacionais, recebendo uma série de peças de teatro também. Ou seja: essa cidade é um verdadeiro espetáculo!

Universidade destaque:

A Universidade de British Columbia ocupa a 51ª posição entre as melhores universidades do mundo de 2018. Apesar da classificação, ela continua sendo a terceira universidade mais bem classificada do Canadá. Localizada em Vancouver e Kelowna, a universidade tem cerca de 62.900 estudantes, incluindo 14.434 estudantes internacionais de 162 países.

Número de universidades classificadas pelo QS* 2
Instituição melhor classificada University of British Columbia (51st)
População 2,313,000
Classificação de empregabilidade 28th
Classificação de acessibilidade 103rd
Classificação no ponto de vista do estudante 34th

Raio-x:

Província: Colúmbia Britânica (British Columbia)

Idioma: inglês

Clima:

Principais atrações: Stanley Park e Vancouver Aquarium, English Bay, Kitsilano Beach, Grouse mountain, Gastown, Granville Island, Capilano Suspension Bridge, Canada Place, Lynn Canyon, Deep Cove, Robson Street, Vancouver Public Library.

Top 4 – melhores cidades para intercâmbio no Canadá: Ottawa 

A capital do Canadá (e das tulipas!)

Localizada na fronteira com a província de Quebec, Ottawa é famosa por ser um das mais bonitas capitais federais do mundo. É uma cidade consideravelmente pequena, com uma população de mais de 934 mil habitantes. É nela em que acontece, em maio, o famoso Festival das Tulipas.

Quase metade de sua população é bilíngüe e uma crescente diversidade de etnias resulta em uma cidade verdadeiramente cosmopolita. Ottawa é também conhecida por ser uma cidade universitária, abrigando o maior centro de tecnologia do país. Não é difícil entender porque ela também está entre as melhores cidades para intercâmbio no Canadá, não é mesmo? 

O sistema de transporte público da cidade é integrado, servido por linhas de ônibus e pelo O-Train – um veículo leve que anda sobre trilhos (mas que não é considerado um sistema de metrô).  

Em Ottawa, o setor público é um dos maiores empregadores, mas é importante dizer que grandes empresas também têm significativa contribuição para a economia local.

Bem como na maioria das cidades do Canadá, as quatro estações em Ottawa são bem definidas. Bastante neve no inverno e temperaturas podendo chegar a -25° C em seus dias mais rigorosos. No verão, as temperaturas marcam até 27° C no auge da estação, e a cidade fica bastante movimentada.

Inclusive a capital recebe cerca de quatro milhões de visitantes ao ano, atraídos pelo seu charme e vasta seleção de atrações, como uma série de interessantes museus. O Canadian Museum of History, por exemplo, é um dos mais visitados no Canadá. Não é à toa que foi selecionada a dedo pela Rainha Victoria para ser a capital do país!

Universidade destaque:

As duas melhores universidades de Ottawa estão classificadas entre as 700 melhores do mundo, com a Universidade de Ottawa em 289º lugar no QS World University Rankings® 2018. Ottawa é classificada entre as 20 primeiras de acordo no ponto de vista dos próprios estudantes. Uma pontuação que reflete a excelente vida estudantil, a diversidade e a simpatia que a cidade emana.  

Número de universidades classificadas pelo QS* 2
Instituição melhor classificada University of Ottawa (289th)
População 1,236,000
Classificação de empregabilidade 105th
Classificação de acessibilidade 74th
Classificação no ponto de vista do estudante 19th

Raio-x:

Província: Ontário

Idioma: francês/inglês

Clima:

Principais atrações: Colina do Parlamento, Rideau Canal, Catedral de Notre-Dame, Galeria Nacional, Museu da Civilização, Museu da Aviação, Museu da Natureza, Museu da Guerra, Museu da Moeda, Fairmont Château Laurier, Major’s Hill Park, Byward Market, Parque Gatineau, Dows Lake Pavilion e Nepean Point.

Top 5 – melhores cidades para intercâmbio no Canadá: Quebec 

A cidade mais francesa do Canadá

Quebec City Melhores cidades para intercâmbio no CanadáSe você gosta de cidades pitorescas e carregadas de histórias para contar, a cidade de Quebec foi desenhada para você. Fundada no início do século XVII, Quebec é a capital da província de mesmo nome (Quebec). Seu centro histórico, com belas ruas de paralelepípedos ao redor do impressionante Château Frontenac, e as únicas muralhas preservadas da América do Norte, é um Patrimônio Mundial da UNESCO. Ao total, são 37 locais históricos espalhados pela cidade e seus arredores.

Mas a cidade é muito mais do que um museu a céu aberto. Não faltam opções para quem aprecia cultura, gastronomia, e uma vida noturna enérgica. Ela é especialmente conhecida por seu colorido Carnaval de Inverno que acontece anualmente durante fevereiro, e, também, por seu cenário musical.  

É frio que você quer? Entre dezembro e fevereiro, a província costuma registrar uma média de apenas 20 dias com temperaturas acima de zero grau! Ainda bem que a cidade é super bem preparada para as gélidas temperaturas.

Como em Quebec não existe metrô, o ônibus é a alternativa para o transporte público. Mas, como na maior parte do Canadá, o sistema costuma ser bastante pontual e atender todas as regiões.

Um destaque da cidade do Quebec são as oportunidades de trabalho, que são amplas. Além do quê, a cidade possui uma das mais baixas taxas de desemprego do país.

E se você pensa em estudar em Quebec, tenha em mente que, apesar de ter o inglês como um dos idiomas, 80% da cidade fala francês. Oh, la la! Parlez-vous français?

Prepare-se para curtir bastante uma das melhores cidades para intercâmbio no Canadá.

Quebec é como uma viagem ao passado – e, quem sabe, a cidade fará parte de seu futuro!  

Universidade destaque:

Entre as mais notáveis universidades em Quebec estão a Universidade de Laval (classificadas como 378º no QS 2018) e a Université du Québec (501-550). A cidade também abriga a mais antiga instituição educacional para mulheres na América do Norte, o Convento das Ursulinas. Vale lembrar que o idioma utilizado na maioria das universidades do Quebec é o francês.

Número de universidades classificadas pelo QS* 2
Instituição melhor classificada Laval University (378th)
População 806,000
Classificação de empregabilidade 108th
Classificação de acessibilidade 71st
Classificação no ponto de vista do estudante 137th

Raio-x:

Província: Quebec

Idioma: francês/inglês

Clima: 

 

Principais atrações: Vieux-Québec, Château Frontenac, Terrasse Dufferin, Quartier Petit Champlain, Place Royale, Notre-Dame-des-Victoires, Observatoire de la Capitale, Chatêau Frontenac, Hôtel du Parlement, Basílica Notre-Dame-des-Victoires de Quebec, Citadelle, Musée National Des Beaux-Arts Du Québec, Fortificações de Quebec e Plaines d’Abraham.  

Gostou de conhecer um pouquinho mais sobre as melhores cidades para intercâmbio no Canadá?

E lembre-se: se a frase “quero morar no Canadá!” já passou pela sua cabeça, converse com a 3RA Intercâmbio! Fazer um curso no Canadá pode ser a porta de entrada para realizar este sonho. São várias opções de programas de estudos, com diferentes objetivos. Neste texto, a gente fala sobre as vantagens de poder contar com uma agência especializada em seu plano Canadá.

 

 

 

motivos para estudar no Canadá

Veja apenas alguns motivos para estudar no Canadá

O Canadá tem despontado nos últimos anos como um dos principais destinos de estudantes internacionais de todo o mundo. E não é difícil entender as razões que geraram o aumento nesta procura.  O país é lindo, repleto de belezas naturais e pontos turísticos. Além disso, o povo canadense é conhecido por ser acolhedor e receptivo a outras culturas.

Soma-se a isso também o fato de que ele tem aparecido no topo do ranking de várias pesquisas internacionais que levam em consideração quesitos como educação, segurança e qualidade de vida. Dito isso, quem não gostaria de estudar no país? 

Se você também está considerando esta possibilidade, nós vamos dar aquela mãozinha e explicar melhor alguns dos inúmeros motivos para estudar no Canadá.

Veja abaixo:

Por que os brasileiros escolhem estudar no Canadá?

Eletronic Travel Authorization

Muitos são os motivos que contribuem para que inúmeras pessoas escolham estudar no Canadá. Entre eles está a facilidade que o país criou para brasileiros que pretendem ir para o país a turismo ou apenas para fazer um curso de curta duração (até 24 semanas), o eTA.

Para quem não sabe, eTA significa eletronic travel authorization ou autorização eletrônica de viagem – em português. Ele substitui o antigo visto de turista para quem for entrar no país por via aérea e cumprir um dos requisitos: Ter um visto americano válido ou um visto canadense aprovado nos últimos dez anos. O processo de solicitação é bem mais rápido e menos burocrático. Além disso, a taxa é de apenas CAD$7 e a resposta normalmente sai em até 72 horas. 

Lembramos que se o programa de estudos escolhido tiver uma duração superior a 24 semanas, será preciso solicitar o visto de estudante normalmente. Para dúvidas sobre vistos e imigração, recomendamos a nossa parceira Immi Canada ([email protected]).

Multiculturalismo

O Canadá é um país multicultural que recebe pessoas de todos os cantos do mundo. Além disso, ele também é considerado um país amigável, que respeita e tolera toda e qualquer manifestação cultural. Essa característica vem desde a década de 70, quando o então primeiro ministro Pierre Trudeau adotou uma política multicultural com o objetivo de promover a igualdade racial, a compreensão e o respeito entre as mais diferentes culturas. Sua ideia era desenvolver uma comunidade unida e em paz. 

Só para se ter uma ideia, ao andar pelas ruas de downtown Vancouver é possível perceber que existe uma concentração de culturas asiáticas. São vários os restaurantes de comida chinesa e japonesa. Porém, todas as nacionalidades podem ser encontradas por lá. Já em Toronto, a diversidade cultural é ainda maior. Há uma imensa variedade de restaurantes de todo o mundo, somando cerca de 8 mil ao todo. Praticamente uma volta ao mundo em uma única cidade! 

Belezas naturais

E é claro que quem decide estudar no Canadá também quer sair um pouco das salas de aula e aproveitar para conhecer locais belíssimos, certo? Afinal, nada melhor do que unir o útil ao agradável: Estudar bastante e ainda fazer um pouquinho de turismo. 

No Canadá, você não precisa ir muito longe para ter contato com a natureza e se encantar. A maioria das cidades são arborizadas e valorizam espaços recreativos ao ar livre. São várias praças e parques espalhados pelas cidades com brinquedos para as crianças e quadras poliesportivas para toda a família se divertir.

Além disso, o Canadá tem estações do ano bem definidas e é possível curtir um pouco de cada uma delas sem passar muito frio. As casas, transporte e estabelecimentos comerciais são preparados para o inverno. As opções de passeios são muitas e em todas as estações do ano é possível curtir as cidades.

No Outono, as cidades ficam lindas com tapetes de folhas vermelhas. No inverno, a prática de esportes no gelo é o que desperta a curiosidade dos estudantes brasileiros.

Já na primavera, as cidades ficam mais coloridas e encantadoras. No Verão, a temporada de praias, lagos e piscinas ganha o coração dos estudantes. 

Sem contar as inúmeras atrações turísticas e viagens maravilhosas como Niagara Falls, Joffre Lakes, Rocky Mountains, Whistler, entre outras. Tudo isso torna a experiência de estudar no Canadá ainda mais proveitosa!

Outros motivos para estudar no Canadá: Segurança, educação e qualidade de vida

Segurança

A segurança, sem dúvidas, é uma das características preferidas dos brasileiros que chegam para estudar no Canadá. Os índices de violência são baixos e sensação de andar seguro 100% do tempo faz o coração bater mais forte pelo país. 

Qualidade de vida

Todos os anos, várias cidades do Canadá aparecem entre os primeiros lugares dos rankings das melhores cidades para se viver no mundo. Em 2018, por exemplo, a pesquisa da consultoria Mercer apontou que a cidade de Vancouver, em British Columbia, está na quinta colocação do total de 450 cidades pesquisadas em todo o mundo.

Alguns dos quesitos utilizados nesta pesquisa foram: ambiente político, social, econômico, sociocultural, condições de saúde pública, educação, recreação, habitação e bens de consumo.

Nesta mesma pesquisa, Toronto aparece em décimo sexto lugar. Já Ottawa e Montreal, em décimo nono lugar e vigésimo primeiro lugar respectivamente. Ou seja, o Canadá está repleto de cidades com ótimos resultados em qualidade vida. E viver em um local desses, mesmo que por um período de tempo determinado, é  um verdadeiro privilégio, não é mesmo? 

Educação

O Canadá aparece na décima colocação entre 36 países no quesito educação. O dado é do ranking mundial em educação da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico  (OCDE). 

Segundo a pesquisa – que avalia o desempenho em leitura, matemática e ciências dos alunos de ensino médio – a média de pontuação dos estudantes canadenses é de 523, ou seja, acima da média proposta pelo OCDE, que é de 486.  

Já em relação ao ensino superior, o controle de qualidade da educação e os altos padrões acadêmicos do Canadá são globalmente reconhecidos. As universidades canadenses investem pesado em tecnologia, laboratórios de ponta e em pesquisas científicas, o que agrega ainda mais valor ao currículo dos alunos. 

Além disso, o índice de empregabilidade dentro no Canadá após a conclusão de um curso pós-secundário é alto. Para os alunos internacionais, o fato de já poder trabalhar 20 horas durante os estudos auxilia nesse quesito. Desta forma, é possível buscar oportunidades antes mesmo da graduação. No entanto, caso pretenda voltar ao Brasil, o estudante terá, além do diploma, uma experiência prática no exterior, o que pode somar muitos pontos em seu currículo. 

Porém, é importante lembrar que nem todos os cursos oferecem permissão de trabalho ao estudante. Cursos de inglês, por exemplo, não dão esse direito ao aluno. Para poder trabalhar as 20h durante o período de estudos, o aluno precisará estar cursando um programa com duração mínima de seis meses, full-time, em uma instituição reconhecida pelo governo, e que ofereça um degree, diploma ou certificado. No site oficial da imigração canadense é possível ter acesso a todos esses requisitos. Recomendamos que você leia atentamente.

Facilidade no processo de imigração

O Canadá é um dos países mais receptivos a imigrantes e conta com vários processos de imigração. Isso faz com que as pessoas que optam por estudar no Canadá fiquem animadas com a possibilidade de continuar no país de maneira definitiva após a conclusão de seus estudos. Alguns até mesmo conseguem a tão sonhada residência permanente antes mesmo da formatura.

Atualmente, a intenção do governo é buscar mão de obra qualificada. Sendo assim, especialistas na área de imigração indicam que o perfil mais desejado é composto por jovens com idades entre 20 e 29 anos, pós-graduados e com nível avançado de inglês. Porém, isso não significa que apenas pessoas com esse perfil conseguem imigrar. Muito pelo contrário. Atualmente, muitas famílias em idades mais avançadas e com filhos também estão buscando esse objetivo. E estudar no Canadá pode ser um grande aliado nos processos de imigração. 

PGWP e Open Work Permit

Por exemplo: Dependendo do programa de estudos, o estudante poderá trabalhar 20 horas por semana no período de aulas, enquanto o cônjuge poderá trabalhar por tempo integral, sem restrição de horas. Além disso, alguns cursos oferecem a possibilidade de aplicar para o Post Graduation Work Permit (PGWP) após a graduação.

O PGWP é uma permissão de trabalho sem restrição de horas e que pode ter validade de até três anos dependendo da duração do curso. Durante este período de open work permit do cônjuge e de PGWP do estudante, ambos podem conseguir um emprego qualificado e que pode ajudar a família a somar pontos no processo de imigração. Há também a possibilidade de se candidatar através de um dos processos provinciais. Por isso, estudar no Canadá tem se tornado uma escolha frequente para muitos brasileiros. (Explicaremos melhor sobre isso no texto que será publicado no sábado, dia 30 de Junho, na Semana da Educação no Canadá)

É importante destacar que nem todos os cursos oferecem a possibilidade de obter a permissão de trabalho após a graduação. Desta forma, é preciso estar atento às características do programa escolhido e da instituição de ensino. De uma maneira geral, em instituições públicas, o programa precisa ser full-time e ter no mínimo oito meses de duração. Já em instituições privadas, é preciso estar matriculado em um programa full-time que conceda pelo menos um degree, como cursos de bacharelado ou mestrado. No site oficial da imigração canadense é possível conferir em detalhes todos os requisitos. É extremamente importante ler com atenção.

(Lembramos que esse texto é apenas um resumo e que cada caso é diferente. Para uma orientação mais detalhada sobre processos de visto e imigração, indicamos a nossa empresa parceira Immi Canada. O email para contato é o [email protected])

Estudar no Canadá: Qual cidade devo escolher?

As cidades do Canadá são muito diferentes entre si. Há opções para todos os gostos e objetivos. Você pode começar o processo de escolha fazendo algumas perguntas para você mesmo. Exemplos: Pretente voltar ao país de origem ou imigrar? Gosta de frio? Dias chuvosos e cinzas te incomodam?

Entre as cidades mais populares na escolha dos brasileiros, estão:

  • Vancouver – pelo clima mais ameno e natureza exuberante;
  • Toronto – por ser uma cidade cosmopolita e com muitas oportunidades;
  • Winnipeg – pelo custo de vida mais acessível;
  • Montreal – pelo idioma francês e atividades culturais;

No entanto, o Canadá é um país bem grande. Por isso, uma boa pesquisa sobre as cidades e províncias poderá te ajudar a tomar esta decisão. 

Algumas curiosidades sobre o Canadá

  • A capital do Canadá é Ottawa. Ela é segunda cidade mais fria entre as capitais do mundo.
  • Geograficamente falando, o Canadá conta com dez províncias e três territórios. Ele é o segundo maior país do mundo.
  • O Canadá tem a quarta densidade populacional mais baixa do mundo. São apenas três pessoas por quilômetro quadrado.
  • Metade do território canadense é coberto por florestas. O país também tem mais lagos do que qualquer outro do mundo. No total, 9% de toda a água doce do planeta está no Canadá.
  • Depois de Paris, Montreal é a segunda maior cidade de língua francesa do mundo.
  • O Canadá é aberto a imigrantes e foi constatado que quase metade da população nasceu em outros países.
  • A expectativa média de vida de quem mora no Canadá é de 81,16 anos.

E se você quer saber mais sobre o país e pretende estudar no Canadá conte com a 3RA Intercâmbio. O caminho pode ficar mais fácil com o auxílio de quem é especialista no assunto.