3RA Intercâmbio

Dicas: Como fazer o seu intercâmbio de inglês ser mais proveitoso

40 Shares

Todo mundo sabe que a melhor opção para quem quer aprender inglês é fazer um intercâmbio. Porém, apenas estar no país não vai lhe fazer ficar fluente da noite para o dia. É preciso muita dedicação e estudo. Por isso, pensando em lhe ajudar a aproveitar ao máximo a sua temporada no exterior, nós conversamos com os parceiros da ILSC e separamos três dicas valiosas para que você volte para o Brasil com o inglês na ponta da língua!

1) Envolva-se em atividades culturais

De acordo com a Brazilian Marketing Coordinator da ILSC, Márcia Alves, uma das melhores maneiras de aproveitar ao máximo o período no país é envolver-se em atividades culturais. “Em todos os centros da ILSC no mundo nós nos preocupamos em oferecer atividades diariamente para que o aluno tenha a oportunidade de conhecer novas pessoas e também a cidade em que está. Nós também gostamos de oferecer atividades voluntárias. Desta forma o intercambista pode sempre conhecer a cultura do país”, disse.

2) Estude bastante e vença a timidez

Para Márcia, vencer a timidez vai se tornando cada vez mais fácil a medida que o estudante vai ganhando confiança no idioma, já que a vergonha muitas vezes é resultado da falta de vocabulário e gramática. “Quando o aluno começa a estudar e descobrir a língua, tudo muda para ele. Nós aqui na ILSC oferecemos a transformação através do aprendizado da língua, ou seja, ao aprender o idioma, um mundo novo se abre para o estudante: um mundo de oportunidades, um mundo profissional, um mundo de amizades e experiências”, falou.

Ainda de acordo com ela, para que o aprendizado seja mais rápido e a timidez vá embora de vez, a dica é estudar bastante. “Estude principalmente vocabulário e gramática, e utilize toda e qualquer oportunidade para a exposição da língua, como estar entre amigos, ler livros, ir ao cinema, ler jornal e revista… Fazendo tudo isso, rapidamente você vai estar mais confiante em falar inglês”, recomendou.

3) Abra-se para outras culturas e evite falar português

Segundo Márcia, o intercambista precisa abrir-se para novas culturas. “Seja curioso, experimente comidas e hábitos diferentes e naturalmente você terá amigos de vários países, inclusive do Brasil”, revelou.

Para Márcia, um dos grandes desafios do intercambista atualmente é se “desligar” um pouco do Brasil. “Com as mídias sociais, muitos estudantes que se propõe a viver esta experiência acabam vivendo muito em função do Brasil e das comunidades brasileiras de vários canais. Não acredito ser um fator totalmente negativo, mas percebo que estes acabam formando um Brasil fora do Brasil e não se adaptam a cultura local. Manter a cultura brasileira é algo maravilhoso, mas acho importante no processo de adaptação a compreensão da cultura local, ou seja, um reconhecimento da mesma. Caso contrário, o estudante nunca vai conhecer esta nova cultura”, destacou.

Se você seguir todas essas dicas, com certeza estará fluente no idioma rapidinho. De acordo com Márcia, normalmente cada mês de intercâmbio de inglês equivale a no mínimo três meses de cursinho no Brasil, já que no Canadá, por exemplo, o aluno estará imerso na língua. “No Brasil muitas pessoas estudam inglês ‘em português’, ou seja, estão em uma sala de inglês, mas falam português durante a aula, ou a gramática é explicada em português”, contou.

Ainda segundo Márcia, no Canadá em especial, os benefícios são muitos. “Especialmente por estar em um país tão multicultural, o estudante tem a oportunidade não só de estudar a língua, mas aprender uma cultura diversificada e que ao mesmo tempo é famosa por ser tão igualitária. Na verdade, o estudante compra o pacote de línguas, mas recebe um pacote muito maior já que a vivência no período de intercâmbio não tem preço. Só quem se permite viver esse tipo de experiência sabe a diferença que faz”, finalizou.

Clique aqui para estudar inglês no Canadá