3RA Intercâmbio

Conheça Victoria, a capital de British Columbia

174 Shares

Famosa pelos seus floridos jardins, Victoria é a capital de British Columbia, localizada ao sul da Ilha de Vancouver, a cerca de 25 km da cidade de Vancouver.  Por conta da arquitetura, tradições culturais preservadas e seus ônibus de dois andares, Victoria é considerada a cidade mais Britânica fora do Reino Unido. Além disso, estar em uma ilha faz a cidade ainda mais charmosa.

A principal renda de Victoria é o turismo, recebendo em média 3.65 milhões de pessoas por ano, que injetam mais de um bilhão de dólares na economia local. A cidade também recebe benefícios econômicos da sua proximidade ao Canadian Forces Base Esquimalt, a principal base marítima militar no Pacífico. 

Principais atrações

O parque Beacon Hill é o principal espaço verde da cidade. Com área de 75 hectares é possível encontrar inúmeros campos de jogo, jardins, exóticas espécies de plantas e animais, assim como pavões que fazem parte de um pequeno zoo também localizado no parque. Outra coisa super bacana para se fazer no Beacon Hill é piquenique, aproveitando a vista maravilhosa do Estreito de Juan de Fuca (fronteira com os Estados Unidos) e das Montanhas Olímpicas.

O Prédio do Parlamento é onde a assembléia legislativa da província está alocado. O edifício, porém, não se destaca apenas como sede política, mas como um dos marcos turísticos da cidade. Inaugurado em 1898, o prédio tem arquitetura neo-barroca, fachada de 152 metros e uma cúpula central com a estátua de bronze do general George Vancouver, toda coberta a ouro. Ao longo da semana são oferecidas visitas guiadas gratuitas para visitantes. É um dos lugares lindos que existem no Canadá. Quem não conhece vale a pena incluir no roteiro.

O Butchard Gardens é um complexo de 54 hectares, 22 deles abertos para visitantes, que reúne jardins dos mais diferentes tipos, como chinês, italiano e mediterrâneo. Sem contar que as paisagens vão mudando de acordo com cada estação do ano, já que os jardins nunca ficam sem flor, o que muda é só o tipo da planta. Mas, sem dúvida a primavera é a época mais linda e colorida. Os ingressos variam de CAD $18 a 33 dólares, dependendo da estação. Para quem gosta de flores e natureza é sem dúvida um passeio indispensável.

O Empress Fairmont Hotel é muito mais que um hotel, é um dos principais ícones que remetem Victoria a uma cidade britânica. Localizado na parte principal da cidade, na Government Street, ao lado do Parlamento, o hotel deixa qualquer um de queixo caído por causa da arquitetura impecável. O Empress também é conhecido por servir o famoso e tradicional chá das cinco à moda inglesa. O chá acontece na sala de chás do hotel, ambiente que mais parece aqueles ambientes vistos em filmes de época ou nas cidades históricas da Europa. Acompanham o chá vários quitutes também da cozinha britânica, e a louça usada também é toda de época. A experiência custa cerca de 60 dólares por pessoa e precisa ser agendada.

O bairro de Chinatown de Victoria é o mais antigo e conservado de todo o Canadá. Localizado bem próximo do centro da cidade, o acesso é super fácil, dá para chegar andando. Muitas lojas orientais, restaurantes e também história fazem parte dessa parte da cidade.

Outras atrações: Market Square Museu da Estação de Polícia de Victoria, catedral gótica Christ Church, no centro da cidade, museu real da Colúmbia Britânica e Teatro Nacional Geográfico IMAX, também no centro (com exposições sobre os povos indígenas locais, história natural e moderna, entre outros temas). A casa da artista e escritora canadense Emily Carr, o Zoo de insetos de Victoria, o Mundo em Miniatura, a Vila de Pescadores onde você consegue alimentar as focas. Esses são os principais, ainda tem mais coisa para se fazer em Victoria.  Clique aqui e veja uma revista digital produzida pelo governo da cidade com mais detalhes sobre as atrações, acomodação e restaurares de Victoria. 

Como chegar saindo de Vancouver

Por ficar em uma ilha é possível chegar em Victoria via oceano ou avião, sendo a primeira opção o jeito mais econômico. Saindo de Vancouver (downtown) o primeiro passo é pegar o metrô – linha Canada Line – até a estação Bridgeport. Na estação vai descer as escadas e procurar o ponto de ônibus número 4, lá você pode embarcar no ônibus de número 620 indo para o Tsaww Ferry Terminal.

No Terminal Tsawwassen, no distrito de Delta, é o local onde partem os Ferries, espécie de navio que transporta mais de 1.600 passageiros, além de carros, motos e ônibus. O valor da passagem para adultos (+12) custa CAD$16.90, já para crianças com idade entre 5 e 11 anos o valor é de CAD$8.45. Menores de 5 anos viajam de graça. Para quem deseja transportar o carro dentro do Ferry, o valor médio, por veículo, é de CAD$55.40. Motocicleta sai um pouco mais em conta, algo em torno de CAD$27.70.

Os navios saem diariamente das 7am às 9pm com destino ao Terminal de Swart Bay, localizado ao norte de Victoria. À bordo existem restaurantes, cafés, WiFi e até um incrível lounge. A travessia entre o estreito de Geórgia e diversas Ilhas do Golfo já é uma atração à parte, com paisagens belíssimas e a possibilidade de ver a vida marinha em seu habitat natural, como baleias nadando, por exemplo. O trajeto demora cerca de 1 hora e meia. Mais informações em: www.bcferries.com

Ao chegar em Victoria, os passageiros realizam ainda um trajeto via ônibus da estação de Ferry até o centro da cidade. Os veículos 70 ou 72 estarão na porta esperando os passageiros. A viagem até o coração da cidade leva cerca de 40 minutos, lá estarão as principais atrações turísticas.

Durante o verão, vários cruzeiros, que tem como destino final o Alaska, atracam em Victoria. Para quem deseja desfrutar das belezas de Victoria, o ideal é ficar hospedado, pelo menos, um fim de semana na cidade.

Se programe e curta essa super experiência!