3RA Intercâmbio

Como é o transporte público em Vancouver

981 Shares

Vancouver é uma cidade onde o transporte público funciona muito bem. Toda a cidade e região metropolitana recebem uma cobertura excelente, com número generoso de linhas e veículos responsáveis pelo transporte da população. Sem contar a condição dos veículos, a maioria da frota é nova, mas os modelos mais antigos são altamente conservados, todos sempre limpos e sem vandalismo. O sistema é administrado pelo órgão do governo chamado Translink, e conta com ônibus, metrô, trem e balsa.Balsa que atravessa passageiros do centro da cidade para Norte Vancouver e vice-versa. Também conhecido como Seabus

O transporte se diferencia muito do brasileiro. Não só pelos pontos já levantados, mas pela também pela organização e rigidez com que seguem os horários estipulados. Com rede avançada de informação, turistas e moradores de Vancouver podem checar os horários on-line pelo site: www.translink.ca ou no caso da rede de ônibus por mensagem de texto. Você envia mensagem para o número 33333 e no campo para escrever o texto você digita o número do ponto de ônibus. Pronto, em menos de um minuto você terá a programação dos próximos veículos que vão passar naquele ponto e em qual horário. Também existem aplicativos de celular que mostram ao vivo onde os ônibus estão, como o Radar e ezRide Vancouver.

Questão que também merece destaque é acessibilidade dos meios de transporte. Todos os veículos, ônibus, metrô e balsa, estão adaptados para idosos ou quem tem alguma deficiência, seja de mobilidade ou visual. Os veículos também estão aptos a acomodar bicicletas.

Metrô de Vancouver também conhecido como Skytrain, por não ser 100% debaixo da terra.

Valores do bilhete – Aplicáveis para metrô, trem e balsa

Vancouver e região metropolitana são divididas em três zonas, o preço do bilhete para usar o transporte público vai depender da zona de destino de cada passageiro (Com exceção dos ônibus, que contam com a mesma tarifa para todas as regiões – Veja mais detalhes abaixo). Vancouver está na zona 1. Burnaby, New WestMinster, Richmond e Norte Vancouver na zona 2. Já Surrey, Langley e White Rock estão na zona 3. Os valores em dólar canadense são: Zona 1 (2.95), Zona 2 (4.20), Zona 3 (5.70). Nos finais de semana e dias de semana após 18:30 todo mundo paga apenas o valor de 1 zona por bilhete.

Entenda esse mapeamento: se você sair do centro da cidade(zona 1) para Surrey (zona 3), por exemplo, vai pagar o ticket relativo a zona 3 (5.70), mas se você estiver na região de Surrey (zona 3)e for usar o transporte para se locomover dentro da mesma região (Surrey, Langley e White Rock – tudo zona 3), o valor a ser pago é de 1 zona (2.95).

Existe também a opção de comprar o passe mensal e usá-lo quantas vezes quiser no mês vigente. Para quem usa muito o transporte público, essa é a melhor opção. O passe mensal custa: CAD 95,00 – zona 1; CAD 128,00 – zona 2; CAD 174,00 – zona 3. Crianças de 5 a 13 anos, estudantes entre 14 e 19 anos e idosos acima de 65 recebem preços especiais na compra dos bilhetes ou do passe mensal. Crianças com menos de 5 anos estando acompanhadas não pagam.

Valor do ônibus

Desde  o dia 5 de outubro de 2015, uma nova legislação entrou em vigor para o uso de ônibus. Todas as regiões são tarifadas como zona 1 (2.95) – valor normal –  e $1.90 para criança, idosos e cadeirantes. A lei engloba todos os tipos de ônibus:  regular, express, community shuttles e HandyDart services. Já os outros meios de transporte continuam com a mesma tarifação, divididos em três diferente zonas.

Cubic Farebox on Translink bus

Máquina para receber bilhetes ou moedas na entrada dos ônibus.

Compra e validade do bilhete
Para comprar bilhetes individuais a melhor opção são as máquinas encontradas em todas as estações, elas aceitam moedas, cartão de débito ou crédito e notas no valor máximo de 20 dólares. Assim que você realizar o pagamento, será emitido um bilhete, que tem o nome de “Compass Card”. Você precisará passar este cartão na entrada e na saída do SkyTrain e SeaBus e, no caso dos ônibus, apenas uma vez na entrada.  Depois de usado uma vez esse mesmo bilhete vale ainda por 90 minutos. Durante esse tempo você pode reutilizar o mesmo ticket em qualquer uma das opções de transporte público.

Os ônibus também aceitam pagamento na hora, mas só em moeda e não dão troco. Outro fato importante é que, diferente do cartão adquirido nas máquinas, o bilhete comprado no ônibus não pode ser usado nos outros meios de transporte.

 

Via: vancouver.ca e translink.ca